Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Registro completo
Provedor de dados:  Repositório Alice
País:  Brazil
Título:  Efeitos da demecolcina sobre a cinética da maturação nuclear e a migração dos grânulos corticais em oócitos bovinos.
Autores:  SARAIVA, N. Z.
PERECIN, F.
MÉO, S. C.
FERREIRA, C. R.
TETZNER, T. A. D.
VANTINI, R.
GARCIA, J. M.
Data:  2007-10-29
Ano:  2007
Palavras-chave:  Oócitos bovinos
Grânulos corticais
Efeitos da demecolcina
Cinética
Maturação nuclear
Resumo:  A demecolcina é um agente anti-mitótico desestruturador de microtúbulos utilizado para enucleação química de oócitos destinados à transferência nuclear (TN). O objetivo deste trabalho foi avaliar os efeitos da exposição de oócitos bovinos à demecolcina sobre a maturação nuclear e a distribuição de grânulos corticais (GC), utilizada como indício de maturação citoplasmática. Oócitos bovinos maturados in vitro (MIV) em TCM 199 suplementado com 10% SFB, 1,0µg/mL de FSH, 50µg/mL de hCG, 1,0µg/mL de estradiol, 0,20mM de piruvato e 83,4µg/mL de amicacina, durante 24 horas receberam tratamento com demecolcina nas concentrações: 0 (controle) e 0,05ìg/mL (tratado). O grupo tratado foi exposto à demecolcina a partir de 12 horas de MIV e avaliado quanto à maturação nuclear e distribuição de grânulos corticais (GC) em quatro momentos: 0, 2, 4 e 12 horas após início do tratamento (12, 14, 16 e 24h de MIV, respectivamente). As células do cumulus foram removidas em hialuronidase (2mg/mL), e os oócitos corados com 10µg/mL de Hoechst 33342 durante 10 minutos e FITC-LCA por 15 a 20 minutos para avaliação da progressão nuclear e migração de GC para a periferia. Os resultados foram submetidos à ANOVA e as médias foram comparadas pelo teste de Tukey a 5% no programa SAS v.8.2. No grupo controle, a quantidade de oócitos no estádio de MII após 12 horas (87,62%) foi significativamente superior (p<0,05) aos outros momentos avaliados: 0 (0%), 2(4,44%) e 4 (17,08%) horas. Por outro lado, no grupo tratado com demecolcina, não houve diferença significativa (p>0,05) entre 0 (0%), 2 (9,23%), 4 (8,29%) e 12 (4,92%) horas, demonstrando um provável bloqueio da meiose em metáfase I, já que se trata de um agente anti-mitótico. Quanto à distribuição dos GC, também houve comportamento diferente ao longo do tempo nos dois grupos avaliados. A média de oócitos com GC na periferia (oócitos maturos) no grupo controle, às 2 horas, foi de 4,76%, enquanto no grupo tratado a média foi de 18,42%, demonstrando tendência do grupo tratado em antecipar os eventos da migração de grânulos corticais. Porém, com 0, 4 e 12 horas não houve diferença significativa (p>0,05) entre os grupos (Controle 8,18; 12,08 e 56,08% e Tratado 8,18; 18,41 e 61,46% de oócitos maturos, respectivamente). Dessa maneira, desde que o protocolo de enucleação química de oócitos em MI seja otimizado, o citoplasto fornecido por essa técnica poderia apresentar condições de suportar o desenvolvimento embrionário após a técnica de TN, devido aos índices satisfatórios de maturação citoplasmática. Pode-se inferir também, que a migração de grânulos corticais para a periferia dos oócitos, durante a maturação citoplasmática, foi independente da presença de microtúbulos, considerando a ação despolimerizadora da demecolcina sobre essas estruturas, sugerindo assim a mediação da migração dos GC por outros componentes do citoesqueleto, como os microfilamentos (Connors et al., Dev. Biol., 200:103, 1998; Wessel et al., Development, 129:4315, 2002). Ainda, onsiderando-se a ação bloqueadora da meiose pela demecolcina, sem influência na migração de grânulos corticais para a periferia, sugerimos o estudo da utilização desse agente na sincronização entre maturação nuclear e citoplasmática.

2007
Tipo:  Resumo em anais de congresso (ALICE)
Idioma:  Português
Identificador:  17213

http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/48118

http://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/39652/1/PROCIOP2007.00184.pdf
Editor:  Acta Scientiae Veterinariae, v. 35, supl. 3, p. s1276, 2007; In: REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE TECNOLOGIA DE EMBRIÕES, 21., 2007, Salvador. Anais... Salvador: UFRGS, 2007.
Relação:  Embrapa Pecuária Sudeste - Resumo em anais de congresso (ALICE)
Formato:  p. 1276.
Fechar
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional