Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 14
Primeira ... 1 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Diferentes concentrações de ácido indol butírico no enraizamento de estacas de marmeleiro (Croton blanchetianus). Repositório Alice
SANTOS, R. R. dos; CARVALHO, J. R. de S.; SOUZA, A. V. de; BASTOS, D. C..
Este trabalho teve como objetivo avaliar o efeito de diferentes concentrações de ácido indol butírico (AIB) no enraizamento de estacas de marmeleiro. O experimento foi realizado no Laboratório de Biotecnologia e no viveiro de mudas da Embrapa Semiárido utilizando-se estacas sub apicais com 20 cm de comprimento, coletadas no Município de Petrolina, PE. As estacas foram imersas em solução de AIB nas concentrações de 2.000 mg.L-1, 4.000 mg.L-1, 6.000 mg.L- 1 e 8.000 mg.L-1, por 1 minuto (imersão rápida). A ausência de AIB foi usada como tratamento controle. As estacas foram plantadas em tubetes contendo substrato comercial para mudas, mantidas em viveiro telado e irrigadas diariamente por um período de 90 dias. Depois, foi realizada a avaliação do número de...
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Estaquia; Auxina; Croton blanchetianus; Ácido indol butírico; AIB; Propagação; Planta nativa; Marmeleiro; Planta medicinal; Caatinga; Natural resource.
Ano: 2016 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1054802
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeito do ácido indol butírico sobre o enraizamento de estacas de camu-camu. Repositório Alice
KIKUCHI, T. Y. P.; MOTA, M. G. da C.; RIBEIRO, S. I.; CONCEIÇÃO, C. C. C. da; VIEIRA, I. M. dos S..
2001
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Camu-camu; Ácido indol butírico; Enraizamento de estaca; Vitamina C; Myciaria dubia; Propagação vegetativa.
Ano: 2001 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/403826
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Enraizamento de estacas de espécies de maracujazeiro (Passiflora spp.) no inverno e no verão. Repositório Alice
RONCATTO, G.; NOGUEIRA FILHO, G. C.; RUGGIERO, C.; OLIVEIRA, J. C. de; MARTINS, A. B. G..
O maracujazeiro está entre as principais frutíferas cultivadas no País, mas apresenta limitações no cultivo, ocasionando baixa produtividade, que pode ser superada através do uso da estaquia, clonando as melhores matrizes de alta produtividade. Com isso, o objetivo desta pesquisa foi avaliar o potencial de enraizamento de estacas no inverno e no verão, utilizando as espécies comerciais (P. edulis Sims f. flavicarpa Degener e P. alata Dryander) e os porta-enxertos (P. giberti N.E.Brown, P. nitida H.B.K. e P. setacea D.C.). Este experimento foi realizado no período de julho de 2001 a março de 2002, em câmara de nebulização intermitente, sob condições de telado (50% de sombreamento). As estacas foram coletadas de plantas adultas oriundas do Banco de...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Maracujá; Passiflora spp; Propagação vegetativa; Muda; Enraizamento de estaca; Ácido indolbutírico; Produtividade da planta; Inverno; Verão; Passion fruit; Vegetative propagation; Seedling production; Plant cuttings; Indole butyric acid; Growth performance; Winter; Summer; Maracuyá; Propagación vegetativa; Producción de plántulas; Estaquillas; Ácido indol butírico; Desempeño del crecimiento; Invierno; Verano.
Ano: 2008 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/511199
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Enraizamento de estacas herbáceas de diferentes espécies de maracujazeiro. Repositório Alice
RONCATTO, G.; NOGUEIRA FILHO, G. C.; RUGGIERO, C.; OLIVEIRA, J. C. de; MARTINS, A. B. G..
O trabalho foi realizado na Área de Propagação de Fruteiras do Departamento de Produção Vegetal da Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Universidade Estadual Paulista (FCAV/UNESP), em Jaboticabal-SP, com o objetivo de verificar a possibilidade de obtenção de mudas por estaquia de maracujá (Passiflora spp.), nas espécies comerciais P. edulis Sims f. flavicarpa Degener e P. alata Dryander, e nos porta-enxertos P. giberti N.E.Brown, P. nitida H.B.K. e P. setacea D.C. O experimento foi realizado no período de junho de 2000 a junho de 2001, em câmara de nebulização intermitente, em condições de telado (50% de sombreamento). As estacas foram coletadas de plantas adultas, oriundas do Banco de Germoplasma Ativo (BAG) do Departamento de Produção Vegetal...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Maracujá; Passiflora spp; Propagação vegetativa; Muda; Enraizamento de estaca; Ácido indolbutírico; Passion fruit; Vegetative propagation; Seedling production; Plant cuttings; Indole butyric acid; Growth performance; Maracuyá; Propagación vegetativa; Producción de plántulas; Estaquillas; Ácido indol butírico; Desempeño del crecimiento.
Ano: 2008 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/511197
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Estaquia do porta-enxerto de videira '43-43' (V. vinifera x V. rotundifolia) resistente à Eurhizococchus brasiliensis Rev. Bras. Frutic.
Botelho,Renato Vasconcelos; Maia,Aline José; Pires,Erasmo José Paioli; Terra,Maurilo Monteiro; Schuck,Enio.
O experimento foi realizado com o objetivo de avaliar a propagação vegetativa por estaquia do porta-enxerto de videira '43-43'. Ramos herbáceos coletados em janeiro e semilenhosos em março que foram separados em dois lotes: um de estacas retiradas do ápice e outro da base dos ramos. As estacas foram então imersas por 10 segundos em soluções contendo diferentes concentrações de ácido indolilbutírico (0; 1.000; 1.500; 2.000; 2.500 ou 3.000 mg.L-1), totalizando 12 tratamentos para cada época de enraizamento. Posteriormente, as estacas foram plantadas em vasos de polipropileno com areia e mantidas em casa de vegetação sob sistema de nebulização. Sessenta dias após o plantio das estacas, para cada época, foram avaliadas as seguintes variáveis: porcentagem de...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Uva; Ácido indol butírico; Enraizamento; Propagação vegetativa.
Ano: 2005 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452005000300033
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Interação entre reguladores vegetais, épocas do ano e tipos de substrato no enraizamento de estacas caulinares de Sapium glandulatum (Vell.) Pax. (pau-de-leite). Repositório Alice
PIMENTA, A. C.; ZUFFELLATO-RIBAS, K. C.; OLIVEIRA, B. H. de; CARPANEZZI, A. A.; KOEHLER, H. S..
O pau-de-leite ( Sapium glandulatum (Vell.) Pax., Euphorbiaceae) é uma árvore nativa de vários biomas brasileiros, com grande interesse para a recuperação de ecossistemas degradados devido à sua rusticidade e ornitocoria intensa. Contudo, sua propagação sexuada é difícil, uma vez que a maioria das flores é masculina e a porcentagem de germinação das sementes é muito baixa. Durante os anos de 2001 e 2002, foram realizados trabalhos de propagação vegetativa via estaquia na Embrapa Florestas (Colombo-PR), com estacas semilenhosas de 15 cm de comprimento e duas metades de folhas, coletadas nas quatro estações do ano. As bases das estacas foram tratadas com 0, 6000 e 12000 mg L -1 ácido indol butírico (IBA), sozinho ou associado com 100 mg L -1 de uniconazol...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Estaquia; Auxina; Ácido indol butírico; Uniconazol.
Ano: 2005 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/304121
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Interação entre reguladores vegetais, épocas do ano e tipos de substrato no enraizamento de estacas caulinares de Sapium glandulatum (Vell.) Pax. (pau-de-leite) PFB - Pesquisa Florestal Brasileira
Pimenta, Alex Caetano; Zuffellato-Ribas, Katia Christina; Oliveira, Brás Heleno de; Carpanezzi, Antonio Aparecido; Koehler, Henrique Soares.
O pau-de-leite (Sapium glandulatum (Vell.) Pax., Euphorbiaceae) é uma árvore nativa de vários biomas  brasileiros, com grande interesse para a recuperação  de ecossistemas degradados devido à sua rusticidade e ornitocoria intensa. Contudo, sua propagação sexuada é difícil, uma vez que a maioria das flores é masculina  e a porcentagem de germinação das sementes é muito baixa. Durante os anos de 2001 e 2002, foram realizados trabalhos de propagação vegetativa via estaquia na Embrapa Florestas (Colombo-PR), com  estacas semilenhosas de 15 cm de comprimento e  duas metades de folhas, coletadas nas quatro estações  do ano. As bases das estacas foram tratadas com 0, 6000 e 12000 mg L-1 ácido indol butírico (IBA),  sozinho ou associado com 100 mg L-1 de...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Estaquia; Auxina; Ácido indol butírico; Uniconazol Cutting; Auxin; Indolebutyric acid; Uniconazol.
Ano: 2011 URL: http://pfb.cnpf.embrapa.br/pfb/index.php/pfb/article/view/240
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Propagação vegetativa do cafeeiro (Coffea arabica L.) por meio de enraizamento de estacas. Repositório Alice
BERGO, C. L.; MENDES, A. N. G..
Buscando-se uma metodologia que permita a regeneração de plantas de Coffea arabica L. a partir do enraizamento de estacas, foi conduzido um experimento no Departamento de Agricultura da Universidade federal de Lavras (UFLA) - Lavras, MG, em casa-de-vegetação,com sistema automático de irrigação por microaspersão. Utilizaram-se cafeeiros das cultivares Catuaí Vermelho e e Acaiá na ausência e presença do zinco em adubação foliar, imergindo ou não suas estacas e em águua corrente para posterior tratamento com antioxidante e regulador de crescimento. A cultivar Conillon foi utilizada adicionalmente sem tratamento algum. Acredita-se que o menor percentual de pegamento das estacas de C. Arabica seja por problemas de oxidação por fenóis,, ocasionados pelos...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Catuaí vermelho; Conillon; Acaiá; Lavras (MG); Minas Gerais; Café; Coffea arabica L; Propagação vegetativa; Comportamento de variedade; Enraizamento de estaca; Regulador de crescimento; Auxina AIB; Coffea; Vegetative propagation; Rooting; Plant growth substances; Auxins; Indole butyric acid; Propagación vegetativa; Enraizamiento; Sustancias de crecimiento vegetal; Auxinas; Ácido indol butírico.
Ano: 1997 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/492544
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Propagação vegetativa do mogno (Swietenia macrophylla King) por enraizamento de estacas semilenhosas em câmara úmida. Infoteca-e
MIRANDA, E. M. de; MIRANDA, K. R. de..
A exploração predatória do mogno representa uma ameaça à sobrevivência da espécie, provocando a destruição da maior parte do germoplasma, especialmente daquelas árvores com as características mais desejáveis para a produção de madeira, às quais representam alto potencial de conservação "in situ" como plantas matrizes. Diante desta realidade e dada a importância da espécie para a produção de madeira de alto valor, são necessários estudos com o objetivo de desenvolver um método prático de reprodução vegetativa para estabelecer uma estratégia de conservação e reprodução do germoplasma de melhor qualidade. Entre os métodos de propagação vegetativa recomendados a espécies tropicais para produção de madeira, destaca-se o enraizamento de estacas semilenhosas em...
Tipo: Circular Técnica (INFOTECA-E) Palavras-chave: Campo Experimental; Embrapa Acre; Rio Branco (AC); Acre; Amazônia Ocidental; Western Amazon; Amazonia Occidental; Essência florestal; Propagação vegetativa; Mogno; Swietenia macrophylla; Enraizamento de Estaca; Estimulante de crescimento vegetal; Auxina; Ácido indolbutírico; Irrigação subterrânea; Tropical wood; Vegetative propagation; Plant cuttings; Rooting; Plant growth substances; Auxins; Indole butyric acid; Subsurface irrigation; Madera tropical; Propagación vegetativa; Enraizamiento; Estaquillas; Sustancias de crecimiento vegetal; Auxinas; Ácido indol butírico; Riego subterráneo.
Ano: 2000 URL: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/495388
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Propagação vegetativa via estacas de raízes adventícias e brotações de Araucaria cuninghamii Ait. Repositório Alice
CORREA, A. P. A.; AGUIAR, A. V. de; FREITAS, M. L. M.; SOUSA, V. A. de.
2010
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Brotação; Enraizamento; Propágulo; Ácido indol butírico; Silvicultura; Clone.
Ano: 2010 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/874370
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Propagação vegetativa via estaquia de Calliandra selloi (Leguminosae). Repositório Alice
GRADE, C. V. C.; ZUFELLATO-RIBAS, K. C.; KOEHLER, H. S.; CARPANEZZI, A. A..
2005
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Calliandra selloi; Propagação vegetativa; Estaquiia; Ácido indol butírico.
Ano: 2005 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/312553
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Rooting of semihardwood cuttings of cataia collected in four seasons. Repositório Alice
ZEM, L. M.; ZUFFELLATO-RIBAS, K. C.; RADOMSKI, M. I.; KOEHLER, H. S..
Drymis brasiliensis Miers is a specie of the Winteraceae family, commonly known as cataia or pepper bark. This research was carried out with the aim to study the rooting of semihardwood cuttings, subjected to different concentrations of indolebutyric acid (IBA), collected in four seasons of the year (autumn, winter, spring and summer). Cuttings were prepared with 10-12cm length, keeping two halved leaves. Bases of cuttings were treated as follows: control (100% water), 0; 500; 1500; 3000; 4500 and 6000mg L-1 IBA. One hundred and twenty after the planting the following variables were assessed: rooting percentage, number of roots per cutting, length of roots per cutting, cutting callus percentage, cuttings with new shoots and number of cuttings that...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Cataia; Drimys brasiliensis; Winteraceae; Propagação vegetativa; Ácido indol butírico; Indolebutyric acid; Vegetative propagation.
Ano: 2015 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1038305
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Uso de ácido indol butírico na miniestaquia de pinhão manso (Jatropha curcas L.). Repositório Alice
TAGLIANI, M. C.; ZUFFELLATO-RIBAS, K. C.; LAVIOLA, B. G.; WENDLING, I..
Jatropha curcas L., conhecida popularmente como pinhão manso, é umas das espécies potencialmente recomendadas como matéria prima para obtenção do biodiesel, devido principalmente as suas sementes apresentarem altos teores de óleo (25 a 40%). Uma vez que existem ainda poucas informações sobre a propagação vegetativa da espécie, o presente estudo teve como objetivo verificar a resposta de enraizamento de miniestacas oriundas de brotações rejuvenescidas de minicepas coletadas em duas épocas distintas do ano (março e setembro/2009). Os experimentos foram instalados no Laboratório de Macropropagação da Embrapa Florestas, em Colombo-PR, onde as miniestacas foram submetidas a tratamentos com ácido indol butírico (IBA) nas concentrações de 0, 250, 500 e 1000...
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Jatropha curcas; Pinhão manso; Miniestaquia; Ácido indol butírico; Propagação vegetativa; Biodiesel; Enraizamento; Regulador vegetal.
Ano: 2010 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/873293
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Uso do ácido indol butírico na estaquia de Tibouchina sellowiana (Cham.) Cogn. no outono e inverno de 2004. Repositório Alice
BORTOLINI, M. F.; ZUFFELLATO-RIBAS, K. C.; KOEHLER, H. S.; CARPANEZZI, A. A..
2004
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Ácido indol butírico.
Ano: 2004 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/310625
Registros recuperados: 14
Primeira ... 1 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional