Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 16
Primeira ... 1 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Avaliação agronômica de seis híbridos de sorgo (Sorghum bicolor (L.) Moench) Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Molina,L.R.; Gonçalves,L.C.; Rodriguez,N.M.; Rodrigues,J.A.S.; Ferreira,J.J.; Ferreira,V.C.P..
Foram determinadas as produções de matéria seca (MS) e de matéria natural (MN), as proporções de colmo, folhas e panícula em seis híbridos de sorgo, em plantas com o grão em estádio leitoso/pastoso. Usou-se um delineamento inteiramente ao acaso, com quatro repetições por tratamento (híbrido). A altura dos híbridos variou de 1,0 a 2,7m e a correlação entre altura da planta e porcentagem de acamamento foi de 0,27. A porcentagem de MS do colmo variou de 20,8 a 29,4 e a correlação entre MS no colmo e altura da planta foi de 0,31. Altura e porcentagem de MS do colmo não influenciaram o percentual de acamamento. A produção de MS variou de 4,47 a 7,86 t/ha e a de MN de 13,4 a 31,1 t/ha. A porcentagem de colmo variou de 40,5 a 67%, a de folhas de 12,1 a 21,6%, e a...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Sorgo; Avaliação agronômica.
Ano: 2000 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352000000400017
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Avaliação da silagem de sete genótipos de sorgo [(Sorghum bicolor (L) Moench)]. I. Características agronômicas Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Brito,A.F.; Gonçalves,L.C.; Rodrigues,J.A.S.; Rocha Júnior,V.R.; Borges,I.; Rodriguez,N.M..
Foram utilizados quatro genótipos de sorgo de porte alto, colmo suculento e com açúcar, BR601, CMSXS156 × CMSXS607, BR506 e CMSXS156 × CMSXS506, e três de porte baixo, colmo seco e sem açúcar, CMSXS156 × CMSXS227, CMSXS156 e CMSXS227, colhidos no estádio de grão leitoso/pastoso, com o objetivo de avaliar o número de plantas por hectare (NP/ha), as produções de matéria verde (MV) e de matéria seca (MS) em t/ha, as percentagens de colmo (%COL), de folha (%FOL), de panícula (%PAN) e de folhas mortas (%FM) em relação à planta inteira, à altura e à percentagem de acamamento das plantas (%ACM). Houve grande variação no NP/ha nos diferentes genótipos avaliados. As produções de MS foram de 8,6 t/ha para os genótipos de porte alto e de 4,4 t/ha para os de porte...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Sorgo; Silagem; Característica agronômica.
Ano: 2000 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352000000400018
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Avaliação da silagem de sete genótipos de sorgo [(Sorghum bicolor (L) Moench)]. II. Padrão de fermentação Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Brito,A.F.; Gonçalves,L.C.; Rodrigues,J.A.S.; Rocha Jr.,V.R.; Rodriguez,N.M.; Borges,I..
Foram utilizados quatro genótipos de sorgo de porte alto, colmo suculento e com açúcar e três de porte baixo, colmo seco e sem açúcar com o objetivo de determinar as percentagens de matéria seca (MS), proteína bruta (PB), nitrogênio amoniacal em relação ao nitrogênio total (N-NH3/NT), pH e carboidratos solúveis em álcool (CHOS). O sorgo CMSXS156, de porte baixo, apresentou, o maior teor de MS (33,6%) aos 28 dias de ensilagem. Os genótipos de porte baixo tiveram em média 8,8% de PB e os de porte alto 5%, diferença provavelmente devida à maior proporção de folhas e panícula nos de porte baixo. O pH médio das silagens aos 56 dias de fermentação foi de 3,6 e variou de 3,5 a 3,8, e o teor médio de N-NH3/NT nesse mesmo período foi de 5,3%, mostrando que as...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Silagem; Sorgo; Carboidratos solúveis; Matéria seca; Proteína bruta.
Ano: 2000 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352000000500015
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Avaliação da silagem de sete genótipos de sorgo (Sorghum bicolor (L) Moench). III. Valor nutritivo Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Brito,A.F.; Gonçalves,L.C.; Rodrigues,J.A.S.; Rocha Jr.,V.R.; Borges,I.; Rodriguez,N.M..
Foram estudadas as silagens de quatro genótipos de sorgo de porte alto, colmo suculento e com açúcar e três de porte baixo, colmo seco e sem açúcar com o objetivo de estudar fibra em detergente neutro (FDN), fibra em detergente ácido (FDA), hemicelulose, celulose, lignina e digestibilidade in vitro da matéria seca (DIVMS). A percentagem média de FDN foi de 63,3% para os sorgos de porte alto e 65,5% para os de porte baixo. Os valores de FDA variaram de 33,1 a 35,7% no material original e de 30,1 a 34,3% aos 56 dias de ensilagem. Houve redução nos teores de hemicelulose com o avanço do processo fermentativo indicando sua utilização como fonte adicional de carboidratos. Observou-se variação nos conteúdos de celulose ao longo da fermentação em alguns dos...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Silagem; Sorgo; Composição química; DIVMS.
Ano: 2000 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352000000500016
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Avaliação de sete genótipos de sorgo (Sorghum bicolor (L.) Moench) para produção de silagem. I- Características agronômicas Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Rocha Jr.,V.R.; Gonçalves,L.C.; Rodrigues,J.A.S.; Brito,A.F.; Rodriguez,N.M.; Borges,I..
Algumas características agrônomicas importantes para produção de silagens foram avaliadas em sete genótipos de sorgo de portes alto, médio e baixo. Determinaram-se as produções de matéria verde e matéria seca em toneladas/hectare. Separaram-se folhas, colmo e panícula e determinaram-se as porcentagens de cada um desses componentes em relação à planta inteira. A altura e a população de plantas, a porcentagem de folhas mortas e a porcentagem de acamamento foram avaliadas no momento do corte. As porcentagens de colmo, folhas e panícula variaram, respectivamente, de 45,5 a 83,8%, 6,8 a 32,6% e 9,3 a 35,1%. As folhas mortas oscilaram de 20,0 a 63,3%. A altura da planta apresentou correlação significativa com a produção de matéria seca, com a proporção de colmo...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Sorgo; Colmo; Folhas; Panícula; Matéria seca.
Ano: 2000 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352000000500017
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Avaliação de sete genótipos de sorgo (Sorghum bicolor (L.) Moench) para produção de silagem. II- Padrão de fermentação Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Rocha Jr.,V.R.; Gonçalves,L.C.; Rodrigues,J.A.S.; Brito,A.F.; Borges,I.; Rodriguez,N.M..
Para avaliar a qualidade das silagens de sete genótipos de sorgo, de diferentes portes e suculência do colmo, cortados aos 102 dias de idade, foram estudados os padrões de fermentação após 7, 14, 28 e 56 dias de ensilagem. Observou-se correlação entre os teores de matéria seca e de suculência do colmo, sendo os genótipos de colmo seco superiores aos de colmo suculento. Aos 56 dias de fermentação a variação foi de 23,1 a 36,1%. O pH das silagens dos sete tipos de sorgo já estava estabilizado aos sete dias de ensilagem e aos 56 dias oscilou de 3,5 a 4,3. Os sorgos de porte alto e colmo suculento apresentaram os maiores teores de carboidratos solúveis, que variaram de 4,0 a 17,2% no material original. No período final da ensilagem a variação no teor de ácido...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Sorgo; Silagem; Padrão de fermentação.
Ano: 2000 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352000000500018
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Avaliação de sete genótipos de sorgo (Sorghum bicolor (L.) Moench) para produção de silagem. III- Valor nutricional Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Rocha Jr.,V.R.; Gonçalves,L.C.; Rodrigues,J.A.S.; Brito,A.F.; Borges,I.; Rodriguez,N.M..
Foram estudadas a digestibilidade in vitro da matéria seca (DIVMS), a proteína bruta e os componentes da parede celular de sete genótipos de sorgo de diferentes portes e suculência do colmo para produção de silagem. A colheita do material a ser ensilado foi realizada durante o estádio de grão leitoso/pastoso, com 102 dias de idade. Na ensilagem utilizaram-se silos de laboratório, feitos de PVC. Os silos foram abertos após 7, 14, 28 e 56 dias de fermentação. O teor de PB oscilou de 4,8 a 9,1% entre os diferentes tipos de sorgo. A altura da planta não retratou a proporção de grãos e principalmente a digestibilidade do material, já que os dois sorgos de porte médio apresentaram as mais altas porcentagens de panícula e os menores valores de DIVMS. A correlação...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Sorgo; Silagem; Digestibilidade da matéria seca; Proteína; Parede celular.
Ano: 2000 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352000000600013
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Desaparecimento in situ da matéria seca, proteína bruta e fração fibrosa das silagens de híbridos de sorgo (Sorghum bicolor (L). Moench) Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Serafim,M.V.; Borges,I.; Gonçalves,L.C.; Rodriguez,N.M.; Rodrigues,J.A.S..
Avaliou-se a digestibilidade in situ de três variedades de sorgo, utilizando-se três bovinos machos, mestiços de Holandês × Zebu, fistulados no rúmen. Os períodos de incubação utilizados foram 6, 12, 24, 48, 72 e 96h. No período de incubação de 96h, o desaparecimento da matéria seca (MS) foi de 70,8, 66,1 e 67,9% para os híbridos BR303, BR601 e BR700, respectivamente. Nas outras frações o desaparecimento no período de 96h foi de: proteína bruta 73,4, 63,9 e 59,0%; fibra em detergente neutro 57,6, 53,8 e 52,7%; fibra em detergente ácido, 57,7, 53,0 e 53,0%; celulose, 64,0, 58,8 e 58,2%, hemicelulose, 57,4, 54,8 e 52,3%, respectivamente para os híbridos BR303, BR601 e BR700. Os maiores valores para o híbrido 303 provavelmente se devem à sua maior porcentagem...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Silagem; Sorgo; Rúmen; Degradabilidade in situ.
Ano: 2000 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352000000600014
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Influência da aplicação de gesso na produção de matéria seca, na relação nitrogênio: enxofre e concentrações de enxofre, cobre, nitrogênio e nitrato em pastagens de Brachiaria decumbens Stapf Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Guedes,L.M.; Graça,D.S.; Morais,M.G.; Antunes,R.C.; Gonçalves,L.C..
Em solo classificado como latossolo vermelho-amarelo, de pH igual a 5,2, foram estudados o efeito da adição crescente do gesso agrícola (CaSO4.2H2O) nos níveis de 0 t/ha (T); 0,5 t/ha (TA); 1,0 t/ha (TB) e 1,5 t/ha (TC), combinados com a aplicação de 20kg/ha de nitrogênio sob a forma de uréia mais 80kg de K2O/ha sob a forma de cloreto de potássio, sobre a produção de matéria seca (MS) da Brachiaria decumbens Stapf, no período de janeiro a dezembro. O delineamento experimental foi o de blocos ao acaso, com quatro repetições. Foram realizados três cortes (após 77, 133 e 341 dias do início do experimento) para determinar a produção de matéria seca/ha e as concentrações de enxofre (S), nitrogênio (N), cobre (Cu) e nitrato na forrageira. Observou-se que a...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Braquiária; Gesso agrícola; Enxofre; Cobre; Nitrato.
Ano: 2000 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352000000500019
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Influência da dieta sobre o desaparecimento in situ da matéria seca, da matéria orgânica e da fibra em detergente neutro do bagaço de cana-de-açúcar auto-hidrolisado Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Borges,I.; Gonçalves,L.C.; Morais,M.G.; Zeoula,L.M.; Franco,G.L..
Utilizaram-se seis carneiros sem raça definida, adultos, castrados e portadores de cânula permanente de rume do tipo "T", para estudar os efeitos de duas dietas (T1 = 64% de bagaço de cana-de-açúcar auto-hidrolisado + 36% de caroço de algodão integral e T2 = 14% de bagaço de cana-de-açúcar auto-hidrolisado + 36% de caroço de algodão integral + 50% de feno de aveia) sobre o desaparecimento in situ da matéria seca (MS), da matéria orgânica (MO) e da fibra em detergente neutro (FDN) do bagaço de cana-de-açúcar auto-hidrolisado (BAH). Os tempos de incubação dos alimentos utilizados foram de 3, 6, 9, 12, 24, 48 e 72 horas. Observou-se que a dieta que continha feno de aveia apresentou os maiores índices de desaparecimento só para a FDN. A degradação máxima dos...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Ovino; Cana-de-açúcar; Bagaço hidrolizado; FDN; Degradabilidade in situ.
Ano: 2000 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352000000300012
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Porcentagem, perda e digestibilidade in vitro da matéria seca das silagens de 20 genótipos de sorgo Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Pesce,D.M.C.; Gonçalves,L.C.; Rodrigues,N.M.; Borges,I.; Rodrigues,J.A.S..
O objetivo do experimento foi avaliar a digestibilidade in vitro da matéria seca das silagens de 20 genótipos de sorgo, ensilados aos 104 dias de idade em silos de PVC, com 10cm de diâmetro e 40cm de comprimento. Os silos foram abertos 150 dias após a ensilagem para determinação dos teores e perdas de matéria seca (MS), e da digestibilidade in vitro da matéria seca (DIVMS). As diferenças foram verificadas pelo teste SNK e o delineamento experimental adotado foi o inteiramente ao acaso, com três repetições por tratamento. Os teores de MS das silagens variaram de 23,7% a 31,8%, e todas elas apresentaram pequenas perdas de MS. Não houve diferença entre as silagens dos vinte genótipos quanto aos teores de MS e perdas de MS, mas houve diferença na DIVMS. Os...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Sorgo; Silagem; Digestibilidade; Matéria seca.
Ano: 2000 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352000000300014
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Silagem de sorgo de porte baixo com diferentes teores de tanino e de umidade no colmo. II - Alterações nos carboidratos durante a fermentação Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Borges,A.L.C.C.; Gonçalves,L.C.; Nogueira,F.S.; Rodriguez,N.M.; Borges,I..
Foram estudadas silagens de quatro híbridos de sorgo, com diferentes teores de umidade no colmo combinados com teor alto ou baixo de tanino, feitas em silos de laboratório de tubos "PVC", lacrados com fita crepe e dotados de uma válvula tipo "Bunsen". Usaram-se 24 tratamentos com quatro repetições cada, sendo quatro híbridos (T1=colmo suculento e baixo tanino, T2=colmo seco e baixo tanino, T3=colmo seco e alto tanino, T4= colmo suculento e alto tanino) combinados com seis tempos para abertura do silo, sendo o primeiro tempo antes de ensilar (P1), seguido de 1, 7, 14, 28 e 56 dias de ensilagem. Foram determinados os teores de carboidratos solúveis em álcool, de amido e de carboidratos estruturais. Adotou-se um esquema fatorial 4×6 e utilizou-se o teste de...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Silagem; Sorgo; Tanino; Carboidratos; Fermentação.
Ano: 1999 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09351999000500016
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Silagem de sorgo de porte baixo com diferentes teores de tanino e de umidade no colmo. III- Quebra de compostos nitrogenados Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Gonçalves,L.C.; Rodriguez,N.M.; Nogueira,F.S.; Borges,A.L.C.C.; Zago,C.P..
Foram estudadas silagens de quatro híbridos de sorgo, com diferentes teores de umidade no colmo combinados com teor alto ou baixo de tanino, em silos de laboratório feitos de tubos PVC, lacrados com fita crepe e dotados de uma válvula tipo Bunsen. Usaram-se 24 tratamentos com quatro repetições cada, sendo quatro híbridos (T1=colmo suculento e baixo tanino, T2=colmo seco e baixo tanino, T3=colmo seco e alto tanino, T4= colmo suculento e alto tanino) combinados com seis tempos para abertura do silo, sendo o primeiro tempo antes de ensilar (P1), seguido de 1, 7, 14, 28 e 56 dias de ensilagem. Determinaram-se os teores de matéria seca (MS), proteína bruta (PB), nitrogênio amoniacal (N-NH3) e tanino. Utilizou-se o teste de Tukey para comparação entre médias....
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Silagem; Sorgo; Tanino; Composto nitrogenado.
Ano: 1999 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09351999000600012
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Silagem de sorgo de porte baixo, com diferentes teores de tanino e de umidade no colmo. IV- Influência dos taninos sobre a digestibilidade in vitro da matéria seca Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Rodriguez,M.; Borges,A.L.C.C.; Nogueira,F.S.; Gonçalves,L.C.; Borges,I..
Foram estudadas silagens de quatro híbridos de sorgo, com diferentes teores de umidade no colmo combinados com teor alto ou baixo de tanino, feitas em silos de tubos "PVC" em laboratório, lacrados com fita crepe e dotados de uma válvula tipo Bunsen. Usaram-se 24 tratamentos com 4 repetições cada, sendo 4 híbridos (T1=colmo suculento e baixo tanino, T2=colmo seco e baixo tanino, T3=colmo seco e alto tanino, T4= colmo suculento e alto tanino) combinados com 6 tempos para abertura do silo, sendo o primeiro tempos antes de ensilar (P1), seguido de 1, 7, 14, 28 e 56 dias de ensilagem. Os teores de matéria seca, tanino, componentes da parede celular e de digestibilidade in vitro da matéria seca (DIVMS) foram determinados nas silagens e nas forragens antes de...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Silagem; Sorgo; Tanino; Digestibilidade da matéria seca.
Ano: 1999 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09351999000600013
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Silagem de sorgo de porte baixo com diferentes teores de tanino e de umidade no colmo.I - pH e teores de matéria seca e de ácidos graxos durante a fermentação Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Rodriguez,N.M.; Gonçalves,L.C.; Nogueira,F.A.S.; Borges,A.L.C.C.; Zago,C.P..
Quatro híbridos de porte baixo, com diferentes teores de tanino e de umidade no colmo, foram ensilados em silos de laboratório feitos de tubos "PVC", e abertos após 1 (P2), 7 (P3), 14 (P4), 28 (P5) e 56 (P6) dias, para estudo da fermentação e da variação no teor de matéria seca. Foram usados 24 tratamentos com quatro repetições cada, sendo quatro híbridos (T1=colmo suculento e baixo tanino, T2=colmo seco e baixo tanino, T3=colmo seco e alto tanino, T4= colmo suculento e alto tanino) combinados com seis tempos para abertura do silo, sendo o primeiro tempo antes de ensilar (P1). Foram determinados os teores de matéria seca (MS), perdas de matéria seca, ácidos graxos voláteis, ácido láctico e pH. As diferenças foram verificadas pelo teste de Tukey. As...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Silagem; Sorgo; Tanino; Fermentação.
Ano: 1999 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09351999000500015
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Variação sazonal de eletrólitos no sangue de vacas aneloradas sob pastejo contínuo de Brachiaria decumbens Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Morais,M.G.; Gonçalves,L.C.; Lopes,H.O.S.; Costa,M.F.V.; Nunes,A.B..
Durante 13 meses foram acompanhadas as mudanças sazonais dos eletrólitos cálcio (Ca), fosfatos (PO4), potássio (K), cloretos (Cl), cobre (Cu) e zinco (Zn) no sangue de 20 de vacas "aneloradas" mantidas sob pastejo contínuo de Brachiaria decumbens com alta taxa de lotação. As vacas apresentaram-se hipocalcêmicas e hipofosfatêmicas durante praticamente todo o ano. Na primavera, com a brotação dos pastos (novembro e dezembro), vacas mantidas em pastos de solo argiloso foram mais propensas à alcalose metabólica, caracterizada por hipocalemia e hipocloremia, do que vacas mantidas em pastos de solo arenoso. Os animais apresentaram-se com níveis séricos normais de Cu, 0,79 e 0,81mi g/ml e Zn, 1,43 e 1,33mi g/ml, quando mantidas em solos arenoso e argiloso,...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Vaca de corte; Eletrólito sangüíneo; Variação sazonal.
Ano: 2000 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352000000200004
Registros recuperados: 16
Primeira ... 1 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional