Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Registro completo
Provedor de dados:  Sci. Agrar.Paran. / SAP
País:  Brazil
Título:  Micropropagation of candeia, native species from brazilian cerrado
Micropropagação de candeia, uma espécie nativa do cerrado brasileiro
Autores:  Prudente, Débora de Oliveira
Nery, Fernanda Carlota
Paiva, Renato
Goulart, Vívian Loryane Ávila
Anselmo, Aline Cristini do Nascimento
Data:  2016-10-03
Ano:  2016
Palavras-chave:  Cerrado
Cultura de tecidos
Eremanthus erythropappus (DC.) MacLeish
Espécie florestal.
Resumo:  Candeia (Eremanthus elytropappus) is a native species from Brazilian Cerrado and presenting economic potential for the timber and pharmaceutical industry. However, the ex vitro germination rate of the seeds is considered low. In this context, the objective was to establish a protocol for in vitro germination and multiplication, aiming at the rapid multiplication of the species. For the in vitro germination medium were tested WPM; ½ WPM; ¼ WPM; MS; MS ½ and ¼ MS. In addition, Were Also tested GA3 (0.0; 0.2; 0.4; 0.6; 0.8 mg L-1) and pH levels (4.8, 5.8 and 6.8) in ¼ WPM culture medium. For in vitro multiplication, stem segments were inoculated in ¼ WPM supplemented with BAP (0.0, 1.0, 2.0, 3.0, 4.0 and 5.0 mg L-1). Shoots obtained in vitro were individually and inoculated in WPM ¼ culture, supplemented with IBA (0.0, 1.0, 2.0, 3.0, 4.0 mg L-1) and 1.5 g L-1 of activated carbon for the in vitro rooting. The shoots were transferred to plastic tubes containing Plantmax® for acclimatization. The more efficient culture medium for in vitro germination is ¼ WPM supplemented with 0.56 mg L-1 GA3 and pH 4.8. For multiplication must be used ¼ WPM medium supplemented with 2.8 mg L-1 BAP and 3.1 mg L-1 IBA. The plants showed 70% of ex vitro acclimatization.

Candeia (Eremanthus erythropappus) é uma espécie nativa do Cerrado que apresenta potencial econômico para a indústria madeireira e farmacêutica. Entretanto, a taxa de germinação ex vitro das sementes é considerada baixa. Neste contexto, objetivou-se estabelecer um protocolo para germinação e multiplicação in vitro, visando a rápida multiplicação da espécie. Para a germinação in vitro foram testados os meios de cultura WPM; ½ WPM; ¼ WPM; MS; ½ MS e ¼ MS. Além disso, também foram testadas concentrações de GA3 (0,0; 0,2; 0,4; 0,6; 0,8 mg L-1) e níveis de pH (4,8, 5,8 e 6,8) no meio de cultura ¼ WPM. Para a multiplicação in vitro, segmentos caulinares foram inoculados em meio de cultura ¼ WPM, suplementado com BAP (0,0; 1,0; 2,0; 3,0; 4,0 e 5,0 mg L-1). Brotações obtidas in vitro foram individualizadas e inoculadas em meio de cultura ¼ WPM, suplementado com AIB (0,0; 1,0; 2,0; 3,0; 4,0 mg L-1) e 1,5 g L-1 de carvão ativado para o enraizamento in vitro. As brotações foram transferidas para tubetes contendo Plantmax® para posterior aclimatização. Conclui-se que o meio de cultura mais eficiente para a germinação in vitro de candeia é o ¼ WPM suplementado com 0,56 mg L-1 de GA3, e nível de pH 4,8. Para a multiplicação deve ser utilizado o meio ¼ WPM suplementado com 2,8 mg L-1 de BAP e 3,1 mg L-1 de AIB. As plantas apresentaram 70% de aclimatização ex vitro.
Tipo:  Info:eu-repo/semantics/article
Idioma:  Português
Identificador:  http://e-revista.unioeste.br/index.php/scientiaagraria/article/view/12893

10.1818/sap.v15i3.12893
Editor:  Scientia Agraria Paranaensis
Relação:  http://e-revista.unioeste.br/index.php/scientiaagraria/article/view/12893/10342
http://e-revista.unioeste.br/index.php/scientiaagraria/article/downloadSuppFile/12893/1848
http://e-revista.unioeste.br/index.php/scientiaagraria/article/downloadSuppFile/12893/1849
http://e-revista.unioeste.br/index.php/scientiaagraria/article/downloadSuppFile/12893/1850
http://e-revista.unioeste.br/index.php/scientiaagraria/article/downloadSuppFile/12893/1851
http://e-revista.unioeste.br/index.php/scientiaagraria/article/downloadSuppFile/12893/1852
http://e-revista.unioeste.br/index.php/scientiaagraria/article/downloadSuppFile/12893/1853
Formato:  application/pdf
Fonte:  Scientia Agraria Paranaensis; Vol.15, No 3 (2016); 305-311

1983-1471
Fechar
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional