Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 44
Primeira ... 123 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Aclimatação ao frio e dano por geada em canola PAB
Dalmago,Genei Antonio; Cunha,Gilberto Rocca da; Santi,Anderson; Pires,João Leonardo Fernandes; Müller,Alexandre Luiz; Bolis,Laise Maria.
O objetivo deste trabalho foi avaliar a influência da aclimatação ao frio sobre o dano causado pela geada em diferentes estádios fenológicos de genótipos de canola. Foram realizados cinco experimentos em ambiente controlado, em 2006, 2007 e 2008. Os fatores avaliados foram: genótipos, aclimatação (com; sem), intensidades de geada, estádios de desenvolvimento de plantas, regimes de aclimatação e regimes de geada. As variáveis avaliadas foram: queima de folhas, massa de matéria seca, estatura de plantas, duração de subperíodo, componentes de rendimento e rendimento de grãos. A aclimatação ao frio, antes da geada, resultou em menor queima de folhas e maior massa de matéria seca, em comparação a plantas não aclimatadas. As geadas foram prejudiciais a partir de...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Brassica napus; Estresse térmico; Temperatura baixa; Tolerância ao frio.
Ano: 2010 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-204X2010000900001
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Adaptabilidade climática de caprinos Saanen e Azul no Meio-Norte do Brasil Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Rocha,R.R.C.; Costa,A.P.R.; Azevedo,D.M.M.R.; Nascimento,H.T.S.; Cardoso,F.S.; Muratori,M.C.S.; Lopes,J.B..
A adaptabilidade de caprinos de dois grupos genéticos, Saanen e Azul, às condições climáticas do Meio-Norte do Brasil foi avaliada por meio dos testes de Ibéria, Benezra e Rainsby. Nos dois primeiros, foram utilizadas sete fêmeas de cada grupo racial e, no terceiro, quatro fêmeas de cada grupo. Foram realizadas quatro coletas de dados em cada período (chuvoso e seco) de 2005. Foi utilizado delineamento inteiramente ao acaso, em fatorial 2x2 (duas raças e dois períodos). Os valores do coeficiente de tolerância ao calor do teste de Ibéria no período seco diferiram entre os grupos (P<0,05) (Saanen = 97,65 e Azul = 94,31). Houve diferença entre grupos (P<0,05) quanto ao coeficiente de adaptabilidade 1 do teste de Benezra, nos dois períodos (chuvoso:...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Caprino; Adaptação; Climática; Estresse térmico; Índices.
Ano: 2009 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352009000500020
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Avaliação de parâmetros fisiológicos de ovinos Dorper, Santa Inês e seus mestiços perante condições climáticas do trópico semi-árido nordestino Ciência e Agrotecnologia
Cezar,Marcilio Fontes; Souza,Bonifácio Benício de; Souza,Wandrick Hauss de; Pimenta Filho,Edgard Cavalcanti; Tavares,Gustavo de Paula; Medeiros,Gildenor Xavier.
Com este trabalho teve-se como objetivo avaliar os parâmetros fisiológicos (freqüência respiratória, freqüência cardíaca, movimentos ruminais e temperatura retal) de ovinos das raças Dorper, Santa Inês e seus mestiços F1, submetidos às condições climáticas do trópico semi-árido nordestino. Foram utilizados 48 ovinos, sendo 16 animais de cada um dos três grupos genéticos (Dorper, Santa Inês e mestiço F1 Dorper x Santa Inês), dos quais 8 do sexo masculino e 8 do sexo feminino. Utilizou-se o delineamento experimental inteiramente casualizado num esquema fatorial de 3 x 2 x 2 (3 grupos de animais, 2 sexos e 2 turnos de coletas). Das três fontes de variações consideradas: sexo, genótipo e turno, a última exerceu efeito significativo (P<0,05) em todos os...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Adaptabilidade; Estresse térmico; Raça; Freqüência respiratória; Temperatura retal.
Ano: 2004 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542004000300018
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Bioacústica como método de avaliação do comportamento em pastejo de novilhas Girolando Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Veit,H.M.; Salman,A.K.D.; Cruz,P.G.; Souza,E.C.; Schmitt,E..
RESUMO Objetivou-se validar o método de análise de dados bioacústicos na descrição do comportamento em pastejo de novilhas em área de integração lavoura-pecuária (iLP) e floresta (iLPF). Foram utilizadas oito novilhas Girolando (¾Holandês x ¼Gir) com média de 25±6,8 meses de idade e 268±83kg de peso vivo (PV), distribuídas em delineamento crossover 2x2 (dois sistemas x dois períodos de avaliação). A coleta de dados para análise bioacústica foi realizada utilizando-se gravadores MP3. Esses dados foram analisados pelo software Audacity® para identificação das atividades de pastejo, ruminação e ócio. Concomitantemente, o comportamento também foi avaliado pelo método de observação visual, realizado no período de 8 até 16 horas, em intervalos de 15 minutos. Não...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Ambiência; Bem-estar animal; Estresse térmico; Sistema agroflorestal.
Ano: 2018 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352018000300873
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Biodisponibilidade de fontes de metionina para poedeiras leves na fase de produção mantidas em ambiente de alta temperatura R. Bras. Zootec.
Carvalho,Débora Cristine de Oliveira; Albino,Luiz Fernando Teixeira; Rostagno,Horacio Santiago; Pinheiro,Sandra Regina Freitas; Brito,Claudson Oliveira; Viana,Maurício Tárcio dos Santos.
Objetivou-se determinar se a biodisponibilidade de metionina análoga ácido livre (MHA-AL) é igual ou superior a 65%, na base de produto, para poedeiras leves no período de 24 a 40 semanas de idade. Durante quatro períodos experimentais de 28 dias, utilizaram-se 640 poedeiras comerciais com 24 semanas de idade, em um delineamento inteiramente casualizado, com dez tratamentos, oito repetições e oito aves por unidade experimental. Os tratamentos consistiram de uma ração basal farelada deficiente em metionina, contendo 2.830 kcal de energia metabolizável (EM)/kg, 14,5% de proteína bruta (PB) e 0,23% e 0,21% de metionina total e digestível, respectivamente, suplementada com DL-metionina 99%, DLM (0,0325; 0,05; 0,065; 0,0975; 0,10 ou 0,15%) e com MHA-AL 88%...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Aves de postura; Base produto; DLM; Estresse térmico; MHA-AL.
Ano: 2009 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-35982009001200013
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Bovinos tropicalmente adaptados: tolerância ao calor. Infoteca-e
CARVALHO, G. M. C.; AZEVEDO, D. M. M. R.; LIMA NETO, A. F.; ARAUJO NETO, R. B. de; MONTEIRO, F. das C.; TEIXEIRA NETO, M. L.; ARAUJO, A. M. de; ALMEIDA, M. J. de O.; LEAL, T. M..
O estresse térmico por calor é um importante fator na redução da produtividade dos bovinos. A temperatura corporal, resultante da troca de calor com o ambiente, pode ser usada como índice de adaptação fisiológica, já que o aumento da temperatura significa que o animal está acumulando calor e, se o calor não for perdido, o estresse térmico pode se manifestar. Considerando a dificuldade, em relação a campo, de avaliação de parâmetros fisiológicos, como a temperatura retal (TR), índices ambientais podem ser utilizados, como o índice de temperatura e umidade (ITU) e o índice de temperatura de globo e umidade (ITGU). Neste trabalho, o objetivo foi verificar a tolerância ao calor de novilhas de diferentes grupos genéticos.
Tipo: Fôlder / Folheto / Cartilha (INFOTECA-E) Palavras-chave: Estresse térmico; Temperatura corporal; Variação climática; Bovino.
Ano: 2019 URL: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/1109191
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Características do ejaculado de caprinos sob estresse calórico em câmara bioclimática Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Coelho,L.A.; Sasa,A.; Nader,C.E.; Celeguini,E.C.C..
Para verificar o efeito do estresse calórico (EC) na produção espermática de caprinos, oito machos das raças Saanen (n=4) e Pardo-Alpina (n=4) foram mantidos em câmara bioclimática, sob condições de termoneutralidade (13,0ºC a 26,7ºC) durante 30 dias e, após um período (60 dias) de descanso, submetidos ao EC (23,7ºC a 34,0ºC) por mais 30 dias. Para minimizar as variações sazonais na produção espermática, durante todo o período, o fotoperíodo foi controlado utilizando-se alternância de dias longos (16 horas de luz e 8 horas de escuro) e de dias curtos (8 horas de luz e 16 horas de escuro) a cada 30 dias. Avaliaram-se as temperaturas retal e testicular, o volume do ejaculado, a concentração espermática, as motilidades massal e individual progressiva (MIP), o...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Caprino; Sêmen; Temperatura ambiente; Estresse térmico.
Ano: 2006 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352006000400015
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Características produtivas e imunológicas de frangos de corte submetidos a dietas suplementadas com cromo, criados sob diferentes condições de ambiente R. Bras. Zootec.
Oba,Alexandre; Lopes,Patrícia Cristina Ferro; Boiago,Marcel Manente; Silva,Aline Mary Scatolini; Montassier,Hélio José; Souza,Pedro Alves de.
Objetivou-se avaliar o desempenho, a resposta imune e as características de carcaça de frangos de corte alimentados com dietas suplementadas com cromo complexado a levedura (Saccharomyces cerevisae), criados em diferentes condições de temperatura. O experimento foi conduzido em câmaras climáticas com sistema de aquecimento e refrigeração, utilizando-se as seguintes condições de temperatura, de acordo com as idades: 1 a 3 dias (35, 35 e 35 ºC ± 2), 4 a 7 dias (35, 30, 25 ºC ± 2), 8 a 14 dias (34, 27 e 20 ºC ± 2), 15 a 21 dias (33, 26 e 18 ºC ± 2) e de 22 a 47 dias (32, 26 e 18 ºC ± 2), respectivamente, para temperatura quente, termoneutra e fria. As dietas foram suplementadas com 0, 400, 800, 1.200 μg Cr/kg. A suplementação de 400 μg Cr/kg melhora a...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Anticorpo; Desempenho; Estresse térmico; Rendimento carcaça.
Ano: 2012 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-35982012000500016
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Concentrações hormonais e desenvolvimento folicular de vacas leiteiras em hipertermia sazonal e aguda Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Lew,B.J.; Meidan,R.; Wolfenson,D..
Avaliaram-se as concentrações hormonais e os parâmetros de desenvolvimento folicular de vacas leiteiras expostas ao calor sazonal e agudo. Dividiram-se os animais em quatro grupos: verão (n=5), outono (n=5), inverno com hipertermia aguda (grupo câmara climática, (CC), n=5) e inverno (n=9). Os animais foram abatidos no sétimo dia após a ovulação, e os parâmetros de desenvolvimento folicular avaliados. O líquido folicular do maior folículo foi aspirado e armazenado para posterior análise de hormônios esteróides e inibina. O número de células da granulosa vivas no verão e no outono foi 40 e 45% respectivamente, menor que no inverno (P<0,05). A concentração de estradiol (E2) no inverno foi 62% maior que no outono (P<0,05) e 34% superior ao grupo verão...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Folículo; Estresse térmico; Esteróide; Inibina; Reprodução.
Ano: 2006 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352006000500017
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Conforto térmico de bovinos leiteiros confinados em clima subtropical e mediterrâneo pela análise de parâmetros fisiológicos utilizando a teoria dos conjuntos fuzzy Ciência Rural
Perissinotto,Maurício; Moura,Daniella Jorge; Cruz,Vasco Fitas; Souza,Silvia Regina Lucas de; Lima,Karla Andréa Oliveira de; Mendes,Angélica Signor.
Os objetivos deste estudo foram modelar e avaliar, pelo uso da lógica fuzzy, a sensação de conforto térmico de animais confinados em função das variáveis fisiológicas temperatura retal (TR) e frequência respiratória (FR), determinando os intervalos críticos dessas variáveis. O banco de dados foi formado em dois ambientes distintos: clima subtropical (Município de São Pedro, Brasil) e clima mediterrâneo (Município de Évora, Portugal). Para a formação do banco de dados fisiológicos, foram obtidos dados de TR e FR de vacas holandesas. Para a análise física do ambiente, foram utilizados dados de estações meteorológicas com leituras de temperatura e umidade relativa do ar realizadas a cada 30 min, ao longo de 24 horas. No processo inicial de análise dos dados,...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Produção animal; Estresse térmico; Lógica fuzzy; Bovinos leiteiros.
Ano: 2009 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782009000500029
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Consumo, produção de leite e estresse térmico em vacas da raça Pardo-Suíça alimentadas com castanha de caju Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Pimentel,P.G.; Moura,A.A.A.N.; Neiva,J.N.M.; Araújo,A.A.; Tair,R.F.L..
Avaliaram-se o consumo de matéria seca, a produção de leite e os indicadores de estresse térmico de vacas Pardo-Suíça alimentadas com castanha de caju no semi-árido do Nordeste do Brasil. Doze animais foram distribuídos em um ensaio de reversão, com quatro tratamentos: 0, 8, 16 e 24% de castanha no concentrado. As vacas receberam cana-de-açúcar à vontade e sete quilos de concentrado por dia. Maior consumo de matéria seca de cana-de-açúcar foi observado no tratamento com concentrado sem castanha (7,70kgMS/dia) em relação aos tratamentos com 16% e 24% de castanha (7,35 e 7,05kgMS/dia, respectivamente). O consumo no tratamento com concentrado sem castanha não diferiu do consumo no tratamento com 8% (7,59kgMS/dia). Não houve efeito dos tratamentos sobre a...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Bovino de leite; Consumo de matéria seca; Produção de leite; Estresse térmico.
Ano: 2007 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352007000600027
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Crescimento micelial e síntese de proteínas de choque térmico em três isolados de fungos ectomicorrízicos sob condições de temperaturas supra-ótimas Rev. Bras. Ciênc. Solo
Ferreira,Adão de Siqueira; Tótola,Marcos Rogério; Parreira,Adriano Guimarães; Borges,Arnaldo Chaer.
A síntese de proteínas de choque térmico é uma alteração fisiológica transiente na célula de organismos expostos a temperaturas supra-ótimas. A resposta fisiológica ao choque térmico é dependente, particularmente, do tipo de célula e da capacidade dos organismos em responder às alterações do meio. O presente trabalho teve como objetivo avaliar o crescimento micelial e a síntese de proteínas de choque térmico de dois isolados de Pisolithus sp. (RV82 e RS24) e de um isolado de Paxillus involutus em temperaturas supra-ótimas. No trabalho, foram feitas análises de crescimento micelial em placa de Petri com meio apropriado para o crescimento sob condições de temperaturas subletais, letais e de choque térmico. As proteínas nos micélios dos isolados foram...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Estresse térmico; HSPs; Pisolithus sp.; Paxillus involutus; Proteínas de choque térmico.
Ano: 2007 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832007000100004
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Dados de estação meteorológica oficial subestimam o estresse por calor em bovinos leiteiros criados em ambiente tropical Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Brettas,P.K.M.; Guimarães,E.C.; Nascimento,M.R.B.M..
RESUMO Determinaram-se os valores de temperatura do ar, umidade relativa e índice de temperatura e umidade (ITU) de uma propriedade rural de produção de leite a pasto e da estação meteorológica oficial mais próxima, confrontando-os. Na fazenda, as leituras dos dados foram registradas por uma estação meteorológica automática, a cada cinco minutos, de fevereiro de 2015 a setembro de 2016. Depois, calcularam-se a média por hora e o ITU horário. Selecionaram-se os valores diários mínimo, médio e máximo. O mesmo foi feito com os dados da estação meteorológica oficial, que foram horários. As temperaturas mínima e média na estação meteorológica foram maiores que na fazenda durante todo o período experimental e em 16 meses, respectivamente. A temperatura máxima da...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Conforto térmico; Estresse térmico; Gado leiteiro; Índice de temperatura e umidade.
Ano: 2019 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352019000300967
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Desempenho de frangos de corte de 1 a 21 dias de idade alimentados com rações contendo extrato de leveduras e prebiótico e criados em diferentes temperaturas R. Bras. Zootec.
Silva,Vanessa Karla; Silva,Janaina Della Torre da; Gravena,Rodrigo Antonio; Marques,Rafael Henrique; Hada,Fabricio Hirota; Moraes,Vera Maria Barbosa de.
Avaliou-se o desempenho de frangos criados em diferentes temperaturas e alimentados na fase pré-inicial com ração contendo ou não extrato de leveduras e/ou prebiótico. Foram utilizados 1.440 pintos Cobb 500®, machos de 1 dia de idade, criados em diferentes câmaras climáticas. As rações experimentais foram oferecidas somente na fase pré-inicial (1 a 7 dias), de modo que, a partir do oitavo dia, todas as aves receberam a mesma ração. Adotou-se o delineamento experimental inteiramente casualizado, em arranjo fatorial 3 × 2 × 2, composto de 3 temperaturas de criação (alta 34 ± 1ºC; controle 32 ± 2ºC; e baixa 27 ± 2ºC), 2 níveis de extrato de levedura (com ou sem) e 2 níveis de prebiótico (com ou sem). As temperaturas ambiente alta e baixa prejudicaram o...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Estresse térmico; Mananoligossacarídeos; Ração pré-inicial; Saccharomyces cerevisiae.
Ano: 2009 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-35982009000400015
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeito de dois sistemas de resfriamento sobre os hormônios tireoidianos e as variáveis termofisiológicas de matrizes suínas em lactação Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Rigo,E.J.; Antunes,R.C.; Mundim,A.V.; Gonçalves,F.C.; Guimarães,E.C.; Mattos Nascimento,M.R.B..
RESUMO Avaliaram-se os efeitos do sistema de resfriamento evaporativo com pressão negativa (SRE) e aspersão de água sobre o telhado (AAT), as variáveis termofisiológicas, os hormônios tireoidianos e a relação neutrófilo:linfócito (N:L) em porcas. Utilizaram-se 61 fêmeas em lactação, que foram divididas nos dois ambientes térmicos, sendo 30 em SRE e 31 em AAT, no verão. A temperatura e a umidade do ar, a frequência respiratória (FR), as temperaturas de superfície (TS) e retal (TR), a concentração de tiroxina e de tri-iodotironina, o número de neutrófilos e linfócitos e a relação N:L foram determinados. A temperatura ambiente pela manhã foi menor em SRE que em AAT (22,1ºC vs. 23,5ºC) e pela tarde (24,8ºC vs. 28,0ºC). Em ambos os períodos, a FR, a TS e a TR...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Suínos; Estresse térmico; Tireoide; Bem-estar.
Ano: 2019 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352019000601853
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeito do ambiente térmico e níveis de suplementação nos parâmetros fisiológicos de caprinos Moxotó AGRIAMBI
Gomes,Carlos A. V.; Furtado,Dermeval A.; Medeiros,Ariosvaldo N.; Silva,Divan S.; Pimenta Filho,Edgard C.; Lima Júnior,Valdi de.
Objetivou-se, com este trabalho, determinar o efeito do ambiente térmico e de diferentes níveis de suplementação sobre os parâmetros fisiológicos de caprinos Moxotó, criados em confinamento no semi-árido nordestino. Utilizaram-se 16 animais machos, que receberam duas dietas compostas de palma forrageira (Opuntia ficus indica), feno de maniçoba (Manihot glaziowii) e dois níveis de suplementação (0,5 e 1,5% do peso vivo). O delineamento experimental utilizado foi inteiramente casualizado, em regime de subparcelas, com 2 tratamentos e 8 repetições. No interior do aprisco os índices de conforto ambiental ficaram elevados a partir das 11 h e, no período da tarde, esses índices ficaram acima do ideal para os animais, ou seja, fora da zona de conforto térmico,...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Alimentação; Bioclimatologia; Fatores ambientais; Estresse térmico.
Ano: 2008 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-43662008000200015
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeito do estresse climático sobre os parâmetros produtivos e fisiológicos de ovinos Santa Inês mantidos em confinamento na região litorânea do Nordeste do Brasil R. Bras. Zootec.
Neiva,José Neuman Miranda; Teixeira,Maurício; Turco,Helena Nogueira; Oliveira,Sônia Maria Pinheiro de; Moura,Arlindo de Alencar Araripe Noronha.
O presente estudo foi conduzido objetivando-se avaliar a influência do estresse climático sobre o desempenho produtivo e as respostas fisiológicas de ovinos da raça Santa Inês em confinamento. Foram avaliados dois ambientes (sombra e sol) e duas dietas com duas relações volumoso:concentrado (70C:30V: 70% de concentrado e 30% de volumoso; 30C:70V: 30% de concentrado e 70% de volumoso). Os animais mantidos à sombra e alimentados com dieta contendo alto teor de concentrado (70C:30V) apresentaram maior consumo de matéria seca (1258 g/animal/dia) e de proteína bruta (0,8% do peso vivo [PV] e 18 g/PV0,75) e maior ganho de peso (247 g/animal/dia). A temperatura nos ambientes de sol e sombra durante a tarde foi de 32,1 e 30,6:C e os valores do índice de...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Ambiente; Cordeiros; Desempenho; Estresse térmico.
Ano: 2004 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-35982004000300015
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeitos da disponibilidade de sombra sobre o desempenho, atividades comportamentais e parâmetros fisiológicos de vacas da raça Pitangueiras - DOI: 10.4025/actascianimsci.v31i3.5279 Animal Sciences
Silva, Érica Carla Lopes da; UFRPE; Modesto, Elisa Cristina; UFRPE; Azevedo, Marcílio de; UFRPE; Ferreira, Marcelo de Andrade; UFRPE; Dubeux Junior, José Carlos Batista; UFRPE; Schuler, Alexandre Ricardo Pereira; UFPE.
O trabalho teve como objetivo avaliar a produção, composição e o perfil de ácidos graxos do leite, parâmetros fisiológicos e atividades comportamentais de vacas da raça Pitangueiras, submetidas à condição de pastejo com e sem acesso à sombra. O ambiente foi monitorado diariamente em uma estação meteorológica. O delineamento experimental foi o inteiramente casualizado, sendo que 20 vacas em lactação foram divididas em piquetes nos tratamentos com e sem acesso à sombra. Não houve diferença (p > 0,05) entre os tratamentos quanto às variáveis fisiológicas, produção, composição e perfil de ácidos graxos do leite. Os animais com acesso à sombra buscaram o sombrite nos horários em que os índices de conforto térmico foram mais elevados. No turno da tarde os...
Tipo: Pesquisa de campo;análise laboratorial Palavras-chave: Ácidos graxos; Comportamento; Estresse térmico; Fatores ambientais; Temperatura retal ciências agrárias acids fatty; Behavior; Environment; Heat stress; Shading; Dairy cows.
Ano: 2009 URL: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciAnimSci/article/view/5279
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeitos da Insulação Escrotal sobre a Biometria Testicular e Parâmetros Seminais em Carneiros da Raça Santa Inês Criados no Estado do Ceará R. Bras. Zootec.
Moreira,Emerson Pinto; Moura,Arlindo de Alencar Araripe; Araújo,Airton Alencar de.
Um estudo foi conduzido com a finalidade de avaliar o efeito do estresse térmico sobre parâmetros seminais e biometria testicular em carneiros Santa Inês. Oito animais adultos foram submetidos à insulação escrotal por sete dias. Realizaram-se duas avaliações antes da insulação e, após este período, doze coletas durante 118 dias. A insulação escrotal não causou variações no volume dos ejaculados, mas o pH seminal apresentou valores elevados oito dias após a insulação, retornando à normalidade após 15 dias. Ocorreu redução na concentração espermática oito dias após a insulação e os animais apresentaram azoospermia entre 33 e 50 dias. Depois de 79 dias, a concentração espermática retornou aos padrões observados antes da insulação. A circunferência escrotal...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Carneiros; Estresse térmico; Sêmen; Testículos.
Ano: 2001 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-35982001000700007
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeitos do estresse térmico sobre a produção, composição química do leite e respostas termorreguladoras de cabras da raça alpina R. Bras. Zootec.
Brasil,Lúcia Helena de Albuquerque; Wechesler,Francisco Stefano; Baccari Júnior,Flávio; Gonçalves,Heraldo Cesar; Bonassi,Ismael Antônio.
Seis cabras da raça Alpina, com produção média de leite de 2,5 kg/dia, foram distribuídas aleatoriamente em dois grupos de três e submetidas à termoneutralidade ou estresse térmico por 56 dias em câmara climática. Usou-se um delineamento estatístico "crossover". A temperatura média do ar diurna, incluindo radiação solar simulada, foi de 33,84ºC. Os animais estressados aumentaram a freqüência respiratória, o volume-minuto respiratório, a termólise-evaporativa respiratória, temperatura retal e a taxa de sudorese, enquanto o volume corrente respiratório e o volume globular diminuíram. Houve também perda de peso, redução da ingestão de alimentos e duplicação do consumo de água. A produção de leite e a porcentagem de gordura, proteína, lactose e sólidos totais...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Cabras; Composição química; Estresse térmico; Produção de leite.
Ano: 2000 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-35982000000600006
Registros recuperados: 44
Primeira ... 123 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional