Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Registro completo
Provedor de dados:  Sci. Agrar.Paran. / SAP
País:  Brazil
Título:  Effect of AMF inoculation on early seedling growth of physic nut from three provenances
Efeito da inoculação com FMA no crescimento inicial em mudas de pinhão manso de três procedências
Autores:  Ajala, Michelle Cristina
Aquino, Noelle Farias de
Horbach, Micheli Angélica
Malvasi, Ubirajara Contro
Malavasi, Marlene de Matos
Data:  2016-03-17
Ano:  2016
Palavras-chave:  Absorção
Fungos micorrízicos arbusculares
Jatropha curcas L
Solarização.
Resumo:  Physic nut is a plant widely cultivated in various regions of tropical America, Asia and Africa that adapts well to arid and degraded soils. This essay aimed to evaluate the effect of arbuscular mycorrhizal fungi (AMF) on solarized substrate for production of seedlings with seeds from states of Pernambuco, Minas Gerais and Mato Grosso do Sul, Brazil. AMF used included a mixture of Clarum glomus, Gigaspora margarita, Scutellospora hterogama and Gigaspora calospora. Treatments consisted of inoculation in that mixture with solarized substrate, non-solarized and control (without inoculation). The results showed that seedlings produced with seeds from Pernambuco had the lowest values for leaf number and the ratio between height and diameter, while those formed with seeds from Mato Grosso do Sul revealed the largest height and diameter. Inoculation with AMF in solarized oxisol red (LV) substrate did not alter morphology of physic nut seedlings produced from seeds of the three provenances tested.

O pinhão-manso é uma espécie cultivada em diversas regiões da América Tropical, Ásia e África que se adapta bem a solos degradados e áridos. Este ensaio objetivou avaliar o efeito da adição de fungos micorrízicos arbusculares (FMAs) em substratos solarizados na formação de mudas formadas com sementes procedentes dos estados de Pernambuco, Minas Gerais e Mato Grosso do Sul. Os fungos utilizados incluíram uma mistura de Glomus clarum, Gigaspora margarita, Scutellospora hterogama, e Gigaspora Calospora. Os tratamentos consistiram da inoculação dessa mistura em substrato solarizado, não solarizado e testemunha (sem inoculação). Os resultados indicaram que mudas produzidas com sementes de Pernambuco apresentaram os menores valores para número de folhas e relação entre altura e diâmetro, enquanto as formadas com sementes oriundas de Mato Grosso do Sul externaram maior altura e diâmetro. A inoculação com FMAs em substrato latossolo vermelho eutroférrico (LVe) solarizado não alterou a morfometria das mudas das três procedências.
Tipo:  Info:eu-repo/semantics/article
Idioma:  Português
Identificador:  http://e-revista.unioeste.br/index.php/scientiaagraria/article/view/10751

10.1818/sap.v15i1.10751
Editor:  Scientia Agraria Paranaensis
Relação:  http://e-revista.unioeste.br/index.php/scientiaagraria/article/view/10751/9518
http://e-revista.unioeste.br/index.php/scientiaagraria/article/downloadSuppFile/10751/1351
Formato:  application/pdf
Fonte:  Scientia Agraria Paranaensis; Vol. 15, No 1 (2016); 43-47

1983-1471
Fechar
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional