Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 9
Primeira ... 1 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Avaliação agronômica de biossólidos tratados por diferentes métodos químicos para aplicação na cultura do milho AGRIAMBI
Barros,Ivaldete T.; Andreoli,Cleverson V.; Souza Junior,Ivan G. de; Costa,Antonio C. S. da.
A presença de patógenos e metais potencialmente tóxicos, são as principais limitações do lodo de esgoto para a reciclagem agrícola. Este trabalho avaliou a aplicação de biossólidos, tratados quimicamente, em um Latossolo Vermelho distrófico, na produção de matéria seca e na absorção de nutrientes pela cultura de milho. O lodo de esgoto foi tratado com cal, hipoclorito de sódio, peróxido de hidrogênio, ácido acético e peracético. Nos biossólidos tratados com os ácidos orgânicos fez-se a neutralização com cal. Os biossólidos foram aplicados em vasos, na dose de 50 t ha-1, cultivado com milho pelo período de 55 dias, quando foram determinadas a produção de matéria seca e concentração de nutrientes na parte aérea das plantas. A maior produção de matéria seca...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Lodo de esgoto; Produção vegetal; Reciclagem agrícola.
Ano: 2011 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-43662011000600014
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Avaliação agronômica de um biossólido industrial para a cultura do milho. Repositório Alice
TRANNIN, I.C. de B.; SIQUEIRA, J.O.; MOREIRA, F.M. de S..
O objetivo deste trabalho foi avaliar a viabilidade agronômica de um biossólido industrial para a cultura do milho. O experimento foi realizado no campo, em um Cambissolo distrófico, nos anos agrícolas 1999/2000 e 2000/2001. A aplicação de 0, 6, 12, 18 e 24 Mg ha-1 de biossólido base seca, suplementado com K2O nos dois anos e 30% do P2O5 recomendado no segundo ano, foi comparada à adubação mineral completa. O biossólido melhorou a fertilidade do solo, o estado nutricional e a produtividade do milho, que apresentou resposta quadrática às doses aplicadas, atingindo a máxima de 9.992 kg ha-1 de grãos com 22,5 Mg ha-1 de biossólido, superando em 21% a adubação mineral e em 74% o controle. Mesmo na maior dose aplicada, os teores de nutrientes, Na e metais...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Lodo de esgoto; Resíduo industrial; Reciclagem agrícola; Fertilidade do solo; Nutrição do milho; Valoração de resíduos; Sewage sludge; Industrial residue; Agricultural recycling; Soil fertility; Corn nutrition; Residue economic value.
Ano: 2005 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/113879
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Avaliação agronômica de um biossólido industrial para a cultura do milho PAB
Trannin,Isabel Cristina de Barros; Siqueira,José Oswaldo; Moreira,Fátima Maria de Souza.
O objetivo deste trabalho foi avaliar a viabilidade agronômica de um biossólido industrial para a cultura do milho. O experimento foi realizado no campo, em um Cambissolo distrófico, nos anos agrícolas 1999/2000 e 2000/2001. A aplicação de 0, 6, 12, 18 e 24 Mg ha-1 de biossólido base seca, suplementado com K2O nos dois anos e 30% do P2O5 recomendado no segundo ano, foi comparada à adubação mineral completa. O biossólido melhorou a fertilidade do solo, o estado nutricional e a produtividade do milho, que apresentou resposta quadrática às doses aplicadas, atingindo a máxima de 9.992 kg ha-1 de grãos com 22,5 Mg ha-1 de biossólido, superando em 21% a adubação mineral e em 74% o controle. Mesmo na maior dose aplicada, os teores de nutrientes, Na e metais...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Lodo de esgoto; Resíduo industrial; Reciclagem agrícola; Fertilidade do solo; Nutrição do milho; Valoração de resíduos.
Ano: 2005 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-204X2005000300010
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Avaliação da matéria orgânica em solo tratado com lodos de esgoto e cultivado com milho safrinha. Repositório Alice
BOEIRA, R. C.; SOUZA, M. D. de; GALVAO, J. A. H.; MAXIMILIANO, V. C. B..
O descarte de resíduos urbanos em solos, embora tenha diversas limitações químicas e ambientais, pode ser uma prática agrícola viável, desde que se disponha de informações básicas a respeito de sua influência sobre as propriedades do solo em condições tropicais. Os lodos de esgoto compõem-se de 40 a 60% de matéria orgânica. Considerando-se que parte do nitrogênio e do carbono orgânico desse material seja resistente à degradação por determinado tempo, pode-se levantar a hipótese de que suas quantidades no solo aumentarão, tornando-se parte da matéria orgânica. Esta, por sua vez, afeta diversas propriedades do solo, mecânicas, hidrológicas ou térmicas, e é fundamental para a manutenção da produtividade do solo. Neste estudo foram avaliados os estoques de...
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Biossólido; Carbono Orgânico; Lodo De Esgoto Anaeróbio; Reciclagem agrícola; Acidificação; Latossolo; Carbono; Solo tropical; Reciclagem; Soil.
Ano: 2005 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1015804
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Estoques de carbono orgânico e de nitrogênio em solo tratado com três aplicações sucessivas de lodos de esgoto. Repositório Alice
BOEIRA, R. C..
A prática de utilização de lodo de esgoto na agricultura não pode ser considerada como uma simples alternativa de disposição deste resíduo, devendo-se considerar vários aspectos ambientais quando de sua adoção. Os lodos podem afetar diversos atributos de solo, de corpos de água e da atmosfera, com efeitos poluentes potenciais. Neste trabalho, verificaram-se alterações em algumas propriedades do solo, com impactos tanto positivos quanto negativos sobre seu potencial produtivo. Avaliaram-se os estoques de carbono e de nitrogênio, a acidificação e a densidade do solo após três cultivos de milho e três aplicações de doses crescentes de dois tipos de lodos de esgoto incorporados em Latossolo. O aumento das doses aplicadas do lodo da Estação de Tratamento de...
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Lodo de esgoto; Reciclagem agrícola; Acidificação do solo; Solo; Soil.
Ano: 2004 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1015866
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Estoques de carbono orgânico e de nitrogênio, pH e densidade de um Latossolo após três aplicações de lodos de esgoto Rev. Bras. Ciênc. Solo
Boeira,Rita Carla; Souza,Manoel Dornelas de.
O elevado conteúdo de matéria orgânica de lodo de esgoto é uma das motivações para sua disposição no ambiente como condicionador do solo. O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito de aplicações consecutivas de lodo de esgoto sobre o acúmulo de C e de N (total e mineral), sobre o pH e sobre a densidade de um Latossolo. As avaliações foram feitas em duas profundidades do solo (0-0,1 e 0,2-0,4 m) após três cultivos de milho, em experimento realizado entre os anos de 1999 e 2001, em Jaguariúna-SP. Os tratamentos consistiram de cinco doses crescentes de dois tipos de lodo de esgoto, aplicadas a cada cultivo. O aumento das doses aplicadas (totalizando 0, 10.284, 20.568, 41.136 e 82.272 kg ha-1) do lodo da Estação de Tratamento de Esgotos de Franca-SP, de...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Biossólido; Reciclagem agrícola; Resíduos sólidos; Resíduos urbanos; Densidade aparente.
Ano: 2007 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832007000300018
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Lixiviação de nitrogênio em latossolo incubado com lodo de esgoto Rev. Bras. Ciênc. Solo
Boeira,Rita Carla.
Lodo de esgoto contém teores elevados de N orgânico. Se for aplicado em quantidade excessiva em solos, há risco de poluição de águas subsuperficiais com nitrato, produto da mineralização do N. Por essa razão, um dos critérios agronômicos para a determinação da taxa máxima de aplicação do lodo de esgoto é a quantidade de N mineral que será disponibilizada às culturas. Neste trabalho, são apresentados os resultados relativos à lixiviação de N mineralizado em um Latossolo Vermelho distroférrico incubado durante 224 dias com dois tipos de lodo de esgoto anaeróbios, um de origem urbana (Franca, SP) e outro com presença de despejos industriais (Barueri, SP). Cada lodo de esgoto foi aplicado em quatro doses, contendo 0,13, 0,3, 0,5 e 1,0 g kg-1 de N orgânico....
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Nitrato; Amônio; Reciclagem agrícola; Resíduos urbanos; N potencialmente mineralizável; Adubação orgânica.
Ano: 2009 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832009000400019
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Mineralização de compostos nitrogenados de lodos de esgoto na quinta aplicação em Latossolo Rev. Bras. Ciênc. Solo
Boeira,Rita Carla; Maximiliano,Viviane Cristina Bettanin.
Em sistemas agrícolas em que se aplica lodo de esgoto, devem ser consideradas as necessidades de N das plantas e, simultaneamente, evitar a geração de excesso de nitrato, poluente potencial de águas subsuperficiais. Para isso, na determinação das quantidades máximas a serem aplicadas em determinado cultivo, devem-se conhecer algumas propriedades do lodo de esgoto e do solo. Uma delas é a fração de mineralização de compostos nitrogenados orgânicos (FMN) contidos nos resíduos que serão mineralizados durante o ciclo da cultura. Essa quantidade, somada ao N na forma mineral contido no lodo, fornece a quantidade de N do lodo de esgoto que ficará disponível durante a safra. Este trabalho teve como objetivo determinar se as aplicações anteriores de lodo de...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Nitrato; Amônio; Reciclagem agrícola; N disponível; PH; N potencialmente mineralizável.
Ano: 2009 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832009000300023
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
UTILIZAÇÃO DO BIOSSÓLIDO DE CERVEJARIA COMO SUBSTRATO PARA PRODUÇÃO DE MUDAS DE EUCALIPTO: ANÁLISE DO DESENVOLVIMENTO INICIAL DAS MUDAS E ASPECTOS AMBIENTAIS Engenharia na Agricultura
Adilson Castro Antônio; Universidade Federal de Viçosa; João Carlos de Freitas Alves; Bruno Rogério Nascimento de Faria; Maurício Júnior de Almeida.
Este trabalho foi conduzido com o objetivo de avaliar o desenvolvimento de mudas de Eucalyptus grandis em substrato de lodo da estação de tratamento de efluente de indústria cervejeira. Os tratamentos consistiram de substratos proveniente de misturas de biossólidos com casca de arroz carbonizada, correspondentes a M1 - 80% de biossólido e 20% de casca de arroz carbonizada, M2 - 60% de biossólido e 40% de casca de arroz carbonizada, M3 - 50% de biossólido e 50% de casca de arroz carbonizada, M4 - 40% de biossólido e 60% de casca de arroz carbonizada e Testemunha composta de solo sem adição de lodo. A mistura que apresentou melhores resultados estatitiscamente foi a mistura M2 (60% lodo de esgoto + 40% casca de arroz carbonizada).
Tipo: Artigo Avaliado por Pares Palavras-chave: Agronomia; Meio Ambiente resíduos sólidos; Reciclagem agrícola; Meio ambiente.
Ano: 2010 URL: http://www.seer.ufv.br/seer/index.php/reveng/article/view/184
Registros recuperados: 9
Primeira ... 1 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional