Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 115
Primeira ... 123456 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
2,6-Di-hidroxiacetofenona e tipo de corte basal no enraizamento de estacas semi-lenhosas de pessegueiro ‘Okinawa’ Ciência Rural
Tofanelli,Mauro Brasil Dias; Rodrigues,João Domingos; Ono,Elizabeth Orika.
A propagação do pessegueiro (Prunus persica) no Brasil é baseada na enxertia sobre porta-enxertos oriundos de sementes. Outros métodos de propagação de frutíferas poderiam ser utilizados para o pessegueiro visando obtenção de materiais de melhor qualidade. Neste trabalho objetivou-se avaliar o efeito do 2,6-di-hidroxiacetofenona aplicado previamente ao ácido indol-butírico em estacas semi-lenhosas de pessegueiro da cultivar Okinawa preparadas com diferentes tipos de corte basal. Foram coletados ramos do porta-enxerto ‘Okinawa’ em dezembro de 2001 para o preparo das estacas sem folhas, com 12cm de comprimento, 7mm de diâmetro, quatro gemas e diferentes tipos de cortes basais (corte longitudinal, corte lateral e corte da casca) tratado-as na base com 0 e...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Prunus persica; Propagação; Ácido fenólico; Estaquia.
Ano: 2005 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782005000200036
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
2,6-di-hidroxiacetofenona no enraizamento de estacas semilenhosas de pessegueiro Rev. Bras. Frutic.
Tofanelli,Mauro Brasil Dias; Ono,Elizabeth Orika; Rodrigues,João Domingos.
A propagação do pessegueiro no Brasil baseia-se na enxertia de cultivares-copa em porta-enxertos propagados por sementes, e uma alternativa de propagação para esta frutífera poderia ser a estaquia. O objetivo deste trabalho foi avaliar o potencial de enraizamento de estacas semilenhosas de cultivares de pessegueiro através da aplicação de 2,6-di-hidroxiacetofonona (2,6-DHAP) antes do tratamento com AIB (ácido indolbutírico). As estacas foram preparadas a partir de ramos coletados das cultivares Delicioso Precoce, Jóia 1 e Okinawa, em dezembro de 2001, para serem tratadas na base com 2,6-DHAP (0 e 300mg L-1), por 4h, em aeração e depois com AIB (200mg L-1 e 2500mg L-1). As estacas foram plantadas em bandejas de poliestireno expandido com vermiculita fina e...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/other Palavras-chave: Prunus persica; Propagação; Estaquia; Ácido fenólico; Auxina.
Ano: 2004 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452004000200046
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Ácido indolbutírico na propagação vegetativa de alecrim Horticultura Brasileira
Paulus,Dalva; Valmorbida,Raquel; Paulus,Eloi.
RESUMO O alecrim (Rosmarinus officinalis) é uma planta de porte subarbustivo, utilizada como condimento e medicinal. A crescente demanda da indústria de fármacos pelo óleo essencial de alecrim vem despertando interesse da pesquisa sobre a propagação dessa espécie. O objetivo do trabalho foi avaliar o efeito do ácido indolbutírico (AIB) na propagação vegetativa por estaquia de alecrim em duas épocas do ano. Os experimentos foram conduzidos em ambiente protegido, em duas épocas, no período de novembro de 2010 a janeiro de 2011 (verão) e de abril a junho de 2011 (outono). O delineamento experimental foi blocos ao acaso, com quatro repetições, 20 estacas por repetição e os tratamentos foram seis concentrações de AIB (mg/L): 0, 1000, 1500, 2000, 2500 e 3000. As...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Rosmarinus officinalis; Estaquia; Auxina; Regulador de crescimento.
Ano: 2016 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-05362016000400520
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Ácido indolbutírico no enraizamento de estacas semilenhosas do porta-enxerto de videira 'VR043-43' (Vitis vinifera x Vitis rotundifolia) Rev. Bras. Frutic.
Machado,Marília Pereira; Mayer,Juliana Lischka Sampaio; Ritter,Marlice; Biasi,Luiz Antonio.
Este trabalho teve como objetivo avaliar diferentes concentrações de ácido indolbutírico (AIB) no enraizamento de estacas semilenhosas do porta-enxerto de videira 'VR043-43' (Vitis vinifera x Vitis rotundifolia). O experimento foi realizado na Universidade Federal do Paraná, Curitiba-PR, no período de dezembro de 2004 a janeiro de 2005. As concentrações de AIB testadas foram 0; 1.000; 2.000 e 3.000 mg L-1, sendo a base das estacas imersas nas soluções dos reguladores vegetais, durante dez segundos. Após 40 dias em câmara de nebulização, as estacas foram avaliadas. As estacas com maior porcentagem de enraizamento foram aquelas que não receberam tratamento com AIB (92,5%). A porcentagem de estacas mortas aumentou com as concentrações de AIB, e a porcentagem...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: AIB; Propagação vegetativa; Estaquia; Vitis.
Ano: 2005 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452005000300032
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Arquitetura do sistema radicular do porta-enxerto de videira 'IAC 766' na época de transplante do viveiro para o campo Rev. Bras. Frutic.
Aguiar,Ricardo Sfeir de; Neves,Carmen Silvia Vieira Janeiro; Roberto,Sergio Ruffo; Santos,Cristiano Ezequiel dos; Genta,Werner.
Na propagação de porta-enxertos de videira por estaquia em recipientes para posterior transplante ao campo, é importante evitar danos ao sistema radicular. O objetivo do trabalho foi determinar, por meio da avaliação da arquitetura do sistema radicular, a melhor fase de desenvolvimento da muda para o transplante, ao campo, do porta-enxerto de videira 'IAC 766' Campinas, em Marialva - PR. As plantas foram avaliadas aos 60; 90; 120; 150 e 180 dias após a estaquia lenhosa em substratos contidos em sacos plásticos de 20cm de largura por 30cm de altura. As raízes foram expostas e fotografadas, avaliando-se comprimento e área do sistema radicular pelo programa SIARCS 3.0. Foi utilizado também um diagrama de arquitetura radicular, atribuindo-se notas à...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Estaquia; Vitis; Recipiente; Propagação; Raiz.
Ano: 2006 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452006000300014
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Avaliação da época de estaquia e uso de bioregulador no enraizamento de estacas de figueira Rev. Bras. Frutic.
Ramos,Dayana Portes; Leonel,Sarita; Damatto Júnior,Erval Rafael.
O trabalho objetivou avaliar a propagação da figueira com estacas semilenhosas, empregando-se concentrações de ácido indolbutírico, em diferentes épocas de coleta. O material propagativo utilizado foi proveniente de figueiras da cv. Roxo de Valinhos, com 5 anos de idade. As estacas foram retiradas por ocasião da poda hibernal, no final dos meses de agosto, setembro e outubro, as quais foram tratadas com AIB preparado em pó, nas seguintes concentrações: 0 (testemunha); 2.500; 5.000; 7.500 e 10.000 mg kg-1. Posteriormente, foram colocadas para enraizar em bandejas de polipropileno, tendo como substrato vermiculita e mantidas sob nebulização intermitente por 70 dias. Decorrido esse período, avaliaram-se a porcentagem de estacas enraizadas (%), o comprimento...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Estaquia; Ficus carica L.; Ácido indolbutírico; Propagação.
Ano: 2008 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452008000300031
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Avaliação do enraizamento, desenvolvimento de raízes e parte aérea de porta-enxertos de videira em condições de campo Ciência e Agrotecnologia
Tecchio,Marco Antonio; Moura,Mara Fernandes; Hernandes,José Luiz; Pio,Rafael; Wyler,Patrícia.
Objetivou-se neste trabalho avaliar o enraizamento, a brotação e o desenvolvimento de raízes de diferentes porta-enxertos de videira em condições de campo. Estacas lenhosas dos porta-enxertos '420 A', 'Golia', '5C', '8B', 'RR101-14', 'SO4', '99R', 'Kober 5BB', 'IAC 766', 'IAC 572', 'IAC 571-6', 'Ripária do Traviú' e 'Rupestris du Lot' foram colocadas em canteiro de terra, sem tratamento prévio. O delineamento foi em blocos ao acaso, com cinco repetições e vinte estacas por parcela, com as estacas dispostas em espaçamento de 12 x 5cm. As estacas foram colocadas para enraizar no início de julho e removidas no final de setembro para as avaliações. A porcentagem de estacas enraizadas variou de 79% para 'Ripária do Traviú' a 99% para o 'RR101-14'. Quanto à...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Vitis spp; Propagação; Estaquia.
Ano: 2007 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542007000600038
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Biologia floral, reprodutiva e propagação vegetativa de baunilha Sci. Agrar.Paran. / SAP
C. A.M. Reis; ESALQ/USP; G. E. Brondani; ESALQ/USP; M. de Almeida; ESALQ/USP.
A espécie Vanilla chamissonis  é uma orquídea de ocorrência natural nas restingas do Estado de São Paulo  com elevado  interesse econômico, contudo, o manejo sustentado dos povoamentos naturais visando a produção comercial de seus frutos não é praticado. O presente trabalho objetiva, descrever aspectos da biologia floral, reprodutiva e propagação vegetativa de povoamentos naturais de  Vanilla chamissonis, visando informações úteis para seu o manejo sustentado. Para estudos da biologia floral, monitorou-se o período da antese até ...
Tipo: Artigo Avaliado por Pares Palavras-chave: Vanilla chamissonis; Orchidaceae; Polinização; Frutificação; Estaquia.
Ano: 2011 URL: http://e-revista.unioeste.br/index.php/scientiaagraria/article/view/5271
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Brotação de mamoeiro tainung 1 submetido a diferentes alturas de corte do caule Ciência e Agrotecnologia
Lopes,José Carlos; Coelho,Ruimário Inácio; Bregonci,Izaias dos Santos; Macedo,Célia Maria Peixoto; Maia,Lílian Rodrigues.
Esse trabalho foi realizado em casa de vegetação, no CCA-UFES, Alegre-ES, e objetivou-se estudar o efeito de diferentes alturas de corte do caule na brotação de mamoeiro Tainung 01 (Carica papaya L.). O trabalho foi realizado em duas fases, utilizando plantas com idade de 190 dias, cultivadas em recipientes de polietileno de 1288 cm³. Na primeira fase, o delineamento experimental foi o inteiramente casualizado, com 14 repetições e três tratamentos: corte do caule com 20; 35 e 50 cm de altura, medidos a partir do colo da planta. Após 30 dias do corte do caule, avaliaram-se as seguintes características agronômicas: diâmetro do broto terminal, medido na sua base; tamanho do broto terminal, medido da base do broto à gema apical; número de folhas do broto...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Carica papaya; Mudas; Propagação vegetativa; Estaquia.
Ano: 2008 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542008000200002
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Capacidade de enraizamento de estacas de quatro cultivares de Vitis L. (Vitaceae) relacionada com os aspectos anatômicos Acta Botanica
Mayer,Juliana Lischka Sampaio; Biasi,Luiz Antônio; Bona,Cleusa.
A estaquia é o método de propagação vegetativa mais utilizado e apresenta como ponto crítico o início do desenvolvimento de um sistema radicular funcional. A estrutura anatômica da estaca pode interferir no processo de enraizamento de algumas espécies, todavia em videira não há informações a respeito. O objetivo deste trabalho foi avaliar a capacidade de enraizamento de estacas de cultivares de Vitis, com ênfase aos aspectos anatômicos. Os quatro cultivares estudados foram: Vitis labrusca L. cv. Bordô, V. rotundifolia Michx. cv. Topsail e os porta-enxertos híbridos entre V. berlandieri Planch. × V. riparia Michx., 'Kobber 5BB' e 'SO4'. Destes cultivares apenas 'Topsail' apresentou dificuldade de enraizamento. Após 77 dias do plantio das estacas, foi...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Videira; Estaquia; Raízes adventícias; Anatomia.
Ano: 2006 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-33062006000300006
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Capacidade de enraizamento de estacas semilenhosas e de cultivares de pessegueiro tratadas com AIB Rev. Bras. Frutic.
Oliveira,Adriana Pereira de; Nienow,Alexandre Augusto; Calvete,Eunice de Oliveira.
Considerando a necessidade de buscar técnicas mais eficientes na produção de mudas de pessegueiro, realizou-se o presente trabalho, com o objetivo de verificar o potencial de enraizamento de estacas, semilenhosas e lenhosas, de seis cultivares de pessegueiro (BR 3, Chula, Coral, Eldorado, Marli e Sinuelo), tratadas com ácido indolbutírico (AIB) nas concentrações de 1500 e 3000 mg.L-1 (imersão da base da estaca por 5 segundos), comparadas com uma testemunha (sem AIB). Foram utilizadas estacas com 20 cm de comprimento, coletadas em dezembro/2000 (semilenhosas com 4 folhas) e abril/2001 (lenhosas sem folhas). A estaquia foi realizada em tubetes plásticos, contendo casca de arroz carbonizada e mantidas durante 90 dias em estufa equipada com nebulização...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Prunus persica; Pêssego; Estaquia; Propagação vegetativa.
Ano: 2003 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452003000200025
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Capacidade de enraizamento de variedades de nespereira submetidas à poda de renovação Rev. Bras. Frutic.
Scaloppi Junior,Erivaldo José; Jesus,Natanael de; Martins,Antonio Baldo Geraldo.
O presente trabalho avaliou a capacidade de enraizamento de cinco variedades de nespereira (Eriobotrya japonica Lindl.), sendo Champagne, Precoce de Itaquera, Mizuho, Mogui e Tanaka, obtidas pela poda de renovação. Estacas tenras apicais, contendo um par de folhas e cerca de 15 cm, foram tratadas por cinco segundos com ácido indolbutírico (IBA) (0; 1.000; 3.000; 5.000 e 7.000 mg.L-1). O experimento foi conduzido em câmara de nebulização intermitente pertencente à UNESP/FCAV (21º15'22" S e 48º18'58" W). O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, em esquema fatorial 5x5 (5 variedades e 5 concentrações de IBA), com 4 repetições e 10 estacas por parcela. As avaliações foram feitas após 90 dias. Os resultados indicaram um incremento de...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Eriobotrya japonica; Propagação vegetativa; Estaquia; IBA; Poda.
Ano: 2004 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452004000100017
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Caracterização física de substratos à base de serragem e recipientes para crescimento de mudas de cacaueiro Rev. Bras. Frutic.
Sodré,George Andrade; Corá,José Eduardo; Souza Júnior,José Olimpio.
O objetivo deste trabalho foi realizar caracterização física e avaliar o efeito de substratos à base de serragem e dois recipientes no crescimento de mudas de cacaueiro. O delineamento experimental foi em blocos casualizados, em esquema fatorial 2 x 4 x 2. Os tratamentos foram obtidos da combinação de serragens originadas de dois locais: municípios de Una e Camacan, no Estado da Bahia, quatro proporções (v:v) de serragem e areia: 1:0; 8:1; 4:1 e 2:1 e dois recipientes de crescimento (tubetes de 288 cm³ e sacos de polietileno de 840 cm³). Antes do plantio, amostras dos substratos foram retiradas para análises físicas. Foram usadas miniestacas de 4 a 6 cm de comprimento do clone Trinidad Select Hybrid (TSH 1188). Inicialmente, as miniestacas foram tratadas...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Serragem; Estaquia; Propagação; Mudas de cacaueiro.
Ano: 2007 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452007000200029
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Clonagem de quatro espécies de Annonaceae potenciais como porta-enxertos Rev. Bras. Frutic.
Scaloppi Junior,Erivaldo José; Martins,Antonio Baldo Geraldo.
O trabalho objetivou o estudo da capacidade de enraizamento de quatro espécies de Annonaceae potenciais como porta-enxertos (Annona glabra L., Annona montana Macfad, Rollinia emarginata e Rollinia mucosa Baill.) em três épocas do ano (verão, outono e inverno). Experimento conduzido em câmara de nebulização intermitente pertencente à UNESP/FCAV (21º15'22"S e 48º18'58"W), utilizando-se de estacas apicais enfolhadas em tratamento rápido (5 segundos) com ácido indolbutírico (IBA) (0; 1000; 3000; 5000 e 7000 mg.L-1), em esquema fatorial. Após 90 dias, avaliaram-se a porcentagem de estacas enraizadas, sobrevivência, comprimento e número de raízes. Como resultados, o IBA não incrementou a capacidade de enraizamento das espécies. A época do ano foi grande...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Annona spp.; Rollinia spp.; Estaquia; Propagação assexuada; Enraizamento adventício; Estações do ano; IBA.
Ano: 2003 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452003000200026
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
COMPRIMENTO DA ESTACA DE RAMO NO ENRAIZAMENTO DE GINSENG BRASILEIRO (Pfaffia glomerata) Ciência Rural
Nicoloso,Fernando Teixeira; Cassol,Luciano Fábio; Fortunato,Roni Paulo.
A Pfaffia glomerata (Spreng.) Pedersen é uma dentre várias espécies conhecidas como ginseng brasileiro e é usada como planta medicinal. O objetivo desse trabalho foi determinar se o comprimento da estaca de ramo influencia o enraizamento da P. glomerata. Os tratamentos usados consistiram de três comprimentos de estacas (10, 15 e 20cm; ± 1cm de variação). As estacas foram obtidas dos 70cm basais de ramos, com 80 a 140cm de comprimento, de plantas possuindo dois anos de idade, cultivadas no Jardim Botânico da UFSM. Utilizou-se o delineamento experimental de blocos ao acaso com três repetições e 30 estacas por unidade experimental. O bloco experimental consistiu de uma bandeja plástica com capacidade para 36 litros de solução nutritiva. O experimento foi...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Pfaffia glomerata; Propagação vegetativa; Estaquia.
Ano: 2001 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782001000100009
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Comprimento da estaca e tipo de substrato na propagação vegetativa de atroveran Ciência Rural
Costa,Larissa Corrêa do Bomfim; Pinto,José Eduardo Brasil Pereira; Bertolucci,Suzan Kelly Vilela.
A propagação vegetativa de espécies medicinais vem despertando interesse das pesquisas agronômicas, uma vez que se constitui no ponto de partida e em ferramenta básica para qualquer cultivo em escala comercial. Este trabalho objetivou determinar o comprimento de estaca e o tipo de substrato mais adequados para a propagação vegetativa de atroveran. Em condições de casa de vegetação sob nebulização intermitente, foram testados dois comprimentos de estacas (10 e 20cm) e três substratos (areia lavada, casca de arroz carbonizada e substrato comercial Plantmax®), em delineamento experimental em blocos casualizados, com quatro repetições e cinco estacas por parcela. Aos trinta e cinco dias, foram avaliados a porcentagem de enraizamento, o comprimento da maior...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Ocimum selloi (Benth); Planta medicinal; Estaquia.
Ano: 2007 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782007000400040
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Comprimento da estaca no desenvolvimento de mudas de alecrim-pimenta Ciência Rural
Carvalho Júnior,Wellington Geraldo Oliveira; Melo,Marco Túlio Pinheiro de; Martins,Ernane Ronie.
O objetivo deste trabalho foi avaliar a influência do comprimento de estacas caulinares no desenvolvimento de mudas de alecrim-pimenta (Lippia sidoides Cham.). As estacas foram coletadas de plantas matrizes do Horto Medicinal do Instituto de Ciências Agrárias da Universidade Federal de Minas Gerais, em Montes Claros, Minas Gerais. O experimento foi conduzido em casa de vegetação com nebulização intermitente. Utilizou-se o delineamento inteiramente casualizado, com quatro tratamentos e cinco repetições. Os tratamentos foram definidos pelos intervalos de comprimento das estacas (5 a 8cm, 8,1 a 11cm, 11,1 a 14cm e 14,1 a 17cm). Foram avaliados o número de raízes principais, o comprimento da maior raiz (cm), o número de brotações, a porcentagem de...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Lippia sidoides Cham.; Plantas medicinais; Propagação vegetativa; Estaquia.
Ano: 2009 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782009000700038
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Comprimento das estacas e parte do ramo para formação de mudas de pinhão-manso AGRIAMBI
Lima,Rosiane L. S. de; Severino,Liv S.; Pereira,Walter E.; Lucena,Amanda M. A. de; Gheyi,Hans R.; Arriel,Nair H. C..
Tradicionalmente, a propagação do pinhão-manso (Jatropha curcas) é realizada através de sementes; e em muitas situações a propagação vegetativa é uma importante alternativa para a propagação desta espécie. Objetivou-se, com este trabalho, avaliar como o comprimento e a parte do ramo de onde se extraem as estacas influenciam a capacidade de enraizamento adventício e de crescimento de mudas de pinhão-manso. Os tratamentos foram arranjados em esquema fatorial 3 x 4, sendo os fatores três posições da estaca no ramo (apical, mediana e basal) e quatro comprimentos de estaca (10, 15, 20 e 25 cm). Adotou-se o delineamento inteiramente casualizado com quatro repetições e dez estacas por parcela. Aos 70 dias após o estaqueamento foi avaliado o número de brotações e...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Jatropha curcas; Estaquia; Propagação vegetativa.
Ano: 2010 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-43662010001100014
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Comprimento de estaca de camu-camu com ácido indolbutírico para a formação de mudas Rev. Bras. Frutic.
Delgado,Jhon Paul Mathews; Yuyama,Kaoru.
O fruto do camu-camu chama a atenção pelo alto teor de vitamina C (877 a 6.116 mg/100 g de polpa). A propagação normalmente é por semente, que proporciona segregação em diferentes características de interesse comercial, enquanto a propagação vegetativa permite obter plantas de melhor uniformidade. O trabalho teve como objetivo avaliar o efeito do ácido indolbutírico - AIB (0 e 200 mg L-1), no enraizamento de estacas provenientes de ramos juvenis de camu-camu (5; 10 e 20 cm de comprimento, com 2 a 3 cm de diâmetro). As estacas de 20 cm de comprimento com aplicação de AIB são indicadas para a produção de mudas, cujo índice atinge 50% de mudas formadas (brotos + raiz). A utilização de AIB produziu um efeito positivo no desenvolvimento do número e comprimento...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Myrciaria dubia; Enraizamento; Estaquia; AIB; Produção de mudas.
Ano: 2010 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452010000200024
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Comprimento de estacas e parte do ramo na formação de mudas de aceroleira Rev. Bras. Frutic.
Lima,Rosiane de Lourdes Silva de; Siqueira,Dalmo Lopes de; Weber,Olmar Baller; Cazetta,Jairo Osvaldo.
A capacidade rizogênica, a brotação e o vigor de estacas caulinares de aceroleira foram avaliados em condições de casa de vegetação na Embrapa Agroindústria Tropical, em Fortaleza-CE, no período de novembro de 2000 a janeiro de 2001, objetivando determinar a parte do ramo e o tamanho mais apropriado para estaquia. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, no esquema fatorial 3x3, correspondendo a três posições no ramo (apical, mediano e basal) e três comprimentos de estacas (10; 15 e 20 cm), com três repetições de 10 estacas por parcela. As estacas, colhidas de plantas com 2,5 anos de idade, foram plantadas em tubetes de 288cm³ contendo uma mistura de casca de arroz carbonizada e vermicomposto, na proporção volumétrica de 2:3, e cultivadas...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Malpighia emarginata; Estaquia; Tipo de estaca; Tamanho.
Ano: 2006 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452006000100024
Registros recuperados: 115
Primeira ... 123456 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional