Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 24
Primeira ... 12 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Anestesia epidural com lidocaína isolada e associada ao fentanil para realização de ováriossalpingo-histerectomia em cadelas Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Cassu,R.N.; Stevanin,H.; Kanashiro,C.; Menezes,L.M.B.; Laposy,C.B..
Investigou-se o efeito da lidocaína isolada ou associada ao fentanil na anestesia epidural, para realização de ováriossalpingo-histerectomia. Dezoito cadelas foram tranqüilizadas com acepromazina, seguindo-se indução anestésica com propofol, para a realização da punção lombossacra. Os animais foram distribuídos em dois grupos: o grupo GL recebeu lidocaína (8,5mg/kg) e o GLF fentanil (5µg/kg) associado à lidocaína (6,5mg/kg). Mensuraram-se as freqüências cardíaca (FC) e respiratória (FR), pressão arterial sistólica (PAS), variáveis hemogasométricas, concentração sérica de cortisol, necessidade de complementação anestésica com propofol durante a cirurgia, temperatura retal (T), período de latência e duração do bloqueio anestésico. Foi observada redução na...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Cadela; Lidocaína; Fentanil; Cortisol; Epidural.
Ano: 2008 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352008000400008
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Aplasia segmentar de corpo uterino em cadela sem raça definida: relato de caso Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Almeida,M.V.D.; Rezende,E.P.; Lamounier,A.R.; Rachid,M.A.; Nascimento,E.F.; Santos,R.L.; Valle,G.R..
Relata-se um caso de aplasia segmentar parcial de corpo uterino em uma cadela sexualmente madura, em anestro, sem raça definida, em bom estado clínico geral. À necropsia, não foram identificadas alterações dos demais órgãos genitais, à exceção do corpo uterino, que apresentava redução de espessura numa extensão de 2mm na parte mediocaudal, com ausência de lúmen nesse ponto, e hidrometra em sua porção cranial e cornos uterinos. A avaliação histológica evidenciou redução da espessura total do corpo uterino no seu terço mediocaudal, porém presentes perimétrio, miométrio e endométrio, mas ausência de lúmen, bem como redução da espessura total da parede uterina nos cornos, com redução do número de glândulas endometriais. Nos ovários, foram identificados...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Cadela; Aplasia segmentar; Corpo uterino; Hidrometra.
Ano: 2010 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352010000400005
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Avaliação hemogasométrica em cadelas com piometra Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Mamão,L. D.; Malm,C.; Figueiredo,M. D. S.; Beier,S. L.; Silva,M. X.; Valente,P. C. L. G.; Costa,M. P.; Alvarenga,L. A. A.; Costa,P. Z.; Souza,E. F. D.; Pinto,A. P. D..
RESUMOA piometra é uma afecção comum em cadelas com uma etiologia hormonal associada à infecção bacteriana, levando ao acúmulo de exsudato uterino. Desequilíbrios ácido-base e hidroeletrolíticos são complicações que contribuem para a progressão da doença, o que piora o estado geral da paciente e pode levá-la ao óbito. O objetivo do presente trabalho foi caracterizar os distúrbios ácido-base e eletrolíticos em cadelas com piometra, além de avaliar se a terapia hídrica pré-cirúrgica (Ringer lactato) é efetiva na correção desses desequilíbrios. Vinte cadelas com piometra foram submetidas à hemogasometria em oito tempos preestabelecidos. Concluiu-se que o distúrbio ácido-base mais frequente foi a alcalose respiratória e que a terapia hídrica no pré-cirúrgico...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Piometra; Cadela; Desequilíbrios ácido-base e hidroeletrolíticos.
Ano: 2015 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352015000501241
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Concentração de lactato e glicemia em cadelas e neonatos nascidos de cesariana Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Bueno,L.M.C.; Lopes,M.D.; Lourenço,M.L.G.; Prestes,N.C.; Takahira,R.K.; Derussi,A.A.P.; Sudano,M.J..
Avaliaram-se a concentração de lactato e a glicemia em sete cadelas em trabalho de parto submetidas à cesariana e em seus respectivos neonatos. O lactato materno foi mensurado utilizando-se medidor portátil e pelo método enzimático colorimétrico. Nos neonatos avaliou-se também o peso ao nascimento. Os valores de lactato materno e neonatal foram estatisticamente diferentes, sendo mais elevado nos neonatos. Ao nascimento, as cadelas e os neonatos encontravam-se normoglicêmicos, e não se observou correlação entre a glicemia de ambos. Os valores de lactato obtidos pelo o analisador portátil (3,5±0,6mmol/L) foram mais altos do que os obtidos pelo método enzimático colorimétrico (1,6±0,6mmol/L). Observou-se correlação significativa entre o peso do neonato e a...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Cadela; Neonato; Lactato; Glicemia; Accutrend.
Ano: 2012 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352012000600006
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Densidade mineral óssea em cadelas submetidas à ovarioisterectomia com e sem reposição estrogênica oral Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Schmidt,C.; Franco,S.R.V.S.; Vulcano,L.C.; Godoy,C.L.B.; Raiser,A.G..
Estudaram-se os efeitos da ovarioisterectomia na densidade mineral óssea de cadelas e da reposição de estrógenos após a cirurgia. Foram utilizadas 12 cadelas, sem raça definida, entre dois e seis anos de idade e pesos entre 5 e 15kg. Os animais, submetidos à ovarioisterectomia, foram separados em dois grupos de seis. Um grupo serviu como controle, e o outro recebeu estrógenos naturais conjugados na dose de 0,01mg/kg via oral a cada 48 horas, durante 12 meses. No dia da cirurgia e após 12 meses, foram feitas radiografias com vistas à densitometria óptica em imagem radiográfica. A ovarioisterectomia diminuiu a densidade óssea, e a reposição estrogênica, na dose utilizada, foi capaz de preservá-la.
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Cadela; Ovarioisterectomia; Estrógeno; Densidade óssea; Reposição hormonal.
Ano: 2006 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352006000400009
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeito do sevofluorano sobre a freqüência cardíaca fetal no terço final de gestação de cadelas Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Matsubara,L.M.; Oliva,V.N.L.S.; Gabas,D.T.; Bevilacqua,L.; Rodello,L.; Perri,S.H.V..
Estudaram-se os efeitos do sevofluorano sobre a freqüência cardíaca nos fetos de cadelas no terço final de gestação, mediante a mensuração da freqüência cardíaca fetal com a utilização do ultra-som. Nove cadelas, sem raça definida, entre um e cinco anos de idade, com aproximadamente 45 dias de gestação, foram anestesiadas com acepromazina (0,05mg/kg, IV), propofol (5mg/kg, IV) e sevofluorano. O monitoramento da freqüência cardíaca fetal foi realizado antes da medicação pré-anestésica (M0), 15 minutos após a intubação traqueal (M1), aos 30 minutos (M2) e 60 minutos (M3) do período de manutenção anestésica. A pressão arterial sistólica (PAS), média (PAM) e diastólica (PAD) foram obtidas pelo método não invasivo, sendo a PAM avaliada também pelo método...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Cadela; Feto; Anestesia inalatória; Ultra-som; Gestação.
Ano: 2007 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352007000100022
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeito do soro de cadela em estro na maturação in vitro de ovócitos caninos Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Goretti,C.A.N; Costa,E.P; Paula,T.A.R; Macedo,G.G; Santos,G.M; Almeida Neto,J.R.M; Pereira,E.C.M.
Avaliou-se o efeito do soro de cadela em estro na maturação in vitro de ovócitos caninos, utilizando-se 92 ovócitos de cadelas, submetidas à cirurgia eletiva de ovarioisterectomia. Os ovócitos foram selecionados e distribuídos em dois tratamentos: T1 (n = 48), ovócitos cultivados in vitro durante 96 horas utilizando meio base - TCM199 + 5µg/mL de LH + 20µg/mL de FSH - mais 10% de soro inativado de vaca em estro e T2 (n = 44), ovócitos cultivados em meio base mais 10% de soro inativado de cadela em estro. O percentual de ovócitos observados em metáfase I não indicou diferenças (P&gt;0,05) entre T1 (2,1%) e T2 (0,0%), porém a taxa de ovócitos maduros (metáfase II) foi diferente (P<0,05), sendo 27,1% em T1 e 47,7% em T2. O mesmo fato ocorreu com a taxa...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Cadela; Cultivo de ovócito; Metáfase II.
Ano: 2011 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352011000500002
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeitos cardiorrespiratórios da metadona, pelas vias intramuscular e intravenosa, em cadelas submetidas à ovariossalpingo-histerectomia Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Pereira,D.A.; Marques,J.A.; Borges,P.A.; Batista,P.A.C.S.; Oliveira,C.A.; Nunes,N.; Lopes,P.C.F..
A metadona é um opioide pouco utilizado na medicina veterinária, e há, ainda, questionamentos quanto ao seu uso. Desse modo, comparou-se o emprego da metadona, administrada pelas vias IM e IV, e avaliaram-se seus efeitos sobre as características cardiorrespiratórias e os tempos de extubação e recuperação em cadelas submetidas à ovariossalpingo-histerectomia. Utilizaram-se 16 cadelas, pré-medicadas com levomepromazina, 0.6mg/kg, IM. Após 20 minutos, a indução anestésica foi feita com propofol, 5mg/kg, IV, e a manutenção com isoflurano. Transcorridos 10 minutos, os animais receberam metadona, 0.3mg/kg, pelas vias IM - grupo GIM - e IV - grupo GIV. As mensurações das frequências cardíaca (FC) e respiratória (FR), pressão arterial média (PAM), temperatura...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Cadela; Anestesia; Analgesia; Metadona; Ovário-histerectomia.
Ano: 2013 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352013000400005
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Estudo clínico e cardiorrespiratório em cadelas gestantes com parto normal ou submetidas à cesariana sob anestesia inalatória com sevofluorano Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Gabas,D.T.; Oliva,V.N.L.S.; Matsuba,L.M.; Perri,S.H.V..
Estudaram-se as alterações hemodinâmicas e respiratórias em cadelas, decorrentes do parto normal e da cesariana, utilizando-se sevofluorano como agente de manutenção anestésica. Foram acompanhados seis partos normais e seis cesarianas, sendo as últimas realizadas sob anestesia geral utilizando-se acepromazina, propofol e sevofluorano. Durante o parto normal, ao nascimento de cada filhote, as gestantes foram monitoradas (temperatura retal, pressão arterial não-invasiva, freqüências respiratória e cardíaca, tempo de reperfusão capilar e gasometria). Durante a cesariana foram avaliadas as mesmas características citadas para o parto normal, acrescentando-se a temperatura esofágica e a pressão arterial invasiva, ao longo de todo o período anestésico, além da...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Cadela; Anestesia inalatória; Sevofluorano; Gestante; Cesariana.
Ano: 2006 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352006000400011
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Estudo da involução uterina por meio da ultra-sonografia (modo-B) em cadelas submetidas a cesariana Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Ferri,S.T.S.; Vicente,W.R.R.; Toniollo,G.H..
Utilizaram-se 15 cadelas gestantes submetidas a cesariana e posteriormente a exames ultra-sonográficos seriados, em modo B (tempo real), para averiguação do diâmetro uterino nos dias 0, 3, 7, 14 e 21 pós-cesariana, com o objetivo de verificar a influência do ato cirúrgico na involução uterina. Os resultados (média e desvio-padrão, em centímetros) registrados para os dias estudados foram, respectivamente: 3,99+0,71; 3,27+0,51; 2,60+0,54; 2,01+0,34; 1,28+0,24. A involução uterina pós-cesariana seguiu o mesmo padrão do puerpério do parto normal, assim como as características das imagens ultra-sonográficas. O parto cesariana não influenciou no padrão de involução uterina.
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Cadela; Involução; Cesariana; Ultra-som; Puerpério.
Ano: 2003 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352003000200007
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Estudo retrospectivo de ovariossalpingo-histerectomia em cadelas e gatas atendidas em Hospital Veterinário Escola no período de um ano Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Balthazar da Silveira,C.P.; Machado,E.A.A.; Silva,W.M.; Marinho,T.C.M.S.; Ferreira,A.R.A.; Bürger,C.P.; Costa Neto,J.M..
Realizou-se um estudo retrospectivo das indicações de ovariossalpingo-histerectomia - eletiva e terapêutica - no período de um ano. Foram analisados 193 prontuários de cadelas e gatas atendidas em Hospital Veterinário Escola, entre março de 2010 e março de 2011, levando em consideração a espécie, a idade e o uso ou não de anticoncepcional. Constatou-se que a demanda de OSH com caráter terapêutico (78,8%) é consideravelmente mais alta que a eletiva (21,2%). Observou-se que as anormalidades reprodutivas detectadas com maior frequência foram piometra (53,36%) e complicações obstétricas (25,38%) e que o uso de anticoncepcional foi o fator relevante para o delineamento desses quadros.
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Ovariossalpingo-histerectomia eletiva e terapêutica; Cadela; Gata.
Ano: 2013 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352013000200005
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Estudo ultra-sonográfico da involução uterina pós-parto em cadelas Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Ferri,S.T.S.; Vicente,W.R.R..
Utilizando-se 15 cadelas no pós-parto, são descritas as características da involução uterina e determinado o diâmetro do útero, por meio de exames seriados de ultra-som em modo B (tempo real), no período de zero a 28 dias pós-parto. O diâmetro uterino declina progressivamente, sem influência da ordem de parto ou tamanho da ninhada. As características ultra-sonográficas do útero são melhor visualizadas na primeira semana pós-parto e a qualidade da imagem diminui com o progresso da involução. Pela técnica usada são visualizadas apenas três camadas constituintes da parede uterina.
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Cadela; Ultra-sonografia; Involução uterina.
Ano: 2002 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352002000100003
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Expressão gênica dos REα, REβ e PR em tumores mamários de cadelas por meio do q-PCR Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Ramos,R.S.; Avanzi,B.R.; Volpato,R.; Pignaton,W.; Castan,E.P.; Costa,F.A.A.; Lopes,M.D..
A expressão de receptores de estrógeno (ER) e progesterona (PR) por meio da técnica de q-PCR foi avaliada em 26 cadelas portadoras de neoplasias mamárias e cinco cadelas sem afecções mamárias (grupo controle). Os resultados mostraram que os três grupos de animais estudados - com tumor maligno ou benigno e controle - expressaram receptores de estrógeno alfa, beta e progesterona. A quantificação relativa mostrou tendência para uma expressão maior de receptores no grupo controle e menor no grupo de animais com neoplasias malignas. Além disso, observou-se expressão maior de ERα em relação ao ERβ, e as neoplasias malignas de origem mista apresentaram maiores concentrações dos receptores PR, ERα e ERβ que as neoplasias de origem epitelial.
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Cadela; Neoplasia mamária; Estrógeno; Progesterona; Receptores.
Ano: 2012 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352012000600010
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Identificação imuno-histoquímica de VEGF e IGF-1 em ovários de cadelas no anestro e estro Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Almeida,M.V.D.; Castro,D.S.; Rial,L.C.; Lustosa,J.P.; Bicalho,A.L.F.; Ortega,H.H.; Salvetti,N.R.; Caliari,M.V.; Vieira,F.G.; Valle,G.R..
Com o objetivo de verificar a presença de VEGF e IGF-1 nos ovários de cadelas, foram realizadas análises imuno-histoquímicas do estroma cortical; teca e granulosa de folículos secundários, terciários e terciários pré-ovulatórios luteinizados; e ovócitos de folículos primários, secundários e terciários de ovários de cinco cadelas em anestro (Anest) e cinco em estro (Est). A identificação das fases do ciclo estral foi realizada por citologia vaginal associada a dosagem plasmática de progesterona. Os ovários foram submetidos a tratamento imuno-histoquímico para identificação de VEGF (anticorpo primário PU 360-UP, Biogenex, USA; diluição 1:30) e IGF-1 (anticorpo primário PabCa, Gro-Pep, Austrália; diluição 1:100). Determinou-se um índice de imunomarcação (IM),...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Cadela; Ovário; Ovócito; VEGF; IGF-1.
Ano: 2015 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352015000200334
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Implante de biomateriais e a consolidação óssea em cadelas submetidas à ovariossalpingo-histerectomia Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Roque-Rodriguez,A.I.; Baraldi-Artoni,S.M.; Oliveira,D..
Avaliou-se a hidroxiapatita com alandronato e hidroxiapatita com colágeno na aceleração da consolidação óssea do rádio de cadelas adultas submetidas à ovariossalpingo-histerectomia (OSH). Utilizaram-se 14 cadelas adultas, distribuídas aleatoriamente em dois grupos: grupo-controle e grupo OSH (submetidas à OSH). Quatro meses após a OSH, as cadelas dos dois grupos foram submetidas à cirurgia para produção de uma falha óssea de 4mm de diâmetro nos terços distal e proximal do rádio. No terço distal do membro direito, foi utilizada a hidroxiapatita com alandronato e, no membro esquerdo, a hidroxiapatita com colágeno; no terço proximal, não se utilizou nenhum biomaterial. Houve retardo na consolidação das falhas ósseas nas cadelas submetidas à OSH comparadas com...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Cadela; Ovariossalpingo-histerectomia; Hidroxiapatita; Alandronato; Colágeno; Calo ósseo.
Ano: 2009 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352009000500007
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Imunoistoquímica de útero e cérvice de cadelas com diagnóstico de piometra Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Volpato,R.; Martin,I.; Ramos,R.S.; Tsunemi,M.H.; Laufer-Amorin,R.; Lopes,M.D..
Analisou-se a piometra de 31 cadelas, de raças e idades variadas, sendo 25 cadelas com piometra de cérvice aberta e seis de cérvice fechada. Após ovariossalpingo-histerectomia, foram coletados fragmentos da cérvice e do útero para a avaliação imunoistoquímica. Foram analisados os receptores de estrógenos α e &#946;, progesterona e colágenos I e III. Foram realizadas imunomarcações em diferentes regiões da cérvice, como o epitélio glandular, o epitélio luminal e o estroma glandular, assim como em diferentes regiões do útero, como o epitélio glandular e o estroma glandular. As imunomarcações de colágenos I e III foram realizadas nas regiões glandular e muscular da cérvice e do útero. Concentrações de receptores de progesterona foram maiores em cadelas...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Cadela; Imunoistoquímica; Piometra.
Ano: 2012 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352012000500004
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Influência do butorfanol sobre os períodos de latência e de ação da ropivacaína pela via peridural na ovariossalpingo-histerectomia em cadelas Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Albuquerque,V.B.; Souza,T.F.B.; Vivan,M.C.R.; Ferreira,J.Z.; Frade,M.C.; Perri,S.H.V.; Oliva,V.N.L.S..
Avaliaram-se os períodos de latência e de duração do efeito do butorfanol associado à ropivacaína aplicados pela via peridural e a possibilidade de uso dessa associação como protocolo anestésico para realização de ovariossalpingo-histerectomia (OSH) em cadelas. Utilizaram-se 16 cadelas pré-medicadas com acepromazina e midazolam compondo dois grupos: no grupo 1 (n=8) aplicou-se ropivacaína isolada (0,3mL/kg) e no grupo 2 (n=8), butorfanol (0,1mg/kg) e ropivacaína (até o volume de 0,3mL/kg), pela via peridural. Consideraram-se nove momentos (M): M0 - animal sem anestesia, M1 - 15 minutos após medicação pré-anestésica; M2 - 30 minutos após a aplicação peridural; M3, M4 e M5 - correspondentes ao início do procedimento e ao pinçamento dos pedículos esquerdo e...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Cadela; Butorfanol; Ropivacaína; Peridural.
Ano: 2010 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352010000400007
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Leiomioma ovariano, tumor de células da granulosa e ovário policístico em cadela: uma rara associação Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Boeloni,J.N.; Silva,J.F.; Nascimento,E.F.; Serakides,R.; Ocarino,N.M..
This case describes a rare case of ovarian leiomyoma associated with granulosa cell tumor and polycystic ovary and in a fifteen-year-old mongrel female dog.
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Neoplasia; Ovário; Músculo liso; Cadela.
Ano: 2013 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352013000500041
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Multirresistência antimicrobiana em cepas de Escherichia coli isoladas de cadelas com piometra Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Lara,V.M.; Donadeli,M.P.; Cruz,F.S.F.; Carregaro,A.B..
The antimicrobial sensibility of Escherichia coli strains isolated from the uterine content of bitches was evaluated. Fifteen E. coli strains were tested in relation to their susceptibility to different antimicrobials. The results demonstrated 100% of resistance to all tested drugs, being a quite conflicting finding compared to other works, which observed variable resistance of those bacteria to different antimicrobials but not the same multi-resistance pattern. The detection of those multi-resistance strains configures a problem, with important implications on the antimicrobial therapy. Therefore, additional investigations for a best characterization and extension of this problem are needed.
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Cadela; Escherichia coli; Piometra; Antibiograma.
Ano: 2008 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352008000400040
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Ovário-histerectomia: estudo experimental comparativo entre as abordagens laparoscópica e aberta na espécie canina. II- Evolução clínica pós-operatória Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Malm,C.; Savassi-Rocha,P.R.; Gheller,V.A.; Oliveira,H.P.; Lamounier,A.R.; Foltynek,V..
Avaliou-se a evolução clínica pós-operatória de 30 cadelas sem raça definida, durante sete dias, aleatoriamente distribuídas em dois grupos de 15 animais, submetidas à ovário-histerectomia (OVH) pelas abordagens laparoscópica (grupo I) e aberta (grupo II). Avaliaram-se os parâmetros de comportamento, fisiológicos e de complicações na ferida cirúrgica. Foi utilizada uma escala descritiva para avaliação da dor e das complicações pós-operatórias. Não foram encontradas diferenças significativas entre os grupos quanto às variáveis: locomoção, postura, interferência na ferida cirúrgica, tensão abdominal, vocalização, apetite, evacuação, freqüências cardíaca e respiratória e temperatura corporal. Quando as variáveis de comportamento e fisiológicas foram avaliadas...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Cadela; Laparoscopia; Ovário-histerectomia; Dor pós-operatória.
Ano: 2005 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352005000800006
Registros recuperados: 24
Primeira ... 12 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional