Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Registro completo
Provedor de dados:  14
País:  Brazil
Título:  Estudo do mulateiro, Calycophyllum spruceanum Benth, em condições de ocorrência natural e em plantios homogêneos.
Autores:  OLIVEIRA, M. V. N. d'.
MENDES, I. M. da
SILVIERA, G. da S.
Data:  1997-03-24
Ano:  1992
Palavras-chave:  Floresta Estadual do Antimary (AC)
Acre
Amazônia Ocidental
Western Amazon
Amazonia Occidental
Madera tropical.
Desempeño del crecimiento
Investigación agraria
Essência florestal
Mulateiro
Calycophyllum spruceanum
Crescimento
Pesquisa agrícola
Características Agronômicas.
Tropical wood
Growth performance
Agricultural research
Agronomic traits.
Resumo:  O mulateiro é uma das espécies que vêm sendo exploradas por pequenos madeireiros e produtores, de forma extensiva no Estado do Acre. A exploração é feita às margens dos rios e igarapés, onde as árvores são derrubadas, cortados os pranchões e transportados para cidades próximas. Apesar da boa qualidade da madeira, para uso múltiplo, os preços de mercado são muito baixos. É uma espécie pioneira com ocorrência próxima a praias e capoeiras. O trabalho está sendo realizado na Floresta Estadual do Antimari e na Área de Estudos da FUNTAC, no km 67 da BR 317, com os seguintes objetivos a) acompanhar o ciclo fenológico da espécie; b) estudar seu crescimento e características de ocupação em áreas de ocorrência natural; c) estudar o comportamento da espécie em viveiros; e d) testar diferentes espaçamentos para plantios homogêneos. Com base nos dados coletados até o momento, pôde-se verificar que o mulateiro possui um grande potencial para ocupar áreas em plena abertura, competindo com outras espécies tradicionalmente pioneiras como a imbaúba (Cecropia sp) e o assa-peixe (Boehmeria sp). A espécie inicia sua floração durante as cheias dos rios, no mês de abril, estendendo seu período de frutificação até pouco antes da entrada das chuvas, no final do período seco, quando os frutos se abrem e sementes aladas são dispersadas pelo vento em grande número. O período de maior crescimento da espécie, sob regime de inundação anual, está situado entre o fim da saturação dos frutos e o início da próxima floração. Foram feitas coletas de sementes para ensaios de germinação e produção de mudas. Os testes de germinação revelaram maior aptidão da semente para germinar em pleno aberto, respondendo bem a um período de imersão em água por 24 horas, antes da semeadura. Os percentuais de germinação foram muito baixos, provavelmente, devido aos frutos coletados ainda não estarem completamente maduros. Foram feitos plantios homogêneos para teste de espaçamento e avaliação de crescimento, em abril de 1991.

bitstream/item/116464/1/966.pdf
Tipo:  Séries anteriores (INFOTECA-E)
Idioma:  Português
Identificador:  0101-7600

966

http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/492209
Editor:  Rio Branco, AC: EMBRAPA-CPAF Acre, 1992.
Relação:  Embrapa Acre - Séries anteriores (INFOTECA-E)
(EMBRAPA-CPAF Acre. Boletim de Pesquisa, 8).
Formato:  17 p.
Fechar
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional