Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 33
Primeira ... 12 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Algas do perifíton de distintos ambientes na planície de inundação do alto rio Paraná - DOI: 10.4025/actascibiolsci.v28i3.216 Biological Sciences
Algarte, Vanessa Majewski; UEM; Moresco, Carina; UEM; Rodrigues, Liliana; UEM.
Este trabalho analisou a estrutura e dinâmica da comunidade de algas do perifíton em três ambientes da planície de inundação do alto rio Paraná (lagoa do Guaraná, lagoa Fechada e rio Baía), em dois períodos hidrológicos (águas altas - AA e águas baixas - AB) do ano de 2003. O substrato utilizado foi Eichhornia azurea Kunth. Foram encontrados no total 284 táxons, sendo 193 em águas altas e 172 em águas baixas. A lagoa do Guaraná apresentou maior riqueza em ambos os períodos hidrológicos. No período de águas altas foi constatado um aumento de cianobactérias para os três ambientes. Durante as águas baixas houve maior ocorrência de diatomáceas. As características limnológicas (principalmente oxigênio dissolvido, ortofosfato e as formas de nitrogênio) foram...
Palavras-chave: 2.05.00.00-9 Ecologia perifíton; Estrutura da comunidade; Período hidrológico; Planície de inundação.
Ano: 2007 URL: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciBiolSci/article/view/216
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Alimentação de Gymnotus cf. carapo (Pisces: Gymnotidae) e suas relações com a fauna associada às macrófitas aquáticas no Pantanal, Brasil. Infoteca-e
PEREIRA, R.A.C.; RESENDE, E.K. de.
Foi analisada a alimentação da tuvira, Gymnotus cf. carapo e as possíveis relações com a fauna associada às raízes das macrófitas aquáticas, os parâmetros físicos e químicos da água e o teor de matéria orgânica retido nas raízes das macrófitas, na planície de inundação do baixo rio Negro, Mato Grosso do Sul. As ordens Insecta, Cladocera, Rotifera e Gastropoda foram os recursos alimentares predominantes nas raízes das macrófitas. As tuviras do Pantanal do baixo rio Negro são carnívoras generalistas e alimentam-se seletivamente da fauna associada às raízes de macrófitas aquáticas. A alimentação é baseada em invertebrados, dentre os insetos, Ephemeroptera e Odonata foram os recursos alimentar preferidos, seguido de Cladocera. São encontradas freqüentemente...
Tipo: Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (INFOTECA-E) Palavras-chave: Dieta alimentar; Peixe; Planície de inundação; Rio Negro.
Ano: 2006 URL: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/handle/doc/812541
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Análise florística e estrutural de florestas riparias do alto Rio Paraná, Taquaruçu, MS Acta Botanica
Romagnolo,Mariza Barion; Souza,Maria Conceição de.
Utilizando-se de método fitossociológico, foi realizado estudo comparativo entre três remanescentes de floresta riparia da margem direita do alto rio Paraná (22º43'-45'S; 53º15'-18'W). Em cada um deles foi demarcada uma área de 3.150m\ subdividida em 21 parcelas contínuas de 150m², tendo como critério mínimo de amostragem o perímetro à altura do peito igual ou superior a 15cm. Foram levantados, na amostragem total, 58 espécies, 46 gêneros e 30 famílias, sendo duas indeterminadas. As famílias de maior riqueza específica foram Myrtaceae e Lauraceae com cinco espécies cada, Mimosaceae com quatro, Annonaceae e Rubiaceae com três cada uma, enquanto que os gêneros foram, Nectandra com quatro, Eugenia, Inga, Pouteria, Psidium e Sloanea com dois cada um. Os...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Florística; Fitossociologia; Mata ciliar; Floresta aluvial; Rio Paraná; Planície de inundação.
Ano: 2000 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-33062000000200004
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Assembléia de peixes em áreas litorâneas da planície de inundação do alto rio Paraná, Brasil Biological Sciences
Oliveira, Edson Fontes de; Luiz, Elaine Antoniassi; Agostinho, Angelo Antonio; Cecilio, Evanilde Benedito.
A assembléia de peixes em áreas litorâneas de rios (Baía e Paraná) e lagoas (Figueira, Genipapo e Pousada) da planície de inundação do alto rio Paraná foi avaliada quanto à composição, estrutura em comprimento, abundância e padrões de dominância e diversidade de espécies. As amostragens foram realizadas em março de 1999, com o uso de redes de arrastes simples (rios) e triplos (lagoas) de 5mm de malha, resultando na captura de 10.517 indivíduos pertencentes a 51 espécies. Houve diferenças significativas entre as médias de comprimento-padrão das assembléias nos diferentes ambientes. Na lagoa Pousada registrou-se a maior densidade em número de peixes, bem como o maior valor de diversidade α, enquanto na lagoa Figueira verificou-se a maior biomassa por unidade...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: 2.00.00.00-6 Ciências Biológicas peixes neotropicais; Zona litorânea; Planície de inundação; Diversidade ictiofaunística; Rio Paraná; Brasil 2.00.00.00-6 Ciências Biológicas.
Ano: 2008 URL: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciBiolSci/article/view/2691
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Atributos de solos hidromórficos no Pantanal Norte Matogrossense Acta Amazonica
Coringa,Elaine de Arruda Oliveira; Couto,Eduardo Guimarães; Otero Perez,Xosé Luis; Torrado,Pablo Vidal.
Os solos hidromórficos, comuns na Amazônia e no Pantanal, estão sujeitos à alternância natural de períodos de alagamento e secamento, que conduzem a uma formação e características diferenciadas. Estes solos guardam estreita relação com a natureza do material de origem e com os processos de deposição e sedimentação. O objetivo neste trabalho foi avaliar as características químicas, morfológicas e mineralógicas de três perfis de solos do Pantanal Norte Matogrossense (Planossolo, Plintossolo e Gleissolo), a fim de interpretar as relações entre suas propriedades e o ambiente em que foram formados. Os Planossolos e Gleissolos possuem maior fertilidade natural, evidenciada pelos valores expressivos de CTC (capacidade de troca de cátions) e saturação por bases....
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Hidromorfismo; Planície de inundação; Ilita; Argila de alta atividade.
Ano: 2012 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0044-59672012000100003
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Caracterização morfométrica e suas implicações na limnologia de lagoas do Pantanal Norte - DOI: 10.4025/actascibiolsci.v30i2.3628 Biological Sciences
Fantin-Cruz, Ibraim; UFMT; Loverde-Oliveira, Simoni; UFMT; Girard, Pierre; UFMT.
O presente trabalho tem como objetivo descrever as características morfométricas de sete lagoas do Pantanal Norte e discutir suas implicações na limnologia deste ambientes. Os parâmetros utilizados foram: área, volume, profundidades máxima, média e relativa, perímetro, índices de desenvolvimento de volume e perímetro, comprimento e largura máxima. De modo geral, as maiorias das lagoas são rasas com pequenas profundidades relativas, assim menos propensas a estratificações térmicas e mais susceptíveis a ação dos ventos que atua como agente na resuspensão de matéria e mistura da coluna de água. Apresentam margens pouco irregulares e forma da bacia côncava que são menos influenciadas pelos processos de a erosão e sedimentação. Variações temporais na...
Palavras-chave: 2.00.00.00-6 Ciências Biológicas morfometria; Lagoas; Limnologia; Planície de inundação; Pantanal Norte 2.05.00.00-9 Ecologia.
Ano: 2008 URL: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciBiolSci/article/view/3628
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Checklist de ostrácodes (Crustacea, Ostracoda) dulcícolas do Pantanal Sul Mato-grossense, Brasil Iheringia, Sér. Zool.
Higuti,Janet; Roche,Kennedy Francis; Martens,Koen.
RESUMO Atualmente existem cerca de 2.000 espécies de Ostracoda dulcícolas descritas em diversos ambientes aquáticos do mundo, das quais cerca de 117 espécies em aproximadamente 37 gêneros são conhecidas no Brasil. O presente levantamento de ostrácodes do Pantanal Sul Mato-grossense, registrou 35 espécies pertencentes às famílias Cyprididae, Candonidae, Limnocytheridae e Darwinulidae. A fauna de ostrácodes do Brasil ainda é pouco conhecida e a biodiversidade de ostrácodes de vários habitats (por exemplo, instersticial) ainda permanecem desconhecidos. Neste sentido, existe grande probabilidade de se encontrar novos registros e novos táxons de ostrácodes no Pantanal, assim como em todo território brasileiro.
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Crustáceos; Planície de inundação; Taxonomia; Programa Biota-MS.
Ano: 2017 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0073-47212017000200214
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Cianobactérias perifíticas em dois ambientes lênticos da planície de inundação do alto Rio Paraná, PR, Brasil Rev. Bras. Bot.
Fonseca,Iraúza A.; Rodrigues,Liliana.
As lagoas Clara e das Garças são ambientes lênticos inseridos na planície de inundação do alto Rio Paraná. Foram descritos 36 táxons distribuídos em quatro ordens (Chroococcales, Nostocales, Oscillatoriales e Stigonematales) e dez famílias (Synechococcaceae, Chroococcaceae, Merismopediaceae, Nostocaceae, Rivulariaceae, Borziaceae, Pseudanabaenaceae, Oscillatoriaceae, Phormidiaceae e Mastigocladaceae) de cianobactérias. A família de maior representatividade foi Pseudanabaenaceae, com sete táxons, seguida de Oscillatoriaceae e Nostocaceae, ambas com seis táxons. Dos 36 táxons, 22 são descritos pela primeira vez para a planície de inundação do alto Rio Paraná.
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Cianobactéria; Perifíton; Planície de inundação; Rio Paraná; Taxonomia.
Ano: 2005 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-84042005000400016
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Composição e abundância da assembléia de Cladocera (Crustacea) associada à macrófitas aquáticas (Eichhornia azurea) na planície de inundação do alto rio Paraná - DOI: 10.4025/actascibiolsci.v25i1.2118 Biological Sciences
Lima, Adauto Fonseca; UEM; Lansac-Tôha, Fabio Amodeo; UEM - Maringá; Velho, Luiz Felipe Machado; UEM; Bini, Luis Mauricio; UFG; Takeda, Alice Michiyo; UEM.
Foram estudadas a composição e abundância da assembléia de cladóceros associados à Eichhornia azurea (Pontederiaceae) em distintos ambientes da planície de inundação do alto rio Paraná. As coletas foram realizadas durante o período de março/92 a fevereiro/93, em oito estações, localizadas em dois sistemas rio-lagoa, Baía e Ivinheima, caracterizados como sistemas de várzea, e em um sistema associado ao rio Paraná, o canal Cortado. Foram identificadas 31 espécies de cladóceros. O maior número de espécies bem como os mais elevados valores de abundância foram registrados nos ambientes de várzea, provavelmente devido a grande quantidade de hábitats formados pelas macrófitas aquáticas, além da grande conectividade existente entre os diferentes ambientes. Por...
Palavras-chave: 2.01.00.00-0 Biologia Geral Cladocera; Fauna associada à macrófitas; Composição; Abundância; Planície de inundação; Rio Paraná 2.01.00.00-0 Biologia Geral.
Ano: 2003 URL: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciBiolSci/article/view/2118
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Comunidade de algas perifíticas em distintos ambientes da planície de inundação do alto rio Paraná - DOI: 10.4025/actascibiolsci.v27i1.1354 Biological Sciences
Fonseca, Iraúza Arroteia; UEM; Rodrigues, Liliana; UEM.
Foram selecionados quatro ambientes com diferentes características hidrodinâmicas, em dois períodos hidrológicos, no ano de 2001. Os dados limnológicos abióticos da região litorânea foram obtidos simultaneamente aos dados bióticos. O substrato padronizado foram pecíolos de Eichhornia azurea Kunth. Por meio da análise quantitativa do ficoperifíton, verificou-se que não ocorreu diferença significativa entre os diferentes períodos hidrológicos analisados. O período de águas baixas apresentou maior densidade de algas perifíticas. Entretanto observou-se uma tendência para maior variância dos dados no período de águas baixas. Entre os ambientes, houve diferença significativa. No período de águas altas, o maior valor de densidade foi constatado para o ambiente...
Palavras-chave: 2.01.00.00-0 Biologia Geral algas perifíticas; Planície de inundação; Densidade 2.01.00.00-0 Biologia Geral.
Ano: 2005 URL: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciBiolSci/article/view/1354
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Comunidade de Carabidae (Coleoptera) em manchas florestais no Pantanal, Mato Grosso do Sul, Brasil Iheringia, Sér. Zool.
Vieira,Letícia; Lopes,Frederico S.; Fernandes,Wedson D.; Raizer,Josué.
Neste trabalho foi estudado o efeito do tamanho, susceptibilidade à inundação e complexidade vegetacional na estrutura de comunidade de Carabidae (Coleoptera) em ilhas de vegetação arbórea (capões de mata) no Pantanal sul-mato-grossense, sub-regiões Miranda e Abobral. Os dados foram obtidos no período de outubro de 1998 a outubro de 1999 em seis capões de mata, através de 30 armadilhas de queda ("pitfall traps") instaladas por seis dias, mensalmente, no interior dos capões. Foram capturados 2.071 indivíduos, distribuídos em 64 espécies. Negrea scutellaris (Dejean, 1831) e uma espécie não-identificada de Lebiini foram as espécies mais abundantes (com 472 e 464 indivíduos, respectivamente). A distribuição gregária e o elevado número de espécies pouco...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Estrutura de comunidade; Carabidae; Pantanal; Complexidade vegetacional; Planície de inundação.
Ano: 2008 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0073-47212008000300005
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Conhecimento ecológico no ‘varjão’ do alto rio Paraná: alterações antropogênicas expressas na linguagem dos pescadores Biological Sciences
Carvalho, Adriana Rosa; UEG.
Neste trabalho, uma categoria distinta de conhecimento ecológico dos pescadores da planície de inundação do alto rio Paraná, localmente chamada de ‘varjão’, é apresentada. Este conhecimento é relatado em 7 frases que descrevem as mudanças impostas ao varjão e seus processos ecológicos pela atividade antrópica. Foi constatado que três afirmações registradas entre os pescadores estão em concordância com o conhecimento científico sobre a região, porém as quatro restantes revelam uma interpretação popular de eventos ainda não estudados ou cientificamente comprovados. Isto demonstra que pode haver, ainda, lacunas em estudos científicos que podem ser direcionados pela sabedoria popular; paralelamente revela que, nesses últimos anos, os pescadores tiveram a...
Palavras-chave: 2.00.00.00-6 Ciências Biológicas conhecimento ecológico; Pescadores; Alterações antrópicas; Planície de inundação; Varjão; Rio Paraná 2.00.00.00-6 Ciências Biológicas.
Ano: 2002 URL: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciBiolSci/article/view/2362
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Considerações limnológicas sobre um lago da planície de inundação amazônica (lago Catalão – Estado do Amazonas, Brasil) - DOI: 10.4025/actascibiolsci.v31i4.4641 Biological Sciences
Almeida, Fabiane Ferreira de; Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia - Programa de Pós-Graduação em Biologia de Água Doce e Pesca Interior; Melo, Sérgio; Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia.
Este estudo aborda a variação temporal (sazonal, semanal e nictemeral) e espacial de algumas variáveis limnológicas na região limnética do lago Catalão, um lago da planície de inundação do rio Amazonas. Foram analisados os valores de temperatura, zona eufótica, zona de mistura, condutividade elétrica, oxigênio dissolvido, transparência, nitrogênio e fósforo total, amostrados em quatro estações, em escala semanal, durante um mês no período de seca de 2006 e um mês no período de cheia de 2007. Regressões simples foram realizadas para testar a hipótese da homogeneização de ambientes aquáticos em função da inundação. Foram analisados, também, os valores de temperatura, oxigênio dissolvido e condutividade elétrica em um perfil vertical ao longo de um ciclo...
Palavras-chave: 2.05.02.00-1 variáveis limnológicas; Variação nictemeral; Planície de inundação; Variação sazonal; Pulso de inundação; Amazônia Brasileira Ecologia de Ecossistemas (Limnologia) limnological variables; Diel variation; Flood plain lake; Seasonal variation; Flood pulse; Brazilian Amazon.
Ano: 2009 URL: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciBiolSci/article/view/4641
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Copepod (Crustacea) distribution in the freshwater and hyposaline lakes of the Pantanal of Nhecolandia (Mato Grosso do Sul, Brazil). Repositório Alice
SILVA, W. M.; ROCHE, K. F.; EILERS, V.; OLIVEIRA, M. D. de.
Eighteen freshwater and hyposaline lakes of the Nhecolândia floodplain were sampled in two periods, April/03 (beginning of dry period) and March/04 (end of wet period). Dezoito lagoas de água doce e de água hiposalina do Pantanal da Nhecolândia foram amostrados em dois períodos, abril/03 (início da seca) e março/04(fim da cheia).
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Floodplain; Limnology; Copepoda; Planície de inundação; Pantanal; Limnologia.
Ano: 2009 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/792684
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Crescimento, recrutamento e mortalidade do pequi Moenkhausia intermédia (Osteichthyes, Characidae) na planície de inundação do alto rio Paraná, Brasil - DOI: 10.4025/actascibiolsci.v25i2.2020 Biological Sciences
Lizama, Maria de Los Angeles Perez; UEM; Ambrosio, Angela Maria; UEM.
Moenkhausia intermédia é uma espécie de pequeno porte e um importante componente da cadeia alimentar, especialmente para as outras espécies de peixes, de aves e de outros carnívoros que vivem na planície de inundação. Espécies com importância similar são pouco estudadas, portanto, este estudo teve por objetivo a estimativa dos parâmetros de crescimento, de recrutamento e de mortalidade do pequi M. intermédia, na planície de inundação do alto rio Paraná, na tentativa de identificar a real importância dessa espécie. As coletas foram realizadas mensalmente, durante o período de março de 1993 a fevereiro de 1994, por meio de arrastos. Os parâmetros de crescimento, de padrão de recrutamento e de mortalidade foram calculados usando o programa “Compleat ELEFAN”....
Palavras-chave: 2.01.00.00-0 Biologia Geral Moenkhausia intermedia; Crescimento; Recrutamento; Mortalidade; Planície de inundação; Brasil 2.01.00.00-0 Biologia Geral.
Ano: 2003 URL: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciBiolSci/article/view/2020
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Dendroecologia de Gymnanthes klotzschiana Müll. Arg. em um remanescente de Floresta Ombrófila Mista Aluvial no Sul do Brasil. Repositório Alice
LONGHI-SANTOS, T.; GALVÃO, F.; BOTOSSO, P. C.; MARTINS, K. G..
Em um remanescente de Floresta Ombrófila Mista Aluvial, foram abatidas 56 árvores adultas de Gymnanthes klotzschiana, árvore típica e representativa desta formação e popularmente conhecida como branquilho, às margens do rio Barigui, em Araucária - PR, o qual teve o curso de seu leito retificado na década de 1960. Considerando-se as técnicas e premissas básicas para estudos dendrocronológicos, os discos foram secos, polidos e os anéis de crescimento identificados e demarcados, para a construção de séries cronológicas e sua correlação com variáveis climáticas/ambientais. O presente trabalho tem por objetivo verificar se: (i) Gymnanthes klotzschiana apresenta características potenciais para estudos dendroecológicos; (ii) a espécie responde a estímulos...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Gymnanthes klotzschiana; Dendroecologia; Anéis de crescimento; Respostas ambientais; Intervenções antrópicas; Planície de inundação; Dendroecology; Tree rings; Environmental responses; Anthropogenic disturbances; Floodplain.
Ano: 2019 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1112641
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Densidade e composição florística de vegetação de caatinga em áreas ocupadas por algarobeira (Prosopis juliflora (SW) D.C.) em Petrolina-PE, Dormentes-PE, Juazeiro-BA e Jaguarari-BA. Repositório Alice
NASCIMENTO, C. E. de S.; TABARELLI, M.; LIMA, P. C. F.; LEAL, I. R..
2006
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Algaroba; Mata ciliar; Invasão; Afluente; Planície de inundação; Composição florística; Vegetação de caatinga; Brasil; Pernambuco; Bahia.
Ano: 2006 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/157496
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Distribuição espacial e temporal das larvas de Chironomidae em diferentes ambientes do complexo - rio Baía, Estado do Mato Grosso do Sul, Brasil - doi: 10.4025/actascibiolsci.v33i4.5386 Biological Sciences
Anjos, Adriana Felix dos; UEM; Takeda, Alice Michiyo; UEM; Pinha, Gisele Daiane; UEM.
A planície de inundação do alto rio Paraná caracteriza-se pela grande diversidade de organismos aquáticos e as larvas de Chironomidae destacam-se por sua elevada abundância. A partir da hipótese de que as variáveis abióticas influenciam a composição, densidade e dominância das larvas de Chironomidae em diferentes ambientes e períodos amostrados, este trabalho objetivou: caracterizar o rio Baía, canal secundário, lagoa não-conectada (Fechada) e lagoa conectada (Guaraná) da planície de inundação do alto rio Paraná, de acordo com os atributos da assembléia de Chironomidae e identificar possíveis gradientes de distribuição espacial e temporal das larvas, relacionando-as com algumas variáveis abióticas. As coletas foram realizadas no período de março de 2003 a...
Palavras-chave: Insetos aquáticos; Dominância; Composição granulométrica; Planície de inundação; Rio Paraná 2.05.00.00-9 aquatic insects; Dominance; Granulometric composition; Floodplain; Paraná river.
Ano: 2011 URL: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciBiolSci/article/view/5386
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Diversidade e ocorrência de peixes na área de influência da UHE Mogi Guaçu e lagoas marginais, bacia do alto rio Paraná, São Paulo, Brasil Biota Neotropica
Gonçalves,Cristina da Silva; Braga,Francisco Manoel de Souza.
A bacia do alto Paraná apresenta os rios de maior porte do Estado de São Paulo e uma ictiofauna bastante diversa, com 236 espécies. Este estudo visou caracterizar a composição ictiofaunística do reservatório da UHE Mogi Guaçu e de um conjunto de lagoas marginais naturais a jusante da represa, de acordo com a variação temporal da abundância das espécies. Durante agosto de 2005 a julho de 2006, foram coletados 2.341 exemplares pertencentes a 41 espécies. Na represa foram registradas 31 espécies e nas lagoas marginais 24, revelando uma dominância de espécies de Curimatidae (Cyphocharax modestus e Steindachnerina insculpta) e Characidae (Hyphessobrycon eques e H. bifasciatus) e um número expressivo de espécies raras. As curvas cumulativas de abundância e...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Ictiofauna; Represa; Planície de inundação; Similaridade.
Ano: 2008 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032008000200012
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Estudo comparativo da dieta, hábitos alimentares e morfologia trófica de duas espécies simpátricas, de peixes de pequeno porte, associados à macrófitas aquáticas - DOI: 10.4025/actascibiolsci.167 Biological Sciences
Hahn, Norma Segatti; UEM; Loureiro-Crippa, Valdirene Esgarbossa; UEM.
Nesse estudo foram avaliados aspectos da dieta e morfologia trófica de duas espécies simpátricas, uma de Cheirodontinae e uma de Aphyocharacinae, associadas a macrofitas aquáticas, em nove lagoas isoladas da planície de inundação do alto rio Paraná, Brasil, no ano de 2001. A análise da dieta mostrou que Aphyocharax anisitsi consumiu predominantemente microcrustáceos e Serrapinnus notomelas predominantemente algas. A morfologia do trato alimentar, incluindo boca, dentes, rastros branquiais e estômago, apresentou, aparentemente, o mesmo padrão para as duas espécies. Entretanto, os dentes são mais robustos em S. notomelas. Houve interação significativa entre o comprimento padrão (F2,215 = 74,89; p
Palavras-chave: 2.05.00.00-9 Ecologia alimentação; Segregação trófica; Peixes; Lagoas; Planície de inundação; Macrófitas aquáticas.
Ano: 2007 URL: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciBiolSci/article/view/167
Registros recuperados: 33
Primeira ... 12 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional