Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Registro completo
Provedor de dados:  Repositório Alice
País:  Brazil
Título:  Comportamento de mamoeiro dos grupos solo e formosa ante a presença de Asperisporium caricae Speg Maubl agente causal da pinta preta.
Autores:  SANTOS FILHO, H. P.
OLIVEIRA, A. A. R.
SANCHES, N. F.
CRUZ, J. L.
LOPES, F. F.
ANDRADE, P. R.
LEDO, C. A. da S.
SILVA, J. S da.
Data:  2011-01-24
Ano:  2010
Palavras-chave:  Asperisporium caricae
Fungo
Variedade
Mamão
Carica papaya
Resumo:  As variedades de mamoeiro são classificadas em dois grupos: Solo e Formosa. O grupo Solo, no qual se encontra a maioria das cultivares utilizadas no mundo, caracteriza-se pela precocidade na produção, frutos periformes ou arredondados, de tamanho pequeno e peso variando de 300 a 650 g, polpa laranja-avermelhada e de excelente sabor, indicada para consumo in natura. As cultivares desse grupo são geneticamente uniformes, consistindo de linhagens puras fixadas por sucessivas gerações de autofecundação. São amplamente utilizadas no mundo, havendo no Brasil o predomínio de duas cultivares: Sunrise Solo e Golden. O grupo Formosa é composto por mamoeiros híbridos de origem chinesa e brasileira com polpa avermelhada e tamanho médio (1000 a 1300 g). Esse grupo compreende, principalmente, híbridos F1. Os mais conhecidos são 'Tainung nº1', 'Tainung nº 2' e o híbrido Caliman 01, conhecido popularmente como 'Calimosa'. Os materiais desse grupo vêm conquistando espaço tanto no mercado interno quanto externo, onde se percebe um forte crescimento nas vendas, principalmente para a Europa, Canadá e Estados Unidos. Devido à conformação da copa, tamanho de frutos e outras características que diferenciam as plantas dos dois grupos recomenda-se utilizar os espaçamentos de 3,00 m x 2,00 m a 3,00 m x 2,50 m para variedades do grupo Solo e a adoção do espaçamento 4,0 m x 2,0 m para variedades do grupo Formosa. Com referência ao comportamento das plantas do grupo Solo ou do grupo Formosa ante a presença do fungo A. caricae, agente causal da Pinta Preta, ainda não existe um estudo comparativo entre eles, sendo portanto o objetivo deste trabalho.

2010

pdf 2461
Tipo:  Artigo em anais de congresso (ALICE)
Idioma:  Português
Identificador:  27273

http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/874134

http://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/37062/1/id27273pdf2461.pdf
Editor:  In:CONGRESSO BRASILEIRO DE FRUTICULTURA, 21., 2010, Natal. Frutas: saúde, inovação e responsabilidade: anais. Natal: Sociedade Brasileira de Fruticultura, 2010.
Relação:  Embrapa Mandioca e Fruticultura - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Fechar
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional