Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 67
Primeira ... 1234 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
A comunidade de abelhas (Hymenoptera, Apoidea) em áreas florestais do Parque Estadual de Itapuã (Viamão, RS): diversidade, abundância relativa e atividade sazonal Iheringia, Sér. Zool.
Truylio,Betânia; Harter-Marques,Birgit.
A comunidade de abelhas (Hymenoptera, Apoidea) foi estudada no Parque Estadual do Itapuã, município de Viamão, no que diz respeito à diversidade, abundância relativa e atividade sazonal. As abelhas foram coletadas sobre as flores em duas áreas florestais, durante dois dias consecutivos por área, quinzenalmente, das 8 h às 18 h. No total, foram capturadas 3.306 abelhas pertencentes a 95 espécies das cinco famílias ocorrentes no Brasil. Dentre elas, Apidae foi a família mais abundante (2.860 indivíduos) e mais diversificada (36 espécies), seguida de Halictidae com 308 indivíduos e 26 espécies. Comparações realizadas com a fauna de abelhas de outras comunidades revelaram uma baixa diversidade na região estudada. Representantes de Apidae e Halictidae foram...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Abelhas; Fenologia; Riqueza.
Ano: 2007 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0073-47212007000400006
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
ABELHAS EUGLOSSINAE DE BARREIRINHAS, ZONA DO LITORAL DA BAIXADA ORIENTAL MARANHENSE Acta Amazonica
REBÊLO,José Manuel Macário; CABRAL,Antonio de Jesus M..
Machos de Euglossinac foram coletados nos cerrados da região de Barreirinhas, Zona do Litoral da Baixada Oriental Maranhense, com uso de cineol, eugenol, salicilato de metila e benzoato de benzila, como iscas. Foram encontradas 9 espécies distribuídas em 4 gêneros: Euglossa, Eufriesea, Eulaema e Exaerete. As mais comuns foram Euglossa cordata (63,31%), Eulaema ungulata (17,80%), Eulaema nigrita (7,63%), Euglossa modestior (4,94%) e Eufriesea ornata (4,16%). As demais, Euglossa chalybeata, Euglossa fimbriata, Euglossa melanotricha e Exaerete smaragdina, foram menos freqüentes, representando juntas 2,16% da amostra total. As abelhas estiveram ativas nas duas estações, seca e chuvosa, sendo mais abundantes na última. Cineol atraiu 78,2% dos machos (8...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Abelhas; Euglossinae; Iscas odoríferas; Maranhão.
Ano: 1997 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0044-59671997000200145
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
ABELHAS SOCIAIS (HYMENOPTERA : APIDAE) E SEUS RECURSOS FLORAIS EM UMA REGIÃO DE MATA SECUNDÁRIA, ALCÂNTARA, MA, BRASIL Acta Amazonica
GONÇALVES,Silmary de Jesus M; RÊGO,Márcia; ARAÚJO,Andréa de.
De julho/1992 a junho/1993 foram feitas coletas em intervalos de ,28 a 30 dias em uma .área de vegetação secundária com 1.650m2, próxima ao rio Pepital, em Alcântara - MA, com o objetivo de conhecer a fauna apícola e suas relações com a flora local. Foram coletados sobre flores 1.076 indivíduos (1.073 fêmeas e 03 machos), pertencentes a 20 espécies e 11 gêneros da família Apidae. Trigona fulviventrís(42,2%), Apis mellifera(24,5%), Trigona pollens(12,5%), Trigona fuscipennis(10,0%), Tetragona clavipes(2,9%) e Melipona puncticollis(2,3%) foram as espécies mais abundantes. O menor número de indivíduos foi coletado em abril (mês chuvoso), e o mês com maior númerode indivíduos capturados foi julho. A maior frequência de Apidae foi observada entre 6:00 e 8:00...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Abelhas; Apidae; Recursos florais; Alcântara.
Ano: 1996 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0044-59671996000200055
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Abelhas visitantes florais e potenciais polinizadores da cajazeira (Spondias mombin L.) sob cultivo, na chapada do Apodi, Ceará. Repositório Alice
OLIVEIRA, M. O. de.
2010
Tipo: Tese/dissertação (ALICE) Palavras-chave: Abelhas; Polinização; Cajazeira; Requerimentos de polinização; Fruticultura.
Ano: 2010 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/884428
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
ANTHOPHORIDAE (HYMENOPTERA; APOIDEA) E FLORA ASSOCIADA EM UMA FORMAÇÃO DE CERRADO NO MUNICÍPIO DE BARREIRINHAS, MA, BRASIL Acta Amazonica
ALBUQUERQUE,Patrícia M.C; MENDONÇA,José Angelo C.
Os cerrados maranhenses estão localizados na Bacia Parnaibana principalmente ao leste e sul do estado. A área de estudo localiza-se na Mesorregião Oeste do Maranhão entre os municípios de Urbano Santos e Barreirinhas. As coletas foram realizadas mensalmente de setembro dc 1991 a agosto de 1992 com 12 horas de duração cada. Foram capturados 196 espécimens, 17 espécies e 6 gêneros de Anthophoridae. Centrisfoi o gênero com maior diversidade e abundância (7 espécies; 115 indivíduos), seguido de Xylocopa(4; 59) e Paratetrapedia(3; 17). Estiveram em atividade durante o ano todo, porém os maiores picos de abundância no número de indivíduos foram nos meses de outubro e novembro, que coincidiram com o período de maior floração do cerrado. Leguminosae e...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Apoidea; Anthophoridae; Abelhas; Cerrado.
Ano: 1996 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0044-59671996000200045
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Apicultura: a mortandade de abelhas e o zoneamento apícola para o Rio Grande do Sul. Repositório Alice
WOLFF, L. F.; FILIPPINI ALBA, J. M.; ZANUSSO, J.; OLLÉ, T. de. A..
bitstream/item/188046/1/Luis-Fernando-Wolff-DOCUMENTOS-467.indd.pdf
Tipo: Capítulo em livro científico (ALICE) Palavras-chave: Abelhas.
Ano: 2018 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1101038
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
As abelhas, os serviços ecossistêmicos e o Código Florestal Brasileiro Biota Neotropica
Imperatriz-Fonseca,Vera Lucia; Nunes-Silva,Patrícia.
As abelhas são consideradas os principais polinizadores em ambientes naturais e agrícolas. Esse serviço ecossistêmico é essencial para a manutenção das populações selvagens de plantas e para a produção de alimento nos ambientes agrícolas e está ameaçado em várias regiões do mundo. O desmatamento é uma das causas principais porque ele afeta as populações de abelhas. A conservação das florestas é necessária para a manutenção das populações de abelhas e da polinização nas paisagens agrícolas.
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Abelhas; Serviços ecossistêmicos; Código Florestal Brasileiro.
Ano: 2010 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032010000400008
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Atendimento à suspeita de intoxicação por agrotóxicos em apicultura no centro-sul do Paraná MV&Z
Kahlow, C.; Mendes, M. H. T.; Castro, J. H. T.; Tosato, J. M. T.; Garbelini, R. P..
A intoxicação por agrotóxicos é um problema cada vez mais frequente no cenário da apicultura nacional. Com a necessidade do controle de pragas por parte dos produtores, a influência de agrotóxicos nas criações apícolas localizadas em regiões próximas a essas plantações tem se tornado uma preocupação constante. O presente trabalho relata que houve mortalidade de abelhas por suspeita de intoxicação por pesticidas. A atividade foi realizada por fiscais de Defesa Agropecuária da Adapar, em fiscalização conjunta envolvendo as Gerências de Saúde Animal e Sanidade Vegetal. A sua descrição tem o objetivo de subsidiar o fiscal a campo, demonstrando as dificuldades encontradas na identificação causal, na colheita de material e no diagnóstico da mortalidade em...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Abelhas; Pesticidas; Mortalidade.
Ano: 2016 URL: http://www.revistamvez-crmvsp.com.br/index.php/recmvz/article/view/32004
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Atributos florais em um sistema de polinização especializado: Calathea cylindrica (Roscoe) K. Schum. (Marantaceae) e abelhas Euglossini Rev. Bras. Bot.
Barreto,Alex de Almeida; Freitas,Leandro.
Sistemas de polinização especializados estão ligados a características que incentivam as visitas por polinizadores e desestimulam visitas por outros animais. O mecanismo de polinização de uma espécie de Marantaceae foi estudado com ênfase nessa questão. Calathea cylindrica é uma erva com flores disponíveis o ano todo. As flores são peculiares pela fusão e modificação dos elementos, assimetria, apresentação secundária de pólen, néctar pouco acessível e tubo longo, estreito e fechado até a visita do polinizador. A polinização consiste em um mecanismo explosivo, sendo que uma vez disparado, as estruturas florais não retornam à posição inicial. Assim, há uma única possibilidade para transferência de pólen. Os polinizadores são fêmeas de abelhas Euglossini...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Abelhas; Especialização floral; Euglossini; Néctar; Polinização.
Ano: 2007 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-84042007000300008
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Biologia e Arquitetura de Ninhos de Centris (Hemisiella) tarsata Smith (Hymenoptera: Apidae: Centridini) Neotropical Entomology
SILVA,FABIANA O.; VIANA,BLANDINA F.; NEVES,EDINALDO L..
Centris (Hemisiella) tarsata Smith é uma espécie nativa de abelha solitária, multivoltina com ampla distribuição na região Neotropical. Visando ampliar o conhecimento sobre os hábitos de nidificação dessa espécie, aspectos da biologia e da arquitetura de seus ninhos foram investigados em um fragmento de dunas litorâneas, em Salvador, Bahia, (12° 56' S e 38° 21' W), utilizando-se ninhos-armadilha, confeccionados em madeira, distribuídos ao acaso. Nidificações ocorreram em ninhos-armadilha de 0,8 e 1,0 cm de diâmetro, sendo que este último foi o mais utilizado pelas abelhas (68,75%). Cada ninho possuía de seis a oito células construídas com uma mistura de areia e uma substância aglutinante, provavelmente resina ou óleo. Foram obtidos 16 ninhos, dos quais...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/other Palavras-chave: Abelhas; Ninhos; Ninhos-armadilha.
Ano: 2001 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-566X2001000400005
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Biologia floral e polinização em girassol (Helianthus annuus L.) por abelhas africanizadas Sci. Agrar.Paran. / SAP
Toledo, V. A. A.; Chambó, E. D.; Halk, A. L.; Faquinello, P.; Parpinelli, R. S.; Ostrowski, K. R.; Casagrande, A. P.B.; Ruvolo-takasusuki, M. C.C..
O girassol (Helianthus annuus  L.) é uma planta de polinização cruzada  e os seus principais polinizadores são as abelhas. Com a polinização por insetos o girassol produz sementes, sendo a abelha africanizada  Apis mellifera  L. o agente mais efetivo. A  performance desta abelha como polinizadora depende de vários fatores, sendo eles, a disponibilidade de pólen e néctar na flor, condições climáticas e aspectos físicos do solo. O girassol é pouco sensível às variações no fotoperíodo, fato este que permite seu escalonamento de produção em quase todo o território nacional. No Brasil uma grande parte do território é considerada apta para o cultivo por apresentar condições climáticas satisfatórias, sendo que atualmente esta oleaginosa é cultivada em todos os...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Abelhas; Polinizadores; Polinização entomófila; Insetos.
Ano: 2011 URL: http://e-revista.unioeste.br/index.php/scientiaagraria/article/view/5267
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Biologia floral e polinização por abelhas em siratro (Macroptilium atropurpureum Urb.) Animal Sciences
Vieira, Renata Eunice; UEM; Kotaka, Carolina Satie; UEM; Mitsui, Marina Himoti; UEM; Taniguchi, Ana Paula; UEM; Toledo, Vagner de Alencar Arnaut de; UEM; Ruvolo-Takasusuki, Maria Claudia Colla; UEM; Terada (in memorian), Yoko; UEM; Sofia, Silvia Helena; UEL; Costa, Fabiana Martins; UEM.
O objetivo deste trabalho foi realizar estudos sobre polinização em siratro, avaliando o período de antese, abelhas visitantes, viabilidade dos grãos de pólen e produção de sementes, utilizando dois tratamentos, um de plantas cobertas e outro de descobertas. O período de antese foi 2,48 dias e 3,56 dias (P = 0,0023) e a produção foi de 8,62 e 11,15 sementes (P = 0,0001), para os tratamentos descoberto e coberto, respectivamente. O teste de receptividade do estigma indicou que 91,95% das flores abertas estavam receptivas. A viabilidade dos grãos de pólen foi 100%. Das seis famílias de abelhas que ocorrem no Brasil, foram encontradas cinco delas visitando as flores desta planta: Andrenidae (12%), Anthophoridae (4%), Apidae (56%), Halictidae (16%) e...
Palavras-chave: 5.04.00.00-2 Zootecnia polinização; Abelhas; Siratro; Macroptilium atropurpureum; Leguminosa forrageira 5.04.00.00-2 Zootecnia.
Ano: 2002 URL: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciAnimSci/article/view/2330
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Biologia reprodutiva de Clidemia hirta (L.) D. Don (Melastomataceae). Repositório Alice
FERREIRA, S. A. N.; ANTONIO, I. C.; JANSEN, M. R. A..
Este trabalho foi desenvolvido com a finalidade de apresentar algumas considerações sobre a biologia reprodutiva de Clidemia Iurta, Conclui-se que: I ) A ântese tem início em torno das 18:00 h e termina por volta das 09:00 h do dia seguinte; 2) Esta é uma espécie preferencialmente alógama, porém não apresenta auto-incompatibilidade genética; 3) A polinização parece depender de agentes polinizadores, principalmente abelhas das famílias Apidae (Bambus, Melipona, Euglossa, Trigona) e Halictidae.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Clidemia Hirta; Biologia reprodutiva; Alogamia; Abelhas.
Ano: 1994 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1054791
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
BIOLOGIA REPRODUTIVA DE Clidemia hirta (L.) D. DON (MELASTOMATACEAE) Acta Amazonica
FERREIRA,Sidney Alberto N.; ANTONIO,Isaac Cohen; JANSEN,Mauro Roberto A..
Este trabalho foi desenvolvido com a finalidade de apresentar algumas considerações sobre a biologia reprodutiva de Clidemia Iurta, Conclui-se que: I ) A ântese tem início em torno das 18:00 h e termina por volta das 09:00 h do dia seguinte; 2) Esta é uma espécie preferencialmente alógama, porém não apresenta auto-incompatibilidade genética; 3) A polinização parece depender de agentes polinizadores, principalmente abelhas das famílias Apidae (Bambus, Melipona, Euglossa, Trigona) e Halictidae.
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Clidemia Hirta; Biologia reprodutiva; Alogamia; Abelhas.
Ano: 1994 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0044-59671994000400183
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Biologia reprodutiva de Cryptostegia madagascariensis Bojer ex Decne. (Periplocoideae, Apocynaceae), espécie ornamental e exótica no Brasil Bragantia
Vieira,Milene Faria; Leite,Mauro Sérgio de Oliveira; Grossi,José Antonio Saraiva; Alvarenga,Eveline Mantovani.
Foram analisados a fenologia reprodutiva, a biologia floral, o sistema reprodutivo e os polinizadores de Cryptostegia madagascariensis em indivíduos cultivados no campus da Universidade Federal de Viçosa, município de Viçosa, Zona da Mata de Minas Gerais. Testaram-se, também, a viabilidade e o vigor de sementes oriundas de frutos abertos naturalmente e a germinação de sementes de frutos ainda fechados, mas com o pericarpo verde-amarelado. C. madagascariensis floresce, principalmente, em novembro e dezembro e os frutos (folículos) podem ser observados durante todo o ano, mas especialmente em janeiro e fevereiro. As flores abrem durante o dia e duram cerca de 24 horas; há protandria, apresentação secundária de pólen e compito intrapistilar, que resulta na...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Biologia floral; Sistema reprodutivo; Polinização; Abelhas; Germinação de sementes.
Ano: 2004 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0006-87052004000300002
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Biologia reprodutiva de Passiflora capsularis L. e P. pohlii Mast. (Decaloba, Passifloraceae) Acta Botanica
Faria,Flávia Santos; Stehmann,João Renato.
O subgênero Decaloba, ao qual pertencem as espécies de Passiflora L. com flores pequenas, é pouco estudado do ponto de vista reprodutivo, o qual pode contribuir para esclarecimento das relações filogenéticas no gênero Passiflora. O objetivo deste trabalho foi estudar a biologia reprodutiva e a polinização de populações de duas espécies desse subgênero, P. capsularis e P. pohlii, ocorrentes no estado de Minas Gerais. Determinou-se a receptividade do estigma, viabilidade dos grãos de pólen e a concentração do néctar. Foram realizadas polinizações controladas para verificar o sistema reprodutivo. Foram registrados os visitantes florais e a carga polínica. As flores de ambas as espécies abrem à noite; em P. pohlii a antese iniciou-se por volta das 3 h e a...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Abelhas; Antese noturna; Biologia floral; Polinização; Ptiloglossa.
Ano: 2010 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-33062010000100028
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Biomonitoramento de abelhas com pan traps em plantios de castanheira-do-brasil (Bertholletia excelsa Bonpl., Lecythidaceae) em Tomé-Açu, Pará. Repositório Alice
SOUSA, J. T. A. de; MAUES, M. M.; MOURA, T. do S. A. de; SANTOS, A. C. S. dos..
A castanheira-do-brasil, Bertholletia excelsa Humb. (Lecythidaceae), é uma planta cultivada de importante interesse econômico. Suas árvores atingem grandes alturas e possuem ampla distribuição na Floresta Amazônica. O presente trabalho teve como objetivos estimar a fauna de abelhas em um cultivo de castanheira-do-brasil, verificar sua variação durante o ano ou entre anos e constatar se essa difere regionalmente na mesma cultura. As abelhas foram coletadas mensalmente utilizando-se pratos armadilhas ou pan traps (recipientes de diferentes cores contendo água e gotas de detergente), conhecidos por atraírem alta diversidade desses insetos. A pesquisa foi realizada na área da Fazenda Sasahara, localidade Quatro-Bocas, município Tomé-Açu/PA, nos meses de...
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Abelhas; Castanha-do-brasil; Diversidade.
Ano: 2011 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/899871
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Biossegurança da proteína Cry1Ac, sintetizada pelo algodão geneticamente modificado, em abelhas indígenas sem ferrão e africanizadas. Repositório Alice
SIQUEIRA, M. A. L..
Técnicas de engenharia genética oferecem oportunidade para a criação de plantas resistentes a insetos devido à síntese de proteínas entomotóxicas. Visando avaliar a biossegurança do algodão transgênico resistente a insetos-praga sobre polinizadores, foram desenvolvidos bioensaios com larvas de Trigona spinipes e Apis mellifera, abelhas de ampla ocorrência em flores de algodão no Brasil, utilizando a proteína Cry1Ac como modelo. Desenvolveu-se protocolo de criação das larvas de T. spinipes em condições controladas de laboratório, usando o alimento natural das abelhas. Metodologia semelhante foi utilizada para criação in vitro de larvas de A. mellifera tratadas com dieta artificial. Bioensaios foram montados com as abelhas das duas espécies sendo submetidas...
Tipo: Tese/dissertação (ALICE) Palavras-chave: Abelhas; Plantas Transgênicas; Trigona spinipes; Apis mellefera; Avaliação de riscos; Algodão.
Ano: 2008 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/190741
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Calendário floral de plantas melíferas nativas da Borda Oeste do Pantanal no Estado do Mato Grosso do Sul. Repositório Alice
SALIS, S. M. de; JESUS, E. M. de.; REIS, V. D. A. dos; ALMEIDA, A. M. de.; PADILHA, D. R. C..
O objetivo deste trabalho foi avaliar o padrão de floração, ao longo do ano, de plantas melíferas na Borda Oeste do Pantanal, no Maciço do Urucum, MS, bem como o tipo de recurso oferecido pela flora melífera, para elaborar um calendário floral para a região. A floração das plantas melíferas visitadas pelas abelhas nativas e africanizadas foi acompanhada quinzenalmente, por 3 anos consecutivos, tendo-se anotado a data de florescimento, o hábito de crescimento e os recursos coletados pelos insetos. Foram identificadas 160 espécies florescendo e sendo visitadas pelas abelhas, mas somente 73 espécies foram consideradas como plantas melíferas e incluídas no calendário floral, das quais 34 eram ervas, 17 árvores, 15 arbustos e 7 lianas. Foram observadas plantas...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Abelhas; Abelha; Apis mellifera; Apoidea; Apiculture.
Ano: 2015 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1029656
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Características físico-químicas e atividade antimicrobiana de extratos de própolis da Paraíba, Brasil Ciência Rural
Silva,Rosilene Agra da; Rodrigues,Adriana Evangelista; Ribeiro,Maria Cristina Marcucci; Custódio,Ângela Ramalho; Andrade,Norma Estefânia Domingues; Pereira,Walter Esfraim.
Objetivou-se com esta pesquisa analisar a própolis produzida por abelhas Apis mellifera L. no Estado da Paraíba, colhida pelo método de tela plástica, determinando-se a composição físico-química e a atividade antimicrobiana conforme o período de colheita das amostras. Para a determinação físico-química, foram avaliados os teores de umidade, cinzas, resíduos insolúveis, cera, sólidos solúveis, fenóis, flavonóides e índice de oxidação. Para o estudo da atividade antimicrobiana, foram utilizados os microrganismos Candida albicans e Staphylococcus aureus. O teor de umidade, os resíduos insolúveis, as cinzas, os sólidos solúveis, os fenóis, os flavonóides e o índice de oxidação das amostras testadas apresentaram uma variação de 1,0 a 8,6%; 23,5 a 40,4%; 1,1 a...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Flavonóides; Abelhas; Própolis; Ação antimicrobiana.
Ano: 2006 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782006000600027
Registros recuperados: 67
Primeira ... 1234 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional