Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Registro completo
Provedor de dados:  Infoteca-e
País:  Brazil
Título:  Tolerância à dessecação de sementes de espécies silvestres de maracujazeiro.
Autores:  AUD, F. F.
JUNGHANS, T. G.
Data:  2019-11-19
Ano:  2019
Palavras-chave:  Maracujá
Melhoramento Genético Vegetal
Melhoramento Vegetal
Passion fruits
Breeding
Plant breeding
Resumo:  O primeiro desafio para a conservação de lotes de sementes é a determinação de sua tolerância à dessecação. A partir desse conhecimento, é possível estabelecer as condições mais adequadas para o seu armazenamento, visando à conservação por períodos prolongados. Em ambientes em que a ocorrência de pragas e doenças pode contaminar grandes lotes de sementes ou em que há um grande volume de trabalho em laboratórios, a tomada de decisão sobre o armazenamento de materiais desconhecidos quanto à tolerância, a dessecação deve ser feita de maneira rápida e eficiente. Estabelecer protocolos de armazenamento e germinação para uma grande diversidade de genótipos pode ser uma tarefa muito demorada por causa das peculiaridades das sementes de cada espécie. Assim, utilizar metodologias mais rápidas que possam predizer o comportamento germinativo das sementes e determinar o melhor tipo de armazenamento configura-se como vantagem em laboratórios que trabalham com a conservação de bancos de germoplasma de sementes de uma grande quantidade de acessos. Nesse cenário, o objetivo desse estudo foi testar a sensibilidade à dessecação de sementes de 12 espécies de maracujazeiro silvestres por dois métodos, um direto teste de 100 sementes de Pritchard, (2004) e outro indireto probabilidade SCR de DAWS (2006), de modo que possam ser estabelecidos futuros protocolos de germinação e armazenamento de sementes nas coleções e nos bancos de germoplasma. Não foi possível predizer a tolerância à dessecação das sementes utilizando o índice SCR. Verificou-se que o teste de 100 sementes é o teste mais adequado para se determinar a tolerância à dessecação em Passiflora. As espécies P. coccinea, P. edulis, P. gibertii, P. morifolia, P. quadrangularis, P. rubra, P. setacea, P. suberosa e P. tenuifila apresentam sementes tolerantes à dessecação. Para as espécies P. alata e P. mucronata, recomenda-se cautela quanto à sua desidratação, sendo necessários estudos para a determinação da melhor metodologia e do grau de umidade ideal para o seu armazenamento.

bitstream/item/205017/1/Boletim-100-Fabiana-AINFO.pdf
Tipo:  Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (INFOTECA-E)
Idioma:  Português
Identificador:  32815

http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/1114668
Editor:  Cruz das Almas, BA: Embrapa Mandioca e Fruticultura. 2019.
Relação:  Embrapa Mandioca e Fruticultura - Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (INFOTECA-E)
Formato:  il.

20 p.
Fechar
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional