Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 4
Primeira ... 1 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Avaliação da fitotoxicidade de nanopartículas de prata. Repositório Alice
PATRUCI, R.; MORETTO I. A.; CASTANHA, R. F.; CASTRO, V. L. S. S. de; JONSSON, C. M..
Resumo: As nanopartículas de prata (AgNP) têm propriedades óticas, elétricas, térmicas e antimicrobianas que tem sido aplicadas em diversos setores, como em sensores químicos/biológicos e em materiais cirúrgicos. No setor agrícola, formulações a base de AgNP ajudam a prevenir patógenos vegetais através da desinfecção de sementes e controle de doenças de plantas causadas por bactérias. No entanto, o consumo de produtos que contem AgNP pode levar à liberação dessas nanopartículas metálicas nos compartimentos ambientais. O objetivo do presente estudo foi avaliar o efeito tóxico desse nanomaterial nos organismos bioindicadores Pseudokirchneriella subcapitata (microalga unicelular) e Lactuca sativa (semente de alface), sendo este último um bioindicador de áreas...
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Nanoprata; Pseudokirchneriella subcapitata; Nanomaterial; Composto químico; Toxidez; Lactuca sativa; Alface; Nanosilver; Silver compounds; Ecotoxicology; Nanomaterials.
Ano: 2019 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1116811
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Avaliação da toxicidade de Piraclostrobin, Epoxiconazol e sua mistura em alga Pseudokirchneriella subcapitata. Repositório Alice
PRESTES, E. B.; JONSSON, C. M.; CASTRO, V. L. S. S. de.
Resumo: Estudou-se o efeito toxicológico (inibição de crescimento) de formulações fungicidas à base de piraclostrobin e epoxiconazol, isoladamente e em formulação conjugada, sobre a alga Pseudokirchneriella subcapitata mediante determinação da Concentração Efetiva Média (CE50-72 h) dos princípios ativos de cada uma das formulações. Foram encontrados valores de CE50- 72 h de 5,57 mg.L-1 para a formulação à base de piraclostrobin, de 1,14 mg.L-1 para a formulação à base de epoxiconazol e de 0,20 mg.L-1 para a formulação conjugada. O piraclostrobin apresentou menor toxicidade às algas em relação aos dados encontrados na literatura, o epoxiconazol resultados semelhantes e a mistura maior toxicidade. A análise isobolográfica e a determinação do Índice de...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Piraclostrobin; Epoxiconazol; Toxicidade; Pseudokirchneriella subcapitata; Fungicida; Toxidez; Alga; Poluição da água; Impacto ambiental; Fungicides; Toxicity; Selenastrum capricornutum; Water pollution; Environmental impact.
Ano: 2011 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/931715
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Avaliação da toxicidade do diflubenzuron e P-cloroanilina em indicadores bioquímicos de organismos não-alvo aquáticos. Repositório Alice
DANTZGER, D. D.; GOMES, F. B.; JONSSON, C. M.; AOYAMA, H..
Resumo: O uso de produtos agrícolas vem sendo a principal forma de combater parasitas na aquicultura, sendo que o Diflubenzuron, (DFB) é o mais utilizado. Este composto inibe a síntese de quitina, componente do exoesqueleto dos parasitas, e apresenta baixa toxicidade aos peixes. Porém, no ambiente aquático, o DFB pode ser tóxico às espécies não-alvo e, quando degradado, gera p-cloroanilina, (PCA), metabólito potencialmente cancerígeno e mutagênico para o ser humano. Tendo em vista a necessidade de se obter mais informações sobre a toxicidade destes compostos nos organismos aquáticos não-alvo, a proposta deste trabalho foi analisar a atividade enzimática de fosfatases ácida (FAT) e alcalina (Fale), catalase (CAT) e superoxido dismutase (SOD) de microalga...
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: P-cloroanilina; Indicadores bioquímicos; Fosfatases; Catalase; Superoxido dismutase; Agrotóxico; Inseticida; Toxidez; Microalga; Pesticides; Insecticides; Diflubenzuron; Ecotoxicology; Daphnia similis; Pseudokirchneriella subcapitata; Oreochromis niloticus.
Ano: 2014 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1007601
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeito do óxido de grafeno no crescimento da microalga Pseudokirchneriella subcapitata sob influência de substâncias húmicas. Repositório Alice
SOUZA, L. C. de; CASTANHA, R. F.; DOMINGOS, N.; CASTRO, V. L. S. S. de; JONSSON, C. M..
O grafeno é um nanomaterial promissor na remoção de pesticidas de águas, transporte de fármacos em medicamentos e transporte de agroquimicos em formulações. A qualidade do lodo agrícola usado como biofertilizante pode ser comprometida já que é esperado que materiais a base de grafeno estejam presentes nas estações de tratamento de efluentes em quantidades consideráveis A microalga Pseudokirchneriella subcapitata é uma clorofícea bioindicadora que tem sido amplamente utilizada em estudos de ecotoxicidade de poluentes e recomendada no registro de agentes químicos e biopesticidas. No presente trabalho avaliou-se o efeito do óxido de grafeno (OG) na taxa de crescimento de culturas desse organismo-teste, sob diferentes concentrações do nanomaterial e de...
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Pseudokirchneriella subcapitata; Grafeno; Nanomaterial; Bioindicator; Pseudokirchneriella subcapitata; Nanomaterial; Composto químico; Toxidez; Microalga; Ecotoxicology; Graphene oxide; Humic substances; Microalgae; Indicator species.
Ano: 2017 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1084273
Registros recuperados: 4
Primeira ... 1 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional