Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Registro completo
Provedor de dados:  Ciência e Agrotecnologia
País:  Brazil
Título:  Teor de proteína no metabolismo do nitrogênio e da energia em suínos durante o crescimento
Autores:  Oliveira,Vladimir de
Fialho,Elias Tadeu
Lima,José Augusto Freitas
Bertechini,Antônio Gilberto
Freitas,Rilke Tadeu Fonseca de
Data:  2005-08-01
Ano:  2005
Palavras-chave:  Nutrição e dejetos
Balanço de nitrogênio
Suinocultura
Resumo:  O experimento foi realizado no DZO/UFLA com o objetivo de avaliar os efeitos do teor de proteína bruta no metabolismo do nitrogênio e energia em suínos durante o crescimento. Foram utilizados 12 suínos machos castrados, alojados individualmente em gaiolas de estudo de metabolismo e os tratamentos utilizados consistiram de rações isoenergéticas e isolisínicas, formuladas segundo o conceito de proteína ideal, para atender os teores de proteína bruta 16, 14, 12 e 10% . A quantidade de ração fornecida foi 3,5 vezes a energia de manutenção, calculada como 106 kcal de EM/kgPV0,75 e ajustada diariamente de acordo com o ganho de peso esperado. O experimento foi realizado em dois períodos consecutivos de 12 dias . Os sete primeiros dias foram utilizados para adaptação dos animais e os cinco dias restantes para coleta total de fezes e urina. O delineamento experimental foi o changeover balanceado em dois períodos. Com a redução do teor de proteína bruta, o nitrogênio excretado diminui linearmente (P<0,01). Verificou-se que a cada ponto percentual de redução no teor de proteína da ração, 10,8% menos nitrogênio é eliminado na urina. Houve redução linear (P<0,01) na retenção de nitrogênio com o decréscimo de proteína da ração. A eficiência de utilização do nitrogênio consumido aumentou proporcionalmente com a redução do conteúdo de proteína. Os coeficientes de metabolização das rações foram semelhantes (P>0,05), mas a relação entre energia metabolizável e digestível foi inversamente proporcional à concentração de proteína das rações experimentais. Conclui-se que a redução do teor de proteína diminui a retenção de nitrogênio, mas reduz a excreção e aumenta a eficiência de utilização do nitrogênio ingerido.
Tipo:  Info:eu-repo/semantics/article
Idioma:  Português
Identificador:  http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542005000400020
Editor:  Editora da Universidade Federal de Lavras
Relação:  10.1590/S1413-70542005000400020
Formato:  text/html
Fonte:  Ciência e Agrotecnologia v.29 n.4 2005
Direitos:  info:eu-repo/semantics/openAccess
Fechar
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional