Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 14
Primeira ... 1 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Análise florística das pteridófitas do Parque Nacional da Restinga de Jurubatiba, Rio de Janeiro, Brasil Acta Botanica
Santos,Marcelo Guerra; Sylvestre,Lana da Silva; Araujo,Dorothy Sue Dunn de.
O Parque Nacional da Restinga de Jurubatiba, localizado no norte do Estado do Rio de Janeiro, abrange os municípios de Macaé, Carapebus e Quissamã. Foram registradas para a área de estudo 12 famílias com 21 gêneros e 32 espécies. As famílias encontradas foram Blechnaceae, Cyatheaceae, Davalliaceae, Dennstaedtiaceae, Dryopteridaceae, Gleicheniaceae, Lycopodiaceae, Polypodiaceae, Pteridaceae, Salviniaceae, Schizaeaceae e Thelypteridaceae. Dessas, as mais representativas em número de espécies foram Polypodiaceae (5 spp.) e Pteridaceae (5 spp.). Os gêneros com maior número de espécies foram Nephrolepis, Polypodium e Thelypteris. Das 32 espécies registradas, 23 são ervas terrestres, três são ervas epífitas, três ervas aquáticas, duas arborescentes e uma erva...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Pteridófitas; Restinga; Floresta atlântica; Biodiversidade; Etnobotânica.
Ano: 2004 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-33062004000200007
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Aranhas de solo (Arachnida: Araneae) em diferentes fragmentos florestais no sul da Bahia, Brasil Biota Neotropica
Dias,Maria de Fátima da Rocha; Brescovit,Antonio D.; Menezes,Max de.
A faixa de Mata Atlântica do Sul da Bahia vem sofrendo acelerado processo de fragmentação por ação antrópica, com conseqüente alteração da sua composição faunística. As aranhas constituem um dos grupos predadores dominantes no solo de florestas e sua importância para a estabilidade dos ecossistemas é indiscutível. A pesquisa teve o objetivo de comparar abundância relativa e composição em espécies de aranhas de solo em 6 ambientes florestais: cacaual em cabruca, capoeira, borda e interior de fragmento de mata e borda e interior de mata contínua, localizados nos municípios de Ilhéus e Una. Para cada um dos ambientes analisados existiam um total de seis repetições, totalizando 36 transectos. As aranhas foram amostradas em transectos, em cada um, foram...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Floresta atlântica; Aranhas; Solo; Neotropical.
Ano: 2005 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032005000200012
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Composição Florística do estrato arbóreo da Floresta Estacional Semidecidual na Planície Aluvial do rio Doce, Linhares, ES, Brasil Acta Botanica
Rolim,Samir Gonçalves; Ivanauskas,Natália Macedo; Rodrigues,Ricardo Ribeiro; Nascimento,Marcelo Trindade; Gomes,José Manoel Lúcio; Folli,Domingos Antônio; Couto,Hilton Thadeu Zarate do.
Este trabalho apresenta a flora de espécies arbóreas e palmeiras na floresta estacional semidecidual na planície aluvial do rio Doce, uma área de cerca de 20.000 ha, a partir de Linhares (ES) até próximo à foz no oceano atlântico. Foram determinadas 408 espécies (27 classificadas em gênero) e 59 famílias, entre arbóreas e palmeiras. Por meio da análise de agrupamento, foi evidenciado que a floresta do rio Doce é muito semelhante floristicamente à floresta estacional dos tabuleiros terciários, que estas se agrupam com as florestas estacionais do rio Doce em MG e que, por sua vez, todas estas se agrupam com as florestas ombrófilas do sul da Bahia, sendo o conjunto nitidamente separado das outras formações ombrófilas costeiras. Foram encontradas dezenas de...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Rio Doce; Floresta atlântica; Floresta de tabuleiro; Composição florística; Cacau.
Ano: 2006 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-33062006000300005
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Composição florística e estrutura do componente arbóreo de uma área transicional de Floresta Atlântica no sul da Bahia, Brasil Rev. Bras. Bot.
Thomas,W. Wayt; Jardim,Jomar G.; Fiaschi,Pedro; Mariano Neto,Eduardo; Amorim,André M..
O objetivo deste estudo foi averiguar a existência de uma possível transição florística ao longo de um gradiente altitudinal numa floresta serrana do sul da Bahia, Brasil. A área amostrada situa-se em uma zona de transição (leste-oeste) entre florestas ombrófilas e estacionais. Um transecto linear abrangendo um hectare (10 × 1.000 m) foi situado na encosta da serra (de ca. 350 a 750 m.s.m.). Todas as árvores e lianas com DAP > 5 foram numeradas, coletadas e medidas. Foram calculados valores de densidade, dominância, frequência e valor de importância (VI) para cada espécie amostrada. Foram amostrados 1.400 indivíduos agrupados em 264 espécies e 56 famílias de angiospermas. Cariniana legalis (Mart.) Kuntze teve o maior VI, devido à elevada dominância de...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Bahia; Floresta atlântica; Floresta semidecídua tropical; Gradiente altitudinal.
Ano: 2009 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-84042009000100007
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Densidade e tamanho populacional de primatas em um fragmento florestal no sudeste do Brasil Zoologia
São Bernardo,Christine Steiner; Galetti,Mauro.
Foram realizadas transecções lineares em um pequeno fragmento de Floresta Atlântica semidecídua, a fim de se estimar densidade e tamanho populacional de primatas. A Mata São José possui uma área de 230 ha e está localizada entre Rio Claro e Araras (Estado de São Paulo, sudeste do Brasil). Este fragmento florestal abriga 23 espécies de mamíferos não - voadores, distribuídos em sete ordens e 13 famílias. De julho de 1999 a janeiro de 2001, foram percorridos 125 km e três espécies de primatas foram registradas. As densidades populacionais foram estimadas com base no software Distance. A espécie de primata que apresentou maior densidade foi o macaco-prego Cebus nigritus (Goldfuss, 1809) (Cebidae) (24,5 indivíduos/ km², variando entre 19,6 e 32,6 indivíduos/...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Censo; Floresta atlântica; Fragmentação florestal; Método de transecção linear; Primatas.
Ano: 2004 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-81752004000400017
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Descrição da estrutura de uma Floresta Ombrófila Mista, RS, Brasil, utilizando estimadores não-paramétricos de riqueza e rarefação de amostras Acta Botanica
Sonego,Rubia Cristina; Backes,Albano; Souza,Alexandre F..
O presente trabalho teve por objetivo descrever a estrutura e composição do estrato arbóreo de uma Floresta Ombrófila Mista na Floresta Nacional de São Francisco de Paula, Rio Grande do Sul utilizando métodos analíticos mistos de fitossociologia tradicional e de rarefação por unidades amostrais. Os dados, amostradas 29 parcelas de 10x10 m, são apresentados através de critérios de inclusão de diâmetro à altura do peito (DAP) mínimo de 5,0 cm e 10,0 cm, curvas de rarefação baseadas em amostras e estimadores não paramétricos de diversidade, de modo a ampliar seu potencial comparativo com outras comunidades. Segundo o critério de inclusão DAP > 5,0 cm, foram identificadas 41 espécies (índice de Shannon-Wiener (H’) = 1,2 nats.ind ') distribuídas em 32...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Estimadores não paramétricos de riqueza; Fitossociologia; Floresta atlântica; Rarefação; Planalto sul-brasileiro.
Ano: 2007 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-33062007000400019
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Diagramas de perfil e de cobertura de um trecho da floresta de tabuleiro na Reserva Florestal de Linhares (Espírito Santo, Brasil) Acta Botanica
Peixoto,Ariane Luna; Rosa,Maria Mercedes Teixeira da; Joels,Luiz Carlos de Miranda.
O diagrama de perfil e de cobertura de um trecho de mata alta na floresta de tabuleiro da Reserva Florestal de Linhares, Espírito Santo, Brasil, foram obtidos a partir de duas amostras de 60m x 10m e 30m x 20m, respectivamente, parcialmente superpostas. Todos os indivíduos com altura igual ou superior a 6m e dap igual ou superior a 5cm foram identificados e tiveram medidos a altura total, altura do fuste, dap e diâmetro da copa. Foram desenhados o fuste e as formas horizontal e vertical da copa. Os indivíduos foram classificados de acordo com o seu estádio de desenvolvimento em árvores potenciais, árvores do presente e árvores em decrepitude. Foram identificados três estratos com características próprias quanto às dimensões, composição florística e fase de...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Hiléia bahiana; Estratificação florestal; Diagramas de perfil e cobertura; Floresta atlântica.
Ano: 1995 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-33061995000200001
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Espécie invasora em reservas naturais: caracterização da população de Achatina fulica Bowdich, 1822 (Mollusca - Achatinidae) na Ilha Rasa, Guaraqueçaba, Paraná, Brasil Biota Neotropica
Fischer,Marta Luciane; Colley,Eduardo.
O caramujo africano Achatina fulica é uma das cem espécies invasoras do mundo, causando sérios danos principalmente em ilhas. Objetivou-se caracterizar a população de A. fulica na Ilha Rasa, Guaraqueçaba, PR, Brasil. Coletas sazonais diurnas da A. fulica e fauna associada foram conduzidas na borda e interior de floresta, restinga, mangue e área urbana das comunidades de Almeida e Rasa. Foram coletados 959 caramujos, com uma média de 66,4 animais vivos por terreno vistoriado, estimando-se que haja em torno de 9.000 caramujos na ilha. No entanto a freqüência dos animais esteve condicionada a época do ano, tamanho do animal e comunidade. A pequena e recente população de A. fulica associada ao ambiente antrópico demanda um plano de erradicação urgente e eficaz...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Caramujo africano; Ecologia de ilhas; Invasão biológica; Floresta atlântica.
Ano: 2005 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032005000100014
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Flora vascular não-arbórea de uma floresta de grota na Serra da Mantiqueira, Zona da Mata de Minas Gerais, Brasil Biota Neotropica
Menini Neto,Luiz; Matozinhos,Carolina Nazareth; Abreu,Narjara Lopes de; Valente,Arthur Sérgio Mouço; Antunes,Kelly; Souza,Filipe Soares de; Viana,Pedro Lage; Salimena,Fátima Regina Gonçalves.
A região da Serra Negra constitui um importante remanescente de floresta atlântica situado no sul da Zona da Mata mineira, na Serra da Mantiqueira, composta por um mosaico de campos rupestres (nos afloramentos de quartzito) a arbustais nebulares, florestas estacionais semideciduifólias a perenifólias e florestas nebulares, de ambientes inferomontanos a superomontanos ripícolas a interfluviais. A área de estudo é um fragmento de floresta de grota (floresta perenifólia ripícola), de aproximadamente 0,9 ha, situada no Cânion do Ribeirão do Funil, na Vila do Funil, município de Rio Preto, localizada no sul da Serra Negra. O presente trabalho foi realizado entre os anos de 2004 e 2009 e teve como objetivos o conhecimento da flora vascular não-arbórea, a...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Serra Negra; Floresta atlântica; Campo rupestre; Florística; Ervas; Arbustos; Lianas; Epífitas.
Ano: 2009 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032009000400015
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Florestas de restinga e de terras baixas na planície costeira do sudeste do Brasil: vegetação e heterogeneidade ambiental Biota Neotropica
Assis,Marco Antonio; Prata,Eduardo Magalhães Borges; Pedroni,Fernando; Sanchez,Maryland; Eisenlohr,Pedro Vasconcellos; Martins,Fernando Roberto; Santos,Flavio Antonio Maës dos; Tamashiro,Jorge Yoshio; Alves,Luciana Ferreira; Vieira,Simone Aparecida; Piccolo,Marisa de Cássia; Martins,Susian Christian; Camargo,Plínio Barbosa de; Carmo,Janaina Braga do; Simões,Eliane; Martinelli,Luiz Antonio; Joly,Carlos Alfredo.
Foram avaliadas semelhanças florísticas entre duas fisionomias de Floresta Atlântica na região costeira do Brasil, denominadas Floresta de Restinga e Floresta das Terras Baixas. A hipótese era que, devido à diferença nos processos geomorfológicos, essas duas florestas difeririam em variáveis físico-químicas dos solos, composição florística, biomassa aérea e produção de serapilheira. O trabalho foi conduzido em uma área de 1 ha (100 × 100 m) em cada tipo de floresta, no município de Ubatuba, São Paulo. Foram registrados e medidos todos os indivíduos arbóreos com DAP > 4,8 cm e coletadas amostras de solo e serapilheira. As análises de agrupamento e de ordenação indicaram que os solos e principalmente a flora distribuem-se como grupos bem definidos,...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Floresta atlântica; Biomassa; Serapilheira; Análise multivariada.
Ano: 2011 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032011000200012
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Florística vascular da Floresta Ombrófila Densa Altomontana de quatro serras no Paraná Biota Neotropica
Scheer,Maurício Bergamini; Mocochinski,Alan Yukio.
A Floresta Ombrófila Densa Altomontana é uma formação responsável por importantes funções ambientais, entre elas a proteção e manutenção dos fluxos hídricos de cabeceiras de bacias hidrográficas, o estoque de carbono na sua biomassa e na do solo, além da sua biodiversidade e seu elevado endemismo. Apesar de ainda existirem remanescentes primários significativos dessas florestas, apenas alguns estudos descreveram sua estrutura arbórea. O presente trabalho tem o objetivo de listar e comparar a florística vascular de quatro serras representativas da Floresta Ombrófila Densa Altomontana no Paraná e de comparar a florística arbórea das florestas do presente estudo com a de outras florestas semelhantes nas regiões sul e sudeste do Brasil. Foram detectadas 346...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Floresta atlântica; Floresta ombrófila densa altomontana; Floresta nebular tropical/subtropical; Serra do mar.
Ano: 2009 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032009000200005
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Levantamento florístico de Floresta Atlântica no sul do Estado de São Paulo, Parque Estadual Intervales, Base Saibadela Biota Neotropica
Zipparro,Valesca Bononi; Guilherme,Frederico Augusto G.; Almeida-Scabbia,Renata J.; Morellato,L. Patrícia C..
Foi realizado um levantamento florístico no Parque Estadual Intervales, Base Saibadela (24º14'08"S, 48º04'42"W), que faz parte da maior área contínua de Floresta Atlântica brasileira remanescente, situada no sul do Estado de São Paulo. Durante os anos de 1993-1997 e 1999-2002 foram feitas coletas mensais de material botânico, principalmente ao longo de trilhas e parcelas no interior da floresta. Foi registrado um total de 436 espécies vegetais, 74 monocotiledôneas (incluindo os grupos parafiléticos), sendo descobertas cinco espécies novas. A riqueza florística na Base Saibadela foi compatível com a riqueza florística encontrada em outras localidades de Floresta Atlântica. O hábito arbóreo representou 57,1% das espécies, seguido de epífitas (12,6%), lianas...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Biodiversidade; Floresta tropical; Floresta atlântica; Inventário florístico; Modos de dispersão.
Ano: 2005 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032005000100015
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Orchidaceae no Parque Natural Municipal da Prainha, RJ, Brasil Acta Botanica
Cunha,Melissa Faust Bocayuva; Forzza,Rafaela Campostrini.
As espécies de Orchidaceae ocorrentes no Parque Natural Municipal da Prainha são apresentadas. O Parque está localizado no município do Rio de Janeiro e abrange uma área total de 126 hectares. A cobertura vegetal predominantemente é floresta pluvial atlântica, com uma pequena faixa de restinga e diversos afloramentos rochosos. Foram encontrados na área 18 gêneros e 26 espécies: Bifrenaria (1 sp.), Brassavola (1 sp.), Catasetum (1 sp.), Cattleya (2 sp.), Cyclopogon (1 sp.), Cyrtopodium (2 sp.), Eltroplectris (1 sp.), Epidendrum (4 sp.), Gomesa (1 sp.), Isochilus (1 sp.), Maxillaria (2 sp.), Oeceoclades (1 sp.), Oncidium (1 sp.), Pleurothallis (3 sp.), Polystachya (1 sp.), Prescottia (1 sp.), Sarcoglottis (1 sp.) e Sophronitis (1 sp.). Várias as espécies de...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Orquídeas; Floresta atlântica; Taxonomia; Flora.
Ano: 2007 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-33062007000200013
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Uma nova espécie de Calyptranthes (Myrtaceae) da flora do Rio de Janeiro, Brasil Acta Botanica
Barroso,Graziela Maciel; Peixoto,Ariane Luna.
É descrita uma nova espécie para o gênero Calyptranthes (Myrtaceae), ocorrente na Reserva Biológica do Tinguá, município de Nova Iguaçu, Rio de Janeiro. Trata-se de árvore ou arvoreta do estrato intermediário ou inferior da floresta atlântica que se destaca pela pilosidade densa e rufa de seus raminhos, pecíolos e dorso foliar. Pela sua forma de crescimento com copa pequena e arredondada e beleza de seus ramos esfoliantes, a nova espécie tem aptidão ornamental como arvoreta para áreas sombreadas.
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Calyptranthes; Myrtaceae; Floresta atlântica.
Ano: 1996 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-33061996000100007
Registros recuperados: 14
Primeira ... 1 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional