Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 55
Primeira ... 123 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Adubação na produção de plântulas do marmeleiro 'Japonês' Ciência e Agrotecnologia
Vanin,João Paulo; Pio,Rafael; Chagas,Edvan Alves; Barbosa,Wilson; Dalastra,Idiana Marina; Entelmann,Fábio Albuquerque.
Conduziu-se este trabalho, com o objetivo de verificar a ação da adubação por cobertura e por liberação lenta, no crescimento de plântulas do marmeleiro 'Japonês'. Sementes do marmeleiro 'Japonês' foram estratificadas à frio-úmido por 30 dias e, em seguida, foram dispersas em bandejas de poliestireno de 72 células (células com capacidade de 120 cm³, uma semente por célula), contendo Vermiculita® de grânulos finos como substrato. No primeiro experimento, a Vermiculita® foi acrescida de diferentes doses do adubo de liberação lenta Basacot® (15-8-12): 0, 3, 6, 9, 12 e 15 kg m-3 de substrato. No segundo experimento, as sementes foram dispersas em bandejas similares, preenchidas com Vermiculita® e passados 30 dias da semeadura, foram realizadas adubações por...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Chaenomeles sinensis Koehne; Porta-enxerto e nutrição.
Ano: 2010 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542010000300003
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Análise do pólen em dezoito cultivares de macieira Bragantia
Dall'Orto,Fernando Antonio Campo; Barbosa,Wilson; Ojima,Mario; Campos,Sonia Aparecida Ferraz de.
Como subsídio essencial ao projeto de melhoramento genético da macieira (Malus spp.) por hibridação e ao conhecimento da polinização natural nas condições do Estado de São Paulo, efetuaram-se estudos sobre a quantidade e a viabilidade do pólen existente em dezoito cultivares de maior interesse no momento. Constatou-se que, entre os cultivares mais utilizados nos cruzamentos, Anna, Brasil, Dulcina, Ein Shemer, Gala, Rainha e Valinhense, juntamente com as novas seleções - IAC 170-1 e IAC 570-38 - foram os que se apresentaram mais ricos de pólen, com número superior a 50.000 grãos por flor. Quanto à viabilidade polínica desse material estudado, a germinação situou-se em níveis bastante satisfatórios - quase sempre maior que 50% - mesmo quando se armazenou o...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Pólen; Macieira; Viabilidade; Polinização; Melhoramento.
Ano: 1985 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0006-87051985000100038
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Avaliação da intensidade de raleio na qualidade de frutos de nespereira Bragantia
Grassi,Aexandre Manzoni; Scarpare Filho,João Alexio; Chagas,Edvan Alves; Pio,Rafael; Sanches,Juliana; cia,Patricia; Barbosa,Wilson; Tizato,Leandro Henrique Guglielmin; Chagas,Pollyana Cardoso; Tomazi,Emerson Fioravante.
A nespereira é uma frutífera de origem subtropical, porém com ampla adaptação a regiões de clima temperado com temperaturas baixas pouco rigorosas. Possui inflorescência que origina uma quantidade de frutos superior ao que pode suportar a árvore, produzindo elevada quantidade de frutos de baixo calibre, sendo necessário o raleio de frutos para a melhoria da qualidade. Assim, objetivou-se avaliar o efeito da intensidade de raleio na qualidade de frutos de nespereira. Avaliaram-se as respostas de cinco cultivares e uma seleção de nespereira a quatro intensidades de raleio de frutos (4, 6, 8 e 10 frutos por panícula). As panículas foram selecionadas em relação ao tamanho (aproximadamente 1,5 cm de diâmetro) e ensacadas utilizando-se papel jornal. Todas as...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Eriobotrya japonica; Nêspera; Produção; Tamanho de fruto.
Ano: 2010 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0006-87052010000100027
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Caracterização dos estágios fenológicos em sete cultivares e seleções de nogueira-macadâmia Rev. Bras. Frutic.
Sobierajski,Graciela da Rocha; Barbosa,Wilson; Bettiol Neto,José Emilio; Chagas,Edvan Alves; Campo-Dall'Orto,Fernando Antonio.
O conhecimento dos estádios florais e do desenvolvimento das nozes da nogueira-macadâmia é indispensável para o adequado manejo das plantas, visando a pesquisas de polinização e de cruzamentos controlados. Pesquisaram-se, neste trabalho, os padrões fenológicos temporais de sete cultivares de macadâmia (Macadamia integrifolia), do banco de germoplasma do Instituto Agronômico (IAC). Verificaram-se pequenas variações entre os estágios fenológicos iniciais, desde a emissão dos rácemos até a fase de botão floral inchado. O ciclo desde a emissão do botão floral até a queda dos frutos foi de 253 dias. Os estágios fenológicos - frutos maduros e queda dos frutos - ocorreram a partir do dia 10 de fevereiro até o final de março.
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Macadamia integrifolia; Macadâmia; Seleções IAC; Fenologia.
Ano: 2007 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452007000300051
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Caracterização e identificação das cultivares de pessegueiro Tropical e Douradão através de marcadores RAPD Rev. Bras. Frutic.
Zimback,Léo; Barbosa,Wilson; Mori,Edson Seizo; Veiga,Renato Ferraz de Arruda.
Foi realizada a caracterização genética das cultivares de pêssego Tropical e Douradão pelo método RAPD, em comparação com 'Dourado-1', 'Tutu', 'Maravilha', 'Rubro-sol', 'Flordaprince', 'Aurora-1' e 'Talismã' do Banco Ativo de Germoplasma de Frutas de Caroço do IAC, mantido no Núcleo de Agronomia de Capão Bonito, utilizando DNA extraído de folhas jovens. Foram obtidos 31 marcadores genéticos a partir dos primers altamente polimórficos OPAD10, OPAE04, OPAE07, OPAE09, OPAE11, OPAJ04 e OPAJ06, selecionados de 96 primers avaliados. Os marcadores RAPD utilizados indicaram eficientemente o grau de parentesco entre cultivares, exceto em cultivares originadas de polinização livre. Verificou-se que, mesmo entre as cultivares irmãs como 'Tutu' e 'Talismã',...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Prunus persica (L.) Batsch; Pêssego var. persica; Marcador molecular; Distância genética.
Ano: 2003 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452003000200045
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
'Centenário': nova seleção de pêssego amarelo Bragantia
Campo Dall'Orto,Fernando Antonio; Ojima,Mário; Barbosa,Wilson; Martins,Fernando Picarelli; Rigitano,Orlando.
'Centenário' (IAC 1880-30) é uma nova seleção de pêssego obtida no programa de melhoramento varietal do Instituto Agronômico de Campinas. Provém da polinização livre do pêssego 'Ouromel-2' (IAC 171-5) e tem como características principais a alta produtividade das plantas e o excelente sabor dos frutos (Brix, 16° e pH, 4,5). Estes são graúdos, globoso-oblongos, de ótimo aspecto e maturação precoce (95 a 115 dias). A polpa é amarela, o caroço bem pequeno, solto, e a película bem vermelha (80%) sobre fundo amarelado. Pode ser caracterizado como pertencente aos tipos 'Ouromel' e 'Dourado', e assim comercializado.
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Pêssego; Melhoramento; 'Centenário'; Nova seleção do IAC; Tipos 'Ouromel' e 'Dourado'.
Ano: 1987 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0006-87051987000200025
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Comportamento do marmeleiro 'Mendoza INTA-37' Bragantia
Dall'Orto,Fernando Antonio Campo; Ojima,Mário; Barbosa,Wilson; Martins,Fernando Picarelli; Rigitano,Orlando.
Relatam-se observações e dados obtidos durante dez anos com o cultivar de marmelo Mendoza INTA-37, selecionado no Instituto Nacional de Tecnologia Agropecuária, Argentina, que apresentou excelente adaptação nas condições de inverno brando paulista. Os frutos são grandes, globosos e de belo aspecto. A polpa é clara, de consistência firme e textura meio grosseira; as lojas cartilaginosas são grandes e há pouca mucilagem envolvendo as sementes, relativamente pouco numerosas, cerca de 17 por fruto. A planta é de porte volumoso, vigorosa, produtiva e de baixa suscetibilidade à entomosporiose. O florescimento é um tanto tardio, porém os frutos amadurecem cedo, ao final de janeiro, nas condições de Jundiaí, SP. Os frutos apresentam aptidão para fins industriais,...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Marmeleiro; Cydonia oblonga Mill.; 'Mendoza INTA-37'; Frutificação; Marmelada; Doce em pasta.
Ano: 1987 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0006-87051987000100001
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Comportamento do pêssego 'Flordaprince': nova seleção bem precoce introduzida da Flórida Bragantia
Ojima,Mario; Campo Dall'Orto,Fernando Antonio; Barbosa,Wilson; Tombolato,Antonio Fernando Caetano.
Flordaprince (Fla. 5-2) é um novo cultivar de pêssego selecionado na Flórida, EUA, que encontrou boa adaptação nas condições climáticas de inverno brando do Estado de São Paulo. Os frutos apresentam pele avermelhada bem atraente, polpa amarela e sabor doce-acidulado forte. As características de bela aparência dos frutos, baixa exigência de frio e especialmente a precocidade na maturação, motivaram a escolha deste cultivar para sua inclusão em lotes comerciais em São Paulo, como opção varietal ao 'Maravilha', e para utilização no programa de melhoramento do pessegueiro, do Instituto Agronômico.
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article
Ano: 1984 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0006-87051984000100024
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Comportamento do pessegueiro 'douradão' em Itupeva Scientia Agricola
Barbosa,Wilson; Ojima,Mário; Dall' Orto,Fernando Antonio Campo.
Plantas do novo cultivar Douradão, observadas em Itupeva, SP (23º05'S), sob espaçamento de 6 x 4m, apresentaram vigor médio e crescimento compacto. Com seis anos, suas copas atingiram volume de l3,4m3 em troncos de 437cm² de área de secção transversal. Os ramos produtivos desenvolveram 67 folhas de 43cm² por metro de ramo (m.r.) e 2,24 gemas.nó-1, sendo l,58 reprodutivas. As plantas floresceram entre 1 e 10 de julho, exibindo 65 flores rosáceas e auto-férteis.m.r.-1, 4l,3 anteras.flor1 e 1345 grãos de pólen.antera-1, com 58% de germinação in vitro. A frutificação efetiva foi de 44,9%, apresentando 18,1 e 8,2 frutos.m.r-1., antes e após o raleio respectivamente. Os frutos amadureceram no segundo decêndio de outubro, concomitante ao 'Aurora-1, e após 25 dias...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Prunus persica; Pêssego; Melhoramento.
Ano: 1999 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-90161999000500030
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Concentrações de 6-benzilaminopurina no desenvolvimento in vitro de embriões de pêssegos e nectarinas precoces Bragantia
Barbosa,Wilson; Campo-Dall'orto,Fernando Antonio; Ojima,Mario.
Objetivando melhorar o desenvolvimento in vitro de embriões de pêssegos e nectarinas, de maturação precoce, adicionou-se, em meio básico de cultura, o regulador de crescimento 6-benzilaminopurina (BAP) nas concentrações de 0,5,10,15 e 20µM. Esse meio consistiu na solução salina de Murashige & Skoog acrescido de tiamina, 1mg/l; ácido nicotínico, 0,5mg/l; inositol, 100mg/1, glicina, 250mg/l; glutamina, 500mg/l; asparagina, 250mg/l, ácido giberélico, 0,1mg/l; sacarose, 30g/l, e ágar, 6g/l. A melhor taxa de desenvolvimento dos embriões, após 30dias de cultura, ocorreu nas concentrações de 5 e 10µM de BAP, com uma emissão média de 4,5 brotos por embrião. Nas concentrações de 15 e 20mM de BAP, o número de brotações foi maior, porém com menor...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Pêssego; Prunus persica; Nectarina; Cultura in vitro de embrião; Regulador de crescimento; Vitrificação; Vitroplântula; Ananismo; Melhoramento genético.
Ano: 1990 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0006-87051990000200005
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Conservação e germinação do pólen, polinização e frutificação efetiva em pessegueiros e nectarineiras subtropicais Bragantia
Barbosa,Wilson; Campo-Dall'Orto,Fernando Antonio; Ojima,Mário; Martins,Fernando Picarelli; Boaventura,Yone Mangilu Seluto.
Pesquisaram-se ambientes, períodos de conservação e meios de cultura para germinação do pólen, além de frutificação afetiva sob autopolinízação e polinização aberta em 25 cultivares e seleções de pessegueiros e nectarineiras do Banco de Germoplasma do Instituto Agronômico (IAC). Os pólens conservados em dessecador a 0 ± 1 °C mantiveram por 60 dias ates taxas de germinação (acima de 70%). Em ambiente de laboratório (25 +1 2ªC), o pólen perdeu rapidamente sua viabilidade; após o 3° dia de armazenamento, o vigor germinativo diminuiu progressivamente. A melhor germinação do pólen in vitro (89%) ocorreu em meio contendo solução salina de Murashige & Skoog, sacarose 5% e ágar 0,7%. Os cultivates a seleções analisados mostraram-se autoférteis,...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Pêssego; Nectarina; Prunus persica; Germinação do pólen in vitro; Autopolinização; Polinização aberta; Frutificação; Androesterilidade; Autofertilidade.
Ano: 1991 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0006-87051991000100003
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Cultura de embriões in vitro para o melhoramento de pessegueiros precoces Bragantia
Barbosa,Wilson; Dall'Orto,Fernando Antonio Campo; Ojima,Mario.
Efetuou-se o experimento de germinação das sementes de quinze seleções de pêssegos e nectarinas, a maioria de maturação bem precoce, através do método da cultura in vitro, de embriões imaturos, em confronto com a germinação obtida pelo processo de estratificação prévia das amêndoas a frio úmido, em substrato de algodão. Para a cultura in vitro, utilizaram-se embriões acompanhados de cotilédones, extraídos de frutos semimaduros, que foram "semeados" em meio de cultura, compostos de macro e microelementos de Murashige e Skoog, acrescido de tiamina a 0,1mg/litro, ácido nicotínico a 0,5mg/litro, inositol a 100mg/litro, glicina a 20mg/litro„ácido giberélico a 0,1mg/litro, glicoce a 3% e ágar a 0,7%. Os resultados mostraram que houve excelente desenvolvimento...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Pêssego; Melhoramento; Germinação; Cultura de embriões in vitro.
Ano: 1985 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0006-87051985000100044
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Desempenho produtivo de nespereiras enxertadas em marmeleiro 'Portugal' PAB
Pio,Rafael; Dall'Orto,Fernando Antônio Campo; Barbosa,Wilson; Chagas,Edvan Alves; Ojima,Mário; Feldberg,Nelson Pires.
O objetivo deste trabalho foi comparar o desempenho produtivo de cinco seleções de nespereiras enxertadas em marmeleiro e na própria nespereira. Foram utilizadas cinco seleções de nespereira: IAC 966-23, IAC 265-66, IAC 1467-25, Mizauto (IAC 167-4) e Mizumo (IAC 1567-411), enxertadas em estacas enraizadas de marmeleiro 'Portugal' (distribuídas no campo no espaçamento 4x2 m, densidade de 1.250 plantas ha-1) e em plântulas de nespereiras (em espaçamento 7x4 m, densidade de 357 plantas ha-1). O experimento foi conduzido no Município de Monte Alegre do Sul, SP. Nos três anos após o plantio das mudas no campo, avaliou-se a produção (quilograma e número de frutos por planta), massa média dos frutos (g) e a produtividade (Mg ha-1). Calculou-se a média dos quatro...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Cydonia oblonga; Eriobotrya japonica; Qualidade de fruto.
Ano: 2007 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-204X2007001200007
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Desenvolvimento de 31 cultivares de marmeleiro enxertadas no porta-enxerto 'Japonês' Rev. Bras. Frutic.
Pio,Rafael; Chagas,Edvan Alves; Barbosa,Wilson; Signorini,Guilherme; Entelmann,Fábio Albuquerque; Fioravanço,João Caetano; Fachinello,José Carlos; Bianchi,Valmor João.
Os marmeleiros sempre foram propagados comercialmente através de enraizamento de estacas. Devido à falta de vigor das mudas, principalmente nos primeiros anos após o plantio, uma série de trabalhos foram desenvolvidos no Brasil a fim de viabilizar a utilização do marmeleiro 'Japonês' (Chaenomeles sinensis Koehne) como porta-enxerto para marmelos. Frente à falta de informações, desenvolveu-se este experimento com o objetivo de verificar o desenvolvimento de diferentes cultivares de marmeleiros enxertadas sobre esse porta-enxerto. Os marmeleiros 'Japonês', 'MC', 'Adams', 'Van Deman', 'Provence', 'Cheldow', 'Smyrna', 'Rea's Mamouth', 'De Patras', 'De Vranja', 'Lajeado', 'Champion', 'Mendoza Inta-37', 'Alongado', 'Meech Prolific', 'Bereckzy', 'Alaranjado',...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Chaenomeles sinensis Koehne; Cydonia oblonga Mill. e propagação.
Ano: 2008 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452008000200034
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Desenvolvimento de cultivares e espécies de pereira enxertados em plântulas de Taiwan Nashi-C na fase de formação de mudas Bragantia
Barbosa,Wilson; Campo-Dall'Orto,Fernando Antonio; Ojima,Mario; Martins,Fernando Picarelli; Castro,Jairo Lopes de.
Pesquisou-se, no Instituto Agronômico (IAC), em julho-dezembro de 1993, o desenvolvimento inicial da pereira 'Okussankichi' (Pyrus serotina Rehder), enxertada em plântulas de Taiwan Nashi-C (P. calleryana Decne.) nos diâmetros de 4, 6, 8, 10 e 12 mm. Pesquisou-se, ainda, o comportamento de outras oito pereiras em enxertia interespecífica em plântulas de doze meses. Pôde-se observar, por meio da enxertia por garfagem do tipo inglês simples, o adequado comportamento das mudas na fase de junção dos tecidos cambiais, sem que nenhum sintoma de incompatibilidade inicial fosse detectado. As espécies e cultivares estudados apresentaram cerca de 95% de pegamento dos enxertos, comprovado pelas brotações vigorosas emitidas após 45 dias da enxertia. Os porta-enxertos...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Pereira; P serotina Rehder; P. communis L; Enxertia interespecífica; Diâmetro de porta-enxerto; Compatibilidade de enxertia; Espécies e cultivares.
Ano: 1996 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0006-87051996000200020
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Distribuição geográfica e diversidade varietal de frutíferas e nozes de clima temperado no Estado de São Paulo Rev. Bras. Frutic.
Barbosa,Wilson; Pommer,Celso Valdevino; Ribeiro,Mariângela Drugovick; Veiga,Renato Ferraz de Arruda; Costa,Antonio Alberto.
Pesquisaram-se, de 1998 a 2002, os locais e as áreas de cultivo, o número de plantas e as principais espécies e cultivares comerciais de frutíferas e nozes de clima temperado do Estado de São Paulo. Para tanto, analisaram-se os dados do Projeto LUPA (Levantamento Censitário de Unidades de Produção Agrícola do Estado de São Paulo) e de consultas aos fruticultores de diversas regiões paulistas. Verificou-se a existência de 6 famílias botânicas, 11 gêneros e 12 principais espécies de frutíferas e uma de noz de clima temperado. São elas, em ordem decrescente do número de plantas: videira rústica, videira fina, pessegueiro (incluindo nectarineira), figueira, caquizeiro, nogueira-macadâmia, macieira, ameixeira, pereira européia, pereira asiática, nespereira,...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Fruticultura de clima temperado; Espécie; Cultivar; Produção de frutos; Município.
Ano: 2003 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452003000200042
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
'Dourado- 1' e 'Dourado-2': novos cultivares de pêssego amarelo para mesa Bragantia
Ojima,Mário; Dall'Orto,Fernando Antonio Campo; Barbosa,Wilson; Tombolato,Antonio Fernando Caetano; Rigitano,Orlando; Scaranari,Hélio José; Martins,Fernando Picarelli; Santos,Rui Ribeiro dos.
'Dourado-l' (IAC 976-6) e 'Dourado-2' (IAC 976-11) são dois novos cultivares de pêssego, obtidos no Instituto Agronômico, mediante o cruzamento 'Tutu' (IAC 1353-1) x 'Maravilha' (Fla. 13-72). Trata-se de pêssegos de tamanho grande, bela aparência, polpa amarela e sabor doce-acidulado bem agradável. As plantas são vigorosas e de alta produtividade; 'Dourado-l', de maturação precoce, e 'Dourado-2, semiprecoce, oferecem novas opções para a escolha do material a ser cultivado nas condições de inverno brando do Estado de São Paulo.
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Melhoramento de pêssego; Novos cultivares Dourado-1; Dourado-2; Pêssego amarelo.
Ano: 1985 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0006-87051985000100042
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeito de estimulantes e reguladores vegetais no desenvolvimento de pepino (Cucumis sativus L.) Anais da ESALQ
Castro,Paulo R.C.; Barbosa,Wilson; Rubbo,Maria Silvia; Broetto,Fernando; Peressin,Valdemir A..
Em condições de casa de vegetação, testou-se os efeitos dos estimulantes e reguladores vegetais Cytozyme, Respond, Figaron e Multiprop no desenvolvimento de plantas do pepino 'Hibrido Caipira AG-207'. Tais produtos foram pulverizados em plântulas de 10 dias e apresentando em média 5 cm de altura. Durante 40 dias, foram efetuadas mensurações da altura das plantas e acompanhamento do peso da matéria seca das mesmas. Plantas tratadas com Multiprop e Figaron atrasaram seu desenvolvimento reprodutivo. Multiprop, Figaron e Cytozyme, nas concentrações utilizadas, reduziram a altura e o peso da matéria seca do pepino; sendo que Respond não afetou o desenvolvimento do cultivar estudado.
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article
Ano: 1987 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0071-12761987000100019
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Eliminação de anomalias fisiológicas, in vitro, de plântulas de pessegueiro Bragantia
Barbosa,Wilson; Campo Dall'Orto,Fernando Antonio; Ojima,Mário.
O experimento objetivou eliminar os sintomas de roseta e ananismo em híbridos de pessegueiro (Prunus persica L. Batsch) precoces, provenientes de cultura embrionária. Essas anomalias fisiológicas aparecem em vista dos inibidores de crescimento presentes nos meristemas apicais dos embriões. Dois processos de recuperação de vitroplântulas anômalas foram adotados: (a) eliminação da porção apical logo acima da primeira gema, a partir dos cotilédones; (b) manutenção das vitroplântulas por trinta dias em ambiente de vernalização com temperatura de 5-10 º C. Os melhores resultados foram obtidos quando se eliminou a dominância do meristema apical; as vitroplântulas mantidas em sala de crescimento emitiram, em cinco dias, brotações novas e normais e se...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Pêssego; Cultura de embrião; Roseta; Ananismo fisiológico; Endodormência; Vitroplântulas.
Ano: 1989 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0006-87051989000100002
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Emergência de plântulas do pêssego porta-enxerto 'Okinawa': influência de períodos de estratificação e de ácido giberélico Bragantia
Barbosa,Wilson; Campo Dall'Orto,Fernando Antonio; Ojima,Mário; Martins,Fernando Picarelli; Rigitano,Orlando.
Testaram-se os efeitos dos períodos de estratificação a frio úmido por 0, 10, 20, 30 e 40 dias, associados a aplicações do ácido giberélico (GA3) nas concentrações de 0, 5, 10, 15 e 20 ppm, na quebra de dormência das sementes do pessegueiro porta-enxerto 'Okinawa'. Os resultados mostraram que os períodos de estratificação de 0, 10 e 20 dias foram insuficientes para a completa quebra de dormência, mesmo quando em associação com o GA3. Apesar da boa emergência verificada, após 20 dias de frio, 20% das plantas desenvolveram-se com formação de rosetas. As melhores respostas foram obtidas aos 30 e 40 dias de estratificação, mesmo na ausência do GA3; a germinação aproximou-se de 100% e nenhuma plântula anômala foi detectada. O GA3 mostrou efeito na germinação...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Pêssego 'Okinawa'; Porta-enxerto; Estratificação; Emergência; Amêndoas; Ácido giberélico; Roseta; Ananismo.
Ano: 1987 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0006-87051987000200024
Registros recuperados: 55
Primeira ... 123 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional