Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Registro completo
Provedor de dados:  Repositório Alice
País:  Brazil
Título:  Produtividade de Brachiaria brizantha (Hochst. ex A. Rich.) Stapf cv. Marandu sob diferentes arranjos estruturais de sistema agrossilvipastoril com eucalipto.
Autores:  OLIVEIRA, T. K. de
MACEDO, R. L. G.
SANTOS, I. P. A. dos
HIGASHIKAWA, E. M.
VENTURIN, N.
Data:  2007-10-31
Ano:  2007
Palavras-chave:  Sistema agrossilvipastoril
Growth performance
Crecimiento
Sistema de cultivo
Agrossilvicultura
Consorciação de cultura
Performance
Gramínea forrageira
Brachiaria brizantha cv Marandu
Eucalipto
Eucalyptus spp
Arroz
Oryza sativa
Soja
Glycine max
Cropping systems
Agroforestry
Mixed cropping
Growth performance
Forage grass
Rice
Soybeans
Cultivo mixto
Pastos forrajeros
Agroforestería
Semillas de soja
Resumo:  O sucesso de sistemas de produção sustentáveis tem como aspecto fundamental a escolha das espécies. O conhecimento da tolerância da Brachiaria brizantha (Hochst. ex A. Rich.) Stapf ao sombreamento e seu desempenho em consórcio com eucalipto implica na recomendação desta forrageira para implantação de sistemas agrossilvipastoris. O objetivo deste trabalho foi avaliar quantitativa e qualitativamente a produtividade de Brachiaria brizantha (Hochst. ex A. Rich.) Stapf cv. Marandu sob diferentes arranjos estruturais de sistema agrossilvipastoril com eucalipto. Realizou-se o plantio de mudas clonais de um híbrido natural de Eucalyptus camaldulensis Dehnh com Eucalyptus urophylla S.T. Blake, em dezembro de 1999, em área de cerrado, no noroeste deMinas Gerais (Paracatu MG, Brasil). Fez-se o plantio em consórcio com arroz no primeiro ano, soja no segundo e em seguida braquiária, semeada em dezembro de 2001. O experimento foi implantado no delineamento blocos casualizados, em esquema de parcelas subdivididas, com quatro repetições. Nas parcelas foram alocados os arranjos do eucalipto, em linhas duplas: (3 x 3)+10m, (3 x 4)+7 m, (3 x 4)+10 m, (3 x 4)+7+10 m, (3 x 3)+15 m; e linhas simples: 10x3m, e 10x4m. As subparcelas corresponderam às avaliações na linha e na entrelinha de plantio. Foram avaliados o rendimento e aspectos de qualidade da forragem, bem como a densidade de fluxo de fótons fotossinteticamente ativos no subbosque, em cada arranjo. Verificou-se que a forragem disponível (matéria natural e matéria seca) foi sempre maior na entrelinha do que na linha de plantio, independente do arranjo. Os variados arranjos do sistema agrossilvipastoril praticamente não provocaram variação no teor de fibras, N e P na forragem. As concentrações de Ca, K e Mn foram maiores na braquiária sob as linhas de plantio do eucalipto e as oncentrações de Mg e Zn maiores na entrelinha de plantio.

2007
Tipo:  Artigo em periódico indexado (ALICE)
Idioma:  Português
Identificador:  1413-7054 (impresso) / 1981-1829 (online)

16444

http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/507377

http://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/113600/1/16444.pdf

10.1590/S1413-70542007000300022.
Editor:  Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 31, n. 3, p. 748-757, maio/jun. 2007.
Relação:  Embrapa Acre - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Fechar
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional