Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 5
Primeira ... 1 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Aspectos ecológicos da fauna endoparasitária de Acestrorhynchus lacustris (Lütken, 1875) (Characiformes, Acestrorhynchidae) da planície de inundação do alto rio Paraná, Brasil - DOI: 10.4025/actascibiolsci.v25i2.2043 Biological Sciences
Carvalho, Solange de; UEM; Guidelli, Gislaine Marcolino; UEM; Takemoto, Ricardo Massato; UEM; Pavanelli, Gilberto Cezar; UEM.
Foram analisados 51 espécimes de Acestrorhynchus lacustris (Lütken, 1875) coletados na planície de inundação do alto rio Paraná, entre fevereiro de 2000 a novembro de 2001. Desses, 35 (68,6%) estavam parasitados por pelo menos uma espécie de endohelminto. Foram encontradas oito espécies de endoparasitas: cinco nematóides (Contracaecum Tipo 1 larva de Moravec, Kohn e Fernades, 1993, Contracaecum Tipo 2 larva de Moravec, Kohn e Fernades, 1993, Contracaecum sp., Eustrongylides sp., Procamallanus sp.), dois digenéticos (Clinostomum sp., Rhipidocotyle gibsoni Kohn e Fernandes, 1994) e um acantocéfalo (Quadrigyrus torquatus Van Cleave, 1920). Contracaecum sp. e Q. torquatus mostraram-se positivamente associadas e tiveram suas abundâncias positivamente...
Palavras-chave: 2.01.00.00-0 Biologia Geral Acestrorhynchus lacustris; Endoparasitas; Ecologia; Rio Paraná 2.01.00.00-0 Biologia Geral.
Ano: 2003 URL: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciBiolSci/article/view/2043
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Composição e abundância da assembléia de Cladocera (Crustacea) associada à macrófitas aquáticas (Eichhornia azurea) na planície de inundação do alto rio Paraná - DOI: 10.4025/actascibiolsci.v25i1.2118 Biological Sciences
Lima, Adauto Fonseca; UEM; Lansac-Tôha, Fabio Amodeo; UEM - Maringá; Velho, Luiz Felipe Machado; UEM; Bini, Luis Mauricio; UFG; Takeda, Alice Michiyo; UEM.
Foram estudadas a composição e abundância da assembléia de cladóceros associados à Eichhornia azurea (Pontederiaceae) em distintos ambientes da planície de inundação do alto rio Paraná. As coletas foram realizadas durante o período de março/92 a fevereiro/93, em oito estações, localizadas em dois sistemas rio-lagoa, Baía e Ivinheima, caracterizados como sistemas de várzea, e em um sistema associado ao rio Paraná, o canal Cortado. Foram identificadas 31 espécies de cladóceros. O maior número de espécies bem como os mais elevados valores de abundância foram registrados nos ambientes de várzea, provavelmente devido a grande quantidade de hábitats formados pelas macrófitas aquáticas, além da grande conectividade existente entre os diferentes ambientes. Por...
Palavras-chave: 2.01.00.00-0 Biologia Geral Cladocera; Fauna associada à macrófitas; Composição; Abundância; Planície de inundação; Rio Paraná 2.01.00.00-0 Biologia Geral.
Ano: 2003 URL: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciBiolSci/article/view/2118
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Levantamento florístico e fitofisionomia da lagoa Figueira e seu entorno, planície alagável do alto rio Paraná, Porto Rico, Estado do Paraná, Brasil - DOI: 10.4025/actascibiolsci.v25i1.2091 Biological Sciences
Kita, Kazue Kawakita; UEM; Souza, Maria Conceição de; UEM.
Foi realizada uma caracterização botânica da lagoa Figueira (planície alagável do alto rio Paraná, Porto Rico, Estado do Paraná, Brasil, a 22o45’36’’S e 53ol5’56’’W), empregando-se levantamentos florísticos e perfis fitofisionômicos em diferentes períodos fluviométricos, além de uma carta batimétrica e análise do solo. O levantamento florístico resultou no reconhecimento de 36 famílias, 75 gêneros e 89 espécies. As famílias de maior riqueza específica foram Poaceae (14 espécies), seguida por Cyperaceae e Euphorbiaceae (oito cada). O porte predominante pertenceu ao herbáceo (79,78% das espécies) e, quanto à forma biológica, houve predominância das terrestres (50,56%) e das anfíbias (37,08%). A fitofisionomia, com predominância de herbáceas, apresenta...
Palavras-chave: 2.01.00.00-0 Biologia Geral florística; Fitofisionomia; Lagoa; Planície alagável; Rio Paraná 2.01.00.00-0 Biologia Geral.
Ano: 2003 URL: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciBiolSci/article/view/2091
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Mudanças ontogênicas no trato digestório e dieta de Apareiodon affinis (Steindachner, 1879) (Osteichthyes, Parodontidae) - DOI: 10.4025/actascibiolsci.v26i3.1542 Biological Sciences
Santin, Miriam; UEM; Bialetzki, Andréa; UEM - Maringá; Nakatani, Keshiyu; UEM.
Aspectos da alimentação de larvas e juvenis de Apareiodon affinis são descritos. As amostragens foram realizadas no Ressaco do Leopoldo, alto rio Paraná, entre fevereiro de 1991 e fevereiro de 1992, utilizando rede de plâncton. Nas larvas em pré-flexão e flexão, a boca é pequena e terminal, passando a inferior no estágio de pós-flexão e nos juvenis. O tubo digestivo é simples e reto nas larvas em pré-flexão e diferenciado naquelas em pós-flexão. A dieta foi constituída principalmente por algas, caracterizando essa espécie como algívora durante todo o seu desenvolvimento. A análise da digestibilidade não evidenciou o horário preferencial de alimentação dos difirentes estágios de desenvolvimento, provavelmente em função do tipo de amostragem utilizada e do...
Palavras-chave: 2.01.00.00-0 Biologia Geral Apareiodon affinis; Alimentação; Larva; Juvenil; Peixe; Rio Paraná 2.01.00.00-0 Biologia Geral.
Ano: 2004 URL: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciBiolSci/article/view/1542
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Variabilidade genética em uma população de Leporinus lacustris Campos, 1945 (Osteichthyes: Anostomidae) da Lagoa do Carão (planície de inundação do alto rio Paraná), Brasil - DOI: 10.4025/actascibiolsci.v27i1.1370 Biological Sciences
Peres, Maria Dolores; UEM; Renesto, Erasmo; UEM.
A variabilidade genética de Leporinus lacustris foi estimada a partir de uma população coletada na lagoa do Carão (22o44’S/53o17’W), na planície de inundação do alto rio Paraná. Foram identificados trinta locos em dezesseis sistemas enzimáticos analisados (AAT, ACP, ADH, EST, GDH, G3PDH, G6PDH, GPI, IDHP, L-IDDH, LDH, MDH, MDHP, PER, PGM, e SOD), por eletroforese em gel de amido de milho 15%. A proporção de loci polimórficos foi estimada em 26,67%. A heterozigosidade média esperada foi estimada em 0,0806 ± 0,0313, a qual foi menor que as estimadas anteriormente para L. friderici, L. elongatus e L. obtusidens do rio Tibagi, um tributário da bacia do rio Paraná. A baixa heterozigosidade da população de L. lacustris analisada pode ser atribuída aos hábitos...
Palavras-chave: 2.01.00.00-0 Biologia Geral alozimas; Variabilidade genética; Leporinus lacustris; Heterozigosidade; Rio Paraná 2.01.00.00-0 Biologia Geral.
Ano: 2005 URL: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciBiolSci/article/view/1370
Registros recuperados: 5
Primeira ... 1 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional