Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 30
Primeira ... 12 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Aspectos fisiológicos. Infoteca-e
LIMA FILHO, J. M. P.; DANTAS, B. F.; ASSIS, J. S. de; SOUZA, C. R. de; ALBUQUERQUE, T. C. S. de.
Neste capítulo, são discutidas as influências dos diversos fatores ambientais sobre os principais processos fisiológicos que influenciam o desenvolvimento e a produtividade da videira cultivada em áreas irrigadas do Nordeste brasileiro. Entretanto, para que as interações sejam entendidas, torna-se necessário o conhecimento de aspectos do processo fotossintético, do comportamento hídrico e, consequentemente, da produção de açúcares pela videira.
Tipo: Capítulo em livro técnico (INFOTECA-E) Palavras-chave: Videira; Processo fisiológico; Comportamento hídrico; Auxinas; Giberelina; Ácido Abscisico; Estado Nutricional; Fotossíntese; Inibidor de Crescimento; Respiração; Uva; Grapes.
Ano: 2009 URL: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/513796
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Aspectos fisiológicos do crescimento da alfafa (Medicago sativa L. cv. Crioula) após pulverização com ácido giberélico durante o período de seca invernal - DOI: 10.4025/actascianimsci.v25i1.2148 Animal Sciences
Carrer, Célia Regina Orlandelli; USP; Castro, Paulo Roberto de Camargo e; Escola Superior de Agricultura-USP; Gomide, Catarina Abdalla; USP; Silva, Neli Mariza Azevedo; USP; Consentino, Renata Maria; Camargo, Juliana Zenha de; USP; Lima, César Gonçalves de; USP.
Os objetivos deste trabalho foram verificar alterações no crescimento e na produção da alfafa (Medicago sativa L. cv. Crioula), pulverizada com ácido giberélico (GA3) em época de crescimento reduzido (abril a setembro), em condições de campo. O experimento consistiu de três tratamentos (0, 5 e 10mg/kg GA3), com sete repetições, sendo que foram realizados seis cortes com intervalos de 28 dias. Os resultados obtidos indicaram que não houve diferença estatística (p < 0,05) quanto aos parâmetros estudados. A alfafa cultivar Crioula não respondeu às dosagens aplicadas de GA3 nas condições experimentais.
Palavras-chave: 5.04.00.00-2 Zootecnia crescimento; Giberelina; Produção forrageira 5.04.00.00-2 Zootecnia.
Ano: 2003 URL: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciAnimSci/article/view/2148
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Avaliação de métodos para renovação de copa em erval sombreado. Repositório Alice
GOULART, I. C. G. dos R.; PENTEADO JUNIOR, J. F.; BRIXI, S.; KASENIUK, A..
2016
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Reforma de ervais; Produtividade; Regulador de crescimento; Giberelina.
Ano: 2016 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1058745
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Avaliação de reguladores de crescimento para aumento do calibre de mirtilos "Bluecrop". Repositório Alice
MACEDO, C. K. B. de; HAWERROTH, F. J.; MAGRIN, F. P.; MAUTA, D. de S.; VARGAS, M. B. de; OLIVEIRA, L. V. de.
Resumo: O mirtilo destaca-se por possuir propriedades nutracêuticas importantes. Por essa razão, existe uma demanda crescente pelo consumo da fruta. O objetivo dessa pesquisa foi avaliar o uso de reguladores de crescimento para o aumento de calibre em mirtilos ?Bluecrop?.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Reguladores de crescimento; Aumento do calibre; Mirtilos Bluecrop; Vaccinium spp; Citocinina; Pequenas frutas; Mirtilo; Giberelina.
Ano: 2017 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1084151
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Bioestimulante na germinação de sementes de açaizeiro (Euterpe precatoria Mart.). Repositório Alice
GUILHERME, J. P. M.; BRITO, J. F. de F. de; ANDRADE NETO, R. de C.; LUNZ, A. M. P.; ARAÚJO, C. S. de; SANTOS, R. S. dos.
Embora o consumo do açaí tenha crescido sobremaneira durante os últimos anos, a oferta deste parece evoluir em ritmo inferior, o que tem despertado o interesse de produtores no cultivo do açaizeiro e, consequentemente, intensificado a procura por mudas de qualidade. Contudo, o mecanismo de propagação dessa espécie é por meio de sementes, que apresentam germinação lenta e desuniforme, indicando a existência de algum mecanismo de dormência atuando na germinação destas. O presente trabalho teve como objetivo avaliar o uso de um bioestimulador na germinação de sementes e biomassa de plântulas de Euterpe precatoria Mart.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Cinetina; Citocinina; Giberelina; Germinación de las semillas; Experimentación en invernadero; Sustancias de crecimiento vegetal; Citoquininas; Açaí; Semente; Germinação; Estufa; Regulador de Crescimento; Ácido Indolbutírico; Auxina; Ácido Giberélico; Euterpe precatoria; Seed germination; Greenhouse experimentation; Plant growth substances; Auxins; Indole butyric acid; Gibberellins; Gibberellic acid; Cytokinins.
Ano: 2018 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1099286
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Características morfológicas dos cachos e bagas de uva ‘Niagara Rosada’ (Vitis Labrusca L.) tratadas com o ácido giberélico e anelamento - DOI: 10.4025/actasciagron.v27i1.2141 Agronomy
Cato, Stella Consorte; ESALQ - USP; Terra, Maurilo Monteiro; IAC; Botelho, Renato Vasconcelos; UNICENTRO; Tecchio, Marco Antonio; UNESP; Paioli-Pires, Erasmo José; Unicentro; Carvalho, Cassia Regina Limonta; IAC; Piedade, Sônia Maria Stefano; ESALQ - USP.
O experimento foi desenvolvido em 1999/2000, em um vinhedo de ‘Niagara Rosada’, com o objetivo de avaliar o efeito do ácido giberélico e do anelamento de ramos nas características dos cachos de uva em duas safras. Na primeira, os tratamentos consistiram na imersão dos cachos em solução a 0; 10,0; 22,5; 35; 47,5; 60 e 72,5 mg.l-1 de ácido giberélico isoladamente ou em conjunto com o anelamento, aos quinze dias após o pleno florescimento. Na segunda safra, repetiram-se os tratamentos, acrescentando-se as doses de 85 e 97,5 mg.l-1 de ácido giberélico. Analisaram-se o comprimento, largura e massa dos cachos, bagas e engaço, e o diâmetro do pedicelo. O delineamento estatístico foi em blocos ao acaso, com cinco repetições. Houve melhoria de algumas...
Palavras-chave: 5.01.00.00-9 Agronomia Vitis; Videira; Giberelina; Anelamento; Regulador de crescimento; Qualidade de frutos 5.01.00.00-9 Agronomia.
Ano: 2005 URL: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciAgron/article/view/2141
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Controle do crescimento vegetativo e floração de mangueiras cv. Kent com reguladores de crescimento vegetal. Repositório Alice
MOUCO, M. A. do C.; ONO, E. O.; RODRIGUES, J. D..
2011
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Variedade; Kent; Giberelina; Regulador de crescimento; Prohexadione-Ca; Etil-trinexapac; Cloreto de chlormequat; Paclobutrazol; Manga.
Ano: 2011 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/911580
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Decreasing shoot length in "Fuji Suprema" apple trees with trinexapac-ethyl in Southern Brazil. Repositório Alice
RUFATO, A. de R.; MEYER, G. de A.; BUENO, M. E.; LUZ, A. R..
A giberelina inibidor biossíntese trinexapac-etil (Tri-E) pode ser uma alternativa para controlar o crescimento excessivo de frutíferas de clima temperado no Brasil. Tri-E foi testada em "Fuji Suprema" por seus efeitos sobre o crescimento de rebentos e qualidade dos frutos em duas estações na cidade de Muitos Capões, RS Estado, Região Sul do Brasil (28 ° 27'16 "S, 51 ° 07'58" W , alt. 882 m). O ensaio foi conduzido em um delineamento em blocos casualizados com quatro repetições dos seguintes tratamentos: Tri-E (Moddus® 250 SC) em 200, 250, 400 e 500 mg / L, Prohexadiona-cálcio (Pro-Ca, Viviful®) a 125 mg / L e paclobutrazol (PBZ, Cultar® 250 SC) a 125 mg / L, e um controlo não tratado. Comprimento da parte aérea foi reduzido em mais de 50% em todas as...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Gibberellin biosynthesis inhibitor; Vigor; Acylcyclohexanediones; Frutíferas de CLima temperado; Fuji Suprema; Frutiferas; Giberelina; Malus domestica; Gibberellins; Fruit quality.
Ano: 2014 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1003623
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Descompactação de cachos e incremento de qualidade de uvas Moscato Branco pelo uso de reguladores de crescimento. Repositório Alice
SANTOS, H. P. dos; SALTON, G.; DE CÉSARO, A..
bitstream/item/194624/1/DESCOMPACTACAO.pdf
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Giberelina; Citocinina; Moscato branco; Cacho; Regulador de Crescimento; Uva; Viticultura.
Ano: 2007 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/542377
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeito da Cumarina e de sua Interação com Giberelina na Germinação de Prosopis Juliflora (Sw) D.C. Repositório Alice
PEREZ, S.C.. J. G. de A.; MORAES, J.A.P.V. de.
O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito da cumarina e de sua interação com a giberelina na germinação de sementes de Prosopis juliflora (S w) D.C. As sementes foram imersas em ácido sulfúrico comercial por 30 segundos para a quebra de donriência, antes de serem colocadas para germinar em câmara climática Fanem a 350C (temperatura ótima). Quando a cumarina foi adicionada ao meio germinativo, nas concentrações de 0,1; 0,2; 1,0; 2,0; 5,0 e 10,0 mM, observou-se diminuição da percentagem e da velocidade de germinação, em relação ao controle, à medida que se aumentou a concentração da referida droga, e a 10,0 mM a germinação foi completamente inibida. A aplicação de giberelina 10`M reverteu parcialmente os efeitos inibitórios da cumarina até a...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Sementes; Giberelina; Cumarina; Cinetina.
Ano: 1991 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/106158
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeito da giberelina na qualidade fisiológica de sementes de berinjela. Repositório Alice
PIMENTA, R. M. B.; CARVALHO, T. G. de; CARVALHO, R. S.; DANTAS, B. F.; ARAGÃO, C. A..
2010
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Berinjela; Regulador de crescimento; Giberelina; Solanum melongena L; Semente; Germinação; Solanum melongena; Berinjela.
Ano: 2010 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/858976
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeito da giberelina nas características dos cachos da uva 'Brasil' no Vale do São Francisco. Repositório Alice
BASTOS, D. C.; ANGELOTTI, F.; VIEIRA, R. A.; LIMA, M. A. C. de.
2008
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Uva; Videira; Cacho; Regulador de crescimento; Giberelina; Vale do São Francisco.
Ano: 2008 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/161257
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeito da Promalina (GA4+7 + 6BA) na produção e desenvolvimento dos frutos da macieira cv. Royal Gala. Repositório Alice
FIORAVANÇO, J. C.; ALMEIDA, G. K. de; SILVA, V. C. da.
O trabalho avaliou a eficiência da Promalina® no desenvolvimento dos frutos, incidência de ?russeting? e produção da macieira ?Royal Gala?/M-9, realizado na Estação Experimental de Fruticultura de Clima Temperado da Embrapa Uva e Vinho, em Vacaria, RS, de agosto de 2007 a fevereiro de 2008. Foi utilizado o delineamento experimental em blocos casualizados em um esquema fatorial 2 x 4, com oito tratamentos, cinco repetições e uma planta útil por parcela. Foram combinadas duas épocas de aplicação (1 - na plena floração e 2 - na queda das pétalas) com quatro concentrações de Promalina® (1 - água (testemunha); 2 - 0,5 ml L-1; 3 - 1,0 ml L-1; 4 - 2,0 ml L-1). Não houve influência da época de aplicação e das concentrações de Promalina® na produção da cv. Royal...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Citocina; Giberelina; Royal Gala; Promalina; Fruticultura; Maçã; Regulador de crescimento; Crescimento.
Ano: 2010 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/877504
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeito da temperatura de armazenamento e de fitoreguladores na germinação de sementes de maracujá doce e desenvolvimento inicial de mudas - DOI: 10.4025/actasciagron.v28i3.972 Agronomy
Alves, Charline Zaratin; UNESP; Sá, Marco Eustáquio de; UNESP; Corrêa, Luiz de Souza; UNESP; Binotti, Flávio Ferreira da Silva; UNESP.
A germinação de sementes de maracujazeiro doce apresenta problemas e estudos que possam elucidar o processo e verificar sua viabilidade são importantes para que os produtores de mudas possam melhorar seu rendimento e obter maiores lucros. O objetivo do trabalho foi verificar o efeito da temperatura de armazenamento das sementes, e embebição em fitoreguladores e KNO3 na germinação e desenvolvimento inicial de mudas de maracujá doce. O experimento foi instalado na Casa de Vegetação, da Faculdade de Engenharia de Ilha Solteira/Unesp, Estado de São Paulo, em delineamento inteiramente casualizado, num esquema fatorial 2 X 5, sendo 2 temperaturas de armazenamento das sementes (ambiente e geladeira) e 5 tratamentos de embebição (sem embebição, água destilada,...
Palavras-chave: 5.03.00.00-8 Engenharia Agrícola Passiflora alata; Giberelina; Citocinina; KNO3 5.03.00.00-8 Engenharia Agrícola.
Ano: 2006 URL: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciAgron/article/view/972
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeito de GA3 na germinação in vitro de sete cultivares de pimenteira-do-reino (Piper nigrum L.). Repositório Alice
MORAES, F. K. C.; LEMOS, O. F. de; PINHEIRO, H. A.; SANTOS, L. R. R. dos; POLTRONIERI, M. C..
A pimenteira-do-reino (Piper nigrum L.) propaga-se de forma sexuada e assexuada. Suas sementes perdem a viabilidade rapidamente, devido à recalcitrância. A germinação ocorre entre os 15 e 90 dias após o semeio, podendo variar conforme a cultivar e as condições ambientais. A propagação por meio de sementes é o método usado para dar suporte ao melhoramento genético, e a busca pela eficiência e rapidez torna-se necessária. Objetivou-se, neste trabalho, favorecer a germinação de sementes in vitro pelo uso de ácido giberélico visando maximizar a taxa de germinação e a obtenção de plântulas com qualidade genética e fitossanitária adequadas como fonte de explantes para a micropropagação e avaliação das progênies geradas. Neste estudo foram avaliados os efeitos do...
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Estádios de germinação; Giberelina; Pimenteira-do-reino.
Ano: 2012 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/950617
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeitos do CPPU e do ácido giberélico nas características dos cachos da uva de mesa 'Centennial Seedless' Ciência e Agrotecnologia
Pires,Erasmo José Paioli; Botelho,Renato Vasconcelos; Terra,Maurilo Monteiro.
Foram conduzidos dois experimentos em vinhedo comercial, na região de Jundiaí-SP, com o objetivo de se estudar os efeitos do CPPU e do AG3 nas características dos cachos e dos bagos de uvas 'Centennial Seedless'. No primeiro experimento, utilizou-se de CPPU a 0; 5,0; 7,5; 10,0; 12,5; 15,0 e 17,5mg.L-1. No segundo ensaio, empregou-se AG3 nas doses de 0, 5, 10, 15, 20, 25 e 30 mg.L-1. Tanto o CPPU como o AG3 aumentaram a massa e largura dos cachos; a massa, comprimento e largura dos bagos, e o diâmetro dos pedicelos. O aumento do comprimento dos cachos só foi significativo pela aplicação de AG3. Ambos os reguladores de crescimento reduziram o teor de sólidos solúveis totais do mosto. Aplicações de CPPU e AG3 a 5 mg.L-1 proporcionaram aumento da massa dos...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Videira; Vitis vinifera L.; Regulador de crescimento; Citocinina; Giberelina.
Ano: 2003 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542003000200008
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeitos do CPPU e do ácido giberélico nas características morfológicas dos cachos e bagos da uva 'Vênus' - DOI: 10.4025/actasciagron.v28i4.784 Agronomy
Tecchio, Marco Antonio; IAC; Botelho, Renato Vasconcelos; UNICENTRO; Pires, Erasmo José Paioli; IAC; Terra, Maurilo Monteiro; UNICENTRO; Hernandes, José Luiz; IAC.
Conduziram-se por dois anos experimentos com reguladores de crescimento, em vinhedo do cultivar Vênus. Em 2001, o CPPU foi aplicado nas doses 0; 5,0; 7,5; 10,0; 12,5; 15,0 e e 17,5 mg L-1, enquanto o GA3 a: 0, 25, 50, 75, 100, 125 e 150 mg L-1. Em 2002, o CPPU foi aplicado a 0, 15, 30, 45, 60, 75 e 90 mg L-1, e o GA3 nas doses , 30, 60, 90, 120, 150 e 180 mg L-1. Os reguladores de crescimento foram aplicados por imersão dos cachos em solução aquosa. O delineamento experimental foi em blocos ao acaso com sete tratamentos e seis repetições. Para cada cacho foram avaliadas a massa fresca do cacho, engaço e bagos, comprimento e largura dos bagos e número de bagos. Os resultados mostraram que os tratamentos tanto com CPPU como o GA3 aumentaram de modo linear a...
Palavras-chave: 5.01.03.00-8 Fitotecnia Vitis spp; Videira; Citocinina; Giberelina; Reguladores de crescimento 5.01.03.00-8 Fitotecnia.
Ano: 2006 URL: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciAgron/article/view/784
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeitos do thidiazuron e do ácido giberélico nas características dos cachos de uva de mesa cultivar Rubi, na região da Nova Alta Paulista Rev. Bras. Frutic.
BOTELHO,RENATO VASCONCELOS; PIRES,ERASMO JOSÉ PAIOLI; TERRA,MAURILO MONTEIRO; CATO,STELLA CONSORTE.
Com o objetivo de avaliar os efeitos de thidiazuron e de ácido giberélico nas características dos cachos de uvas 'Rubi', foi conduzido um experimento, utilizando-se de thidiazuron a 5 e 10 mg.L-1 e ácido giberélico a 20mg.L-1, combinados ou não. As aplicações dos produtos foram realizadas aos 14; 21 ou 28 dias após o pleno florescimento, por meio de imersão dos cachos. Todos os tratamentos com reguladores de crescimento aumentaram a massa dos cachos. A massa dos bagos e dos engaços foi identicamente influenciada pela aplicação dos produtos, porém menos evidente, quando as aplicações foram realizadas aos 28 dias após o pleno florescimento. As aplicações de thidiazuron a 5mg.L-1, aos 14 ou 21 dias após o florescimento, não diferiram das aplicações de ácido...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/other Palavras-chave: Videira; Vitis vinifera; Citocinina; Giberelina; Regulador de crescimento.
Ano: 2002 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452002000100052
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeitos do thidiazuron e do ácido giberélico nas características dos cachos e bagos da uva de mesa 'Vênus' na região noroeste do estado de São Paulo Ciência e Agrotecnologia
Botelho,Renato Vasconcelos; Pires,Erasmo José Paioli; Terra,Maurilo Monteiro; Cato,Stella Consorte.
O uso de reguladores de crescimento está amplamente difundido no cultivo da videira para a melhoria da qualidade das uvas (Vitis vinifera L.), visando principalmente ao aumento em tamanho e ao pegamento dos bagos, à descompactação dos cachos e à eliminação de sementes. Nesse contexto, um experimento foi conduzido em vinhedo do cultivar Vênus localizado em Urânia-SP, região noroeste de São Paulo, por dois ciclos consecutivos. Para os tratamentos, utilizam-se thidiazuron a 5 ou 10 mg.L-1 e ácido giberélico a 30 mg.L-1, combinados ou não. Foram avaliadas as seguintes variáveis: comprimento, largura e massa dos cachos e bagos; massa dos engaços; número de bagos; número de sementes-traço; e teor de sólidos solúveis totais, acidez total titulável e relação...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Vitis; Videira; Frutos; Regulador de crescimento; Giberelina; Citocinina.
Ano: 2003 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542003000200009
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Foliar application of NPK + polihexose in the culture of wheat Sci. Agrar.Paran. / SAP
T. Zoz; Unioeste.
O presente trabalho teve como objetivo avaliar a resposta da cultura do trigo &agrave; aplica&ccedil;&atilde;o foliar de NPK + POLIHEXOSE. O experimento foi conduzido no munic&iacute;pio de Marip&aacute; &ndash; PR, entre os meses de abril e agosto de 2008. O delineamento experimental foi de blocos ao acaso com cinco repeti&ccedil;&otilde;es. Os tratamentos constitu&iacute;ram da aplica&ccedil;&atilde;o de quatro doses (0; 2,5; 5,0; e 10,0 L ha-1 ) de um fertilizante foliar, contendo 15% de nitrog&ecirc;nio (N), 10% de f&oacute;sforo (P) 15% de pot&aacute;ssio (K) e com presen&ccedil;a de POLIHEXOSE. As aplica&ccedil;&otilde;es foliares foram divididas em duas &eacute;pocas, a...
Tipo: Artigo Avaliado por Pares Palavras-chave: Triticum aestivum L.; Giberelina; Macronutrientes; Aplicação foliar..
Ano: 2010 URL: http://e-revista.unioeste.br/index.php/scientiaagraria/article/view/3837
Registros recuperados: 30
Primeira ... 12 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional