Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 33
Primeira ... 12 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
A cor verde do endosperma do café Bragantia
Mazzafera,Paulo; Guerreiro Filho,Oliveiro; Carvalho,Alcides.
Realizaram-se comparações entre as sementes dos cultivares Mundo Novo de Coffea arabica, cujo endosperma é verde, com as do cultivar Cera, dessa espécie, de endosperma amarelo, com o objetivo de determinar os componentes responsáveis por aquela cor. Nas análises de clorofilas, flavonóides, diterpenos totais, ácido clorogênico e íons Mg, Ca, K, Fe e B, nenhuma diferença foi verificada entre os dois cultivares, sugerindo que a coloração verde se deva à presença de outros componentes ou que o 'Cera' apresente um componente que não ocorre no 'Mundo Novo' e que inibe o desenvolvimento da cor verde no seu endosperma.
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Coffea arabica; Cultivares Mundo Novo e Cera; Flavonóides; Diterpenos; Ácido clorogênico; Clorofila; Íons.
Ano: 1988 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0006-87051988000200002
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
A função e a estrutura dos plastídios das células parenquimatosas que envolvem os feixes vasculares da fôlha do milho Bragantia
Rhoades,M. M.; Carvalho,Alcides.
As células do invólucro parenquimatoso que envolve os feixes vasculares da fôlha do milho encerram plastídios especializados, de côr verde e relacionados com a elaboração do amido. Os grãos de amido são formados no plastídio, em regiões definidas e semelhantes a vacúolos. Um plastídio pode apresentar até 40 grãos de amido. O amido é depositado nestes plastídios apenas quando a velocidade da transferência do açúcar das células do mesófilo para o interior das células do invólucro do feixe vascular é maior do que a velocidade com a qual o açúcar passa das células do invólucro para os elementos vasculares. Os plastídios do invólucro do feixe vascular depositam amido em quantidades crescentes durante o dia. À noite, êsse amido é hidrolizado em carbohidratos...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article
Ano: 1946 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0006-87051946000500001
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Aproveitamento do café Excelsa em mistura com o café Árábica Bragantia
Carvalho,Alcides; Fazuoli,Luiz Carlos; Teixeira,Aldir Alves; Guerreiro Filho,Oliveiro.
O café Excelsa (Coffea dewevrei cv. Excelsa), embora rústico e produtivo, não é comercialmente cultivado. No presente trabalho, procurou-se avaliar a qualidade de sua bebida em mistura, em diferentes proporções, com o café Arábica (C. arabica) de bebida boa. Usou-se delineamento em blocos incompletos balanceados, com oito tratamentos e sete repetições, além de um controle adicional de Arábica de bebida mole, e adotou-se a escala de 0 a 5 pontos, normalmente usada na classificação da bebida do Arábica. Durante a torração, o Excelsa apresentou aroma desagradável; a infusão, logo que colocada na xícara, também mostrou aroma estranho, o qual desapareceu algum tempo depois. As amostras do Arábica deram bebida mole, com média de 3,76 pontos, e, as de Excelsa,...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Coffea dewvrei; Coffea arabica; Qualidade da bebida; Mistura de cafés.
Ano: 1990 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0006-87051990000200013
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Auto-incompatibilidade, produtividade, ocorrência de sementes do tipo moca e mudas anormais no café Icatu Bragantia
Carvalho,Alcides; Costa,Waldir Marques da; Fazuoli,Luiz Carlos.
Acentuada variabilidade quanto à frutificação após a autopolinização artificial, ocorrência de sementes do tipo moca e freqüência de plantas anormais, possivelmente aneuplóides, têm sido verificadas em populações S1 e S2 do café Icatu. Três populações com um retrocruzamento para Coffea arabica e três com dois retrocruzamentos foram analisadas com relação às características mencionadas, em um experimento localizado em Campinas. A porcentagem de frutificação foi maior nas populações com dois retrocruzamentos (13,5 a 20,6) do que naquelas com um retrocruzamento (6,3 a 10,6). Nessas populações ocorreram cafeeiros com alta porcentagem de frutificação (51,1), semelhante às obtidas para o cultivar Catuai de C. arabica (41,6 a 61,6). Alguns cafeeiros, ao...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article
Ano: 1983 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0006-87051983000100014
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Avaliação das cultivares Mundo Novo, Bourbon Amarelo e Bourbon Vermelho de Coffea arabica L. em Campinas, SP Bragantia
Fazuoli,Luiz Carlos; Guerreiro Filho,Oliveiro; Silvarolla,Maria Bernadete; Medina Filho,Herculano Penna; Carvalho,Alcides.
Com o objetivo de ampliar a diversidade genética da cultivar Mundo Novo, progênies S1 de 92 novas plantas matrizes, selecionadas em 1952, no município de Urupês (SP), foram estudadas em experimento instalado no Centro Experimental do Instituto Agronômico, em Campinas, utilizando-se como testemunhas 12 progênies S2 de Mundo Novo, seis de Bourbon Amarelo e sete de Bourbon Vermelho. O experimento foi delineado em blocos ao acaso com 21 repetições, parcelas de uma única cova e uma planta por cova, tendo sido realizadas colheitas consecutivas durante 33 anos. Foram mensuradas também as seguintes variáveis: índice de avaliação visual, precocidade de maturação dos frutos, porcentagem de sementes dos tipos chato, moca e concha e tamanho das sementes mediante...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Café; Melhoramento; Cultivar Mundo Novo.
Ano: 2005 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0006-87052005000400003
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Avaliação de progênies e seleção no cafeeiro Icatu Bragantia
Fazuoli,Luiz Carlos; Carvalho,Alcides; Costa,Waldir Marques da; Nery,Clovis; Laun,Carlos Ricardo Pereira; Santiago,Mario.
Avaliaram-se a capacidade produtiva e outras características agronômicas de progênies de café Icatu em um experimento e em três campos de seleção, em São Simão (SP). Compararam-se sete progênies de Icatu com sete outras portadoras de genes que conferem resistência vertical a Hemileia vastatrix. Como testemunha, utilizou-se o cultivar Catuaí-Vermelho de Coffea arabica, suscetível a essa moléstia, porém sem qualquer tratamento fitossanitário. Verificou-se que a progênie de Icatu CH 4782-16 apresentou a maior produção média e, nela, escolheram-se nove cafeeiros de interesse para o melhoramento desse cultivar. Nas demais progênies, selecionou-se menor número de plantas com boa produção. Em três campos de seleção, a progênie CH 4782-16 foi também a mais...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article
Ano: 1983 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0006-87051983000100016
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Crescimento do sistema radicular e da parte aérea em plantas jovens de cafeeiros Bragantia
Ramos,Luís Carlos da Silva; Lima,Marinez Muraro Alves de; Carvalho,Alcides.
Os cultivares Catuaí e Arábica, de Coffea arabica, Guarini, de C. canephora, e Icatu, derivado de um híbrido interespecífico entre essas duas espécies, com dois retro-cruzamentos para C. arabica cv Mundo Novo, foram avaliados aos oito e 22 meses após a germinação, quanto ao comprimento e peso seco, tanto das raízes quanto da parte aérea. Aos oito meses de idade, esses dados foram comparados quanto aos efeitos do plantio direto e do transplantio de germinador de areia para sacos plásticos. O volume de raízes foi também analisado em plantas conduzidas em vasos, aos 22 meses de idade. Os cultivares Guarini, Catuaí e Icatu, mais produtivos que o Arábica, mostraram sistema radicular mais desenvolvido. No 'Guarini' e no 'Catuaí', notou-se maior desenvolvimento...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article
Ano: 1982 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0006-87051982000100009
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeitos de raios X na indução de mutações em Coffea arabica Bragantia
Carvalho,Alcides; Fazuoli,Luiz Carlos; Medina Filho,Herculano Penna.
Sementes autopolinizadas do cultivar Bourbon Vermelho (Coffea arabica L.) gerações S4 e S5 e de linhas puras obtidas a partir de haplóides, foram expostas a irradiações de raios X, correspondentes a dosagens de 5.000, 10.000, 12.500 e 23.000 R. Verificou-se na geração M2 de uma das plantas obtidas no tratamento com 12.500 R a ocorrência de uma mutação recessiva do tipo angustifólia. Cafeeiros com fenótipo normal, resultantes de sementes irradiadas com 5.000 e 23.000 R foram plantados no campo, em experimentos, cuja produção foi controlada por 14 anos. Notou-se, entre eles, diferenças acentuadas na produção de café cereja. Progênies desses cafeeiros com maior e menor produção, plantadas em outros experimentos e colhidas durante sete anos consecutivos, não...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article
Ano: 1984 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0006-87051984000200025
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Evidência isoenzímica sobre a origem interespecífica do café Piatã Bragantia
Medina Filho,Herculano Penna; Carvalho,Alcides; Ballve,Rosa Maria Lizana; Bordignon,Rita; Silvarolla,Maria Bernadete; Lima,Marinez Muraro Alves de; Fazuoli,Luiz Carlos.
Encontrou-se, anos atrás, em uma lavoura de Coffea arabica (2n = 44), uma forma de café bastante distinta das demais. Inicialmente, julgou-se tratar de um cafeeiro autotetraplóide de C. liberica (2n = 22) ou de C. dewevrei (2n = 22). Estudos morfológicos e citológicos de tal cafeeiro, denominado Piatã (prefixo C387 da Seção de Genética do IAC), assim como de seus descendentes, indicaram tratar-se, provavelmente, de um híbrido natural derivado da união de um gameta normal de C. arabica e de um não reduzido de C. dewevrei. No presente trabalho, os estudos dos padrões eletroforéticos das enzimas PGI, PGM e ADH do endosperma de sementes confirmaram a origem interespecífica do café Piatã. A combinação de alelos dessas enzimas é distinta e específica para C....
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Coffea; C. dewevrei; C. arabica; Isoenzimas; Híbrido interespecífico.
Ano: 1995 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0006-87051995000200005
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Fontes de resistência ao bicho-mineiro, Perileucoptera coffeella, em Coffea spp. Bragantia
Guerreiro Filho,Oliveiro; Medina Filho,Herculano Penna; Carvalho,Alcides.
Procurou-se determinar, em nível de laboratório, por meio de infestações artificiais uniformes, fontes de resistência ao bicho-mineiro Perileucoptera coffeella (Guérin-Mèneville, 1842), entre as espécies Coffea stenophyila, C. salvatríx, C. racemosa, C. liberíca, C. eugenioides, C. kapakata, C. dewevrei, C. brevípes, C. congensis e C, canephora e os cultivares Catuaí Vermelho e Mundo Novo de C. arábica. Utilizaram-se testes de livre escolha e de confinamento, sendo avaliados os seguintes parâmetros: oviposição, número de discos lesionados por parcela, nota visual, área foliar danificada por parcela e área foliar danificada por lagarta. De acordo com os parâmetros analisados, pode-se, com relação ao número de pontos atribuídos na avaliação visual e quanto à...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Coffea spp. bicho-mineiro; Períleucoptera coffeella; Resistência genética.
Ano: 1991 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0006-87051991000100006
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Genética de Coffea: IV. instabilidade do par de alelos Na-na de Coffea arabica L. Bragantia
Carvalho,Alcides.
1. Foi feita uma revisão dos casos já descritos por Krug (4) de mutações somáticas do par de alelos Na-na do Coffea arabica L. 2. Foram descritos com detalhes três novos casos de mutações somáticas dêsse par de gens, a saber: a) Um exemplar da var. nana com um brôto ponteiro considerado do tipo bourbon, embora com fôlhas mais grossas do que as dos exemplares típicos dessa variedade. A mutação deu-se, portanto, da condição duplamente recessiva para a duplamente dominante (na na →Na Na). Alguns meses após o aparecimento dos ramos mutados a parte nana morreu, hoje vegetando apenas a parte mutada. b) Outro exemplar da var. nana, com um ramo lateral murta (na na → Na na). c) Um terceiro exemplar da mesma variedade nana que, em épocas diferentes, produziu ramos...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article
Ano: 1941 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0006-87051941000600001
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Genética de coffea V: hereditariedade da coloração bronzeada das folhas novas de coffea arabica L. Bragantia
Krug,C. A.; Carvalho,Alcides.
No presente artigo os autores apresentam os resultados da análise genética referentes à hereditariedade das cores verde, bronze claro e bronze escuro das folhas novas de Coffea arabica L. Baseados em extensos dados de autofecundação, hibridação (F1 e F2) e back-crosses conclue-se que apenas um par de fatores alelomorfos Br-br é responsável pelo aparecimento daquelas cores, br br constituindo o tipo verde, Br br o bronze claro e Br Br o bronze escuro; a coloração bronze escuro é, pois, incompletamente dominante sobre o verde, o Fi entre estes tipos se apresentando de uma tonalidade bronze-clara. No grupo dos bronze-escuros (homozigotos) existe certa variabilidade na expressão máxima da coloração o que, em parte, é atribuido à presença de fatores genéticos...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article
Ano: 1942 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0006-87051942000600001
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Genética de coffea VI: independência dos fatores xc xc (xanthocarpa) e br br (bronze) em coffea arabica L. Bragantia
Krug,C. A.; Carvalho,Alcides.
Em artigos anteriores (1, 2) os autores demonstraram que a cor amarela dos frutos e a coloração bronzeada das folhas novas são, em Coffea arabica L, controladas, cada uma, por um único par de fatores genéticos (respectivamente xc xc e Br Br). Os híbridos F1 no primeiro caso com plantas de frutos vermelhos, e no segundo com plantas de folhas novas verdes, demonstraram tratar-se de casos em que há dominância incompleta nesta geração, os frutos híbridos possuindo uma coloração vermelho clara e as folhas novas se apresentando com uma tonalidade bronze clara. Como algumas das hibridações realizadas envolviam, ao mesmo tempo, os dois caracteres em questão, apresentou-se a oportunidade para constatar se havia ou não independência entre os dois pares de fatores...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article
Ano: 1942 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0006-87051942000600002
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Genética de coffea VII: hereditariedade dos caracteres de coffea arabica L. var. maragogipe hort ex froehner Bragantia
Krug,C. A.; Carvalho,Alcides.
A variedade maragogipe do Coffea arabica L. foi encontrada pela primeira vez por Crisógono José Fernandes, em 1870, no município baiano de Maragogipe onde, provavelmente, se originou por mutação. Desde 1933 esta variedade vem sendo estudada pela Secção de Genética do Instituto Agronômico do Estado de São Paulo, em Campinas, com o fim de se determinar a sua constituição genética. Muitas autofecundações, cruzamentos e back-crosses foram, então, realizados. Grande parte das plantas obtidas só puderam ser classificadas após a colheita do ano de 1940. Todas foram examinadas quanto à forma e dimensões das folhas e um grande número ainda quanto à forma e dimensões das flores, frutos e sementes. Verificou-se que o caráter maragogipe mostra dominância quase...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article
Ano: 1942 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0006-87051942000600003
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Genética de coffea: VIII - Hereditariedade dos caracteres de C. Arabica I. var. Anomala K. M. C. Bragantia
Krug,C. A.; Carvalho,Alcides.
No presente artigo, após uma descrição detalhada dos caracteres da variedade anomala de C. arabica, são relatados os resultados da sua análise genética. Concluiu-se que se trata de uma forma recessiva em relação ao tipo normal da espécie, propondo-se para o único par de gens responsáveis o símbolo an an. A ação dêste par de gens é notável, afetando a quase totalidade dos caracteres da planta, como : porte, ramificação, fôlhas, flores, frutos e sementes. O F1, normal x anômala, demonstra dominância praticamente total do tipo normal, manifestando-se a presença do alelo recessivo apenas esporadicamente, deformando, possivelmente sob ação de determinados fatôres do meio ambiente, ou em consequência de alguma anomalia citológica, os ápices de alguns pares de...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article
Ano: 1945 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0006-87051945001200002
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Genética de Coffea: X - Hereditariedade da ocorrência de sépalas desenvolvidas nas flores de Coffea arabica L. Var. goiaba Taschdjian Bragantia
Krug,C. A.; Carvalho,Alcides.
No presente trabalho, os autores, após a apresentação de alguns dados sôbre a natureza do cálice na triho Ixorex (Rubiacex), descrevem os caraterísticos dêste órgão em Coffea, detalhando, a seguir, uma variação encontrada em Coffea arabica L., isto é, na var. goiaba. Esta variedade se carateriza por apresentar sépalas bem desenvolvidas e persistentes, o que dá ao fruto certa semelhança com o da goiabeira (Psidium guajava L.), daí provindo o seu nome. Supõe-se que a presença de um cálice desenvolvido constitui um caráter primitivo, sendo o cálice rudimentar encontrado nos demais representantes do gênero, consequência da supressão quase completa das sépalas, por mutação. A seguir relatam-se os resultados da análise genética, concluindo-se que o...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article
Ano: 1946 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0006-87051946000600002
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Genética de Coffea: XIX - Mutação somática afetando a côr das fôlhas em café Bragantia
Antunes Filho,H.; Carvalho,Alcides.
Ano: 1954 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0006-87051954000100029
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Genética de Coffea XXIV - Mutantes de Coffea arabica procedemtes da Etiópia Bragantia
Carvalho,Alcides.
Vários conjuntos de mudas de café da Etiópia foram recebidos em Campinas em 1952 e 1953, através do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos da América do Norte. Entre êsses cafeeiros foram observadas diversas variações, as quais vêm sendo analisadas sob os aspectos morfológico e genético. Verificou-se que o café recebido com a denominação de Eritrean Moca não é um híbrido da variedade mokka de Coffea arabica, mas intientifica-se com o mutante semper-florens e é homozigoto para o par de alelos sfsf. Pelas hibridações realizadas com a variedade murta notou-se que o alelo t, que caracteriza o café Bourbon, é freqüente no material provindo da Etiópia, embora também af ocorram plantas da variedade typica de constituição TTNaNa. Apesar de ainda não se...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article
Ano: 1959 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0006-87051959000100025
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Genética de coffea: XXV- Ligação genética dos fatôres anormalis e anomala Bragantia
Carvalho,Alcides.
Ano: 1960 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0006-87051960000100105
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Genética de Coffea: XXVI. Hereditariedade do porte reduzido do cultivar Caturra Bragantia
Carvalho,Alcides; Medina Filho,Herculano Penna; Fazuoli,Luiz Carlos; Costa,Waldir Marques da.
A mutação de Coffea arabica, conhecida sob a denominação de Caturra, caracteriza-se pela redução do comprimento médio dos internódios dos ramos ortotrópicos e plagiotrópicos, o que diminui a altura das plantas, conferindo-lhes um aspecto compacto. Surgiu provavelmente no Bourbon Vermelho, e sua produção se assemelha à deste cultivar. Devido a suas características, a densidade de plantio poderá ser aumentada, refletindo favoravelmente na produçãc por área, e facilitando tanto a colheita como os tratos culturais e fitossanitários. A análise genética, realizada a partir dos tipos paternais Caturra e Normal, que abrangeu a classificação de plantas S1, S2, S3 , S4, S5, F1, F2 e BC e cruzamentos-testes e seus descendentes, num total de 55.516 plantas, indicou...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article
Ano: 1984 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0006-87051984000200015
Registros recuperados: 33
Primeira ... 12 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional