Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: 

RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 8
Primeira ... 1 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Alterações anatômicas e físico-químicas associadas ao armazenamento refrigerado de pêssegos 'Aurora-1' e 'Dourado-2'. Repositório Alice
BRON, I.U.; JACOMINO, A.P.; APPEZZATO-DA-GLÓRIA, B..
O presente trabalho objetivou avaliar as características anatômicas e físico-químicas de pêssegos (Prunus persica (L.) Batsch) 'Aurora-1' e 'Dourado-2', armazenados em diferentes temperaturas e períodos. No primeiro experimento, os frutos foram armazenados a 0, 3 e 6ºC por 14, 21, 28 e 35 dias (mais dois dias de simulação à comercialização, sob 25ºC). No segundo experimento, os frutos foram armazenados a 0 e 3ºC por 7, 14, 21, 28 e 35 dias (mais dois dias de simulação à comercialização, sob 25ºC). O delineamento experimental empregado foi inteiramente ao acaso, em esquema fatorial, com quatro repetições em parcelas de seis frutos. Pêssegos 'Dourado-2', após sete dias de armazenamento a 3ºC ou 14 dias de armazenamento a 0ºC, apresentaram lanosidade...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Prunus persica; Propriedade físico-química; Anatomia vegetal; Conservação de alimento; Distúrbio fisiológico; Lanosidade; Physico-chemical trait; Vegetal anatomy; Food conservation; Physiological disturbs; Woolliness.
Ano: 2002 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/108773
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Aspectos fisiológicos e microbiológicos de beterrabas minimamente processadas. Repositório Alice
VITTI, M.C.D.; KLUGE, R.A.; GALLO, C.R.; SCHIAVINATO, M.A.; MORETTI, C.L.; JACOMINO, A.P..
O objetivo deste trabalho foi avaliar aspectos fisiológicos e microbiológicos de beterrabas minimamente processadas. A taxa respiratória e a produção de etileno foram avaliadas até quatro horas após o processamento e durante 10 dias de armazenamento a 5oC. As análises microbiológicas foram realizadas no dia do processamento e após 10 dias de conservação. Raízes intactas apresentaram a menor taxa respiratória (5 mL CO2 kg-1 h-1), enquanto beterrabas raladas e descascadas obtiveram taxa respiratória de 30 mL CO2 kg-1 h-1 após quatro horas do processamento. Beterrabas minimamente processadas apresentaram um pico respiratório no segundo dia de armazenamento (80 mL CO2 kg-1 h-1), estabilizando em 30 mL CO2 kg-1 h-1 no quarto dia. Não foi detectado etileno em...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Beta vulgaris; Processamento mínimo; Respiração; Etileno; Armazenamento; Fresh cut; Respiration; Ethylene; Storage.
Ano: 2004 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/112550
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Índices para avaliar qualidade pós-colheita de goiabas em diferentes estádios de maturação. Repositório Alice
AZZOLINI, M.; JACOMINO, A.P.; BRON, I.U..
O objetivo deste trabalho foi determinar índices de maturação adequados para avaliar a influência dos estádios de maturação nas transformações físico-químicas após a colheita de goiabas (Psidium guajava cv. Pedro Sato). Frutos colhidos nos estádios de maturação, segundo a cor da casca (1: verde-escura, 2: verde-clara e 3: verde-amarela), foram armazenados a 25±1oC e 80±5% UR e avaliados quanto às transformações físicas e químicas e percentual de podridão. No momento da colheita, a cor da casca, a firmeza da polpa e a relação sólidos solúveis totais/acidez total titulável apresentaram diferenças significativas entre os três estádios de maturação. Durante o amadurecimento, as transformações físico-químicas foram semelhantes entre os estádios de maturação. O...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Psidium guajava; Amadurecimento; Ripening.
Ano: 2004 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/110075
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Inibição do amadurecimento de abacate com 1-metilciclopropeno. Repositório Alice
KLUGE, R.A.; JACOMINO, A.P.; OJEDA, R.M.; BRACKMANN, A..
O abacate (Persea americana) é um fruto climatérico que apresenta alta taxa respiratória e alta produção de etileno após a colheita, o que o torna altamente perecível. Por isso, o controle do amadurecimento desse fruto é fundamental para o aumento da vida útil de prateleira. Abacates 'Quintal' foram tratados com o bloqueador da ação do etileno 1-metilciclopropeno (1-MCP) nas concentrações de 0, 30, 90 e 270 nL L-1 durante 12 horas a 24oC e armazenados sob condições ambientais (24oC) por nove dias. Diariamente foram analisadas as variáveis coloração da casca e polpa, firmeza de polpa, porcentagem de frutos maduros (firmeza £ 8 Newtons), porcentagem de podridões, taxa respiratória e produção de etileno. O delineamento experimental foi inteiramente...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Persea americana; Produção de etileno; Senescência; Armazenamento; Pós-colheita; Ethylene production; Senescence; Storage; Postharvest.
Ano: 2002 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/107443
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Metodos de protecao de enxerto na producao de mudas de mangueira, abacateiro e nogueira macadamia. Repositório Alice
JACOMINO, A.P.; MINAMI, K.; KLUGE, R.A.; KISHINO, A.Y..
Diferentes materiais de protecao do enxerto foram avaliados na producao de mudas de mangueira (Mangifera indica L.) cv. Tommy Atkins, abacateiro (Persea americana L.) cv. Fortuna e nogueira-macadamia (Macadamia integrifolia Maiden & Betche) cv. Kau 344. Os materiais utilizados foram: saco de polietileno, parafina, parafina + vaselina, cera de abelha, parafilme e filme de PVC. Verificou-se que o parafilme promoveu melhor resultado de pegamento do enxerto em abacateiro (80,3%) e nogueira-macadamia (74,1%), seguido pelo filme de PVC (53,4% e 41,7%, respectivamente). Na enxertia de mangueira, o parafilme, filme de PVC e saco de polietileno não diferiram entre si estatisticamente (59,6%, 50,2% e 50,2%, respectivamente). Os porcentuais de pegamento...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Enxerto.
Ano: 2000 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/103533
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Producao e relacao raquis/cacho da bananeira 'nanicao' em diferentes densidades e arranjos de plantio. Repositório Alice
KLUGE, R.A.; SCARPARE FILHO, J.A.; VICTORIA FILHO, R.; JACOMINO, A.P..
Objetivou-se avaliar a influência de diferentes densidades e arranjos de plantio sobre os componentes de produção e a relação ráquis/cacho de bananeiras 'Nanicão', estabelecidas em Piracicaba, SP. Foram estudadas quatro densidades: 1.333, 1.666, 2.222 e 3.333 plantas ha-1, e dois arranjos de plantio: retângulo e triângulo (quincôncio). Independentemente do arranjo utilizado, o aumento da densidade elevou a produção de frutos de 37,24 para 75,83 t ha-1 e reduziu a massa do cacho de 30,30 para 24,79 kg, por causa da redução na massa do fruto. A porcentagem da massa da ráquis em relação à massa do cacho permaneceu em torno de 8%, independentemente da densidade e arranjo. Na maior densidade (3.333 plantas ha-1) podem ser exportadas do bananal até 6,80 t ha-1...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Banana; Musa; Inflorescencia; Inflorescences.
Ano: 2000 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/103175
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Recobrimento de laranja 'Pêra' com filme de concentrado protéico de soro de leite associado a plastificantes. Repositório Alice
ALLEONI, A.C.C.; JACOMINO, A.P.; ROSA, A.S..
O objetivo desse estudo foi avaliar o efeito de coberturas à base de concentrado protéico de soro de leite (CPSL), associadas a dois tipos de plastificantes (glicerol e sorbitol), em laranja 'Pêra'. As frutas foram lavadas e higienizadas de acordo com os padrões comerciais e submetidas à aplicação das coberturas. As coberturas à base de CPSL não foram eficientes na redução da perda de massa fresca da laranja 'Pera', independentemente do plastificante utilizado. Depois de 11 dias de armazenagem, as laranjas cobertas com solução filmogênica de 6% de proteína e 6% de glicerol, e laranjas cobertas com solução de 4% de proteína e 8% de sorbitol perderam menos massa, quando comparadas às outras combinações de proteína e plastificante. As coberturas não...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Citrus sinensis; Cobertura comestível; Glicerol; Permeabilidade ao vapor d'água; Edible coating; Glycerol; Sorbitol; Water vapour permeability.
Ano: 2006 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/119168
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Tratamento térmico para controle da lanosidade em pêssegos 'Dourado-2' refrigerados Repositório Alice
VITTI, D.C.C.; KLUGE, R.A.; JACOMINO, A.P.; LIMA, G.P.P..
O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito de tratamentos térmicos na incidência de lanosidade em pêssegos 'Dourado-2' armazenados a 0ºC e na fisiologia e bioquímica dos frutos. Foram realizados condicionamentos térmicos antes da refrigeração, por meio da exposição dos frutos a 50oC por 2 horas ou a 20oC por 48 horas e do aquecimento intermitente durante o armazenamento refrigerado; os frutos foram submetidos a 25oC durante 24 horas, a cada cinco dias de armazenamento a 0oC, ou durante 48 horas, a cada dez dias de armazenamento a 0oC. Frutos continuamente armazenados a 0oC serviram de controle. Após 30 dias de armazenamento mais três dias de comercialização simulada, foram determinados os efeitos dos tratamentos sobre a incidência de lanosidade,...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Prunus persica; Aquecimento intermitente; Condicionamento térmico; Dano por frio; Intermittent warming; Temperature-conditioning; Chilling injury.
Ano: 2007 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/122843
Registros recuperados: 8
Primeira ... 1 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional