Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 8
Primeira ... 1 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Arranjo produtivo local da indústria madeireira no Acre: informações preliminares. Repositório Alice
CASTRO, A. W. V. de; GOLLO, S. S..
Uma das maiores preocupações com o desenvolvimento regional na Amazônia tem sido a utilização desorganizada e desprovida dos cuidados com a sustentabilidade ambiental, social e econômica dos empreendimentos que utilizam seus recursos naturais para a geração de emprego e renda na região. Muito tem sido discutido em relação ao modelo de desenvolvimento regional que leve não somente a geração de emprego e renda na região, mas também que seja capaz de possibilitar a sustentabilidade ambiental com o mínimo de impactos indesejáveis sobre esse ecossistema. A abordagem dos Arranjos Produtivos Locais (APLs) pode representar um instrumento da maior importância em apoio ao desenvolvimento regional com a possibilidade de mostrar caminhos que possibilitem o...
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Madeira; Indústria; Condições econômicas; Desenvolvimento sustentável; Amazônia; Acre; Brasil.
Ano: 2008 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/410224
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Arranjos produtivos locais de produtos madeireiros e não-madeireiros no estado do Acre, Brasil. Repositório Alice
CASTRO, A. W. V. de; TOURINHO, M. M.; GOLLO, S. S..
Uma das maiores preocupações com o desenvolvimento regional na Amazônia tem sido a utilização desorganizada e desprovida dos cuidados com a sustentabilidade ambiental, social e econômica dos empreendimentos que utilizam seus recursos naturais para a geração de emprego e renda na região. Muito tem sido discutido em relação ao modelo de desenvolvimento regional que leve não somente a geração de emprego e renda na região, mas também que seja capaz de possibilitar a sustentabilidade ambiental com o mínimo de impactos indesejáveis sobre esse ecossistema. A abordagem dos Arranjos Produtivos Locais (APL) pode representar um instrumento da maior importância em apoio ao desenvolvimento regional com a possibilidade de mostrar caminhos que possibilitem o...
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Produto madeireiro; Produto não-madeireiro; Acre.
Ano: 2010 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/998579
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Arranjos produtivos locais de produtos madeireiros e não-madeireiros no estado do Pará, Brasil. Repositório Alice
CASTRO, A. W. V. de; TOURINHO, M. M.; GOLLO, S. S..
Uma das maiores preocupações com o desenvolvimento regional na Amazônia tem sido a utilização desorganizada e desprovida dos cuidados com a sustentabilidade ambiental, social e econômica dos empreendimentos que utilizam seus recursos naturais para a geração de emprego e renda na região. Muito tem sido discutido em relação ao modelo de desenvolvimento regional que leve não somente a geração de emprego e renda na região, mas também que seja capaz de possibilitar a sustentabilidade ambiental com o mínimo de impactos indesejáveis sobre esse ecossistema. A abordagem dos Arranjos Produtivos Locais (APL) pode representar um instrumento da maior importância em apoio ao desenvolvimento regional com a possibilidade de mostrar caminhos que possibilitem o...
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Produto madeireiro; Produto não-madeireiro; Pará; Aglomerados; Arranjos; APL; Madeira.
Ano: 2010 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/998589
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Configuração da cadeia produtiva do biodiesel, a partir da matéria-prima soja, no Rio Grande do Sul/Brasil. Repositório Alice
GOLLO, S. S.; MEDEIROS, J. F.; CRUZ, C. M. L.; CASTRO, A. W. V. de; PAZZINATTO, A. P..
O debate sobre o uso do biodiesel passou efetivamente a integrar ações públicas e privadas, quando o governo federal aprovou a Lei 11.097/2005, referente ao Programa Nacional de Produção e Uso do Biodiesel, que prevê a mistura de biodiesel ao diesel, prevendo a obtenção de benefícios econômicos, sociais e ambientais. As metas do programa foram gradativamente sendo implantadas, iniciando-se com uma mistura de B2 e atingindo-se já em 2010, a mistura de B5, que estava prevista para 2013. Com essa obrigatoriedade, houve aumento da demanda e estímulo ao aumento da produção de biodiesel, o que pode contribuir para a reconfiguração da matriz energética do país. O Rio Grande do Sul está liderando a produção de biodiesel em nível nacional. Este artigo visa...
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Cadeia produtiva; Biodiesel; Soja.
Ano: 2010 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/998592
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Fatores de competitividade em nível empresarial: um estudo no arranjo produtivo vitivinícola do Vale dos Vinhedos - Serra Gaúcha. Repositório Alice
GOLLO, S. S.; CRUZ, C. M. L.; CASTRO, A. W..
O enfoque teórico apresentado neste artigo é o da competitividade sistêmica, que considera diferentes fatores como determinantes da vantagem competitiva das organizações (PEDROZO et al., 1999; AMBASTHA; MOMAYA, 2004). Os modelos evidenciam o estudo da competitividade a partir de diferentes dimensões: empresariais/micro, estruturais/meso e sistêmica/macro. Neste artigo aplica-se o conceito de competitividade sistêmica em nível empresarial/micro, para estudar os fatores de competitividade de duas indústrias vinícolas do Arranjo Produtivo Vitivinícola do Vale dos Vinhedos, cuja área foi a primeira a obter indicação geográfica no Brasil. A pesquisa é qualitativo-exploratória e o método utilizado é o estudo de caso, buscando-se analisar em profundidade os...
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Competitividade sistêmica; Fatores de competitividade; Arranjo produtivo vitivinícola.
Ano: 2009 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/658558
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Indicações Geográficas no Brasil: as indicações de procedências já outorgadas e as áreas e produtos com potencial de certificação. Repositório Alice
GOLLO, S. S.; CASTRO, A. W. V. de..
Este artigo trata do tema das Indicações Geográficas, as quais se constituem numa das formas especiais de proteção aos produtos, que visam, principalmente, destacar seus aspectos distintivos, através da identificação e uso dos fatores naturais e humanos. A temática da indicação geográfica é uma área do direito de propriedade intelectual bastante discutida e aplicada em regiões da Europa e dos Estados Unidos, mais ainda pouco difundida no Brasil. Neste país existem quatro Indicações Geográficas na modalidade de Indicação de Procedência, envolvendo os vinhos fino da região do Vale dos Vinhedos - RS, o café do Cerrado de Minas Gerais, a carne do Pampa Gaúcho e a Cachaça de Paraty no Rio de Janeiro. O primeiro registro de Indicação Geográfica, na categoria de...
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Indicação geográfica; Legislação; Qualidade; Certificação de Produtos; Brasil.
Ano: 2008 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/410227
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Indicações geográficas sob o enfoque jurídico: o caso da indicação geográfica Vale dos Vinhedos na Serra Gaúcha/RS - Brasil. Repositório Alice
GOLLO, S. S.; CASTRO, A. W. V. de; SILVA, A. F. da; PAVAN, L. M. B.; MARINI, D..
Este artigo trata do tema das Indicações Geográficas uma forma de proteção aos produtos, que destaca aspectos distintivos pela identificação de fatores naturais e humanos. Este artigo objetiva apresentar o entendimento das indicações geográficas, a partir do disposto na legislação específica sobre a matéria, apresentar o panorama atual em termos de registros no Brasil e descrever o processo jurídico para a obtenção das Indicações Geográficas neste país, aplicando-o ao Caso da Indicação de Procedência e da Denominação de Origem Vale dos Vinhedos, na região da Serra Gaúcha, no Rio Grande do Sul. Em temos metodológicos caracteriza-se como uma pesquisa qualitativa, descritiva, que utiliza dados secundários, obtidos através de pesquisa bibliográfica junto à...
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Indicação geográfica; Indicação de procedência; Denominação de origem; Vinhos finos e espumantes; Vale dos Vinhedos.
Ano: 2013 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/971516
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
O processo de inovação e de estratégias de cooperação competitiva para a obtenção da indicação de procedência Vale dos Vinhedos: o caso da vinícola Boutique Lidio Carraro- Serra Gaúcha- RS/Brasil. Repositório Alice
GOLLO, S. S.; CASTRO, A. W. V. de; CASTRO, A. W. V. de..
O grande desafio do arranjo vitivinícola da Serra Gaúcha é o aumento da competitividade dos vinhos finos nacionais. Isso poderá ocorrer por medidas de reduções tributárias, pelo aumento do consumo per capita brasileiro de vinho e, principalmente pela implementação de inovações e de estratégias que promovam a melhoria da qualidade dos vinhos e por meio de medidas jurídicas que atestem essa qualidade como as indicações geográficas. Constata-se que na região do Vale dos Vinhedos, na Serra Gaúcha/RS/Brasil, as vinícolas estão implementando inovações e estratégias de competição e cooperação com vistas à obtenção anual da indicação de procedência para os vinhos finos. Nesse contexto, este artigo tem como objetivo identificar as inovações e as estratégias que têm...
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Enologia; Vinho; Qualidade; Pesquisa; Mudança tecnológica; Serra Gaúcha; Rio Grande do Sul; Brasil.
Ano: 2008 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/410231
Registros recuperados: 8
Primeira ... 1 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional