Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 8
Primeira ... 1 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeito da nitrapirina associada ou não com uréla na relação N-NH+4/N-NO-3 do solo e na cultura trigo (Triticum aestivum L.) Anais da ESALQ
Cruz,A.P.; Neptune,A.M.L..
Realizou-se um ensaio de campo em TRE (terra roxa estruturada), para avaliar o efeito da uréia associada com um inibidor da niitrificação, na relação N-NH4/N-NO3, do solo e na cultura do trigo. A uréia foi aplicada nas doses correspondentes a 0, 30 e 60 kg de N/ha e o inibidor nas doses correspondentes a 0; 0,75 e 1,50 kg de nitrapirina/ha. Aos 30 e 60 dias após a semeadura foram determinados os teores de N-NH4 e N-NO3 do solo. No final do ciclo da cultura foram obtidos os dados de produção e os teores de N-total nos grãos de trigo. Verificou-se que: a utilização da uréia, sem inibidor da nitrificação, diminuiu a relação N-NH4/N-NO3 do solo. A associação da uréia com nitrapirina elevou a relação N-NH4/N-NO3, até 30 dias após a adubação. A cultura do trigo...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article
Ano: 1982 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0071-12761982000200030
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeito da uréia associada com nitrapirina na relação N-NH+4/N-NO-3 do solo, e na cultura do milho Anais da ESALQ
Cruz,A.P.; Neptune,A.M.L..
Foi conduzido um ensaio de campo, em um Latossolo Vermelho Amarelo (LVA), textura média, para avaliar o efeito de doses de nitrapirina (N-Serve 24E) e uréia na relação N-NH+4/N-NO-3 do solo, nos teores de N nas folhas, nos grãos de milho e na produção da cultura. Agradecemos aos Engºs Agrºs Miguel Manieiro e Hélio Prado, pela colaboração no estabelecimento do balanço hídrico e na classificação do solo, respectivamente. As doses utilizadas de nitrapirina foram 1, 2 e 3 kg/ha e as doses de nitrogênio foram 40 e 80 kg de N/ha. Verificou-se que: a associação de 3 kg de nitrapirina/ha com uréia aumentou a relação N-NH+4/N-NO-3 do solo e a produção de milho em grãos. Porém não houve variação nos teores de Ntotal nem nas folhas nem nos grãos.
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article
Ano: 1982 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0071-12761982000200029
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeito de doses de nitrapirina (2-cloro-6-triclorometil piridina), na nitrificação do sulfato de amônio e da uréia, em dois solos (LE e Pml) do Estado de São Paulo Anais da ESALQ
Cruz,A.P.; Neptune,A.M.L.; Muraoka,T..
Foram adicionados aos solos LE e Pml 36 ppm de N, na forma de sulfato de amonio e uréia, com 0; 1,2; 2,4 e 4,8 ppm de nitrapirina. Os solos foram incubados por 150 dias à temperatura entre 25ºC e 30ºC, com 75% do seu poder de embebição. Aos 50, 100 e 150 dias de incubação, procedeu-se a determinação dos teores de NO-3 e calculou-se a porcentagem de inibição da nitrificação nos tratamentos com nitrapirina Verificou-se que o teor de NO-3 no solo diminui significativamente, quando o sulfato de amonio e a uréia são associados com nitrapirina. A nitrapirina inibe igualmente a nitrificação do sulfato de amonio e da uréia, e apresenta inicialmente porcentagem de inibição da nitrificação (1%) no LE que no Pml. O tempo de ação da nitrapirina no solo ultrapassa 150...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article
Ano: 1982 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0071-12761982000200031
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Estudos sobre a nutrição mineral do arroz: IX. marcha de absorção de macronutrientes na variedade IAC-47 Anais da ESALQ
Malavolta,E.; Silva,J.C.A.; Cruz,A.P.; Rodrigues,T.E.; Sabino,J.C.; Gomes,I.A.; Oliveira,F.A.; DAGHLIAN,C.; GUERRINI,I.A.; MAZZA,J.A.; CORREA,L.S.; Schiavuzzo,M.A.; Costa,M.P.; Cabral,C.P.; Pavan,L.H.S.; Dario,L.A.; Antoniolli,F.C..
Foram estudadas, em condições controladas, a acumulação de matéria seca e a de macronutrientes na variedade de arroz IAC-47. Ambos os processos em geral são descritos por sigmóides típicas; picos para os valores totais de produção de matéria seca e de acumulação de elementos entre: 100 e 140 dias depois da germinação.
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article
Ano: 1981 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0071-12761981000200004
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Estudos sobre a nutrição mineral do arroz: VII. exigências nutricionais das variedades IAC-25 e IAC-47 Anais da ESALQ
Malavolta,E.; Silva,J.C.A.; Rodrigues,T.E.; Sabino,J.C.; Gomes,I.A.; Cruz,A.P.; Oliveira,F.A.; Daghlian,C.; Guerrini,I.A.; Mazza,J.A.; Corrêa,L.S.; Schiavuzzo,M.A.; Costa,M.P.; Cabral,C.P.; Dario,L.A.; Antoniolli,F.C; Pavan,L.H.S..
As exigências nutricionais das variedades de arroz IAC 25 e IAC 47 foram determinadas analisando-se os diferentes órgãos de plantas cultivadas em solução nutritiva até o fim do ciclo. Verificou-se serem distintas as exigências, maior na IAC 47 (mais tardia) que deu também maior produção de grãos com casca.
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article
Ano: 1981 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0071-12761981000200002
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Estudos sobre a nutrição mineral do arroz: X. marcha de absorção de micronutrientes pela variedade IAC-25 Anais da ESALQ
Malavolta,E.; Florio,A.; Orellana,A.P.; Cruz,A.P.; Frenhani,A.A.; Silva,A. Tosta; Rodrigues,B.N.; Nóbrega,C.; Azeredo,D.F.; Paulo,E.M.; Oliveira,F. Assis; Pereira,H.H.G.; Cabral,C.P.; Pavan,L.H.S.; Dario,L.A.; Antoniolli,F.C..
Em condições controladas estudaram-se: acumulação de micronutrientes e produção de materia seca pela variedade de arroz IAC-25. A curva que descreve a produção de matéria seca total em função do tempo apresentou a tendência a sigmóide. Com respeito a acumulação global de micronutrientes, entretanto, o mesmo foi observado somente no caso do ferro.
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article
Ano: 1981 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0071-12761981000200005
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Estudos sobre a nutrição mineral do arroz: XIII. efeitos das deficiências de micronutrientes nas variedades IAC-25 e IAC-47 Anais da ESALQ
Malavolta,E.; Gomes,I.A.; Cruz,A.P.; Silva,J.C.A.; Corrêa,L.S.; Rodrigues,T.E.; Daghlian,C.; Guerrini,I . A.; Mazza,J.A.; Oliveira,F.A.; Schiavuzzo,M.A.; Sabino,J.C.; Costa,M.P.; Cabral,CP.; Pavan,L.H.S.; Dario,L.A.; Antoniolli,F.C..
Plantas de arroz, variedades IAC-25 e IAC-47 foram cultivadas em solução nutritiva e com deficiência de B, Cu e Zn. Foram obtidos sintomas de carência dos três micronutrientes. As deficiências induzidas provocaram diminuição na matéria seca total e no número de folhas das duas variedades. O mesmo ocorreu no numero de perfilhos da var. IAC-47. Foi feita a determinação dos teores dos micronutrientes nas plantas submetidas aos diferentes tratamentos o que forneceu dados que ajudam a avaliação do estado nutricional.
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article
Ano: 1981 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0071-12761981000200012
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Lixiviação de nitrato de colunas de solo tratado com sulfato de amônio (NH4)2SO4 e N-Serve 24E (Nitrapirina) Anais da ESALQ
Neptune,A.M.L.; Cruz,A.P.; Muraoka,T..
Foram montadas colunas de solo contendo 0, 100 e 200 ppm de sulfato de amônio e 0, 1, 2, 4 e 8 ppm de N-Serve. Utilizou-se um solo TRE, o qual foi incubado durante 160 dias a temperatura entre 26ºC-30ºC e à 75% do seu poder de embebição. Após cada lixiviação com água, foram determinados os teores de nitrato nos percolados. Verificou-se que os teores de nitrato obtidos nos tratamentos com N-Serve, foram significativamente menores que aqueles dos tratamentos sem N-Serve. Por outro lado a eficiência do N-Serve aumentou com o aumento da dose do produto. O sulfato de amônio destacou o efeito do inibidor da nitrificação. O tempo de ação do N-Serve no solo aumentou com o aumento da dose do produto. Após os 80 dias de incubação o N-Serve deixou de ser ativo no...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article
Ano: 1980 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0071-12761980000200026
Registros recuperados: 8
Primeira ... 1 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional