Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 18
Primeira ... 1 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Alterações físicas e químicas durante o desenvolvimento de mangas 'Tommy Atkins' no vale de São Francisco, Petrolina-PE Rev. Bras. Frutic.
Lucena,Eliseu Marlônio Pereira de; Assis,Joston Simão de; Alves,Ricardo Elesbão; Silva,Víctor César Macêdo da; Enéias Filho,Joaquim.
O presente trabalho objetivou caracterizar o crescimento dos frutos de mangueira (Mangifera indica L.), cv. Tommy Atkins, da antese até a colheita comercial, visando à definição do ponto de colheita ideal baseado em determinações físicas e físico-químicas. Os frutos foram colhidos aos 35; 49; 63; 70; 77; 84; 98 e 112 dias após a antese (DAA), sendo feitas as seguintes determinações: diâmetro longitudinal, diâmetro ventral, diâmetro transversal, produto dos diâmetros, massa fresca, massa seca, massa e teor de água, escala de Blush para coloração da casca e sólidos solúveis. O trabalho indicou que as mangas atingiram a maturidade aos 98 DAA e que a massa seca, dentre os estudados, é o melhor indicador do estádio de desenvolvimento dos frutos.
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Mangifera indica; Fisiologia pós-colheita; Crescimento do fruto; Tommy Atkins.
Ano: 2007 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452007000100021
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Análises fisiológicas e enzimáticas em abacaxi submetido à tecnologia de radiação ionizante Ciênc. Tecnol. Aliment.
Silva,Josenilda Maria da; Silva,Juliana Pizarro; Spoto,Marta Helena Fillet.
As características fisiológicas e enzimáticas pós-colheita do abacaxi do cultivar Smooth Cayenne foram avaliadas após os frutos serem irradiados com doses de 100 e 150 Gy e armazenados durante dez, vinte e trinta dias sob temperatura de 12 °C (±1) e 85% (±5) de umidade relativa. Análises fisiológicas e enzimáticas foram realizadas a cada período de armazenamento com o objetivo de avaliar as alterações provocadas pela aplicação da radiação ionizante. Frutos controle apresentaram maiores valores das pectinas solúveis, pectinas totais, açúcares redutores, sacarose e açúcares totais e menores valores das atividades das enzimas polifenoloxidade e poligalacturonase. O tempo de armazenamento influenciou significativamente para todas as análises estudadas. Dose de...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Radiação gama; Fisiologia pós-colheita; Abacaxi.
Ano: 2007 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-20612007000300027
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Aplicação de revestimentos comestíveis em pêssego (Prunus persica) Ciênc. Tecnol. Aliment.
Jacometti,Giselle de Assis; Meneghel,Renata Fraxino de Almeida; Yamashita,Fábio.
O objetivo do trabalho foi avaliar a influência de revestimentos comestíveis sobre a vida-de-prateleira, perda de massa, atividade metabólica e contaminação microbiológicas em pêssegos in natura. Foram utilizados pêssegos brancos cv. Perola de Mairinque (IAC 769-8) revestidos com soluções de 1% de goma gelana (p/v) e 1% goma gelana + 1% sorbitol (p/v), embalados em caixas de papelão e armazenados a 10ºC / 80-85% UR por 16 dias. Frutos sem revestimento serviram de controle. Os revestimentos à base de goma gelana e gelana+sorbitol não alteraram a atividade fisiológica dos pêssegos, medida através da taxa de respiração, teor de sólidos solúveis e acidez titulável ao longo da armazenagem. Não houve diferença entre as taxas de perda de massa, que ficaram em...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Vida-de-prateleira; Frutas; Armazenagem; Fisiologia pós-colheita; Contaminação microbiológica; Perda de massa.
Ano: 2003 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-20612003000100020
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Atividade das enzimas alfa e beta-galactosidases de mangas "Tommy Atkins" durante o desenvolvimento. Repositório Alice
LUCENA, E. M. P. de; ASSIS, J. S. de; ALVES, R. E.; ENÉAS FILHO, J..
2009
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Mangifera indica; Fisiologia pós-colheita; Pectina; Proteína.
Ano: 2009 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/631263
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Avaliação do crescimento e da maturação pós-colheita de pêras da cultivar shinsseiki PAB
LOMBARDI,SERGIO RICARDO BOLTE; MORAES,DARIO MUNT DE; CAMELATTO,DARCY.
O objetivo deste trabalho foi estabelecer características do crescimento e verificar os efeitos pós-colheita de etileno exógeno em frutos da pereira asiática (Pyrus pirifolia) 'Shinsseiki'. Em intervalos de 14 dias a partir da plena floração, foram medidos o comprimento e o diâmetro de 20 frutos marcados em 10 plantas de pomar estabelecido em Canguçu, RS. Quando atingiram o máximo desenvolvimento, 168 frutos foram colhidos e submetidos à imersão, por cinco minutos, em soluções com zero, 50, 100 e 150 mg L-1 de ácido 2cloroetil fosfônico (CEPA). Em seguida, foram armazenados por 18 dias à temperatura ambiente, e submetidos a sete avaliações, em intervalos de três dias. Durante a fase de crescimento, foram observados uma curva de crescimento do tipo...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Pyrus pirifolia; Fisiologia pós-colheita; Etileno.
Ano: 2000 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-204X2000001200010
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Conservação pós-colheita de alface cultivada com composto orgânico PAB
Santos,Ricardo Henrique Silva; Silva,Franceli da; Casali,Vicente Wagner Dias; Condé,Alcides Reis.
O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito da adubação com composto orgânico, na presença e na ausência de adubação mineral padrão, na conservação pós-colheita das plantas de alface cultivar Babá. O composto orgânico foi aplicado nas doses de 0,0, 22,8, 45,6, 68,4 e 91,2 t/ha de matéria seca. Foram avaliadas a perda de matéria fresca em condições de ambiente e a degradação da clorofila em câmara fria (4°C) até 84 horas e 12 dias, respectivamente, após colheita. A aplicação de doses crescentes de composto orgânico reduziu a perda de matéria fresca após a colheita em até 7%; os teores de clorofila decresceram durante o armazenamento, em plantas adubadas com 45,6 e 91,2 t/ha de composto orgânico e adubo mineral, atingindo cerca de 0,3 mg/g de tecido...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Lactuca sativa; Adubos compostos; Adubos orgânicos; Fisiologia pós-colheita; Perdas; Senescência.
Ano: 2001 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-204X2001000300017
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Conservação pós-colheita de frutos de araçá-vermelho em função do estádio de maturação e temperatura de armazenamento Rev. Bras. Frutic.
Drehmer,Amanda Maria Furtado; Amarante,Cassandro Vidal Talamini do.
O presente trabalho objetivou estudar os efeitos do estádio de maturação e temperatura de armazenamento sobre a fisiologia de araçá-vermelho. Frutos colhidos nos estádios de maturação verde (coloração vermelha da epiderme < 20%) e maduro (coloração vermelha da epiderme > 50%) foram armazenados nas temperaturas de 0; 5; 10; 20 e 30ºC (UR de 85-90%) para a quantificação das taxas respiratórias e alterações na coloração da epiderme (L='lightness' e hº=ângulo 'hue'). Houve aumento substancial na taxa respiratória com o aumento na temperatura de armazenamento de 0 a 30ºC, com Q10 @ 2,7. Frutos colhidos no estádio de maturação verde apresentaram, em relação a frutos colhidos no estádio maduro, sensível redução na qualidade, caracterizada pelo menor teor de...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Psidium cattleianum Sabine; Fisiologia pós-colheita; Respiração; Q10; Amadurecimento.
Ano: 2008 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452008000200009
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeito da lâmina de irrigação na conservação pós-colheita de melão Pele de Sapo Horticultura Brasileira
Medeiros,José Francismar de; Aroucha,Edna MM; Dutra,Indalécio; Chaves,Sérgio WP; Souza,Marcelo S de.
Sabe-se que há influência das condições de cultivo na qualidade e conservação pós-colheita dos frutos, sendo escassos na literatura os trabalhos que relacionem o uso de lâmina de irrigação com a qualidade e conservação pós-colheita do melão. Assim, objetivou-se avaliar o efeito da lâmina de irrigação na conservação pós-colheita de melão Pele de Sapo. Para isto, conduziu-se um experimento em uma área localizada no município de Mossoró (RN), de setembro a dezembro de 2004. O ensaio consistiu do plantio do meloeiro utilizando três lâminas de irrigação L1= 281 mm, L2= 349 e L3= 423 mm, com solo adubado seguindo a exigência da cultura. Os frutos foram colhidos na maturidade fisiológica (60 dias após o transplantio). Em seguida foram transportados para o...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Cucumis melo; Fisiologia pós-colheita; Armazenamento; Vitamina C; ºBrix.
Ano: 2012 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-05362012000300026
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeito do corte como dano mecânico na qualidade e na fisiologia de mamões 'golden' Rev. Bras. Frutic.
Tezotto,Jaqueline Visioni; Jacomino,Angelo Pedro; Godoy,Ana Elisa de; Cerqueira-Pereira,Elaine Costa; Gallon,Camilla Zanotti.
A redução na qualidade pós-colheita do mamão deve-se em grande parte aos danos mecânicos, especialmente àqueles do tipo corte. O objetivo deste trabalho foi reproduzir este dano mecânico e avaliar os efeitos do número de cortes na qualidade e na fisiologia pós-colheita de mamões 'Golden'. Os cortes foram obtidos com o uso de uma lâmina de aço de 30 mm de comprimento e 5 mm de profundidade. Os tratamentos consistiram na reprodução de 1 a 4 cortes na região mediana dos frutos. Mamões sem cortes foram utilizados como controle. Após a reprodução dos danos, os frutos foram armazenados em câmara a 22ºC e 80-90% de UR por 10 dias. As análises de qualidade foram realizadas a cada dois dias, e as fisiológicas, diariamente. Os resultados demonstraram que a firmeza,...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Carica papaya L.; Dano mecânico; Características físicas e químicas; Fisiologia pós-colheita.
Ano: 2011 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452011000500029
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Estádio de maturação e temperatura de armazenamento eficientes na manutenção da qualidade pós-colheita de acerolas. Repositório Alice
RIBEIRO, B. S.; FERREIRA, M. A. R.; SILVA, D. S.; NASCIMENTO, P. H. D.; FREITAS, S. T. de.
O objetivo deste trabalho foi determinar o EM ideal para a colheita e temperatura de armazenamento mais eficiente no prolongamento da vida pós-colheita de acerolas da variedade Junko destinadas ao consumo in natura.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Conservação; Fisiologia pós-colheita; Semiárido; Acerola; Pós-colheita; Postharvest; Malpighia emarginata; Barbados cherry.
Ano: 2016 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1058613
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Fenologia da floração à frutificação da mangueira 'Tommy atkins' no Vale do São Francisco. Repositório Alice
LUCENA, E. M. P. de; ASSIS, J. S. de; ALVES, R. E.; ENÉAS FILHO, J..
2008
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Mangueira; Manga; Biologia floral; Fenologia; Fisiologia pós-colheita; Mangifera indica L.
Ano: 2008 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/161517
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Influência de diferentes embalagens de atmosfera modificada sobre a aceitação de uvas finas de mesa var. Itália mantidas sob refrigeração Ciênc. Tecnol. Aliment.
YAMASHITA,Fábio; TONZAR,Anamaria Caldo; FERNANDES,Joicelena Georgetti; MORIYA,Suely; BENASSI,Marta de Toledo.
Foi feito um estudo sobre o comportamento de uvas finas de mesa (Vitis vinifera L.) var. Itália frente à armazenagem refrigerada e à utilização de embalagem, para aumentar a vida-de-prateleira. Cachos da uva no estádio verde maduro foram embalados individualmente em três diferentes filmes plásticos (Cryovac® PD-900; Cryovac® PD-955 e Cryovac® PD-961EZ ) de alta permeabilidade ao oxigênio e ao gás carbônico e armazenados a 1ºC (85-95% UR) por 63 dias e a 25ºC (80-90% UR) por 21 dias; frutas sem embalagem serviram de controle. Ao longo da armazenagem foram realizadas análises sensoriais de aceitação quanto ao sabor e aparência, utilizando escala hedônica não estruturada de 9cm e 30 provadores por sessão. Foram realizadas também análises do teor de sólidos...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Embalagem de atmosfera modificada; Análise sensorial; Fisiologia pós-colheita; Perda de massa.
Ano: 2000 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-20612000000100021
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Instrumentação pós-colheita em frutas e hortaliças. Infoteca-e
FERREIRA, M. D..
bitstream/item/163902/1/Livro-Instrumentacao-Pos-colheita....pdf
Tipo: Livro técnico (INFOTECA-E) Palavras-chave: Fisiologia pós-colheita; Citricultura paulista; Comercialização; Ressonância magnética nuclear (RMN); Nanotecnologia; Coberturas comestíveis.
Ano: 2017 URL: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/1075734
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Manejo do etileno durante o armazenamento de ameixas 'Laetitia' em atmosfera controlada Ciência Rural
Alves,Erlani de Oliveira; Steffens,Cristiano André; Amarante,Cassandro Vidal Talamini do; Pavanello,Elizandra Pivotto; Brackmann,Auri.
Objetivou-se avaliar o efeito da aplicação de 1-metilciclopropeno (1-MCP) e de diferentes concentrações de etileno sobre a qualidade de ameixas 'Laetitia' armazenadas em atmosfera controlada (AC). Os tratamentos utilizados foram aplicação de 1-MCP (1,0µL L-1) e etileno (C2H4) nas concentrações de <0,04µL L-1, 1,0µL L-1 e 10µL L-1 no interior das câmaras de AC (1,0kPa de O2+3,0kPa de CO2 / 0,5°C±0,1°C e UR de 95±2%). A taxa respiratória foi menor nos frutos tratados com 1-MCP e armazenados com 10µL L-1 de C2H4. A produção de etileno foi menor nos frutos tratados com 1-MCP. Na saída da câmara, os frutos tratados com 1-MCP ou armazenados com <0,04µL L-1 de C2H4 apresentaram maior firmeza de polpa, resistência do fruto à compressão e menor incidência de...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Prunus salicina; Amadurecimento; Fisiologia pós-colheita; Distúrbios fisiológicos.
Ano: 2009 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782009000900010
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Preservação da qualidade pós-colheita de kiwi 'bruno' pelo controle do etileno Rev. Bras. Frutic.
Vieira,Marcelo José; Argenta,Luiz Carlos; Amarante,Cassandro Vidal Talamini do; Steffens,Cristiano André; Vieira,Amanda Maria Furtado Drehmer.
Objetivou-se determinar os efeitos do 1-MCP sobre a conservação pós-colheita de kiwi, cultivar Bruno, armazenado sob atmosfera do ar (AA) e atmosfera controlada (AC). Os frutos foram colhidos em abril de 2003 e 2004. Três dias após a colheita, parte dos frutos foi tratada com 1,0 µL.L-1 de 1-MCP e armazenada sob atmosfera do ar (AA) e AC com baixo etileno. O tratamento com 1-MCP retardou o aumento da taxa de produção de etileno e reduziu a respiração após remoção de câmara fria, resultando assim no retardo da perda de firmeza da polpa e na redução do desenvolvimento de pericarpo translúcido e senescente. O tratamento com 1-MCP não apresentou efeito significativo sobre os teores de sólidos solúveis. Frutos armazenados sob AA apresentaram alto metabolismo,...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Actinidia deliciosa; 1-MCP; Atmosfera controlada; Fisiologia pós-colheita; Distúrbio fisiológico; Firmeza de polpa.
Ano: 2010 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452010000200008
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Qualidade pós-colheita de frutos de butiá em função do estádio de maturação na colheita e do manejo da temperatura Ciência Rural
Amarante,Cassandro Vidal Talamini do; Megguer,Clarice Aparecida.
Este trabalho objetivou avaliar os efeitos do estádio de maturação na colheita, da temperatura de armazenamento e do tempo para o resfriamento na preservação da qualidade pós-colheita de frutos de butiá. Os frutos foram colhidos em três estádios de maturação (verde, verde-amarelo e amarelo) e armazenados a 0±2°C e 20±2°C. Frutos armazenados a 0±2°C apresentaram melhor retenção de firmeza, de cor verde da epiderme, de acidez total titulável (ATT) e de sólidos solúveis totais (SST), em relação àqueles armazenados a 20±2°C. Os benefícios da refrigeração na preservação pós-colheita foram maiores para frutos colhidos em estádio verde, apesar da sua qualidade inferior, caracterizada pelos altos valores de ATT e baixos valores de SST em relação aos colhidos nos...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Butia eriospatha (Martius) Beccari; Fisiologia pós-colheita; Respiração; Q10; Cadeia de frio; Amadurecimento; Conservação.
Ano: 2008 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782008000100008
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Remoção da adstringência de frutos de caquizeiro 'Giombo' sob diferentes períodos de exposição aovapor de álcool etílico PAB
ANTONIOLLI,LUCIMARA ROGÉRIA; CASTRO,PAULO ROBERTO DE CAMARGO E; KLUGE,RICARDO ALFREDO; SCARPARE FILHO,JOÃO ALEXIO.
O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito do período de exposição ao vapor de álcool etílico na remoção da adstringência de frutos de caquizeiro (Diospyros kaki L.) cultivar Giombo. Os frutos foram expostos ao vapor de álcool durante 24, 36 e 48 horas, sob temperatura de 20°C e 95% de umidade relativa. As características químicas e físicas dos frutos foram avaliadas durante dez dias, em intervalos de dois dias. As variáveis analisadas foram: teor de taninos solúveis, firmeza da polpa, perda de matéria fresca, pH, sólidos solúveis totais, acidez total titulável e teor de ácido ascórbico. De acordo com os resultados obtidos, os períodos de 24 e 36 horas demonstraram ser igualmente eficientes no processo de remoção da adstringência dos frutos; no...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Diospyros kaki; Fisiologia pós-colheita; Produção de etileno; Tanino; Amadurecimento.
Ano: 2000 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-204X2000001000021
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Teor de nitrogênio e proteína durante o desenvolvimento de manga "Tommy Atkins" no Vale do São Francisco. Repositório Alice
LUCENA, E. M. P. de; ASSIS, J. S. de; ALVES, R. E.; ENÉAS FILHO, J..
2009
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Mangifera indica; Fisiologia pós-colheita; Croma da polpa.
Ano: 2009 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/631243
Registros recuperados: 18
Primeira ... 1 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional