Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 24
Primeira ... 12 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Características físico-químicas da laranja-pera em função da posição na copa Rev. Bras. Frutic.
Lemos,Lorena Moreira Carvalho; Siqueira,Dalmo Lopes de; Salomão,Luiz Carlos Chamhum; Cecon,Paulo Roberto; Lemos,João Paulo.
O objetivo foi avaliar as características físico-químicas dos frutos colhidos em diferentes posições da copa de laranjeiras 'Pera'. A copa foi dividida em três alturas (basal, intermediária e apical), dois lados (lados opostos da copa, voltados para as entrelinhas - leste e oeste) e duas posições (periferia e 30 cm para o interior da copa). A colheita dos frutos ocorreu em 09-07-09. Os frutos da periferia da copa apresentaram maiores valores de massa fresca, diâmetro longitudinal, diâmetro transversal, espessura do flavedo, teor de sólidos solúveis, índice de maturação e coloração da casca mais amarela que os frutos da parte interna da copa. Quanto às concentrações de vitamina C e acidez titulável, os frutos colhidos da periferia da copa foram os que...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Amostragens; Citrus sinensis; Ponto de colheita.
Ano: 2012 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452012000400016
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Características qualitativas de frutos da melancia-forrageira em diferentes idades de colheita. Repositório Alice
AZEREDO, A. B. de; SILVA, V. M. da; MATIAS, A. G. da S.; SILVA, A.; VOLTOLINI, T. V..
A melancia-forrageira (Citrullus lanatus var. citroides) tem elevado potencial para uso na região semiárida brasileira como alternativa alimentar para os rebanhos. No entanto, existe a necessidade de estabelecer estratégias de manejo da planta, colheita e armazenamento dos frutos. Assim, com este estudo objetivou-se avaliar as características qualitativas de frutos de melanciaforrageira colhidos em diferentes idades. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado com quatro tratamentos e quatro repetições, em que cada repetição foi composta por cinco frutos. Os tratamentos foram constituídos por quatro idades de colheita 30, 45, 60 e 75 dias após a antese (abertura do botão floral), equivalentes a 75, 90, 105 e 120 dias após o...
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Melancia forrageira; Qualidade do fruto; Ponto de colheita; Alimentação animal; Produção animal; Pastagem; Forragem; Planta forrageira; Citrullus Lanatus; Forragicultura; Animal nutrition.
Ano: 2017 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1086830
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Características qualitativas de frutos da melancia-forrageira em diferentes idades de colheita. Repositório Alice
AZEREDO, A. B. de; SILVA, V. M. da; MATIAS, A. G. da S.; RODIGUES, S. C.; PAIXÃO, P. S. da; VOLTOLINI, T. V..
Este estudo teve como objetivo avaliar as características qualitativas de frutos de melancia-forrageira colhidos em diferentes idades (estágios de maturação).
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Citrullus lanatus; Qualidade do fruto; Ponto de colheita; Nutrição animal; Melancia forrageira; Produção animal; Forrageira; Fruit quality; Harvest point.
Ano: 2016 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1058707
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Colheita, pós-colheita e embalagem de flores tropicais em Pernambuco Horticultura Brasileira
Loges,Vivian; Teixeira,Maria do Carmo F.; Castro,Ana Cecília R. de; Costa,Andreza S. da.
O Estado de Pernambuco produz flores tropicais (Heliconiaceae, Zingiberaceae, Costaceae, Araceae) principalmente na Zona da Mata e Litoral. As condições climáticas da região favorecem a época de florescimento, coloração, tamanho das inflorescências e qualidade das hastes. O agronegócio de flores em Pernambuco está organizado em associações e cooperativas, e tem crescido nos últimos dez anos devido a investimentos privados e do governo nos setores produtivos, pesquisa e preparação para o mercado externo. Este artigo teve como objetivo descrever a seqüência das práticas utilizadas na colheita e pós-colheita de flores tropicais a fim de orientar produtores e fortalecer a comercialização. Com estas estratégias Pernambuco procura tornar-se mais competitivo no...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Zingiberales; Araceae; Flores de corte; Classificação de inflorescências; Ponto de colheita.
Ano: 2005 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-05362005000300001
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Conservação de pêssego 'Aurora-1' armazenados sob refrigeração Rev. Bras. Frutic.
Cunha Junior,Luis Carlos; Durigan,Maria Fernanda Berlingieri; Mattiuz,Ben-Hur.
Avaliou-se o comportamento pós-colheita de pêssegos da cv. Aurora-1 armazenados sob refrigeração. Os frutos foram colhidos em dois estádios de maturação, verde maduro (de vez) e maduro. Os lotes foram armazenados em três temperaturas (2°C; 6°C e 12°C), por 35 dias, e avaliados a cada sete dias: quanto à coloração da casca, perda acumulada de massa fresca (PMF), firmeza (FIR), aparência, teores de acidez titulável (AT), sólidos solúveis (SS), açúcares solúveis (AS) e redutores (AR), pectina solúvel (PS) e total (PT), além da porcentagem de solubilização de pectinas (SOL). A menor temperatura de armazenamento elevou o tempo de prateleira dos pêssegos, e os frutos "de vez" apresentaram melhor aparência. A PMF demonstrou um gradiente em função do aumento da...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Prunus persica; Ponto de colheita; Armazenamento refrigerado.
Ano: 2010 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452010000200007
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Conservação pós-colheita de goiabas 'Kumagai': efeito do estádio de maturação e da temperatura de armazenamento Rev. Bras. Frutic.
Morgado,Cristiane Maria Ascari; Durigan,José Fernando; Lopes,Valquíria Garcia; Santos,Leandra Oliveira.
Este trabalho teve como objetivo estabelecer a importância do estádio de maturação e do uso da refrigeração na conservação de goiabas 'Kumagai'. Frutos "de vez" e maduros foram armazenados sob condição de ambiente (21ºC e 85%UR) e a 10ºC (85%UR) e avaliados periodicamente quanto à perda de massa fresca, aparência, podridões, coloração da casca, firmeza da polpa e teores de sólidos solúveis, acidez titulável, ácido ascórbico e polifenóis extraíveis totais, assim como da atividade antioxidante total. Goiabas "de vez", a 21ºC e 85% UR, conservaram sua qualidade por seis dias, mas quando a 10ºC e 85% UR, este período de conservação aumentou para 12 dias. Os frutos armazenados maduros conservaram-se por quatro dias sob condição ambiente, o qual foi ampliado com...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Psidium guajava; Armazenamento refrigerado; Ponto de colheita.
Ano: 2010 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452010000400008
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Desenvolvimento dos frutos de lulo (Solanum quitoense LAM), em Viçosa-MG Rev. Bras. Frutic.
Matarazzo,Pedro Henrique Monteiro; Siqueira,Dalmo Lopes de; Salomao,Luiz Carlos Chamhum; Silva,Danielle Fabíola Pereira da; Cecon,Paulo Roberto.
O lulo é um fruto tropical e exótico, originário dos Andes, tem cor laranja quando maduro, e é uma baga globosa, assemelha- se a um tomate, o epicarpo é grosso e coriáceo, sua polpa é verde-clara, pegajosa, ácida e suculenta, contendo muitas sementes. Objetivou-se acompanhar as características físicas, químicas e fisiológicas ocorridas durante o desenvolvimento do fruto de lulo, da antese ao amadurecimento completo, em Viçosa-MG. Os frutos apresentaram um padrão de crescimento sigmoidal simples em resposta à variação do tempo. O desenvolvimento do fruto foi dividido em três fases. A primeira foi até os 7,39 dias após a antese (DAA), sendo caracterizada pela alta taxa respiratória, provavelmente devido à intensa multiplicação celular, e o pericarpo...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Análise de crescimento; Ponto de colheita; Fruto exótico.
Ano: 2013 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452013000100016
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
DESENVOLVIMENTO, FISIOLOGIA DA MATURAÇÃO E INDICADORES DO PONTO DE COLHEITA DE FRUTOS DA UMBUGUELEIRA (Spondias sp.) Rev. Bras. Frutic.
DANTAS,ANA LIMA; SILVA,SILVANDA DE MELO; DANTAS,RENATO LIMA; SOUSA,ALEX SANDRO BEZERRA DE; SCHUNEMANN,ANA PAULA PEREIRA.
RESUMO A umbugueleira produz frutos com amplas possibilidades de utilização que, embora subexplorados, têm grande potencial socioeconômico. Dessa forma, o objetivo deste estudo foi avaliar o desenvolvimento e a fisiologia da maturação em frutos da umbugueleira. As inflorescências foram marcadas em seis plantas, no período da antese, e o fruto (umbuguela) foi avaliado em intervalos regulares até a abscisão da planta. O ciclo de desenvolvimento da umbuguela, da antese até o início da abscisão, abrange 157 dias; a massa, o volume, o comprimento e o diâmetro apresentam aumentos rápidos até 117 dias após a antese (DAA), estabilizando-se até o final da maturação. O padrão respiratório do fruto foi climatérico, com pico aos 147 DAA. A coloração evoluiu do verde...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Qualidade; Taxa respiratória; Maturação; Ponto de colheita.
Ano: 2016 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452016000100033
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Determinação de antocianinas totais em uvas de vinho, suco e de mesa através de método não destrutivo. Repositório Alice
CRIZEL, G. R.; FERREIRA, W. A.; ROMBALDI, C. V.; RITSCHEL, P. S.; GIRARDI, C. L..
No Brasil, poucos são os estudos sobre métodos não destrutivos que utilizam sensores de fluorescência, tornando-se de primordial importância desenvolver trabalhos que possibilitem acompanhar a maturação e determinar o ponto de colheita para uvas. Diante disso tem-se o objetivo de validar o novo sensor de fluorescência (Multiplex®3) como método não destrutivo para determinar o estádio de maturação de uvas tintas no que se concerne os teores de antocianinas. Para isso, o acúmulo destes compostos foi acompanhado durante a safra de 2012, realizando-se cinco colheitas semanais após a veraison em uvas tintas destinadas a elaboração de vinho cv. Marcelan, suco cv. Cora e mesa Arkansas 2095. Essas medições foram realizadas tanto na pré-colheita (campo) quanto na...
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Sensor óptico fluorescência; Antocianina; Método não destrutivo; Ponto de colheita; Viticultura; Uva; Colheita; Maturação.
Ano: 2013 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/978866
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Determinação do ponto de colheita e indução à abertura floral do crisântemo cultivar White Polaris em diferentes concentrações de sacarose Bragantia
Roncancio,Victor Julio Flórez; Castro,Carlos Eduardo Ferreira de; Demattê,Maria Esmeralda Soares Payão.
Realizou-se pesquisa objetivando determinar o melhor entre quatro pontos de colheita da haste floral de crisântemos de maço do tipo pompom cv. White Polaris a concentração mais adequada de sacarose para tratamento de "pulsing" dessas hastes: estas foram colhidas em estufa de produção comercial, nos pontos preestabelecidos e transportadas para laboratório, onde foram totalmente imersas em água de torneira, à sombra, durante três horas. Selecionaram-se as hastes pela uniformidade do seu desenvolvimento e cortaram-nas sob água na base do caule, entre 50 e 60 cm, e identificadas, o que permitiu avaliar as mudanças morfológicas associadas às inflorescências individuais. As hastes foram distribuídas e mantidas nos diferentes tratamentos de "pulsing" durante 24...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Crisântemo; Ponto de colheita; Pós-colheita.
Ano: 1995 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0006-87051995000100012
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Estádio de maturação para o período ideal de colheita de maçãs 'Daiane' destinadas à armazenagem Rev. Bras. Frutic.
Stanger,Mayara Cristiana; Argenta,Luiz Carlos; Steffens,Cristiano André; Amarante,Cassandro Vidal Talamini do.
Este trabalho foi realizado com o objetivo de identificar índices de maturação para o ponto ideal de colheita, de maçãs 'Daiane', destinadas a longos períodos de armazenamento. Maçãs foram colhidas semanalmente, em dois pomares comerciais, no período de 113 a 149 dias após a plena floração (DAPF), e armazenadas por 180 ou 240 dias a 0,7ºC, em atmosfera controlada. Medidas do estádio de maturação e da qualidade das maçãs foram realizadas um dia após a colheita e após a armazenagem. Atributos da aparência (cor vermelha) e sabor (relação açúcar/acidez) indicaram que a qualidade de maçãs 'Daiane', na colheita, é máxima quando colhidas 149 DAPF. No entanto, medidas da firmeza da polpa e da qualidade sensorial, realizadas após a armazenagem, indicaram que o...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Ponto de colheita; Pós-colheita; Distúrbios fisiológicos; Qualidade; Sabor.
Ano: 2013 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452013000400008
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Estádios de maturação de goiabas 'Kumagai' e 'Pedro Sato' para o processamento mínimo Ciência Rural
Pinto,Patrícia Maria; Jacomino,Angelo Pedro; Cavalini,Flavia Cristina; Cunha Junior,Luis Carlos; Inoue,Keila Naomi.
O ponto de colheita é um dos fatores mais importantes no processamento mínimo de goiabas. O objetivo do trabalho foi determinar o estádio de maturação ideal para o processamento mínimo de goiabas 'Kumagai' e 'Pedro Sato'. Os frutos de ambas as variedades foram colhidos em três estádios de maturação, definidos pela coloração da casca em verde, verde-claro e verde-amarelado. As goiabas foram sanitizadas, refrigeradas, processadas em rodelas, acondicionadas em bandejas envoltas com filme de PVC e armazenadas a 5±1°C e 80±5% UR. Análises físico-químicas e sensoriais foram realizadas no início do experimento e a cada três dias, durante nove dias. As goiabas colhidas e processadas nos estádios de maturação mais avançados apresentaram intensa perda de firmeza e...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Psidium guajava; Ponto de colheita; Minimamente processado; Qualidade pós-colheita.
Ano: 2010 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782010000100007
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Estádios de maturação de pêssegos 'Aurora-1' para o processamento mínimo Rev. Bras. Frutic.
Martins,Ramilo Nogueira; Mattiuz,Ben-Hur; Santos,Leandra Oliveira; Hojo,Ellen Toews Doll; Mattiuz,Claudia Fabrino Machado.
O experimento teve como finalidade verificar o efeito do estádio de maturação na qualidade de pêssegos minimamente processados. Utilizaram-se frutos em dois estádios de maturação: "de vez", correspondente à coloração de fundo verde-amarelada; e "maduro", que corresponde à cor de fundo totalmente amarelado. O processamento mínimo consistiu na lavagem, sanitização, descasque enzimático, corte longitudinal e retirada do caroço das frutas. As metades obtidas foram imersas em água clorada a 10 mg L- 1 de água e deixadas em repouso para escorrer o excesso de líquido. Posteriormente, procedeu-se ao acondicionamento das metades em contentores de tereftalato de polietileno (PET) transparente e com tampa, e ao armazenamento a 3 ± 2 ºC e UR=65%, por 12 dias, com...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Prumus persica; Ponto de colheita; Colheita; Processamento.
Ano: 2013 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452013000200008
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Influência do ponto de colheita na ocorrência de podridões em pera. Infoteca-e
NUNES, C. C.; ALVES, S. A. M..
Dentre as fruteiras de clima temperado, a cultura da pereira tem recebido destaque pelo notável aumento do consumo no decorrer dos anos. Atualmente, no Brasil, são produzidas apenas 18 mil t e o consumo de peras está em tomo de 200 mil t(IBGE, 2012). Assim, a grande maioria da pera consumida no Brasil é proveniente de mercados externos, como Argentina e Chile, principalmente. O estado do Rio Grande do Sul é o principal produtor nacional de peras, seguido de Santa Catarina, Paraná, Minas Gerais e São Paulo (IBGE, 2012). Em Vacaria atualmente são cultivados aproximadamente 53 ha com peras, com uma produtividade de 18 tlha, acima da média nacional que é de 10,7 tlha (IBGE, 20 12).
Tipo: Artigo de divulgação na mídia (INFOTECA-E) Palavras-chave: Ponto de colheita; Fruticultura; Pera; Colheita; Doença de planta; Fungo; Podridão.
Ano: 2013 URL: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/945241
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Maturação da uva da cultivar Touriga Nacional em ciclo produtivo do primeiro semestre no Submédio do Vale do São Francisco. Repositório Alice
CARVALHO, E. S. S. de; SILVA, G. N. da; BIASOTO, A. C. T.; LIMA, M. A. C. de; DRUZIAN, J. I..
O objetivo deste trabalho foi caracterizar a evolução da maturação da uva Touriga Nacional durante o ciclo produtivo do primeiro semestre de 2017, no Submédio do Vale do São Francisco. O experimento foi conduzido na vinícola Santa Maria (9º 2?S, 40º 11? O, em Lagoa Grande, PE) com uvas da cultivar Touriga Nacional. A partir do início da maturação, foram realizadas coletas nos cachos de plantas marcadas. O delineamento experimental foi em blocos casualizados, com oito tratamentos e quatro repetições. Os tratamentos corresponderam à data em que as coletas foram realizadas: 83, 91, 96, 103, 110, 113, 117, 122 e 124 dias após a poda. As mudanças na cor da baga foram registradas no início da maturação, com pequenas variações ao longo do tempo. A maturação se...
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Ponto de colheita; Uvas finas para vinho; Vinicultura tropical; Uva; Vitis Vinifera; Vitis.
Ano: 2018 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1102232
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Maturação das bagas da videira Isabel Precoce durante dois ciclos de produção no Submédio do Vale do São Francisco, Brasil. Repositório Alice
RIBEIRO, T. P.; LIMA, M. A. C. de; ALVES, R. E.; ARAÚJO, A. L. de S..
2011
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Variedade; Isabel Precoce; Ponto de colheita; Qualidade; Uva para suco; Uva; Vitivinicultura tropical.
Ano: 2011 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/909850
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Maturação e determinação do ponto de colheita de frutos de envira-caju. Repositório Alice
FARIAS, J. F. de; ARAÚJO NETO, S. E. de; ALVARES, V. de S.; FERRAZ, P. A.; FURTADO, D. T.; SOUZA, M. L. de.
O presente trabalho objetivou identificar o ponto de colheita, os índices de maturação e a qualidade dos frutos da envireira-caju (Onychopetalum periquino). Os frutos foram colhidos em cinco estádios de maturação (1-verde; 2-verde-laranja; 3-laranja; 4-laranja-vinho, e 5-vinho), sendo o estádio 5 colhido já amadurecido na planta e usado como padrão na determinação do ponto de colheita e do índice de qualidade do fruto. Os frutos colhidos foram armazenados a 26 ± 3 ºC e 85-90% de UR. O delineamento experimental foi o inteiramente casualizado, em esquema de parcela subdividida no tempo com tratamento adicional, com quatro repetições de três frutos cada. As parcelas compreenderam os estádios de maturação na colheita, e as subparcelas, a maturação no dia da...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Envira-caju; Onychopetalum periquino; Ponto de colheita; Caju; Fruto; Maturação; Qualidade; Pós-colheita; Armazenamento; Cashew fruit; Fruit maturity; Fruit quality; Storage quality; Marañón; Maduración de las frutas; Calidad de la fruta; Calidad de almacenaje.
Ano: 2011 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/917300
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Maturação e qualidade de uvas para suco em condições tropicais, nos primeiros ciclos de produção. Repositório Alice
RIBEIRO, T. P.; LIMA, M. A. C. de; ALVES, R. E..
O objetivo deste trabalho foi caracterizar a maturação e a qualidade das uvas das cultivares Isabel Precoce e BRS Cora, enxertadas sobre 'IAC 572', para a determinação do ponto de colheita. O experimento foi realizado no Vale do Submédio São Francisco, nos ciclos de produção de novembro de 2009 a março de 2010 e de junho a setembro de 2010, em delineamento experimental de blocos ao acaso, com quatro repetições constituídas por cinco cachos. Os cachos foram coletados, periodicamente, a partir do início da maturação, que correspondeu, na 'Isabel Precoce', aos 54, 61, 68, 71, 74 e 77 dias após a frutificação (DAF), no primeiro ciclo, e aos 49, 56, 63, 67, 71, 74 e 77 DAF, no segundo. Na 'BRS Cora', os cachos foram coletados aos 61, 68, 71, 74, 77 e 82 DAF, no...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Variedade; Vitis vinifera; Vitis labrusca; BRS Cora; Isabel Precoce; Ponto de colheita; Produção de suco; Uva para processamento; Maturação; Qualidade; Uva; Grapes.
Ano: 2012 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/936937
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Maturação e qualidade de uvas para suco em condições tropicais, nos primeiros ciclos de produção PAB
Ribeiro,Thalita Passos; Lima,Maria Auxiliadora Coêlho de; Alves,Ricardo Elesbão.
O objetivo deste trabalho foi caracterizar a maturação e a qualidade das uvas das cultivares Isabel Precoce e BRS Cora, enxertadas sobre 'IAC 572', para a determinação do ponto de colheita. O experimento foi realizado no Vale do Submédio São Francisco, nos ciclos de produção de novembro de 2009 a março de 2010 e de junho a setembro de 2010, em delineamento experimental de blocos ao acaso, com quatro repetições constituídas por cinco cachos. Os cachos foram coletados, periodicamente, a partir do início da maturação, que correspondeu, na 'Isabel Precoce', aos 54, 61, 68, 71, 74 e 77 dias após a frutificação (DAF), no primeiro ciclo, e aos 49, 56, 63, 67, 71, 74 e 77 DAF, no segundo. Na 'BRS Cora', os cachos foram coletados aos 61, 68, 71, 74, 77 e 82 DAF, no...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Vitis labrusca; BRS Cora; Isabel Precoce; Ponto de colheita; Produção de sucos; Uvas para processamento.
Ano: 2012 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-204X2012000800005
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Ponto de colheita ideal de mangas 'Tommy Atkins' destinadas ao mercado europeu Rev. Bras. Frutic.
Morais,Patrícia Lígia Dantas de; Filgueiras,Heloisa Almeida Cunha; Pinho,João Licínio Nunes de; Alves,Ricardo Elesbão.
Este trabalho foi desenvolvido em um pomar comercial do Pólo Agrícola Mossoró-Assu, localizado no município de Assu-RN. Teve como objetivo caracterizar e determinar o melhor estádio de maturação para a colheita de mangas 'Tommy Atkins' destinadas ao mercado Europeu. Os frutos foram marcados e avaliados aos 82 (E1), 89 (E2), 96 (E3) e 103 (E4) dias após a floração plena (DFP) e no estádio de colheita comercial (EC)., As avaliações foram feitas por ocasião da colheita e após 21 dias de armazenamento refrigerado (13 ± 1° C e 99 % UR). As variáveis analisadas foram cor da casca e da polpa do fruto, perda de massa, firmeza, sólidos solúveis totais (SST), acidez total titulável (ATT), relação SST/ATT, açúcares solúveis totais (AST), amido e atividade...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Mangífera indica L.; Ponto de colheita; Amadurecimento.
Ano: 2002 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452002000300025
Registros recuperados: 24
Primeira ... 12 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional