Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Registro completo
Provedor de dados:  Repositório Alice
País:  Brazil
Título:  Conservação genética de espécies florestais nativas: número de progênies e indivíduos a conservar para garantir a perpetuação da espécie no ambiente.
Autores:  NUNES, A. C. P.
RESENDE, M. D. V. de
SANTOS, G. A. dos
FREITAS, A. F de
Data:  2022-01-21
Ano:  2021
Palavras-chave:  Freqüência Genética
Floresta Nativa
Endogamia
Conservação
Resumo:  RESUMO ? Com a mudança de paradigmas estratégicos no mundo corporativo e com o surgimento do conceito de gestão ESG (Environmental, social and Governance), amplo foco legislativo e gerencial tem sido dado à conservação de germoplasma fl orestal. Tendo em vista a necessidade de conservação dos recursos genéticos em projetos de restauração de áreas degradas e conservação de germoplasma, o presente boletim aborda estratégias para estruturação da diversidade genética de germoplasma fl orestal. A representatividade genética de uma população depende do número de matrizes amostradas (Nf) e do número de indivíduos amostrados por matriz (kf). Esta representatividade pode ser avaliada via tamanho efetivo populacional (Ne) e frequência mínima dos alelos retidos (FAR). De posse do valor de Ne, é possível inferir sobre a frequência de alelos na população original que foi capturada pela amostra via cálculo da FAR referente a cada Ne. Com um Ne de 175 a 200 é possível capturar alelos com frequência de 2%, valor este indicado para conservação de germoplasma ex situ. Para espécies alógamas monóicas, com um Ne em torno de 200, Nf de 50 e kf de 100 a endogamia potencial (F = 1/2Ne) é de 0,26%. Para a conservação ex situ um Ne em torno de 150 a 200 é recomendado e para conservação in situ, Ne variando de 500 a 5000 deve ser adotado. Além disso é preciso trabalhar com no mínimo cinco populações diferentes. A amostragem de 60 matrizes e plantio de 20 indivíduos provenientes de cada matriz gerando uma população com tamanho total de 1200 indivíduos possibilita uma amostragem geneticamente correta (Ne em torno de 200) para conservação ex situ de populações alógamas. Para a conservação genética de populações de sistema reprodutivo misto, é preciso considerar uma taxa S de autofecundação e número de indivíduos amostrados por matriz. Uma amostragem geneticamente adequada (Ne em torno de 200) para conservação ex situ em uma população com sistema reprodutivo misto e taxa de autofecundação de 10%, envolve a coleta de sementes em 70 matrizes e plantio de 20 indivíduos por matriz, totalizando 1400 indivíduos na população. Para espécies autógamas, a amostragem de 400 matrizes e um indivíduo por matriz, consegue-se Ne igual a 200. Nesse sentido, a conservação da diversidade genética em populações naturais alógamas deve ser feita com a coleta de sementes em pelo menos 60 matrizes, em populações mistas com taxa de autofecundação de 10%, 70 matrizes e autógamas 400 matrizes.
Tipo:  Artigo de periódico
Idioma:  Português
Identificador:  Boletim Técnico SIF, v. 1, n. 5, p. 1-7, 2021.

http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1139232

http://dx.doi.org/10.53661/2763-686020210000005
Direitos:  openAccess
Fechar
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional