Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 12
Primeira ... 1 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Altitudes favoráveis ao desenvolvimento da araucária em Santa Catarina. Repositório Alice
FRITZSONS, E.; MANTOVANI, L. E.; WREGE, M. S..
A relação da altitude com a temperatura é especialmente importante para as regiões tropicais e subtropicais onde uma diferença altitudinal de algumas centenas de metros provoca mudanças sensíveis no ambiente. A temperatura do ar sofre alterações com a altitude, latitude e longitude e, em função do relevo de cada local, pode apresentar um gradiente térmico específico. A araucária está presente nas regiões mais frias do sul do Brasil. Foram separadas as estações dos municípios do estado em áreas onde há condições climáticas para o desenvolvimento da araucária e as outras áreas onde não há presença da araucária ou onde o plantio da araucária não é recomendado. As altitudes dos dois grupos foram organizadas em planilhas eletrônicas e submetidas à análise...
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Gradiente térmico; Thermal gradient; Araucaria angustifolia; Pinheiro do Paraná; Espécie nativa; Clima; Zoneamento florestal; Climate; Zoning; Temperature profiles.
Ano: 2017 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1076076
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Biodiversidade, reflorestamento e agropecuária no Brasil. Repositório Alice
ROMEIRO, A. R.; MANGABEIRA, J. A. de C.; VALLADARES, G. S..
O trabalho apresenta uma análise do potencial de uso de áreas de pastagens degradadas, tendo como caso a região do Vale do Paraíba, para a recuperação de florestas nativas de modo integrado com a silvicultura comercial.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Reflorestamento integrado; Monitoramento por satélite; Zoneamento florestal; Recuperação de biodiversidad.
Ano: 2004 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1010403
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Carta de unidades geoclimáticas para o Estado do Paraná para uso florestal. Repositório Alice
FRITZSONS, E.; MANTOVANI, L. E.; WREGE, M. S..
Identificar áreas ecológicas similares quanto ao clima, solos e vegetação apresenta inúmeras utilidades potenciais, desde o planejamento do uso e ocupação da terra, incluindo a produção agrossilvipastoril, até a conservação dos ecossistemas naturais. O objetivo deste trabalho foi o de realizar um zoneamento climático para o Estado do Paraná, assistido por análise estatística e com base em compartimentos geomorfológicos para delimitação das unidades geoclimáticas. Por interpretação da análise de cluster sobre os dados das estações metereológicas, o estado foi dividido, inicialmente, em dois grandes grupos: áreas mais quentes e áreas mais frias. A seguir, por critérios estatísticos dentre as áreas quentes, as áreas litorâneas foram separadas das áreas...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Zoneamento florestal; Zona geoclimática; Clima; Floresta.
Ano: 2010 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/872669
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Floresta tropical úmida: opções e requisitos para sua utilização. Repositório Alice
BRAZ, E. M.; OLIVEIRA, L. C. de; MIRANDA, E. M. de.
O trabalho visa inicialmente reabrir a discussão sobre a utilização das florestas tropicais juntamente com sua manutenção. Analisa o conceito e finalidade de zoneamento nestas áreas, o qual considera base para sua utilização. Os conceitos de manejo dos produtos madeireiros e/ou não madeireiros, uso múltiplo, reservas extrativistas e área permanente de manejo florestal, são analisadas. Também são analisados as situações de área florestal com população (comunitário) e sem população (empresarial). Três requisitos gerais são levantados: social, ambiental e econômico, além de requisitos específicos como controle das áreas sob manejo, manutenção da diversidade, etc.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Floresta tropical úmida; Manejo florestal; Zoneamento florestal.
Ano: 2002 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/511922
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Identificação e caracterização de zonas bioclimáticas das áreas de inserção de sistemas agroflorestais praticados na Amazônia Brasileira. Repositório Alice
SILVA, P. de T. E. da; BRIENZA JUNIOR, S.; YARED, J. A. G.; BARROS, P. L. C. de; MACIEL, M. de N. M..
2008
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Bioclimatologia; Zoneamento florestal; Zoneamento climático; Transferência de tecnologia; Amazônia; Brasil.
Ano: 2008 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/409889
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Listagem florística de espécies arbóreas e arbustivas de Mato Grosso: um ponto de partida para projetos de restauração ecológica Infoteca-e
ISERNHAGEN, I..
A presente publicação foi concebida para auxiliar no conhecimento da Flora do Estado de Mato Grosso, de forma a subsidiar a escolha de espécies arbustivas e arbóreas para projetos de restauração ecológica, embora também possa ser útil para projetos de manejo da vegetação nativa, plantios comerciais ou aqueles que busquem inserir essas espécies nativas em sistemas integrados de produção. Nem todas as espécies aqui apresentadas podem, em um primeiro momento, serem consideradas ?úteis?, mas um dos objetivos em apresentar a listagem é justamente fomentar as pesquisas com espécies arbustivas e arbóreas nativas, de forma a que se amplie o leque de possibilidades de uso e conservação das mesmas. Dentro da restauração ecológica deverá crescer a demanda por...
Tipo: Documentos (INFOTECA-E) Palavras-chave: Restauracao florestal; Ecologia; Zoneamento ecologico; Zoneamento florestal.
Ano: 2015 URL: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1016348
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Metodologia simplificada de zoneamento agroflorestal. Infoteca-e
AMARAL, E. F. do; MELO, A. W. F. de; ANDRADE, E. P. de; FRANKE, I. L.; LUNZ, A. M. P.; ARAÚJO, E. A. de..
Em 1999, o governo do Acre iniciou o processo de implantação de pólos agroflorestais e demandou uma proposta de estudo prévio e planejamento de ocupação das propriedades que seriam adquiridas para implantar os referidos pólos. A metodologia de levantamento das áreas propícias à implantação dos pólos agroflorestais, efetuada pelo governo do Estado, por intermédio da Sepro, é considerada inovadora, uma vez que, antes das famílias serem assentadas, é realizado o levantamento do meio físico e da capacidade de uso do solo, na tentativa de não incorrer nos erros do passado em que muitas famílias foram assentadas em locais inóspitos e sem um levantamento prévio das condições edáficas e do meio físico. Este trabalho objetiva descrever o procedimento metodológico...
Tipo: Circular Técnica (INFOTECA-E) Palavras-chave: Metodologia; Pólo agroflorestal; Acre; Amazônia Ocidental; Western Amazon; Amazonia Occidental; Planejamento florestal; Zoneamento florestal; Zoneamento agrário; Comunidade rural; Assentamento; Uso da terra; Rural communities; Community supported agriculture; Land use; Agricultural zoning; Comunidades rurales; Agricultura comunitaria; Uso de la tierra; Zonificación agrícola.
Ano: 2000 URL: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/496244
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Polos agroflorestais: a base para a produção sustentada usando o conhecimento da floresta. Infoteca-e
AMARAL, E. F. do; ARAÚJO, E. A. de; SOUSA, M. de M. M.; FRANKE, I. L.; LUNZ, A. M. P.; ANDRADE, E. P. de..
Os polos agroflorestais têm como objetivo proporcionar a inversão do processo de êxodo rural, buscando manter as famílias nas áreas de assentamento, favorecendo a geração de emprego e renda. Visam, ainda, a substituição do atual modelo de desenvolvimento, assegurando às gerações futuras a sustentabilidade necessária e uma melhor qualidade de vida. A utilização diversificada de culturas como frutíferas, hortaliças, leguminosas (adubação verde), essências florestais, culturas temporárias e criação de pequenos animais, aumentam a sustentabilidade ambiental do sistema de produção na diminuição do uso de produtos químicos, bem como a poluição dos solos e dos alimentos. A diversificação de culturas garante produção o ano todo, diminuindo os riscos de perda do...
Tipo: Fôlder / Folheto / Cartilha (INFOTECA-E) Palavras-chave: Recursos florestais; Polos agroflorestais; Zoneamento florestal.
Ano: 1999 URL: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/handle/doc/495009
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Proposta metodológica para o zoneamento florestal pós-estratificado. Infoteca-e
FIGUEIREDO, E. O.; ASSIS, L. D. de; COSTA, J. A.; RECCO, R. D..
Introdução; Definições básicas; adaptação do modelo; Simulação do processo para zoneamento de pequenas e médias áreas florestais; Confecção do croqui das zonas florestais
Tipo: Documentos (INFOTECA-E) Palavras-chave: Zoneamento florestal; Acre.
Ano: 2000 URL: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/handle/doc/498478
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Relação entre altitude e temperatura e a presença de araucária no Paraná. Repositório Alice
FRITZSONS, E.; MANTOVANI, L. E.; WREGE, M. S..
A relação da altitude com a temperatura é especialmente importante para as regiões tropicais e subtropicais onde uma diferença altitudinal de algumas centenas de metros provoca mudanças sensíveis no ambiente. A temperatura do ar sofre alterações com a altitude, latitude e longitude e, em função do relevo cada local, pode apresentar um gradiente térmico específico. A araucária está presente nas regiões mais frias do sul do Brasil. Foram separadas as estações dos municípios do estado em áreas onde há condições climáticas para o desenvolvimento da araucária e as outras áreas onde não há presença da araucária ou onde o plantio da araucária não é recomendado. As altitudes dos dois grupos foram organizados em planilhas eletrônicas e submetidos à análise...
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Gradiente térmico; Thermal gradient; Araucaria angustifolia; Pinheiro do Paraná; Espécie nativa; Clima; Zoneamento florestal; Zoning; Climate; Temperature profiles.
Ano: 2017 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1076081
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Zoneamento agrossocioeconômico participativo no Alto Moju/PA. Repositório Alice
MOTA, D.; SATO, R. B.; VIEIRA, P. R.; MEYER, G.; PEREIRA, J..
2007
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Zoneamento agrícola; Zoneamento florestal; Meio ambiente; Presevação da natureza; Alto Moju; Pará; Amazônia; Brasil.
Ano: 2007 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/409028
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Zoneamento da região do Araripe para indicação de atividades florestais sustentáveis com base em dados orbitais. Repositório Alice
SA, I. B.; TAURA, T. A.; DRUMOND, M. A.; CUNHA, T. J. F.; OLIVEIRA, V. R. de; SÁ, I. I. S..
A região do Araripe, referente ao estado de Pernambuco, totaliza uma área de 18.072Km, concentra a maior reserva de gipsita do Brasil. As atividades desse polo gesseiro concorreram de maneira determinante para o agravamento dos problemas ambientais dessa região, por consumir, quase que exclusivamente, a vegetação nativa em seus fornos de desidratação da gipsita.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Geotecnologia; Sensoriamento remoto; Degradação ambiental; Código florestal; Zoneamento florestal; Zoneamento ecológico; Solo; Caatinga; Planta nativa; Forest surveys; Forest mensuration.
Ano: 2009 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/162007
Registros recuperados: 12
Primeira ... 1 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional