Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Registro completo
Provedor de dados:  Repositório Alice
País:  Brazil
Título:  Influência de quatro frequências de irrigação na distribuição radicular, em três estádios de desenvolvimento da cultura do feijoeiro.
Autores:  BRAGA, M.B.
RAMOS, M.M.
GOMIDE, R. L.
Data:  1999-11-03
Ano:  1999
Palavras-chave:  Feijao
Irrigacao
Frequencia
Phaseolus vulgaris
Bean
Irrigation
Frequency
Resumo:  Para quantificar a profundidade efetiva do sistema radicular do feijoeiro, foi conduzido um experimento no Centro Nacional de Pesquisa de Milho e Sorgo (CNPMS), com objetivo de quantificar a profundidade efetiva do sistema radicular da cultura do feijoeiro (profundidade onde se encontra 80% da raizes de uma planta) em um Latossolo Vermelho-Escuro Alico fase cerrado. As diversas profundidades radicular do feijoeiro foram determinados para quatro frequencias de irrigacao e em tres estadios de desenvolvimento da cultura. Para tanto, desenvolveu-se um trado que permitiu a amostragem em varias posicoes e profundidades do solo, medidos nos seguintes estadios da cultura. V4 (presenca da terceira folha trifoliada), R7 (formacao das vagens) e R9 (maturacao), conforme, escala do CIAT. As profundidades efetivas do sistema radicular do feijoeiro para a maxima frequencia de irrigacao de dois dias, foram de 15,25% e 26 cm para os estadios de desenvolvimento V4, R7 e R9, respectivamente. Na menor frequencia de irrigacao (14 dias) as profundidades efetivas encontradas foram 19, 32 e 37 cm, para os mesmos estadios citados anteriormente. Tais resultados mostraram que ha um aumento da profundidade efetiva media, a medida que se diminui a frequencia de irrigacao, o que pode ser explicado pela possivel ocorrencia de estresse hidrico, levando a cultura a explorar um volume maior de solo a fim de suprir suas necessidades hidricas. Tambem existe pouca diferenca entre os valores de profundidade efetiva nos estadios de desenvolvimento R7 e R9, para todos tratamentos, mostrando que a profundidade efetiva nos estadios de desenvolvimento R7 e R9, para todos os tratamentos, mostrando que a profundidade efetiva que se deve considerar para o dimensionamento de projetos de irrigacao e mesma do estadio no qual a cultura atinge o maximo desenvolvimento vegetativo que, nesse caso, e o estadio R7.

1999
Tipo:  Artigo em periódico indexado (ALICE)
Idioma:  Português
Identificador:  11280

http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/482802

http://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/40390/1/Influencia-quatro.pdf
Editor:  Irriga, Botucatu, v. 4, n. 3, p. 175-182, 1999.
Relação:  Embrapa Milho e Sorgo - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Fechar
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional