Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 6
Primeira ... 1 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Aceitação sensorial e caracterização de frozen yogurt de leite de cabra com adição de cultura probiótica e prebiótico Ciência Rural
Alves,Larissa de Lima; Richards,Neila Silvia Pereira dos Santos; Becker,Larissa Vargas; Andrade,Diego Fontana de; Milani,Liana Inês Guidolin; Rezer,Ana Paula de Souza; Scipioni,Gustavo Callegari.
O leite de cabra é recomendado para pessoas intolerantes ao leite de vaca e/ou portadoras de desordens gastrintestinais. frozen yogurt elaborado a partir de iogurte de leite de cabra foi acrescido de 1% de prebiótico (inulina), 0,25% de cultura starter (Streptococcus thermophilus e Lactobacillus bulgaricus) e 0,25% de cultura probiótica (Bifidobacterium animalis e Lactobacillus acidophilus) para verificar seu potencial probiótico (após sete e 120 dias de armazenamento), sua qualidade físico-química e sua aceitação sensorial. Durante a estocagem, houve redução de células viáveis da flora microbiana, principalmente dos probióticos. Ainda assim, o produto apresenta potencialidade probiótica pela soma de B. animalis e L. acidophilus atingir o mínimo desejável...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Bifidobacterium animalis; Lactobacillus acidophilus; Inulina.
Ano: 2009 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782009000900033
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Bioproteção de lingüiça de frango Ciênc. Tecnol. Aliment.
Milani,Liana Inês Guidolin; Fries,Leadir Lucy Martins; Paz,Patrícia Bisso; Bellé,Maíra; Terra,Nelcindo Nascimento.
O presente trabalho teve como objetivo utilizar culturas bioprotetoras para inibir o desenvolvimento de microrganismos indesejáveis, na elaboração de lingüiça de frango com boas características sensoriais, durante seu período de armazenamento a 8°C. As lingüiças de frango foram elaboradas partindo da mesma massa básica (controle), e adicionando a cultura Elce e as culturas Bactoferm B2 e a Bactoferm S-SX. As análises realizadas foram: contagem de bactérias láticas, contagem de microrganismos psicrotróficos, contagem de Gram negativos, contagem de Staphylococcus aureus e contagem de Clostridios Sulfitos Redutores; análise sensorial e determinação de pH. Não houve desenvolvimento de Staphylococcus aureus e Clostridios Sulfitos Redutores. Alta contagem de...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Lingüiça de frango; Bioproteção; Culturas "starters".
Ano: 2003 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-20612003000200010
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Características físico-químicas de embutido curado fermentado com adição de carne de avestruz associada à de suíno Ciência Rural
Cavalheiro,Carlos Pasqualin; Terra,Nelcindo Nascimento; Fries,Leadir Lucy Martins; Milani,Liana Inês Guidolin; Rezer,Ana Paula de Souza; Cavalheiro,Caroline Viegas; Manfio,Marialene.
Os objetivos deste trabalho foram desenvolver e determinar as características físico-químicas e a composição centesimal de um embutido curado fermentado contendo carne de avestruz (Struthio camelus) e carne suína. Para isso, utilizaram-se quatro formulações, e em uma não foi utilizada carne de avestruz (controle) e nas outras foram utilizados 19, 38,3 e 57,6% dessa carne, em associação com a carne suína. Os produtos foram avaliados durante o processamento diariamente, na primeira semana e nos dias 14, 21 e 28, para análise de pH; nos dias zero, três, sete, 14, 21 e 28 foram avaliados quanto à atividade de água; e, após concluída a fabricação, foram avaliados quanto à quebra de peso e à composição centesimal (28 dias). Os resultados mostraram que os...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Embutido curado fermentado; Carne de avestruz; PH; Composição centesimal.
Ano: 2010 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782010000200030
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Casca de ovo como fonte de cálcio para humanos: composição mineral e análise microbiológica Ciência Rural
Milbradt,Bruna Gressler; Müller,Aline Lima Hermes; Silva,Jéssica Soares da; Lunardi,Julianna Rodrigues; Milani,Liana Inês Guidolin; Flores,Érico Marlon de Moraes; Callegaro,Maria da Graça Kolisnki; Emanuelli,Tatiana.
Este estudo teve como objetivo avaliar a composição mineral de diferentes tipos de cascas de ovo, bem como a segurança microbiológica de amostras submetidas a diferentes métodos de higienização. Para a obtenção do pó de casca de ovo, as cascas foram lavadas, higienizadas, secas em estufa e trituradas em moinho. Cascas de ovo de granja (criação confinada), de coloração branca e vermelha, e cascas de ovo coloniais (caipira), provenientes da região central do Rio Grande do Sul, foram comparadas quanto a sua composição mineral. O Ca, mineral predominante na casca de ovo, se manteve em concentrações semelhantes nas diferentes amostras (cerca de 365mg g-1). As cascas de ovo de granja apresentaram maior concentração de Mg e menor concentração de Sr que as cascas...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Casca de ovo; Cálcio; Minerais; Metais tóxicos; Qualidade higiênico-sanitária.
Ano: 2015 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782015000300560
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Emprego de soro de leite líquido na elaboração de mortadela Ciência Rural
Terra,Nelcindo Nascimento; Fries,Leadir Lucy Martins; Milani,Liana Inês Guidolin; Richards,Neila Silvia Pereira dos Santos; Rezer,Ana Paula de Souza; Backes,Ângela Maria; Beulch,Suen; Santos,Bibiana Alves dos.
No presente experimento, o objetivo foi verificar a possibilidade de incorporar soro de leite líquido em mortadela. A água empregada na elaboração da mortadela foi substituída nas proporções de 50, 75 e 100% por soro de leite líquido. Foram avaliadas as características sensoriais (cor, odor, sabor e textura), pH, coloração, estabilidade da emulsão da mortadela, assim como a percentagem de gordura e líquido, liberados após o tratamento térmico da emulsão da mortadela. A adição de soro de leite líquido não exerceu influência significativa nas características sensoriais, pH, coloração, estabilidade da emulsão e líquido liberado após o tratamento térmico das mortadelas. A substituição de 75 e 100% da água por soro de leite líquido, na elaboração da mortadela...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Mortadela; Soro de leite; Análise sensorial; Estabilidade da emulsão.
Ano: 2009 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782009000300038
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Salame tipo italiano elaborado com culturas starters nativas Ciênc. Tecnol. Aliment.
Cirolini,Andréia; Fries,Leadir Lucy Martins; Terra,Nelcindo Nascimento; Milani,Liana Inês Guidolin; Urnau,Diala; Santos,Bibiana Alves dos; Cervo,Giovanna Dotta; Rezer,Ana Paula de Souza.
A pesquisa teve como objetivo acrescentar culturas starters nativas em salame tipo Italiano e avaliar o desempenho frente a culturas comerciais quanto às características microbiológicas, físico-químicas e sensoriais. As culturas utilizadas foram Staphylococcus xylosus, isolado de salames coloniais, e Lactococcus lactis ssp. lactis, isolado de um produto lácteo e fermentado em meio de cultura de plasma suíno. Elaboraram-se os seguintes tratamentos: T1 - adição de starters comerciais (Staphylococcus xylosus e Lactococcus lactis ssp. lactis); T2 - mistura de Staphylococcus xylosus isolado mais Lactococcus lactis ssp. lactis comercial; T3 - mistura de Lactococcus lactis ssp. lactis isolado mais Staphylococcus xylosus comercial; e T4 - Staphylococcus xylosus e...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Culturas starters nativas; Salame; Staphylococcus xylosus; Lactococcus lactis ssp. lactis.
Ano: 2010 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-20612010000500026
Registros recuperados: 6
Primeira ... 1 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional