Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Registro completo
Provedor de dados:  Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
País:  Brazil
Título:  Influência da administração de extratos de duas plantas calcinogênicas sobre a fertilidade de ratos
Autores:  Mello,J.R.B.
Langeloh,A.
Habermehl,G.
Krebs,H.C.
Bastos,F.C.
Data:  1999-10-01
Ano:  1999
Palavras-chave:  Planta tóxica
Planta calcinogênica
Infertilidade
Solanum malacoxylon
Nierembergia veitchii
Resumo:  Investigou-se o efeito de extratos aquosos de Solanum malacoxylon (Sendter) Solanaceae (SM) (sin.: S. glaucophyllum) e Nierembergia veitchii (Hook) Solanaceae (NV), plantas calcinogênicas encontradas no Brasil, sobre a reprodução de ratos e sobre suas progênies. No experimento 1, ratos e ratas Wistar, em número variável conforme o grupo, receberam por via oral, durante os 40 dias anteriores ao acasalamento, extrato aquoso de ambas as plantas em dosagem equivalente à administração diária de 10,9g×kg-1 de planta seca. Os resultados foram comparados com os de um grupo tratado diariamente com vitamina D3 (3,0mg×kg-1) e com os de um grupo-controle (salina). No experimento 2, ratas prenhes receberam, por via oral, três diferentes doses dos extratos de ambas as plantas (equivalente à administração diária de 5,4; 10,9 e 21,7g×kg-1 de planta seca), durante toda a gestação. Os resultados foram comparados com três grupos tratados com vitamina D3 (0,75; 2,25 e 3,75mg×kg-1) e um grupo-controle (salina). Quando administradas antes da gestação, o ganho de peso das fêmeas e a fertilidade foram reduzidos nos grupos tratados com SM (11%) e vitamina D3 (11%). No grupo tratado com NV, a fertilidade também foi reduzida (25%), mas o desenvolvimento ponderal durante o tratamento não foi afetado. Nos grupos tratados com SM e vitamina D3 anterior à gestação, o número de filhotes por ninhada foi reduzido, assim como o seu peso ao nascer. Características de desenvolvimento e desempenho físico dos filhotes não foram afetados em nenhum dos grupos. O tratamento das fêmeas com extrato aquoso de SM durante a gestação causou redução significativa e dose-dependente nas características reprodutivas estudadas. O mesmo foi observado com as fêmeas tratadas com vitamina D3. Com o extrato aquoso de NV não foram observadas reduções nas taxas reprodutivas, quando as fêmeas foram tratadas durante a gestação. Com as doses 10,9 e 21,7g×kg-1 de NV foram observadas anomalias morfológicas fetais (2,3 e 0,1%, respectivamente), também presentes nos filhotes de fêmeas tratadas com vitamina D3 (2,25mg×kg-1). A presença de vitamina D3 e seus metabólitos nas plantas calcinogênicas provavelmente é responsável pela infertilidade observada, não somente devido à toxicidade sistêmica, mas também devido aos seus efeitos específicos sobre o aparelho reprodutor.
Tipo:  Info:eu-repo/semantics/article
Idioma:  Português
Identificador:  http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09351999000500011
Editor:  Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária
Relação:  10.1590/S0102-09351999000500011
Formato:  text/html
Fonte:  Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia v.51 n.5 1999
Direitos:  info:eu-repo/semantics/openAccess
Fechar
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional