Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 5
Primeira ... 1 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Avaliação de diferentes fixadores na preservação das características histológicas de pele de orelha de cães Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Campos,L.S.; Tafuri,W.L.; Pinto,A.J.W..
RESUMO Os fixadores biológicos desempenham um papel importante na qualidade final da histologia. Na rotina veterinária, a biópsia de pele é um procedimento comum e a escolha do fixador é primordial para resultado final adequado. Os fixadores mais usados são à base de formalina, ainda que sejam tóxicos, cancerígenos, de baixa penetração e de fixação lenta. Mesmo assim, não existe um fixador ideal que substitua as suas qualidades. O objetivo deste trabalho foi avaliar qualitativamente a preservação das características histológicas de pele de cão utilizando diferentes fixadores de tecidos incluídos em parafina, cortados e corados pela hematoxilina-eosina. Utilizou-se uma caneta Punch de 4 milímetros para coletar amostras de pele de orelha em seis cadáveres de...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Cão; Formol; Bouin; Carnoy; Histologia.
Ano: 2016 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352016000501212
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeitos do tratamento com formalina e sulfato de cobre sobre os parâmetros hematológicos e parasitos monogenéticos em juvenis de Hemigrammus sp. (Osteichthyes: Characidae) Acta Amazonica
Paixão,Luciana Farias; Santos,Rudã Fernandes Brandão; Ramos,Fabricio Menezes; Fujimoto,Rodrigo Yudi.
O objetivo deste trabalho foi avaliar a eficácia da formalina e sulfato de cobre no controle de monogenéticos em juvenis de Hemigrammus sp e seu efeito na contagem diferencial de leucócitos. Utilizou-se um delineamento inteiramente casualizado com 5 tratamentos e 3 repetições. Todos os tratamentos tiveram duração de três dias e corresponderam a: T1, controle; T2 e T3 banho por imersão de uma hora em formalina, em duas concentrações uma de 0,25 ml e outra 0,1 ml formalina L-1; o T4, banho de 24 horas com 0,025 ml de formalina L-1; e o T5, banho de 24 horas com sulfato de cobre (0,3 mg L-1). Após o período experimental observou-se que em T2 ocorreu 100% de mortalidade. O T3 e T5 proporcionaram eficácia de 100%, porém os peixes apresentaram intoxicação e...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: CuSO4; Formol; Monogênias; Tratamento.
Ano: 2013 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0044-59672013000200012
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Estudio Comparativo entre Soluciones Conservadoras con y sin Formol en Placenta Humana International Journal of Morphology
Wolff,Daniel; Villa,Pablo; Neirreitter,Alejandra; Ruibal,Cecilia; Ugon,Gustavo Armand; Salgado,Guillermo; Cantín,Mario.
Las técnicas de fijación y conservación anatómica son realizadas habitualmente con soluciones que contienen formol, dado su bajo costo. Estas tienen varias desventajas como el olor irritante, rigidez, cambios de coloración de las estructuras, así como toxicidad con potencial cancerígeno, teratogénico y mutagénico para quien lo manipula. Por esto, es deseable utilizar soluciones sin formol. El objetivo de este trabajo fue comparar 2 métodos de conservación cadavérica, uno con formol (solución de Montevideo) y otro sin formol (método de Prives) utilizando la placenta humana como órgano experimental, evaluando sus parámetros macroscópicos. Se utilizaron 46 placentas humanas de partos normales y gestación a término. Las placentas fueron separadas en dos grupos...
Tipo: Journal article Palavras-chave: Placenta; Técnicas anatómicas; Solución fijadora; Formol; Libre de formol.
Ano: 2012 URL: http://www.scielo.cl/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0717-95022012000200013
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Implicações do uso de solução de formol em abscessos, para o controle da Linfadenite caseosa. Infoteca-e
ALVES, F. S. F.; PINHEIRO, R. R.; OLIVEIRA, A. A. da F..
Tipo: Documentos (INFOTECA-E) Palavras-chave: Formol; Caprino; Ovino; Doença animal; Linfadenite caseosa; Controle; Abscesso; Controle químico; Goats; Sheep; Caseous lymphadenitis; Infectious diseases; Animal diseases; Disease control; Corynebacterium pseudotuberculosis; Abscesses; Chemical disease control.
Ano: 2004 URL: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/handle/doc/532490
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Utilização do resíduo de formol para formação da resina uréia-formaldeído através de uma reação de polimerização. Repositório Alice
ARAUJO, D. M. de F.; MONTAGNER, D.; DAMASCENO, L. F..
O formaldeído é de grande importância para a fixação de tecidos, tanto para anatomia e patologia quanto para estudos tanatológicos. No Laboratório de Sanidade de Organismos Aquáticos, da Embrapa Amapá, cada amostra de peixe conservada para posterior análise, consome em média 40 mL de formol diluído a 5%, variando conforme o tamanho do tecido animal. Nos últimos dois anos, foram acumulados em torno de 220 litros deste resíduo, sendo necessário o adequado tratamento e o descarte correto, devido a sua toxicidade e possíveis impactos ao meio ambiente. Neste trabalho relatamos um procedimento para transformação do resíduo contendo formol em um polímero composto por unidades de formaldeído e uréia, o chamado PUF Poli-(Uréia- Formaldeído). A resina formada a...
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Formol; Resina.
Ano: 2013 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/981040
Registros recuperados: 5
Primeira ... 1 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional