Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 9
Primeira ... 1 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Adequação do meio de cultura para a germinação in vitro do pólen de araucária. Repositório Alice
GUIMARÃES, G.; SOUSA, V. A. de; AGUIAR, A. V. de.
bitstream/item/185016/1/Adequacao.pdf
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Viabilidade de pólen; Araucária Angustifólia; Pinheiro do Paraná; Hibridação.
Ano: 2018 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1098123
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Biologia floral da candeia (Eremanthus erythropappus, Asteraceae) PFB - Pesquisa Florestal Brasileira
Vieira, Fábio de Almeida; Fajardo, Cristiane Gouvêa; Carvalho, Dulcinéia de.
O objetivo deste trabalho foi examinar e documentar a biologia floral e os polinizadores da candeia (Eremanthus erythropappus) em uma população natural, sendo estudados a antese, a morfologia floral, a receptividade estigmática, a viabilidade de pólen e os visitantes florais. As flores pequenas (10,17 mm de comprimento) são cor de rosa, hermafroditas e organizadas em densos capítulos (média = 29 flores). Foi observada alta porcentagem de pólen viável (77,25%) e relativamente pouca disponibilidade de néctar para os visitantes florais (0,63 μL). As abelhas Apis mellifera e Trigona sp. foram os visitantes mais frequentes. Os comprimentos dos botões, estiletes e flores variaram significativamente entre plantas.
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Antese; Viabilidade de pólen; Visitantes florais; Óleo essencial Recursos Florestais; Engenharia Florestal; Botânica; Reprodução Anthesis; Pollen viability; Floral visitors; Essential oil.
Ano: 2012 URL: http://pfb.cnpf.embrapa.br/pfb/index.php/pfb/article/view/402
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Conservação a longo prazo de grãos de pólen de Paspalum notatum por criopreservação. Repositório Alice
DINATO, N. B.; SANTOS, I. R. I.; LEONARDECZ NETO, E.; PAULA, A. F. de; FÁVERO, A. P..
2016
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Viabilidade de pólen; Forrageira; Germoplasma.
Ano: 2016 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1067945
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Estudo da morfologia polínica e viabilidade de pólen de bananeira. Repositório Alice
SANTOS-SEREJO, J. A. dos; SOARES, T. L.; ROSSI, M. L.; SOUZA, A. da S.; COSTA, M. A. P. de C..
A morfologia e ultraestrutura polínica tem sido freqüentemente utilizada para estudar a morfologia do grão de pólen em plantas frutíferas (Nachtigal & Santos, 1997; Rodrigues et al., 1998) devido às características morfológicas do pólen serem geneticamente estáveis e úteis na taxonomia das plantas.Os estudos palinológicos das Zingiberales tem sido limitados devido à fragilidade que apresenta os seus grãos de pólen. Em bananeira, especificamente, existem poucos trabalhos relacionados à caracterização dos grãos de pólen.Face à grande lacuna existente no conhecimento palinológico de bananeira, o objetivo do trabalho foi descrever a morfologia polínica bem como examinar a viabilidade dos grãos de pólen de bananeiras, mediante a germinação de pólen e o uso...
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Banana; Pólen; Viabilidade de pólen; Zingiberales.
Ano: 2010 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/874199
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Influência do momento da coleta sobre a viabilidade de grãos de pólen de bananeira Musa acuminata. Repositório Alice
SOARES, T. L.; SANTOS-SEREJO, J. A.; COSTA, M. A. P. de C.; SOUZA, E. H. de; SOUZA, A. da S..
Em qualquer método de polinização, a viabilidade de pólen é considerada boa quando está entre 50% e 70%. No campo, o pólen é viável somente por algumas horas e apresenta um curto tempo de vida, pois está sob temperatura moderada, alta umidade e elevada intensidade luminosa. À medida que o pólen começa a envelhecer, a porcentagem de germinação e o comprimento dos tubos polínicos vão progressivamente diminuindo. Embora o pólen pareça inviável, a presença de alguns tubos polínicos vigorosos indica que o mesmo ainda apresenta uma condição suficientemente boa para assegurar uma frutificação moderadamente efetiva, não obstante apresente baixa percentagem de germinação (Scorza & Sherman, 1995). São importantes os trabalhos que indicam o melhor momento de...
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Musa acuminata; Viabilidade de pólen; Banana.
Ano: 2010 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/874132
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Instabilidade meiótica em plantas invasoras de Brachiaria decumbens Stapf (Gramineae) Biological Sciences
Bonato, Andréa Beatriz Mendes; UEM; Pagliarini, Maria Suely; UEM; Silva, Neide da; UEM; Valle, Cacilda Borges do; EMBRAPA.
Brachiaria decumbens é uma gramínea tropical, nativa das savanas africanas, com ampla distribuição natural. Por outro lado, B. decumbens cv. Basilisk é uma gramínea perene amplamente utilizada nos trópicos como pastagem. Esta cultivar foi introduzida na Austrália em 1930 e daí, em 1960, foi trazida para o Brasil. Embora cubra milhões de hectares de pastagens do Brasil, é considerada uma erva daninha quando ocorre fora destes ambientes. Plantas invasoras de B. decumbens, provavelmente da cultivar Basilisk, foram coletadas no campus da Universidade Estadual de Maringá e citologicamente avaliadas. Alta instabilidade meiótica foi encontrada entre as plantas analisadas, sendo que algumas anormalidades nunca haviam sido descritas para Brachiaria decumbens ou...
Palavras-chave: 2.00.00.00-6 Ciências Biológicas Brachiaria decumbens; Instabilidade meiótica; Aderência cromossômica; Sincícios fusionais; Viabilidade de pólen; Produção de sementes 2.00.00.00-6 Ciências Biológicas.
Ano: 2001 URL: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciBiolSci/article/view/2720
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Testes de germinação in vitro e armazenamento de pólen de pitangueira (Eugenia uniflora L.) - DOI: 10.4025/actasciagron.v29i2.267 Agronomy
Franzon, Rodrigo Cezar; Embrapa; Raseira, Maria do Carmo Bassols; Embrapa; Wagner Júnior, Américo; UFV.
O objetivo do presente trabalho foi verificar qual o meio de cultura e quais as condições que deveriam ser utilizadas em testes de germinação in vitro do pólen de pitangueira (Eugenia uniflora), bem como verificar a possibilidade de armazenamento em freezer (-18°C). O pólen foi coletado de flores em estádio de balão e logo após a antese, em duas populações desta espécie, na Embrapa Clima Temperado, em Pelotas, Rio Grande do Sul. Os meios de cultura testados foram o padrão (testemunha) (10% de açúcar e 1% de ágar em água destilada) e este acrescido de duas concentrações de H3BO3 (0,65 mM e 1,3 mM). Foram testadas as temperaturas de incubação de 20, 25 e 30ºC. Cinco horas a 25°C, em meio de cultura básico, proporcionou as melhores médias de germinação in...
Palavras-chave: 5.01.03.05-9 Melhoramento Vegetal Myrtaceae; Viabilidade de pólen; Armazenamento; Meio de cultura; Boro.
Ano: 2007 URL: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciAgron/article/view/267
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Uso de diferentes corantes na determinação da viabilidade de grãos de pólen de bananeira. Repositório Alice
LINS, L. C. R. de; SOARES, T. L.; COSTA, M. A. P. de; SANTOS-SEREJO, J. A.; SILVA, S. de O. e..
A viabilidade do grão de pólen, medida da fertilidade masculina, pode ser determinada por meio de diferentes técnicas. Estas podem ser agrupadas em métodos diretos, tais como a indução da germinação in vitro (PIO et al., 2007) e in vivo (FERREIRA et al., 2006) ou métodos indiretos baseados em parâmetros citológicos, como a coloração (KEARNS e INOUYE, 1993). Dentre os corantes mais utilizados destacam-se o carmim acético, azul de anilina, azul de algodão, iodeto de potássio (SHARMA e SHARMA, 1994 e 2,3,5 cloreto de trifeniltetrazólio (SHIVANNA e RANGASWAMY, 1992), os quais promovem diferenças na coloração dos grãos de pólen fornecendo resultados de forma rápida e com baixo custo. Testes com outros corantes como lugol, sudan IV, carmim acético e solução de...
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Pólen; Viabilidade de pólen; Banana; Germinação; Corante.
Ano: 2010 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/874167
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Viabilidade de grãos de pólen e crescimento in vitro do tubo polínico em bananeiras tetraplóides. Repositório Alice
SOARES, T. L.; SANTOS-SEREJO, J. A.; COSTA, M. A. P. de C.; SOUZA, E. H. de; SOUZA, A. da S.; LINS, L. R. C.; SILVA, S. de O. e..
Os diplóides silvestres e melhorados de bananeira produzem grãos de pólen em abundância e com alta viabilidade, enquanto as variedades cultivadas apresentam baixa produção de pólen e também problemas de viabilidade (FORTESCUE & TURNER, 2004). Assim, um melhor conhecimento sobre a viabilidade dos grãos de pólen nos híbridos tetraplóides de bananeira é importante para a identificação de genitores masculinos com alto potencial de fertilidade para serem utilizados nos programas de hibridação, de modo a aumentar o leque de possíveis cruzamentos que apresentam alguma incompatibilidade sexual, visando à obtenção de novas cultivares. Apesar da existência de trabalhos que trata da germinação in vitro do pólen de bananeiras, especialmente de espécies diplóides,...
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Pólen; Viabilidade de pólen; Banana; Melhoramento genetico vegetal; Germinação in vitro; Hibrido.
Ano: 2010 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/874145
Registros recuperados: 9
Primeira ... 1 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional