Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 6
Primeira ... 1 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Alterações cardiorrespiratórias da anestesia geral em eqüinos com romifidina, tiletamina/zolazepam e halotano Ciência Rural
Polydoro,Alexandre da Silva; Natalini,Cláudio Corrêa; Schossler,João Eduardo Wallau; Hennemann,Carla Rosane de Aguiar; Cassol,Débora Socal; Futema,Fábio.
Dez equinos foram submetidos a anestesia com romifidina (80 mig/kg via intravenosa), indução com a associação tiletamina/zolazepam (1,1mg/kg em solução a 5% via intravenosa) e manutenção com halotano. A avaliação cardiorrespiratória foi realizada pela mensuração dos parâmetros de freqüências cardíaca e respiratória, pressão arterial média invasiva, equilíbrio ácido-base por hemogasometria arterial e perfil hematológico de hematócrito, proteína plasmática total e glicemia. Foram mensurados os tempos de indução ao decúbito em segundos e o tempo de recuperação a estação em minutos. A técnica anestésica demonstrou que após a administração de romifidina, houve facilidade de manipulação no período pre-anestésico e que a indução com tiletamina/zolazepam e suave é...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Anestesia geral; Eqüinos; Romifidina tiletamina/zolazepam.
Ano: 1997 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84781997000200013
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Avaliação comparativa entre acepromazina, detomidina e romifidina em eqüinos Ciência Rural
Fantoni,Denise Tabacchi; Futema,Fábio; Cortopassi,Sílvia Renata Gaido; Silva,Luís Cláudio Lopes Correia da; Verenguer,Manoel; Mirandola,Regina; Ferreira,Márcio Augusto.
Os efeitos da acepromazina, detomidina e romifidina em eqüinos foram comparados, objetivando-se determinar qual o agente mais seguro e efetivo para a referida espécie animal. Foram utilizados 15 eqüinos hígidos, de ambos os sexos, idades e raças variadas e encaminhados ao setor de Cirurgia do Hospital Veterinário da FMVZ - USP. Os animais foram distribuídos em três grupos: grupo I, recebeu 0,1mg/kg de acepromazina; grupo II recebeu 20mcg/kg de detomidina e grupo III, o qual recebeu 80mcg/kg de romifidina, sendo todos os agentes administrados através da via intravenosa. Previamente à administração dos fármacos e aos 15, 30, 60 e 90 minutos, após sua aplicação, foram avaliadas a freqüência e ritmo cardíacos, freqüência respiratória, pressão arterial...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Acepromazina; Romifidina; Detomidina; Eqüinos.
Ano: 1999 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84781999000100009
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Avaliação comparativa entre o besilato de atracúrio e o cloreto de alcurônio sobre a frequência cardíaca e a ventilometria de cães anestesiados com halotano Ciência Rural
Polydoro,Alexandre da Silva; Natalini,Cláudio Corrêa; Futema,Fábio; Hennemann,Carla Rosane de Aguiar.
Vinte cães provenientes da rotina anestésico-cirúrgica do Hospital de Clínicas Veterinárias da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), foram divididos em 2 grupos, I e II. e submetidos ao bloqueio neuromuscular com besilato de atracúrio 0,5mg/kg IV ou cloreto de alcurônio 0,1mg/kg IV consecutivamente. Foram monitorados a ventilometria, a freqüência cardíaca e o tempo de bloqueio neuromuscular dos animais que receberam besilato de atracúrio, submetidos à reversão espontânea, enquanto que a reversão do bloqueio produzido com cloreto de alcurônio foi realizada aos 60 minutos após instalação deste pela administração de neostigmina precedida de sulfato de atropina. Os resultados obtidos demonstraram diminuição do volume corrente pulmonar para ambos os...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Cães; Bloqueio neuromuscular; Atracúrio; Alcurônio.
Ano: 1996 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84781996000200008
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Fixação interna de fratura de epífise proximal de tíbia em potro Ciência Rural
Brunner,Carlos Henrique Maciel; Boccia,João Paulo; Martins,Maria de Fátima Monteiro; Futema,Fábio; Silva,Marilene Machado; Kolber,Milton; Chate,Sabrina Caruso; Bayeux,José Jofre Martins.
A fratura Salter Harris tipo II ocorre comumente na epífise proximal de tíbia em potros e tem reparação difícil mas com o advento das técnicas de fixação interna, o prognóstico tem melhorado. No caso descrito, em um potro da raça árabe de 26 dias de idade, com fratura proximal de tíbia direita tipo Salter Harris II, foram utilizadas as placas de compressão para garantirem estabilização e aproximação dos fragmentos fraturados, porém com risco de ocasionar distúrbios no desenvolvimento esquelético. No caso relatado, através do controle radiológico, não foi evidenciada diminuição da radioluscência na região correspondente à cartilagem de conjugação proximal da tíbia. O artigo tem como objetivo discutir o tratamento empregado que se mostrou como alternativa...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Fratura; Epífise; Tíbia; Potro.
Ano: 2006 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782006000100052
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Nova técnica de bloqueio do plexo braquial em cães Ciência Rural
Futema,Fábio; Fantoni,Denise Tabacchi; Auler Junior,José Otávio Costa; Cortopassi,Silvia Renata Gaido; Acaui,Andrea; Stopiglia,Angelo João.
O objetivo do presente estudo foi analisar a viabilidade e a eficácia de uma nova técnica para o bloqueio do plexo braquial em cães. Para tanto, foram utilizados 11 cães, machos e fêmeas, idade e peso variáveis e mestiços. Os animais foram pré-tratados com acepromazina e a indução da anestesia foi realizada com propofol. Posteriormente, os animais foram submetidos ao bloqueio do plexo braquial que constou da associação da técnica de múltiplas injeções com o emprego do estimulador de nervos e a técnica da palpação arterial como ponto de referência para a localização dos nervos. Utilizou-se como anestésico local, a bupivacaína com vasoconstritor administrado na dose total de 4mg/kg a 0,375% . O volume total foi dividido em 4 partes iguais, administradas na...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Plexo braquial; Estimulador de nervos periféricos; Cães; Bupivacaína.
Ano: 1999 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84781999000100012
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Utilização de alfentanil, sufentanil e fentanil em cães anestesiados com halotano Ciência Rural
Fantoni,Denise Tabacchi; Ambrosio,Aline Magalhães; Futema,Fábio; Migliati,Elton Rodrigues; Tamura,Eunice Yuriko.
Os analgésicos opióides promovem analgesia intensa, possibilitando o emprego de concentrações reduzidas dos anestésicos inalatórios, minimizando assim a depressão cardiovascular que ocorre durante a anestesia. Vários opióides podem ser empregados na anestesia, sendo que dentre os mais potentes, o fentanil, sufentanil e alfentanil são os mais freqüentemente administrados no transoperatório. No presente estudo, comparou-se a ação no sistema cardiovascular desses três agentes durante a anestesia inalatória em cães, submetidos a procedimentos ortopédicos, bem como, avaliou-se a possibilidade de se manter a anestesia com baixas concentrações de halotano. Foram usados três grupos, de dez animais cada, que receberam, após estabilização da anestesia, doses...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Fentanil; Alfentanil; Sufentanil; Cão; Halotano.
Ano: 1999 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84781999000400019
Registros recuperados: 6
Primeira ... 1 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional