Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 6
Primeira ... 1 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Digestibilidade aparente de dietas práticas com diferentes relações energia:proteína em juvenis de pirarucu. Repositório Alice
ONO, E.A.; NUNES, E. da S.S.; CEDANO, J.C.C.; PEREIRA FILHO, M.; ROUBACH, R..
O objetivo deste trabalho foi determinar a digestibilidade aparente de nutrientes e energia de dietas para juvenis de pirarucu, Arapaima gigas. Foram testadas oito dietas, contendo quatro relações energia:proteína (11, 10,1, 9, 8 kcal energia digestível por grama de proteína bruta) e duas fontes de energia não-protéica (óleo de soja e gordura de aves), em esquema fatorial 4x2, com três repetições. Foram estocados 240 juvenis de pirarucu com peso de 96,8±2,3 g, distribuídos em 24 tanques cilíndricos com fundo cônico, adaptados para a coleta de fezes (sistema Guelph modificado). Os peixes foram alimentados duas vezes ao dia até a saciedade aparente com as dietas experimentais contendo 0,5% de óxido de cromo, como marcador inerte para determinação dos...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Arapaima gigas; Energia bruta; Nutrição de peixes; Proteína; Crude energy; Fish nutrition; Proteins.
Ano: 2008 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/123644
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Influência do período de alimentação no consumo e ganho de peso do pirarucu. Repositório Alice
CRESCÊNCIO, R.; ITUASSÚ, D.R.; ROUBACH, R.; PEREIRA FILHO, M.; CAVERO, B.A.S.; GANDRA, A.L..
O objetivo deste trabalho foi verificar o período preferencial de consumo alimentar do pirarucu, Arapaima gigas, e a influência de diferentes turnos de alimentação no consumo e ganho de peso dessa espécie. Foram testados três tratamentos: alimentação diurna (peixes alimentados às 9h e 15h), alimentação noturna (peixes alimentados às 21h e 3h) e alimentação contínua (peixes alimentados às 9h, 15h, 21h e 3h). Cada tratamento foi avaliado em triplicata, com cada unidade experimental formada por oito peixes, com peso médio de 313 g, estocados em tanques-redes de 1 m3 (1x1x1 m). Os nove tanques-redes foram alocados em um viveiro escavado de 120 m2. O experimento durou 60 dias. A alimentação contínua promoveu maiores ganhos de peso e biomassa, taxa de...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Arapaima gigas; Conversão alimentar; Manejo alimentar; Feed conversion ratio; Feed management.
Ano: 2005 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/116963
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Influência do período de alimentação no consumo e ganho de peso do pirarucu. Repositório Alice
CRESCENCIO, R.; ITUASSU, D. R.; ROUBACH, R.; PEREIRA FILHO, M.; CAVERO, B. A. S.; GANDRA, A. L..
O objetivo deste trabalho foi verificar o período preferencial de consumo alimentar do pirarucu, Arapaima gigas, e a influência de diferentes turnos de alimentação no consumo e ganho de peso dessa espécie. Foram testados três tratamentos: alimentação diurna (peixes alimentados às 9h e 15h), alimentação noturna (peixes alimentados às 21h e 3h) e alimentação contínua (peixes alimentados às 9h, 15h, 21h e 3h). Cada tratamento foi avaliado em triplicata, com cada unidade experimental formada por oito peixes, com peso médio de 313 g, estocados em tanques-redes de 1 m3 (1x1x1 m). Os nove tanques-redes foram alocados em um viveiro escavado de 120 m2. O experimento durou 60 dias. A alimentação contínua promoveu maiores ganhos de peso e biomassa, taxa de...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Tanques-rede; Pirarucu; Arapaima gigas; Consumo alimentar; Conversão alimentar; Hábito alimentar; Food consumption; Eating habits; Aquaculture tanks; Consumo alimentario; Hábitos alimentarios; Estanques de acuicultura.
Ano: 2005 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/506300
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Níveis de proteína bruta para juvenis de pirarucu. Repositório Alice
ITUASSÚ, D.R.; PEREIRA FILHO, M.; ROUBACH, R.; CRESCÊNCIO, R.; CAVERO, B.A.S.; GANDRA, A.L..
O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito de quatro níveis de proteína sobre o crescimento de juvenis de pirarucu, Arapaima gigas. O experimento foi conduzido em delineamento inteiramente casualizado, com de quatro tratamentos (32,7%, 39,3%, 43,4% e 48,6% de proteína bruta), três repetições cada. Foram utilizados 120 peixes, com peso médio inicial de 120,6±3,5 g, distribuídos homogeneamente em 12 tanques-rede de 1 m3 cada, contendo dez peixes por tanque. Após 45 dias, os resultados indicaram que as dietas com 48,6% de proteína resultaram em melhor ganho de peso, crescimento específico e composição corporal diferenciada. A conversão alimentar e a eficiência da ração não produziram diferenças entre os tratamentos. O nível de proteína na ração que produz...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Arapaima gigas; Aqüicultura; Nutrição de peixes; Dietas práticas; Peixes carnívoros; Aquaculture; Fish nutrition; Pratical diets; Carnivorous fish.
Ano: 2005 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/113878
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Níveis de proteína bruta para juvenis de pirarucu. Repositório Alice
ITUASSÚ, D. R.; PEREIRA FILHO, M.; ROUBACH, R.; CRESCENCIO, R.; CAVERO, B. A. S.; GANDRA, A. L..
O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito de quatro níveis de proteína sobre o crescimento de juvenis de pirarucu, Arapaima gigas. O experimento foi conduzido em delineamento inteiramente casualizado, com de quatro tratamentos (32,7%, 39,3%, 43,4% e 48,6% de proteína bruta), três repetições cada. Foram utilizados 120 peixes, com peso médio inicial de 120,6±3,5 g, distribuídos homogeneamente em 12 tanques-rede de 1 m3 cada, contendo dez peixes por tanque. Após 45 dias, os resultados indicaram que as dietas com 48,6% de proteína resultaram em melhor ganho de peso, crescimento específico e composição corporal diferenciada. A conversão alimentar e a eficiência da ração não produziram diferenças entre os tratamentos. O nível de proteína na ração que produz...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Tanque-rede; Piscicultura; Pirarucu; Arapaima gigas; Nutrição animal; Proteína bruta; Crescimento; Fish nutrition; Crude protein; Growth performance; Aquaculture tanks; Nutrición de los peces; Proteína cruda; Desempeño del crecimiento; Estanques de acuicultura.
Ano: 2005 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/503296
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Níveis de proteína bruta para juvenis de pirarucu. Repositório Alice
ITUASSÚ, D. R.; PEREIRA FILHO, M.; ROUBACH, R.; CRESCÊNCIO, R.; CAVERO, B. A. S.; GANDRA, A. L..
O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito de quatro níveis de proteína sobre o crescimento de juvenis de pirarucu.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Arapaima gigas; Pirarucu; Peixe de água doce; Aqüicultura; Nutrição; Dieta.
Ano: 2005 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/675520
Registros recuperados: 6
Primeira ... 1 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional