Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 9
Primeira ... 1 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Alterações cardiovasculares de gatos submetidos à toracotomia intercostal, pré-medicados com associação de tramadol, butorfanol e atropina e anestesiados com propofol e halotano Ciência Rural
Brondani,Juliana Tabarelli; Natalini,Cláudio Corrêa; Schossler,João Eduardo Wallau; Pinto Filho,Saulo Tadeu Lemos; Bertin,Adriana Paula.
A toracotomia é um procedimento cirúrgico que produz estímulo doloroso intenso. O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito cardiovascular da associação tramadol, butorfanol e atropina na medicação pré-anestésica de gatos anestesiados com propofol e halotano. Doze animais, SRD, machos ou fêmeas, com peso médio de 2,7 ± 0,62kg receberam como medicação pré-anestésica (MPA), a associação de tramadol (2,0mg kg-1), butorfanol (0,4mg kg-1) e atropina (0,044mg kg-1), via intramuscular. Trinta minutos após MPA, a indução foi realizada com propofol (5,0mg kg-1) por via intravenosa. A manutenção anestésica foi obtida com halotano e oxigênio 100% sob ventilação artificial manual. Os gatos foram submetidos à toracotomia intercostal para implante de um segmento...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Gatos; Toracotomia; Tramadol; Butorfanol.
Ano: 2003 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782003000500012
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Anestesia em eqüinos com síndrome cólica: análise de 48 casos e revisão de literatura Ciência Rural
Guedes,Alonso Gabriel Pereira; Natalini,Claudio Corrêa.
A cólica eqüina é uma síndrome que cursa com dor abdominal, distúrbios hidroeletrolíticos e ácido-base e disfunção de órgãos vitais como pulmões e coração. Os procedimentos anestésicos nesses animais apresentam particularidades que aumentam o risco de complicações. Os animais devem ser avaliados no período pré-anestésico e as terapias de reposição devem ser instituídas quando necessárias. A medicação pré-anestésica deve proporcionar analgesia e sedação do animal. A xilazina e/ou butorfanol podem ser utilizados com esse objetivo. A indução pode ser realizada com éter gliceril guaiacolato e cetamina com ou sem diazepam, ou mesmo com cetamina e diazepam pela via intravenosa. A manutenção anestésica deve ser feita preferencialmente com isofluorano, mas o...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Anestesia; Eqüino; Cólica; Xilazina; Butorfanol; Cetamina; Halotano; Isofluorano.
Ano: 2002 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782002000300028
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Cateterismo posterior do plexo braquial em cão: estudo radiológico e avaliação de três protocolos anestésicos na duração do bloqueio motor e sensitivo Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Teixeira,A.N.; Jesus,P.O.B.; Antunes,F.; Mota,B.A..
Avaliou-se a eficiência do cateterismo posterior do plexo braquial em cães para promover bloqueio motor e sensitivo, por meio de três protocolos anestésicos. Foram utilizados nove cães, machos e fêmeas, sem distinção de raça e idade, com peso variando de 6 a 15kg, distribuídos em três grupos de três animais por grupo. Após a confirmação do correto posicionamento do cateter pela via posterior do plexo braquial por meio do exame radiográfico, foram aplicadas as medicações de acordo com os grupos. No grupo 1, a solução anestésica de bupivacaína 0,5% sem vasoconstrictor, na dose de 2mg.kg-1, foi usada isoladamente. No grupo 2, a solução anestésica de bupivacaína foi associada ao butorfanol na dose de 0,25mg.kg-1 . No grupo 3, o fentanil, na dose de...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Cão; Bloqueio posterior do plexo braquial; Bupivacaína; Butorfanol; Fentanil.
Ano: 2013 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352013000300008
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
EFEITO ANALGÉSICO DO BUTORFANOL NA DOR SOMÁTICA EM GATOS ANESTESIADOS COM PROPOFOL Ciência Rural
Araujo,Isabela Ciniello; Pompermayer,Luiz Gonzaga; Antunes,Fernanda; Souza,Almir Pereira de; Lopes,Marco Aurélio Ferreira.
O propofol é um agente anestésico intravenoso usado para indução e manutenção da anestesia, mas produz analgesia limitada, havendo a necessidade do uso concomitante de analgésicos. Avaliou-se o efeito analgésico do butorfanol na dor somática em gatos anestesiados com doses fracionadas de propofol. Foram utilizados 16 animais, distribuídos aleatoriamente em dois grupos. Os animais do grupo controle foram pré-tratados com 0,2mg/kg de acepromazina por via IM e, após 15 minutos, receberam 6mg/kg de propofol por via IV. Os animais do grupo tratamento foram pré-medicados com uma combinação de acepromazina (0,2mg/kg) e butorfanol (0,8mg/kg), administrados na mesma seringa por via IM, e, após 15 minutos, receberam 6mg/kg de propofol por via IV. Em ambos os grupos,...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Gato; Felino; Anestesia; Propofol; Butorfanol.
Ano: 2001 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782001000100010
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeitos cardiorrespiratórios do butorfanol em cães pré-tratados ou não pela levomepromazina Ciência Rural
Santos,Paulo Sérgio Patto dos; Nunes,Newton; Rezende,Márlis Langenegger de; Souza,Almir Pereira de; Nishimori,Celina Tie; Paula,Danielli Parrilha de; Okamura,Marcus.
Objetivou-se com este experimento avaliar os efeitos do butorfanol precedido ou não pela levomepromazina sobre a freqüência cardíaca (FC), as pressões arteriais sistólica, diastólica e média (PAS, PAD e PAM, respectivamente), a freqüência respiratória (f), a concentração de dióxido de carbono ao final da expiração (ETCO2), a saturação da oxihemoglobina (SpO2), o volume corrente (VC) e o volume minuto (VM), em cães. Para tal, foram empregados vinte animais adultos, clinicamente saudáveis, distribuídos igualmente em dois grupos (GC e GL). Ao GC administrou-se solução salina a 0,9% (Controle), no volume de 0,2mL kg-1, pela via intravenosa (IV). Decorridos 15 minutos, administrou-se butorfanol na dose de 0,3mg kg-1 pela mesma via. Aos animais do GL foi adotada...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Cardiopulmonar; Cães; Levomepromazina; Butorfanol.
Ano: 2006 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782006000500013
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Hemogasometria e variáveis cardiopulmonares após administração do butorfanol em cães anestesiados pelo desfluorano sob ventilação espontânea Ciência Rural
Santos,Paulo Sérgio Patto dos; Nunes,Newton; Souza,Almir Pereira de; Rezende,Márlis Langenegger de; Nishimori,Celina Tie; Paula,Danielli Parrilha de; Guerrero,Piedad Natalia Henao.
Este experimento teve por objetivos avaliar as possíveis alterações cardiopulmonares e hemogasométricas decorrentes do uso do butorfanol em cães submetidos à anestesia pelo desfluorano sob ventilação espontânea. Para tal, foram utilizados vinte cães adultos, clinicamente saudáveis, pesando 12±3kg. Os animais foram distribuídos igualmente em dois grupos, GS e GB, e induzidos à anestesia com propofol (8,4±0,8mg kg-1, IV), intubados e submetidos à anestesia inalatória pelo desfluorano (10V%). Decorridos 40 minutos da indução, foi administrado aos animais do GS 0,05mL kg-1 de solução fisiológica a 0,9% (salina), enquanto que, no GB, foi aplicado butorfanol na dose de 0,4mg kg-1, ambos pela via intramuscular. As observações das variáveis freqüências cardíaca...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Butorfanol; Cães; Hemogasometria; Desfluorano.
Ano: 2007 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782007000200020
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Influência do butorfanol sobre os períodos de latência e de ação da ropivacaína pela via peridural na ovariossalpingo-histerectomia em cadelas Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Albuquerque,V.B.; Souza,T.F.B.; Vivan,M.C.R.; Ferreira,J.Z.; Frade,M.C.; Perri,S.H.V.; Oliva,V.N.L.S..
Avaliaram-se os períodos de latência e de duração do efeito do butorfanol associado à ropivacaína aplicados pela via peridural e a possibilidade de uso dessa associação como protocolo anestésico para realização de ovariossalpingo-histerectomia (OSH) em cadelas. Utilizaram-se 16 cadelas pré-medicadas com acepromazina e midazolam compondo dois grupos: no grupo 1 (n=8) aplicou-se ropivacaína isolada (0,3mL/kg) e no grupo 2 (n=8), butorfanol (0,1mg/kg) e ropivacaína (até o volume de 0,3mL/kg), pela via peridural. Consideraram-se nove momentos (M): M0 - animal sem anestesia, M1 - 15 minutos após medicação pré-anestésica; M2 - 30 minutos após a aplicação peridural; M3, M4 e M5 - correspondentes ao início do procedimento e ao pinçamento dos pedículos esquerdo e...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Cadela; Butorfanol; Ropivacaína; Peridural.
Ano: 2010 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352010000400007
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
O butorfanol na anestesia pela romifidina-tiletamina-zolazepam em gatos Ciência Rural
Selmi,André Luis; Barbudo-Selmi,Glenda Ramalho; Mendes,Guilherme Maia; McManus,Concepta; Martins,Christine Souza.
Visando observar os efeitos do butorfanol (B) na anestesia produzida pela associação de romifidina (R) e tiletamina-zolazepam (TZ), foram utilizados seis gatos adultos, de forma que todos animais receberam a associação de romifidina-tiletamina-zolazepam (grupo RTZ) ou a associação de romifidina-tiletamina-zolazepam-butorfanol (grupo RTZB). Os animais receberam em aplicação única, por via intramuscular, 7mg.kg-1 de tiletamina e 7mg.kg-1 de zolazepam e 40µg.kg-1 de romifidina (grupo RTZ) ou a mesma associação acrescida de 0,2mg.kg-1 de B (grupo RTZB). A freqüência cardíaca, freqüência respiratória, pressão arterial sistólica, diastólica e média por método não-invasivo oscilométrico, saturação de oxihemoglobina e temperatura retal foram avaliadas durante 120...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Romifidina; Tiletamina-zolazepam; Butorfanol; Gatos; Anestesia.
Ano: 2003 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782003000600011
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
O butorfanol na anestesia pela romifidina-tiletamina-zolazepam em gatos UnB - FAB
Selmi, André Luis; Barbudo-Selmi, Glenda Ramalho; Mendes, Guilherme Maia; Pimentel, Concepta Margaret McManus; Martins, Christine Souza.
Visando observar os efeitos do butorfanol (B) na anestesia produzida pela associação de romifidina (R) e tiletamina-zolazepam (TZ), foram utilizados seis gatos adultos, de forma que todos animais receberam a associação de romifidina-tiletamina-zolazepam (grupo RTZ) ou a associação de romifidina-tiletamina-zolazepam-butorfanol (grupo RTZB). Os animais receberam em aplicação única, por via intramuscular, 7mg.kg-1 de tiletamina e 7mg.kg-1 de zolazepam e 40µg.kg-1 de romifidina (grupo RTZ) ou a mesma associação acrescida de 0,2mg.kg-1 de B (grupo RTZB). A freqüência cardíaca, freqüência respiratória, pressão arterial sistólica, diastólica e média por método não-invasivo oscilométrico, saturação de oxihemoglobina e temperatura retal foram avaliadas durante 120...
Tipo: Article Palavras-chave: Romifidina; Tiletamina-zolazepam; Butorfanol; Gato; Anestesia.
Ano: 2003 URL: http://hdl.handle.net/10482/6851
Registros recuperados: 9
Primeira ... 1 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional