Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 4
Primeira ... 1 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Colonização de raízes de plantas daninhas cultivadas in vitro e em vasos por Ralstonia solanacearum, biovares 1, 2 e 3 Trop. Plant Pathol.
Miranda,Edin F. Orozco; Takatsu,Armando; Uesugi,Carlos H..
No presente trabalho, a colonização de raízes de espécies de plantas daninhas por estirpes das biovares 1, 2 e 3 de Ralstonia solanacearum foi avaliada in vitro e em casa de vegetação. Na condição in vitro, sementes foram submetidas à quebra de dormência, desinfestadas e semeadas em meio de cultura Murashige & Skoog (MS) modificado. A bactéria foi inoculada, colocando uma porção da massa no meio MS ao lado das plântulas. A colonização de raízes foi avaliada visualmente de acordo com a concentração de bactérias ao redor e na extensão das raízes e comparada a uma escala diagramática que variou de 1 a 4. Foi analisada a área abaixo da curva de colonização de raízes. Em casa de vegetação, populações de seis variantes das mesmas biovares foram...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Hospedeiros alternativos murcha bacteriana cultivo in vitro; Técnica.
Ano: 2004 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-41582004000200001
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Colonização radicular de plantas cultivadas por Ralstonia solanacearum biovares 1, 2 e 3 Scientia Agricola
Bringel,José Magno Martins; Takatsu,Armando; Uesugi,Carlos H..
A murcha bacteriana causada por Ralstonia solanacearum é considerada a principal doença de origem bacteriana no mundo. Centenas de espécies de plantas pertencentes a mais de 50 famílias botânicas têm sido relatadas como hospedeiras. Foi avaliada, em condições de casa de vegetação, a colonização radicular de alface, arroz, cebolinha, ervilha, pepino e soja, por seis isolados de Ralstonia solanacearum (Rs), biovares 1, 2 e 3. Estirpes dos isolados de Rs com resistência múltipla aos antibióticos estreptomicina, rifampicina e cloranfenicol foram utilizadas. A colonização foi avaliada 45 dias após a inoculação, através do plaqueamento de suspensão de trituração em meio de cultura semi-seletivo. A ervilha comportou-se como hospedeira de todos os isolados mas,...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Murcha bacteriana; Ecologia.
Ano: 2001 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-90162001000300010
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Mancha de Septoria da alface: isolamento, inoculação e avaliação de cultivares em condições de campo e casa de vegetação Trop. Plant Pathol.
Sousa,Cristina S.; Kerr,Warwick E.; Santos,Marlos R.; Arruda,Alcione S.; Spini,Vanessa B. M. G.; Juliatti,Fernando C.; Takatsu,Armando.
Este trabalho teve como objetivo estabelecer metodologias adequadas para o isolamento e inoculação de Septoria lactucae e avaliação de nove cultivares de alface (Lactuca sativa), Vitória-de-Santo-Antão, Uberlândia 10.000, Maioba, Elba, Aurélia, Black Seeded Simpson, Grand Rapids, Salad Bowl-Mimosa e Babá de Verão, quanto aos níveis de resistência à septoriose, em condições de casa de vegetação e campo. Os melhores resultados obtidos foram: a) para isolamento: transferência dos cirros de conídios diretamente para o meio de BDA com os antibióticos estreptomicina, cloranfenicol, ampicilina e rifampicilina; b) para inoculação: aspersão das plantas no estádio de seis a oito folhas com a suspensão de inóculo na concentração de 1 x 10(4)conídios/ml, e manutenção...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/other Palavras-chave: Septoriose; Septoria lactucae; Lactuca sativa.
Ano: 2003 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-41582003000500016
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Ocorrência de mancha aureolada em cafeeiros na Região do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba Bragantia
Zoccoli,Débora Maria; Takatsu,Armando; Uesugi,Carlos Hidemi.
A mancha aureolada do cafeeiro, causada por Pseudomonas syringae pv. garcae, pode provocar perdas de até 70% em viveiros e campos estabelecidos em regiões sujeitas a ventos fortes, temperaturas amenas, chuvas frequentes e bem distribuídas. Por meio de levantamento foi detectada a incidência frequente da mancha aureolada com severidade variável, alternando-se ao longo dos anos nas áreas serranas do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba, de topografia acidentada e altitudes superiores a 1000 metros, constituindo-se em sério problema, que pode inviabilizar o cultivo do cafeeiro naquelas áreas, devido à ameaça pela doença. Foi estabelecida uma zona bastante nítida quanto às condições favoráveis para ocorrência da mancha aureolada compreendendo os municípios de...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Mancha aureolada; Epidemiologia; Resistência genética; Coffea arabica.
Ano: 2011 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0006-87052011000400017
Registros recuperados: 4
Primeira ... 1 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional