Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 82
Primeira ... 12345 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Absorção, translocação e exsudação radicular de glyphosate em clones de eucalipto: clones Planta Daninha
Machado,A.F.L.; Ferreira,L.R.; Santos,L.D.T.; Santos,J.B.; Ferreira,F.A.; Viana,R.G..
Objetivou-se com este trabalho avaliar a absorção, translocação e exsudação radicular de glyphosate por dois clones de eucalipto: 2277 e 531. O 14C-glyphosate foi aplicado na concentração de 1.440 g ha-1, distribuída uniformemente no terceiro e no quarto limbo foliar a partir do ápice caulinar, com radioatividade aproximada de 0,030 μCi. A absorção, translocação e exsudação radicular foram avaliadas pela radioatividade do 14C-glyphosate nos diferentes tecidos da planta, bem como na água de lavagem e solução nutritiva, nos intervalos de 0, 2, 8, 32 e 72 horas após a aplicação - HAA. A concentração de 14C-glyphosate na folha aplicada foi semelhante para os dois clones nas avaliações a partir de 8 HAA. Todavia, considerando a planta inteira, ela foi superior...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Eucalyptus sp.; Herbicida; Tolerância.
Ano: 2009 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-83582009000300016
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Análise de crescimento de Brachiaria brizantha submetida a doses reduzidas de fluazifop-p-butil Planta Daninha
Silva,A.C.; Ferreira,L.R.; Silva,A.A.; Ferreira,F.A..
Objetivou-se neste trabalho avaliar o crescimento de Brachiaria brizantha cv. MG5 submetida a doses reduzidas de fluazifop-p-butil, visando a viabilização do consórcio desta espécie com a soja. Os efeitos de três doses do herbicida (0, 18,75 e 37,50 g ha-1) sobre o crescimento de B. brizantha foram avaliados em oito épocas (14, 18, 28, 35, 42, 49, 56 e 70 dias após a emergência - DAE). O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado, com quatro repetições. Em cada época de avaliação fez-se a coleta das plantas e a determinação da área foliar e da biomassa seca de folhas, colmos e raízes. Com base nesses dados, foram determinadas a taxa de crescimento absoluto e relativo, a taxa de assimilação líquida, a razão de área foliar, a área...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Análise de crescimento; Braquiária; Herbicida; ACCase; Integração agricultura-pecuária.
Ano: 2005 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-83582005000100011
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Análise de crescimento de Digitaria insularis Planta Daninha
Machado,A.F.L.; Ferreira,L.R.; Ferreira,F.A.; Fialho,C.M.T.; Tuffi Santos,L.D.; Machado,M.S..
Digitaria insularis é uma espécie perene, que se reproduz por sementes e rizomas, sendo de difícil controle após a primeira floração. Visando definir técnicas para o manejo integrado dessa espécie, o seu crescimento foi avaliado em casa de vegetação, em recipiente plástico contendo 0,003 m³ de solo. Avaliações de altura, área foliar e massa seca foram realizadas em 15 épocas, entre 14 e 112 dias após a emergência (DAE), em intervalos regulares de sete dias. Foi utilizado o delineamento experimental inteiramente casualizado, com quatro repetições. As plantas foram fragmentadas em raiz + rizoma, colmo e folha. Posteriormente, determinou-se a área foliar e a massa seca das diferentes partes após secagem a 70 ºC em estufa com ventilação forçada, até massa...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Manejo; Planta daninha; Taxa de crescimento.
Ano: 2006 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-83582006000400004
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Anatomia e histoquímica das folhas de Senna alata Planta Daninha
Rodrigues,I.M.C.; Souza Filho,A.P.S.; Ferreira,F.A.; Ilkiu-Borges,F.; Gurgel,E.S.C..
Senna alata é uma espécie daninha frequente em pastagens da região amazônica, cujas folhas apresentam propriedades medicinais. Indivíduos dessa espécie foram cultivados e coletados no Campo Experimental da Embrapa Amazônia Oriental, em Belém-PA, para a realização de análises anatômica e histoquímica das folhas, com a finalidade de fornecer elementos para a taxonomia, identificação microscópica de aleloquímicos e caracterização ecofisiológica da espécie. As folhas apresentaram duas formas de tricomas: tectores e glandulares. Outras características foliares encontradas na espécie foram: lâmina foliar anfiestomática, mesofilo dorsiventral e epiderme abaxial papilosa. Algumas dessas características sugerem um mecanismo de adaptação a ambientes com excesso de...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Aleloquímicos; Caesalpinioideae; Compostos fenólicos.
Ano: 2009 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-83582009000300012
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Anatomia e histoquímica dos órgãos vegetativos de Siegesbeckia orientalis (Asteraceae) Planta Daninha
Aguilera,D.B.; Meira,R.M.S.A.; Ferreira,F.A..
Descreveu-se a anatomia dos órgãos vegetativos de S. orientalis, em estrutura primária, enfatizando a caracterização e histoquímica de suas estruturas secretoras. Folhas, caules e raízes foram fixados em FAA50 e em sulfato ferroso e estocados em etanol 70%. Cortes transversais e longitudinais foram submetidos ao azul-de-toluidina pH 4,0, ao vermelho-de-rutênio, à reação de PAS, ao reativo Xylidine Ponceau, ao Sudan Black B e ao reativo Dragendorff. Anatomicamente, os órgãos vegetativos de S. orientalis são semelhantes aos caracteres descritos para Asteraceae. As raízes laterais são triarcas e o caule, um eustelo. Ductos estão ausentes na raiz e presentes no caule e na folha. Estas estruturas são de pequeno diâmetro, sendo delimitadas por quatro a cinco...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Planta daninha; Planta medicinal; Botão-de-ouro; Heliantheae.
Ano: 2004 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-83582004000400001
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Aspectos epidemiológicos, clínicos e hematológicos de 251 cães portadores de mórula de Ehrlichia spp. naturalmente infectados Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Borin,S.; Crivelenti,L.Z.; Ferreira,F.A..
Realizou-se um estudo retrospectivo dos aspectos epidemiológicos, sinais clínicos, dados de exame físico e alterações hematológicas da erliquiose em 251 cães naturalmente infectados por Ehrlichia spp. Dos 4407 casos atendidos em hospital veterinário no período de janeiro de 2002 a dezembro de 2003, verificou-se que 251 cães eram portadores de mórula de Ehrlichia spp. em leucócitos de sangue periférico. Destes, 48 foram eliminados das avaliações por apresentarem patologias concomitantes. Nos 203 cães restantes, verificou-se que houve maior ocorrência em fêmeas (61,1%) e que a doença manteve-se constante durante todo o período avaliado. Observou-se que 38% encontravam-se na faixa etária entre um e 23 meses e 58,6% eram de raça definida. As principais...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Cão; Erliquiose; Ehrlichia spp.; Mórula.
Ano: 2009 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352009000300007
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Caracteres anatômicos de duas espécies de trapoeraba e a eficiência do glyphosate Planta Daninha
Santos,I.C.; Meira,R.M.S.A.; Ferreira,F.A.; Santos,L.D.T.; Miranda,G.V..
O gênero Commelina engloba espécies de plantas daninhas de difícil controle em diversas culturas, principalmente onde o herbicida glyphosate tem sido utilizado com elevada freqüência. Este trabalho foi conduzido com o objetivo de avaliar diferenças entre caracteres anatômicos de Commelina benghalensis e Commelina diffusa, submetidas a crescimento sob condições de sol e sombra, que pudessem influenciar a absorção e translocação deste herbicida. O complexo estomático das duas espécies é semelhante e a folha é anfiestomática. O número de estômatos na epiderme foliar foi maior em C. diffusa (38/mm²) em relação a C. benghalensis (33,66/mm²), na epiderme abaxial (54,86/mm²) em relação à adaxial (16,80/mm²) e sob sol (37,89/mm²) em relação a sombra (33,77/mm²). A...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Commelina diffusa; Commelina benghalensis; Controle químico.
Ano: 2002 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-83582002000100001
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Características da epiderme foliar de eucalipto e seu envolvimento com a tolerância ao glyphosate Planta Daninha
Tuffi Santos,L.D.; Iarema,L.; Thadeo,M.; Ferreira,F.A.; Meira,R.M.S.A..
Em áreas de reflorestamento, a deriva do glyphosate causa injúrias nas plantas de eucalipto. Trabalhos preliminares de pesquisa e observações de campo apontam para uma tolerância diferencial ao glyphosate entre os genótipos cultivados. Nesse contexto, objetivou-se estudar as estruturas anatômicas da epiderme foliar de cinco espécies de eucalipto, correlacionando com a tolerância ao glyphosate em deriva simulada. Utilizou-se o esquema fatorial, sendo cinco espécies (Eucalyptus urophylla, E. grandis, E. pellita, E. resinifera e E. saligna) e cinco subdoses (0; 43,2; 86,4; 172,8 e 345,6 g e.a. ha-1 de glyphosate), simulando uma deriva. Imediatamente antes da aplicação do herbicida, coletaram-se folhas, totalmente expandidas, para análise anatômica da...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Eucalyptus spp.; Anatomia; Herbicida; Deriva simulada; Fitotoxidez.
Ano: 2006 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-83582006000300013
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Caracterização anatômica de folha, colmo e rizoma de Digitaria insularis Planta Daninha
Machado,A.F.L.; Meira,R.M.S.; Ferreira,L.R.; Ferreira,F.A.; Tuffi Santos,L.D.; Fialho,C.M.T.; Machado,M.S..
A anatomia da folha, de colmo e do rizoma de Digitaria insularis foi investigada, visando identificar características que possam estar relacionadas à sua tolerância ao glyphosate. Sementes e rizomas de plantas adultas foram coletadas em campo, em área de plantio direto, onde o herbicida glyphosate vem sendo utilizado repetidamente há vários anos. As plantas provenientes dessas sementes e desses rizomas foram cultivadas em vasos com capacidade de 3 L, contendo solo de textura média, em casa de vegetação. Quando as plantas atingiram o estádio fenológico de pré-florescimento, foram coletadas três folhas totalmente expandidas por planta, entre o terceiro e o quinto nó. Simultaneamente, coletaram-se fragmentos dos rizomas e os entrenós recobertos pelas bainhas...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Capim-amargoso; Anatomia; Glyphosate; Amido.
Ano: 2008 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-83582008000100001
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Competição entre plantas de arroz e biótipos de capim-arroz (Echinochloa spp.) resistente e suscetível ao quinclorac Planta Daninha
Galon,L.; Concenço,G.; Ferreira,E.A.; Silva,A.F.; Ferreira,F.A.; Noldin,J.A.; Freitas,M.A.M..
Objetivou-se com este trabalho avaliar a competitividade interespecífica de biótipos de capim-arroz resistente (R) e suscetível (S) ao herbicida quinclorac com a cultura do arroz irrigado. O experimento foi instalado em casa de vegetação e os tratamentos consistiram em manter uma planta de arroz cv. BRS Pelota no centro da unidade experimental, variando-se na periferia as densidades de capim-arroz em: 0, 1, 2, 3, 4 ou 5 plantas do biótipo R (ITJ-13) ou S (ITJ-17) oriundos da região de Itajaí-SC. O delineamento experimental utilizado foi o completamente casualizado, em esquema fatorial 2 x 6 com quatro repetições. Aos 40 dias após a emergência, foram avaliados as massas fresca e seca e o conteúdo de água de folhas, colmos e total da parte aérea do arroz e...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Interferência; Resistência; Controle químico; Recursos do ambiente.
Ano: 2009 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-83582009000400008
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Competitividade de biótipos de capim-arroz resistente e suscetível ao quinclorac Planta Daninha
Concenço,G.; Melo,P.T.B.S.; Ferreira,E.A.; Silva,A.F.; Aspiazú,I.; Galon,L.; Ferreira,F.A.; Silva,A.A.; Noldin,J.A..
Objetivou-se com este trabalho avaliar a competitividade de dois biótipos de capim-arroz, resistente e suscetível ao quinclorac, coletados em regiões orizícolas do Estado de Santa Catarina. O experimento foi instalado em ambiente protegido, e os tratamentos constaram de diferentes densidades de plantas dos biótipos de capim-arroz comprovadamente resistente (ITJ-13) e suscetível (ITJ-17) ao quinclorac, oriundos da região arrozeira de Itajaí/SC. No centro da unidade experimental, foram semeadas três sementes do biótipo de capim-arroz, considerado como o tratamento da unidade experimental. Na periferia foram semeadas dez sementes do biótipo oposto ao do tratamento (central). Dez dias após a germinação foi efetuado o desbaste, deixando-se apenas uma planta no...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Resistência a herbicidas; Echinochloa; Arroz irrigado; Competição.
Ano: 2008 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-83582008000100020
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Controle de Brachiaria brizantha com uso do glyphosate após o estabelecimento de Tifton 85 (Cynodon spp.) Planta Daninha
Santos,M.V.; Ferreira,F.A.; Freitas,F.C.L.; Tuffi Santos,L.D.; Fonseca,D.M..
A eficiência do glyphosate no controle de Brachiaria brizantha cv. Marandu em áreas de cultivo do Tifton 85 foi avaliada utilizando o delineamento experimental em blocos casualizados, com oito doses de glyphosate (0, 90, 180, 360, 720, 1.080, 1.440 e 1.800 g ha-1), e quatro repetições. Cada parcela foi constituída de um vaso com duas plantas de B. brizantha cv. Marandu e duas plantas de Tifton-85. A aplicação do herbicida foi feita quando as plantas de B. brizantha apresentavam cerca de 40 cm de altura. O nível de intoxicação nas plantas de Tifton 85 e a eficiência do herbicida no controle de B. brizantha foram avaliados aos 15, 30 e 60 dias após aplicação (DAA). Aos 60 DAA, as plantas foram colhidas ao nível do solo e secas em estufa. A rebrota foi...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Braquiária; Tolerância; Planta daninha.
Ano: 2006 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-83582006000400023
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Controle de Brachiaria brizantha, com uso do glyphosate, na formação de pastagem de Tifton 85 (Cynodon spp.) Planta Daninha
Santos,M.V.; Ferreira,F.A.; Freitas,F.C.L.; Tuffi Santos,L.D.; Viana,J.M.; Rocha,D.C.C.; Fialho,C.M.T..
Este trabalho foi proposto com o objetivo de avaliar a eficiência do herbicida glyphosate no controle de Brachiaria brizantha, cultivar Marandu, na formação de pastagem de Tifton 85. O experimento foi realizado em ambiente desprotegido, utilizando vasos de polietileno com capacidade de 10 L. Os tratamentos constituíram-se de duas épocas de aplicação e oito doses: 0, 90, 180, 360, 720, 1.080, 1.440 e 1.800 g e.a. ha-1 de glyphosate, no esquema fatorial 2 x 8. O delineamento experimental foi em blocos casualizados, com quatro repetições. Cada parcela foi constituída de um vaso com duas plantas de B. brizantha e duas de Tifton 85. A primeira aplicação do glyphosate foi realizada antes do perfilhamento das plantas de B. brizantha, quando estas apresentavam...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Braquiária; Herbicida; Controle químico; Tolerância.
Ano: 2007 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-83582007000100016
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Controle de plantas daninhas na produção de mudas de plantas ornamentais Planta Daninha
Freitas,F.C.L.; Grossi,J.A.S.; Barros,A.F.; Mesquita,E.R.; Ferreira,F.A..
Este trabalho teve como objetivo avaliar a eficácia do oxyfluorfen no controle da brilhantina (Pilea microphylla) na produção de mudas de plantas ornamentais. Foram conduzidos dois experimentos, no delineamento de blocos ao acaso, no esquema fatorial 3 x 7, com três repetições. Um dos experimentos foi constituído por mudas de três espécies de plantas ornamentais - copo-de-leite (Zantedeschia aethiopica), estrelítzia (Strelitzia reginae) e palmeira-australiana (Archontophoenix cunninghamiana) - e sete doses de oxyfluorfen (0, 24, 72, 144, 216, 288 e 360 g ha-1) pulverizadas em área total, e o outro, pelas mesmas espécies e sete concentrações de oxyfluorfen (0,00000 0,00036, 0,00072, 0,00144, 0,00288, 0,00576, e 0,01152% do i.a.), aplicadas em pulverização...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Oxyfluorfen; Pilea microphylla; Zantedeschia aethiopica; Strelitzia reginae; Archontophoenix cunninghamiana.
Ano: 2007 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-83582007000300020
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Controle químico de brilhantina (Pilea microphylla) no cultivo de orquídeas Planta Daninha
Freitas,F.C.L.; Grossi,J.A.S.; Barros,A.F.; Mesquita,E.R.; Ferreira,F.A.; Barbosa,J.G..
Este trabalho teve como objetivo avaliar a eficácia do oxyfluorfen no controle da brilhantina (Pilea microphylla) em cultivo de orquídeas. Foram realizados dois experimentos, no delineamento de blocos ao acaso, no esquema fatorial 2 x 7, com três repetições. Um dos experimentos foi constituído por duas espécies de orquídeas (Epidendrum ibaguensis e Dendrobium sp.) e sete doses de oxyfluorfen (0,000, 0,024, 0,072, 0,144, 0,216, 0,288 e 0,36 L ha-1 do i.a.), pulverizadas em área total, e o outro, pelas mesmas espécies e sete concentrações de oxyfluorfen (0,00000 0,00036, 0,00072, 0,00144, 0,00288, 0,00576 e 0,01152% do i.a.), aplicadas em pulverização dirigida na brilhantina, sem atingir as folhas de orquídea. Cada unidade experimental foi representada por...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Oxyfluorfen; Cultivo protegido; Orchidaceae; Epidendrum ibaguensis; Dendrobium sp..
Ano: 2007 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-83582007000300019
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Crescimento de biótipos de capim-arroz em condição de competição Planta Daninha
Ferreira,E.A.; Concenço,G.; Aspiazu,I.; Silva,A.A.; Galon,L.; Silva,A.F.; Ferreira,F.A.; Noldin,J.A..
Objetivou-se com este trabalho avaliar o crescimento de biótipos de capim-arroz resistente (R) e suscetível (S) ao herbicida quinclorac em competição entre biótipos e dentro do mesmo biótipo. Para isso, plantas de biótipos de capim-arroz R e S ao quinclorac foram cultivadas em diferentes arranjos na unidade experimental. Os tratamentos foram dispostos no esquema fatorial 2 x 6, com quatro repetições, em delineamento experimental completamente casualizado. Aos 45 dias após emergência, determinou-se a área foliar e massa seca da parte aérea, separados em folhas e colmos; calculou-se a seguir a taxa de crescimento (TC), área foliar específica (AFE), índice de área foliar (IAF), razão de peso foliar (RPF) e razão de área foliar (RAF). Para as variáveis massa...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Echinochloa sp.; Resistência; Herbicidas.
Ano: 2008 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-83582008000400011
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Crescimento de Siegesbeckia orientalis sob diferentes condições de luminosidade Planta Daninha
Aguilera,D.B.; Ferreira,F.A.; Cecon,P.R..
Neste estudo, objetivou-se contrastar os efeitos de sombreamento sobre o crescimento de S. orientalis, utilizando a análise de crescimento. Os experimentos foram conduzidos em vasos, a pleno sol (A) e sob sombrite 50% (B). As plantas tiveram seus índices de crescimento determinados aos 14, 28, 42, 56, 80, 94 e 108 dias após o transplante (DAT), para A; e aos 14, 28, 42, 56, 70, 84, 108, 122 e 136 DAT, para B. O delineamento experimental foi o inteiramente casualizado, com quatro repetições. Os dados foram analisados por meio de análise de regressão. Os modelos foram escolhidos com base na significância dos coeficientes de regressão, utilizando-se o teste t até 10%, no coeficiente de determinação e no fenômeno em estudo. As plantas apresentaram...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Análise de crescimento; Sombreamento; Botão-de-ouro.
Ano: 2004 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-83582004000100006
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Crescimento do eucalipto sob efeito da deriva de glyphosate Planta Daninha
Tuffi Santos,L.D.; Machado,A.F.L.; Viana,R.G.; Ferreira,L.R.; Ferreira,F.A.; Souza,G.V.R..
Um dos questionamentos no setor florestal é sobre os possíveis efeitos negativos da deriva de glyphosate sobre plantas de eucalipto ao longo de seu ciclo. Aos 30 dias após a aplicação (DAA) de 1.440 g ha-1 de glyphosate, para controle de plantas daninhas em talhão de Eucalyptus grandis x E. urophylla (híbrido urograndis) com 120 dias após o transplantio, selecionaram-se 120 plantas ao acaso, que apresentavam graus de intoxicação variáveis. Os tratamentos foram os seguintes intervalos: 0-5, 6-10, 11-20, 21-30, 31-40 e 41-50% de intoxicação das plantas, em que o intervalo de 0 - 5% foi considerado testemunha. Foram realizadas avaliações de altura e diâmetro, após a seleção das plantas, até os 360 DAA, sendo acompanhados durante esse período os sintomas de...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Produção de madeira; Eucalyptus ssp.; Controle químico; Herbicida.
Ano: 2007 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-83582007000100014
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Crescimento e morfoanatomia foliar de eucalipto sob efeito de deriva do glyphosate Planta Daninha
Tuffi Santos,L.D.; Ferreira,F.A.; Meira,R.M.S.A.; Barros,N.F.; Ferreira,L.R.; Machado,A.F.L..
Os efeitos da deriva do glyphosate durante aplicação são prejudiciais à cultura do eucalipto. Neste trabalho, avaliou-se o efeito da deriva simulada do glyphosate no crescimento e na morfoanatomia foliar do eucalipto. Utilizou-se delineamento em blocos casualizados com quatro repetições, sendo a parcela experimental constituída de uma planta cultivada em vaso com 10 litros de solo. Os tratamentos foram 0; 43,2; 86,4; 172,8; e 345,6 g e.a. ha-1 de glyphosate, aplicados aos 40 dias após o plantio das mudas com pulverizador de precisão, de modo a não atingir o terço superior das plantas. Foram descritas as alterações morfológicas na parte aérea e avaliada a porcentagem de intoxicação em relação à testemunha. Aos 7 e 15 dias após aplicação (DAA), folhas...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Eucalyptus spp.; Anatomia; Deriva simulada.
Ano: 2005 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-83582005000100016
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Cultivo consorciado de milho para silagem com Brachiaria brizantha no sistema de plantio convencional Planta Daninha
Freitas,F.C.L.; Ferreira,F.A.; Ferreira,L.R.; Santos,M.V.; AGNES,E.L..
O consórcio de milho para silagem com Brachiaria brizantha cv. MG5 Vitória foi conduzido em diferentes arranjos de semeadura e manejos de plantas daninhas no sistema de plantio convencional, em área com alta infestação de Brachiaria plantaginea (capimmarmelada). Foram avaliados cinco arranjos de semeadura (milho em monocultivo; B. brizantha em monocultivo; duas linhas de B. brizantha na entrelinha do milho, em semeadura simultânea; e B. brizantha a lanço no dia da semeadura do milho e 30 dias após), com dois manejos de plantas daninhas (1,50 kg ha-1 de atrazine aplicado isoladamente e a mistura no tanque de 1,50 kg ha-1 de atrazine com 4,00 g ha-1 de nicosulfuron), mais quatro testemunhas (milho e B. brizantha em monocultivo, com e sem capina), arranjados...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Competição; Nicosulfuron; Arranjo de semeadura; Pastagem.
Ano: 2005 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-83582005000400011
Registros recuperados: 82
Primeira ... 12345 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional