Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 57
Primeira ... 123 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Ácido indolbutírico e diferentes clones no enraizamento de estacas de Araucaria angustifolia. Repositório Alice
MAGGIONI, R. de A.; TOMASI, J. de C.; ZUFFELLATO-RIBAS, K. C.; WENDLING, I..
Objetivou-se avaliar o efeito de diferentes concentrações de ácido indolbutírico (AIB), na estaquia de clones de araucária.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: AIB; Araucária Angustifólia; Pinheiro do Paraná; Espécie Nativa; Clone; Propagação Vegetativa; Enraizamento de Estaca.
Ano: 2018 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1095244
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Ácido indolbutírico no enraizamento de estacas semilenhosas do porta-enxerto de videira 'VR043-43' (Vitis vinifera x Vitis rotundifolia) Rev. Bras. Frutic.
Machado,Marília Pereira; Mayer,Juliana Lischka Sampaio; Ritter,Marlice; Biasi,Luiz Antonio.
Este trabalho teve como objetivo avaliar diferentes concentrações de ácido indolbutírico (AIB) no enraizamento de estacas semilenhosas do porta-enxerto de videira 'VR043-43' (Vitis vinifera x Vitis rotundifolia). O experimento foi realizado na Universidade Federal do Paraná, Curitiba-PR, no período de dezembro de 2004 a janeiro de 2005. As concentrações de AIB testadas foram 0; 1.000; 2.000 e 3.000 mg L-1, sendo a base das estacas imersas nas soluções dos reguladores vegetais, durante dez segundos. Após 40 dias em câmara de nebulização, as estacas foram avaliadas. As estacas com maior porcentagem de enraizamento foram aquelas que não receberam tratamento com AIB (92,5%). A porcentagem de estacas mortas aumentou com as concentrações de AIB, e a porcentagem...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: AIB; Propagação vegetativa; Estaquia; Vitis.
Ano: 2005 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452005000300032
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Aclimatização de porta-enxertos de Prunus sp. micropropagados Rev. Bras. Frutic.
Rogalski,Marcelo; Moraes,Liziane Kadine Antunes de; Felisbino,Claudia; Crestani,Leandro; Guerra,Miguel Pedro; Silva,Aparecido Lima da.
A fase de aclimatização é considerada limitante para a maior parte das plantas micropropagadas pelas altas taxas de perdas que podem acarretar. A cultura in vitro tem determinado, para algumas espécies, a alteração de características morfológicas, anatômicas e fisiológicas que dificultam a sua aclimatização. O objetivo deste trabalho foi avaliar a sobrevivência de plantas dos porta-enxertos de Prunus Capdeboscq e GF677, e das seleções VP411 e VP417 durante o processo de aclimatização. Brotos com 2-3 cm foram inoculados em meio de cultura Lepoivre, suplementado com 0,1; 0,5; 1,0 e 2,0 mg.L-1 de AIB. Após 15 dias as plantas foram transferidas para bandejas alveoladas contendo substrato comercial Plantmax ®, cobertas com uma lâmina de vidro transparente e...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Prunáceas; Propagação in vitro; AIB; Sobrevivência.
Ano: 2003 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452003000200024
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Aib e substrato na produção de mudas de mirtilo cv. "Climax" através de microestaquia Ciência Rural
Schuch,Márcia Wulff; De Rossi,Andrea; Damiani,Cláudia Roberta; Soares,Gustavo Campos.
Embora no Sul do Brasil o mirtilo esteja sendo pesquisado e produzido como uma nova alternativa na fruticultura, a maioria das mudas produzidas são obtidas pela propagação vegetativa, através do uso de estacas, e os resultados obtidos são insatisfatórios. Dessa forma, o objetivo deste trabalho foi testar a capacidade de enraizamento de mirtilo "rabbiteye", através da técnica de microestaquia. Microestacas provenientes de plantas aclimatadas de Vaccinium ashey Reade, cv. "Climax", obtidas através de micropropagação, foram testadas. O experimento foi conduzido em casa de vegetação usando dois tipos de microestacas (média e apical), dois substratos (areia e Plantmax®) e três concentrações de AIB (0, 1000 e 2000mg L-1). Aos 60 dias após a instalação do...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Vaccinium ashei; "rabbiteye"; Rejuvenescimento; Propagação vegetativa; Enraizamento; AIB.
Ano: 2007 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782007000500036
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Aplicação de AIB em gel na miniestaquia de Eucalyptus benthamii Maiden & Cambage x Eucalyptus dunnii Maiden. Repositório Alice
PIRES, P. P.; BRONDANI, G. E.; WENDLING, I..
2007
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: AIB.
Ano: 2007 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/313954
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Aplicação de IBA para o enraizamento de miniestacas de Eucalyptus benthamii Maiden & Cambage x Eucalyptus dunnii Maiden. Repositório Alice
BRONDANI, G. E.; GROSSI, F.; WENDLING, I.; DUTRA, L. F.; ARAUJO, M. A..
O Eucalyptus apresenta grande importância no setor florestal e muitos avanços na área do melhoramento foram conquistados com o advento da biotecnologia. Contudo, alguns genótipos promissores ainda não possuem protocolos de multiplicação com técnicas de clonagem, como a miniestaquia. Objetivou-se avaliar concentrações de IBA na sobrevivência, enraizamento e vigor vegetativo de miniestacas de E. benthamii x E. dunnii, com a determinação da dose de máxima eficiência técnica. Minicepas dos clones H12, H19 e H20 foram manejadas em minijardim clonal em sistema semi-hidropônico. Para o enraizamento, mergulhou-se a porção basal da miniestaca em soluções hidroalcoólicas, cujas concentrações foram: 0, 2.000, 4.000, 6.000 e 8.000 mg L-1 de IBA. O experimento foi...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Eucalyptus benthamii x Eucalyptus dunnii; AIB; Miniestaquia; Enraizamento.
Ano: 2010 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/881469
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Brotação de gemas em secções de caule de abacaxizeiro 'smooth cayenne' tratadas com reguladores de crescimento Rev. Bras. Frutic.
Coelho,Ruimário Inácio; Carvalho,Almy Júnior Cordeiro de; Thiebaut,Jose Tarcisio Lima; Lopes,José Carlos.
Avaliou-se a propagação ex-vitro do abacaxizeiro, 'Smooth Cayenne', utilizando-se de secções de caule tratadas com Ácido Giberélico (GA3) e 6-benzilaminopurina (BAP). O delineamento utilizado foi o fatorial fracionado do tipo (1/5)5³, com tamanho de secções, GA3 e BAP, e cinco níveis, num total de 25 tratamentos, que consistiram em combinações de secções de diferentes comprimentos (6; 8; 10; 12 e 14 cm) e concentrações (0; 100; 200; 300 e 400 mg L-1) de GA3 e BAP. Cada parcela constituiu-se de 50 secções. O BAP apresentou efeito positivo, e o GA3, efeito negativo sobre a percentagem de secções brotadas em avaliação realizada aos 28 dias após o plantio. O tamanho da secção, o GA3 e o BAP influenciaram no número de gemas brotadas por secção. Verificou-se...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Ananas comosus var. comosus; Propagação; AIB; BAP.
Ano: 2009 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452009000100028
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Clonagem de canistel por estaquia Rev. Bras. Frutic.
Chiamolera,Fernando Marcelo; Silva,Adriana de Castro Correia da; Sabião,Rafael Roveri; Cunha,Tatiana Pagan Loeiro da; Martins,Antonio Baldo Geraldo.
O canistel é nativo do sul do México e América Central e seus frutos apresentam elevado teor de carotenoides e vitamina A. Sua propagação é feita via sementes, resultando em considerável variabilidade genética entre os indivíduos, sendo a propagação vegetativa preferível, a fim de fixar características desejáveis. Assim, o objetivo deste trabalho foi avaliar a propagação vegetativa por estaquia de ramos semi-herbáceos de canistel, em função de quatro genótipos e quatro concentrações de AIB. Foram utilizadas estacas semiherbáceas apicais, mantidas com um par de folhas, sob nebulização intermitente, por 120 dias. O delineamento experimental foi o inteiramente casualizado, em esquema fatorial 4×4 (genótipos de canistel × concentrações de AIB), com quatro...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Pouteria campechiana; AIB; Enraizamento; Produção de mudas.
Ano: 2014 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452014000300016
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
CLONAGEM DO JAMBEIRO-ROSA (Syzygium malacensis) POR ESTAQUIA DE RAMOS ENFOLHADOS Rev. Bras. Frutic.
MARTINS,ANTONIO BALDO GERALDO; GRACIANO,FABIANA ANDRÉIA; SILVA,ANA VERUSKA CRUZ DA.
O jambeiro-rosa é uma fruteira exótica que representa uma alternativa aos fruticultores, devido às características organolépticas de seus frutos. Em virtude da segregação genética e ausência de sementes em vários clones, procurou-se, neste trabalho, estudar a propagação vegetativa, utilizando-se de estacas com folhas e a influência do tratamento com AIB. O trabalho foi realizado na Área experimental de fruticultura da Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias -- UNESP, Câmpus de Jaboticabal, São Paulo, no período de outubro de 1998 a março de 1999, tendo como objetivo avaliar a capacidade de enraizamento de estacas com folhas apicais e subapicais de jambeiro-rosa com a utilização de diferentes concentrações de ácido indolbutírico (AIB). O delineamento...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Enraizamento; AIB.
Ano: 2001 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452001000200033
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Comprimento de estaca de camu-camu com ácido indolbutírico para a formação de mudas Rev. Bras. Frutic.
Delgado,Jhon Paul Mathews; Yuyama,Kaoru.
O fruto do camu-camu chama a atenção pelo alto teor de vitamina C (877 a 6.116 mg/100 g de polpa). A propagação normalmente é por semente, que proporciona segregação em diferentes características de interesse comercial, enquanto a propagação vegetativa permite obter plantas de melhor uniformidade. O trabalho teve como objetivo avaliar o efeito do ácido indolbutírico - AIB (0 e 200 mg L-1), no enraizamento de estacas provenientes de ramos juvenis de camu-camu (5; 10 e 20 cm de comprimento, com 2 a 3 cm de diâmetro). As estacas de 20 cm de comprimento com aplicação de AIB são indicadas para a produção de mudas, cujo índice atinge 50% de mudas formadas (brotos + raiz). A utilização de AIB produziu um efeito positivo no desenvolvimento do número e comprimento...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Myrciaria dubia; Enraizamento; Estaquia; AIB; Produção de mudas.
Ano: 2010 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452010000200024
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Concentrações de ácido indolbutírico e tipos de substrato na propagação vegetativa de lichia Rev. Bras. Frutic.
Smarsi,Ronny Clayton; Chagas,Edvan Alves; Reis,Luis Lessi dos; Oliveira,Gabriella Ferreira de; Mendonça,Vander; Tropaldi,Leandro; Pio,Rafael; Scarpare Filho,João Alexio.
Objetivou-se, no presente trabalho, avaliar o efeito da aplicação de AIB e diferentes tipos de substratos na propagação vegetativa de lichia via técnica de alporquia. Os alporques foram realizados em ramos semilenhosos, sadios e vigorosos da cultivar Bengal, com 12 anos de idade. Os ramos foram anelados com 1,5 cm de largura, tratados com diferentes concentrações de AIB (0; 1.000; 2.000; 3.000 e 4.000 mg.L-1), distribuídos em solução com auxílio de pincel e cobertos com três diferentes tipos de substratos (plantmax®, húmus e esfagno) umedecidos. Em seguida, foram envolvidos com plástico transparente e amarrados nas duas extremidades, para criar um ambiente úmido ao redor da lesão, favorável ao desenvolvimento de raízes, para a produção dos alporques. Após...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Litchi chinensis Sonn.; Alporquia; Regulador de crescimento; AIB.
Ano: 2008 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452008000100004
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Concentrações de ácido indolbutírico na rizogênese in vitro de híbrido de pimenteira-do-reino. Repositório Alice
PONTE, N. H. T. da; LEMOS, O. F. de; RODRIGUES, E. C. da S.; SANTOS, L. R. R. dos..
2014
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: AIB; Enraizamento in vitro; Híbrido intraespecífico; Pimenta-do-reino.
Ano: 2014 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1001038
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Diferentes concentrações de ácido indol butírico no enraizamento de estacas de marmeleiro (Croton blanchetianus). Repositório Alice
SANTOS, R. R. dos; CARVALHO, J. R. de S.; SOUZA, A. V. de; BASTOS, D. C..
Este trabalho teve como objetivo avaliar o efeito de diferentes concentrações de ácido indol butírico (AIB) no enraizamento de estacas de marmeleiro. O experimento foi realizado no Laboratório de Biotecnologia e no viveiro de mudas da Embrapa Semiárido utilizando-se estacas sub apicais com 20 cm de comprimento, coletadas no Município de Petrolina, PE. As estacas foram imersas em solução de AIB nas concentrações de 2.000 mg.L-1, 4.000 mg.L-1, 6.000 mg.L- 1 e 8.000 mg.L-1, por 1 minuto (imersão rápida). A ausência de AIB foi usada como tratamento controle. As estacas foram plantadas em tubetes contendo substrato comercial para mudas, mantidas em viveiro telado e irrigadas diariamente por um período de 90 dias. Depois, foi realizada a avaliação do número de...
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Estaquia; Auxina; Croton blanchetianus; Ácido indol butírico; AIB; Propagação; Planta nativa; Marmeleiro; Planta medicinal; Caatinga; Natural resource.
Ano: 2016 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1054802
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeito de diferentes substratos e épocas de coleta no enraizamento de estacas herbáceas de goiabeira, cvs. paluma e século XXI Rev. Bras. Frutic.
Zietemann,Corina; Roberto,Sérgio Ruffo.
Este trabalho objetivou avaliar o enraizamento de estacas herbáceas das goiabeiras 'Paluma' e 'Século XXI' em diferentes substratos, coletadas na primavera e no verão. As estacas foram obtidas de ramos jovens não-lignificados de árvores de quatro anos, com um par de folhas no nó superior e 10 cm de comprimento. Para cada época testada, as estacas foram tratadas por imersão rápida, com cinco doses de AIB (0; 500; 1.000; 1.500 e 2.000 mg/L) e dispostas em bandejas plásticas perfuradas com dois substratos (casca de arroz carbonizada e vermiculita) em câmara de nebulização. Após 70 dias da estaquia, foram avaliadas as seguintes variáveis: porcentagem de enraizamento; massas seca e fresca das raízes; número de raízes por estaca; comprimento das raízes;...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: AIB; Câmara de nebulização; Psidium guajava L.
Ano: 2007 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452007000100009
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeito do ácido indolbutírico e época de coleta no enraizamento de estacas semi-lenhosas do cacaueiro Rev. Bras. Frutic.
Leite,José Basílio Vieira; Martins,Antonio Baldo Geraldo.
O objetivo do trabalho foi verificar o efeito do ácido indolbutírico (AIB) no enraizamento de estacas do cacaueiro. O delineamento experimental foi o inteiramente casualizado, em esquema fatorial 3 x 5 x 2, envolvendo 3 clones (Cepec 2008, CCN 51 e TSH 1188), 5 concentrações de ácido indolbutírico AIB (0; 1.000; 3.000; 6.000 e 9.000 mg kg-1), duas épocas do ano (verão e inverno),, cinco repetições e 10 estacas por parcela. A avaliação do experimento foi realizada 120 dias após o plantio e analisadas as seguintes variáveis: percentagem de sobrevivência (SOB), número de brotações (NB), matéria seca das brotações (MSB), percentagem de estacas enraizadas (ENR), número de raízes (NR) e matéria seca de raízes (MSR). Os fatores época do ano e concentração de AIB...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Theobroma cacao L.; Estaquia; Propagação; AIB.
Ano: 2007 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452007000200003
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeito do ácido indolebutírico e do extrato de alga no enraizamento de estacas lenhosas e herbáceas de BRS Guaraçá. Repositório Alice
SILVA, J. C. da; SANTOS, C. A. F.; LOURENÇO, A. M. S.; COSTA, S. R. da.
Este trabalho teve como objetivo avaliar o efeito de diferentes concentrações de AIB e a aplicação de extrato de alga no enraizamento de estacas de BRS Guaraçá objetivando o aumento na eficiência de enraizamento para a produção de mudas.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Propagação; AIB; Hibrído; Guaraça; Regulador de crescimento; Goiaba; Psidium; Guava.
Ano: 2017 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1073130
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeito do tempo de dessorção das lignanas durante análise qualitativa por pirólise-cromatografia gasosa-espectrometria de massa. Repositório Alice
BRAINE, J. W.; HANSEL, F. A.; PALUDZYSZYN FILHO, E..
2010
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Eucalyptus; Clonagem; Propagação vegetativa; Ácido indolilbutírico; AIB.
Ano: 2010 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/881489
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeitos de reguladores vegetais na propagação vegetativa do porta-enxerto de videira '43-43' (Vitis vinifera x V. rotundifolia) Rev. Bras. Frutic.
Botelho,Renato Vasconcelos; Maia,Aline José; Pires,Erasmo José Paioli; Terra,Maurilo Monteiro; Schuck,Enio.
Este trabalho teve como objetivo desenvolver uma metodologia para a propagação vegetativa do porta-enxerto de videira '43-43'. Estacas lenhosas retiradas em agosto, herbáceas retiradas em janeiro e semilenhosas retiradas em março foram imersas, por 10 segundos, em soluções contendo diferentes doses dos fitorreguladores paclobutrazol (0; 100 e 200 mg.L-1) e ácido indolilbutírico (0; 500 e 1.000 mg.L-1), combinados ou não, totalizando nove tratamentos para cada tipo de estaca. Após 60 dias do plantio das estacas, foram avaliadas as variáveis porcentagem de estacas enraizadas, número de raízes, massa fresca de raízes e porcentagem de estacas com brotações. Estacas lenhosas apresentaram 100% de brotação das gemas, mas não foi constatado enraizamento,...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Uvas; Estacas; Enraizamento; Paclobutrazol; Auxinas; AIB.
Ano: 2005 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452005000100004
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeitos do ácido indolbutírico e da época de coleta no enraizamento de estacas de goiabeira (Psidium guajava L.) Scientia Agricola
Tavares,M. S. W.; Kersten,E.; Siewerdt,F..
Este trabalho foi desenvolvido com o objetivo de verificar o efeito de concentrações de ácido indolbutírico (AIB) e da época de coleta sobre o enraizamento de estacas de goiabeira (Psidium guajava L.), oriundas de plantas produtoras de frutos de polpa vermelha e de polpa branca, em estufa com nebulizacão intermitente. Utilizou-se estacas apicais com um par de folhas e estacas medianas com dois pares de folhas, ambas cortadas pela metade. Após serem padronizadas em aproximadamente 15 cm de comprimento, procedeu-se ao tratamento introduzindo em torno de 1 cm da base da estaca em AIB na forma de pó, nas concentrações de zero, 4000, 5000, 6000 e 7000 ppm. Em seguida, colocou-se o material em sacos de polietileno perfurado, contendo cinza de casca de arroz como...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Estaquia; Goiabeira; AIB; Ácido indolbutírico.
Ano: 1995 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-90161995000200018
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Enraizamento de diferentes tipos de estacas de aceroleira utilizando ácido indolbutírico Rev. Bras. Frutic.
Gontijo,Tiago Chaltein Almeida; Ramos,José Darlan; Mendonça,Vander; Pio,Rafael; Araújo Neto,Sebastião Elviro de; Corrêa,Fernando Luiz de Oliveira.
Este trabalho teve como objetivo avaliar a influência do número de pares de folhas e testar o efeito de diferentes concentrações de AIB (ácido indolbutírico) no enraizamento de estacas semilenhosas de aceroleira. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado, em fatorial 5 x 3, com cinco concentrações diferentes de AIB (0; 1600; 2000; 2400 e 2800 mg.L-1) e três tipos de estacas (sem folhas, com um par de folhas e com dois pares de folhas). As estacas foram obtidas de plantas da coleção de matrizes do pomar da UFLA, sendo padronizadas com 15 cm de comprimento. Após o preparo das estacas, estas foram imersas nas soluções de AIB por 5 segundos, em seguida colocadas em bandejas de polipropileno contendo o substrato vermiculita e...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Malpighia glabra L.; Propagação; AIB.
Ano: 2003 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452003000200027
Registros recuperados: 57
Primeira ... 123 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional