Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: 

RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 13
Primeira ... 1 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
AVALIAÇÃO DOS MEIOS PBS E WHITTEN NO CULTIVO DE MORULAS DE Mus musculus Ciência Rural
Bernardi,Mari Lourdes; Mezzalira,Alceu; Rubin,Mara Iolanda Batistella; Bertani,Giovani; Kreutz,Luiz Carlos.
RESUMO A fim de estabelecer um parâmetro para a avaliação da viabilidade após o descongelamento, os resultados do cultivo de embriões frescos de camundongos, no meio PBS Modificado sem a adição de C02, foram comparados aos resultados obtidos após o cultivo no meio de Whitten Modificado em atmosfera com 5% de C02. Foram coletadas 1458 mórulas provenientes de fêmeas Mus musculus da cepa Suíço Albina CF 1, previamente superovuladas com 6-8UI de eCG e 6-8UI de HCG, com intervalo de 48 horas. Destas, 1051 foram cultivadas em PBS Modificado acrescido de 20% de SFB, a 37°C e 95% de umidade. As restantes 407 foram cultivadas no meio de Whitten Modificado, acrescido de 3% de BSA, a 37°C, 95% de umidade e 5% de C02. As avaliações foram realizadas com 24h de cultivo,...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Meios de cultivo; Camundongos; Mórulas; Tampão fosfato; Tampão bicarbonato.
Ano: 1991 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84781991000200008
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Co-cultivo de zigotos e embriões de duas células de camundongos (Mus musculus domesticus) em suspensão de células epiteliais de ovidutos de camundongos e bovinos nos meios CZB sem glicose, TCM199 e Ménézo B2 Braz. J. Vet. Res. Anim. Sci.
TAVARES,Liliam Mara Trerrisan; ASSUMPÇÃO,Mayra Elena Ortiz D’Avila; FERREIRA,Fernando; LIMA,Alecsandra Sobreira; MELLO,Marco Roberto Bourg; VISINTIN,José Antonio.
Zigotos e embriões de 2 células de camundongos F1 (C57/DBA) foram cultivados (controle) e co-cultivados em suspensões de células epiteliais de ovidutos de camundongos (MOEC) e de bovinos (BOEC) até o estádio de blastocistos nos meios CZB, TCM199 e Ménézo B2. Os zigotos que atingiram os estádios de blastocistos expandido e eclodido no CZB foram 44 (38,26%) para o controle, 2 (1,89%) para as MOEC e 8 (6,72%) para as BOEC, sendo que o controle apresentou-se estatisticamente diferente (p<=0,05) em relação às MOEC e às BOEC. Os zigotos cultivados e co-cultivados nos meios TCM199 e B2 não clivaram além de 2 células. Os embriões de 2 células que desenvolveram até blastocistos no CZB foram 46 (43,80%) para o controle, 45 (38,79%) para as MOEC e 37 (29,60%) para...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Cultivos celulares; Células epiteliais; Embriões; Camundongos.
Ano: 1999 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-95961999000600006
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeito da administração oral de microalgas em camundongos. Repositório Alice
BREDA, M.; NONNENMACHER, J. L.; MATTHIENSEN, A.; CANSIAN, R. L.; DIEFENTHAELER, H. S.; PEREIRA, A. A. M.; ROMAN, S. S..
Tipo: Separatas Palavras-chave: Microalgas; Toxicidade aguda; Oral; Camundongos.
Ano: 2016 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1058740
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeito do miriadenolídeo isolado de Alomia myriadenia (Asteraceae) sobre o tumor de Erlich ascítico no camundongo Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Verçosa Júnior,D.; Souza-Fagundes,E.M.; Cassali,G.D.; Ribeiro,E.L.; Zani,C.L.; Melo,M.M..
Estudou-se atividade antineoplásica de um produto natural isolado de Alomia myriadenia (miriadenolídeo) no modelo do tumor de Ehrlich em camundongos. Dezoito fêmeas de camundongo Swiss foram inoculadas com 2x10(7) células viáveis de tumor de Ehrlich via intraperitoneal (0,3ml) e posteriormente distribuídas aleatoriamente em três grupos que receberam: grupo I (controle) - 0,3ml de solução de Hanks; grupo II - 31µg/kg de miriadenolídeo; e grupo III - 139µg/kg de miriadenolídeo. No oitavo dia de experimento, foram realizados exames hematológicos e perfil protéico sérico eletroforético. Coletou-se todo o líquido ascítico para avaliação do volume, aparência, pH, contagem de células viáveis e inviáveis, realização de esfregaços para contagem de células claras e...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Miriadenolídeo; Tumor de Ehrlich; Hematologia; Eletroforese; Alterações microscópicas; Camundongos.
Ano: 2006 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352006000500014
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Infecção via oral por Trypanosoma evansi em animais de laboratório Ciência Rural
Silva,Aleksandro Schafer da; Ceolin,Lilian Varini; Oliveira,Camila Belmonte; Monteiro,Silvia Gonzalez; Doyle,Rovaina Laureano.
Testou-se a infecção de Trypanosoma evansi pela via oral em ratos e camundongos, através de sangue contaminado de ambas as espécies. Dez ratos e dez camundongos foram alocados em quatro grupos iguais A e B (ratos), C e D (camundongos). Os grupos A e C receberam sangue contaminado de um rato e o grupo B e D de um camundongo, através de uma sonda. O volume de sangue administrado foi de 0,2ml, o qual apresentava uma concentração de 10(7) tripanossomas ml-1. Os animais foram mantidos em temperatura e umidade constantes (25°C e 80% UR), sendo realizados esfregaços sanguíneos diários para identificar o período pré-patente e a evolução do parasita na circulação. Nos grupos A e B, o período pré-patente variou de 19 a 25 dias, e o período entre a detecção dos...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Ingestão; Trypanosoma evansi; Ratos; Camundongos.
Ano: 2007 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782007000300049
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Rederivação de linhagens de camundongos por transferência embrionária para obtenção de colônias livres de patógenos específicos (SPF) MV&Z
Antiorio, Ana Tada Fonseca Brasil; Massiron, Sílvia Maria Gomes; Carvalho, Márcio Augusto Caldas Rocha; Mori, Cláudia Madalena Cabrera.
O Biotério de Camundongos do Departamento de Imunologia do Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo (ICB/USP) é adaptado para manter a colônia de criação em condições livre de patógenos específicos (SPF) por meio de barreiras sanitárias restritas. Todos os materiais e insumos utilizados dentro do biotério devem ser esterilizados por meios físicos ou químicos. Linhagens recebidas de outros biotérios devem passar pelo processo de rederivação por transferência embrionária, que é um método utilizado para se eliminar patógenos de colônias de roedores de laboratório. A transferência embrionária é um procedimento padrão utilizado para se rederivar linhagens de camundongos em biotérios mantidos sob condições SPF, sendo uma prática empregada...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Rederivação de linhagens; Camundongos; Transferência de embriões animal.
Ano: 2016 URL: http://www.revistamvez-crmvsp.com.br/index.php/recmvz/article/view/31108
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Redução de ganho de peso corporal em camundongos com dieta suplementada com microalgas. Repositório Alice
NONNENMACHER, J. L.; BREDA, M.; MATTHIENSEN, A.; MICHELON, W.; CANSIAN, R. L.; MIKULSKI, B. S.; ROMAN, S. S..
Tipo: Separatas Palavras-chave: Microalgas; Camundongos; Peso corporal.
Ano: 2016 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1053522
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Resposta inflamatória causada pelas frações do adesivo de gelatina-resorcina e formaldeído (Colagel®) em camundongos Ciência Rural
Campos,Andressa Gianotti; Ferrigno,Cássio Ricardo Auada; Boccia,João Paulo; Xavier,José Guilhherme.
Diante de relatos de intensa reação inflamatória após a aplicação cirúrgica do adesivo biológico <A NAME="txa"></A>COLAGEL® <A HREF="#nta">ª</A> em tecidos orgânicos, realizou-se a aplicação isolada das frações do adesivo (gelatina-resorcina, formaldeído, cola polimerizada no local e cola polimerizada imediatamente antes da aplicação) em grupos distintos de camundongos, com o objetivo de identificar a fração responsável por tal processo. Através da avaliação dos cortes histológicos, notou-se que os grupos que receberam apenas o formaldeído e a cola polimerizada in situ foram dotados de alto grau de infiltrado inflamatório, com dissociação de fibras musculares e necrose tecidual. O grupo que recebeu apenas a gelatina-resorcina...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Adesivo; Inflamação; Camundongos.
Ano: 2000 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782000000500016
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Sinalização de conexina 32 atenua danos hepáticos, esteatose hepática e peroxidação lipídica em modelo murino de doença hepática gordurosa não alcoólica MV&Z
Tiburcio, Taynã; Willebrods, Joost; Pereira, Isabel; Araújo, Cintia; Crespo, Sara Yanguas; Maes, Michael; da Silva, Tereza; Dagli, Maria; Vinken, Mathieu; Cogliati, Bruno.
A doença hepática gordurosa não alcoólica (DHGNA) é um importante problema de saúde em todo o mundo e está intimamente relacionada à obesidade e à síndrome metabólica em seres humanos. Esta doença caracteriza-se pela esteatose que pode evoluir para esteatohepatite, cirrose e carcinoma hepatocelular. No fígado, os hepatócitos normais expressam principalmente conexina 32 (Cx32). A comunicação intercelular por junções do tipo gap desempenha um papel importante na homeostase, desenvolvimento e fisiologia do tecido hepático. O envolvimento da sinalização de Cx32 tem sido investigado em várias doenças do fígado, no entanto, quase nada se sabe sobre esses mecanismos na esteatose hepática. Neste contexto, foi investigado o papel da sinalização da Cx32 em um modelo...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Esteato-hepatite não alcóolica; Modelo murino; Conexina 32; Camundongos.
Ano: 2016 URL: http://www.revistamvez-crmvsp.com.br/index.php/recmvz/article/view/31097
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Síntese e caracterização de nanopartículas de ouro conjugadas com curcumina e seus efeitos na osteoartrite experimental induzida Ciência Rural
Campos,Wilma Neres da Silva; Leite,Ana Elisa Tognoli; Sonego,Dábila Araújo; Andrade,Mateus Annicchino de; Pizzinatto,Fábio Dumit; Marangoni,Valéria Spolon; Zucolotto,Valtencir; Nakazato,Luciano; Colodel,Edson Moleta; Souza,Roberto Lopes de.
RESUMO: A Osteoartrite (OA) é uma denominação clínica para uma combinação de condições patológicas que envolvem a degeneração progressiva da cartilagem articular e remodelação de osso subcondral. A curcumina, um potente agente anti-inflamatório, têm sido extensivamente estudada, no entanto não oferece boa biodisponibilidade sistêmica. Nanopartículas de ouro (AuNPs) apresentam aplicações potenciais na administração de substâncias terapêuticas aumentando a eficiência do transporte de fármacos. O objetivo deste estudo foi realizar a síntese e caracterização de um sistema conjugando as AuNPs à curcumina e avaliar seu potencial terapêutico em um modelo experimental de OA em camundongos por desestabilização do menisco medial (DMM). As AuNPs foram conjugadas com...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Camundongos; Curcumina; Nanofármacos; Nanoterapia; Osteoartrite.
Ano: 2017 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782017000700607
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Toxicidade aguda dos extratos hidroalcoólicos das folhas de alecrim-pimenta, aroeira e barbatimão e do farelo da casca de pequi administrados por via intraperitoneal Ciência Rural
Almeida,Anna Christina; Sobrinho,Eliane Macedo; Pinho,Lucineia de; Souza,Patrícia Nery Silva; Martins,Ernane Ronie; Duarte,Eduardo Robson; Santos,Hércules Otacílio; Brandi,Igor Viana; Cangussu,Alex Sander; Costa,João Paulo Ramos.
O estudo objetivou realizar ensaio toxicológico pré-clínico inicial para investigar a toxicidade das folhas de alecrim-pimenta (Lippia sidoides Cham.), aroeira (Myracrodruon urundeuva Fr. All.) e barbatimão [Stryphnodendron adstringens (Mart.) Coville] e do farelo da casca de pequi (Caryocar brasiliense Camb.), por meio da determinação da dose letal 50% (DL50). Na investigação da DL50, foram utilizados grupos de camundongos Swiss de mesmo sexo (n=150, sendo 30 animais por tratamento) inoculados, por via intraperitoneal, com diluições seriadas do extrato hidroalcoólico das folhas de alecrim, aroeira e barbatimão e do farelo da casca de pequi. Após a inoculação, os animais foram observados por um período de 14 dias, para determinar a quantidade de mortos,...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Intoxicação; Plantas medicinais; Camundongos; Intraperitoneal; Lippia sidoides; Myracrodruon urundeuva; Stryphnodendron adstringens Caryocar brasiliense.
Ano: 2010 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782010000100034
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Toxidade aguda do extrato de microalgas em camundongos. Repositório Alice
BREDA, M.; NONNENMACHER, J. L.; MATTHIENSEN, A.; CANSIAN, R. L.; DIEFENTHAELER, H. S.; ROMAN, S. S..
Tipo: Separatas Palavras-chave: Microalgas; Toxicidade aguda; Sinais clínicos; Camundongos.
Ano: 2016 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1053550
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
VITRIFICAÇÃO DE MÓRULAS COMPACTAS Mus musculus: EFEITO DO TEMPO DE EQUILÍBRIO E DO PRÉ-RESFRIAMENTO DA SOLUÇÃO DE VITRIFICAÇÃO. Ciência Rural
Barichello,Eugenia Mariano da Rocha; Silveira,Dalila Rosa da; Thiesen,Francisco Afonso; Medina,Fernando Thomas; Rubin,Mara Iolanda Batistella.
Setecentas e quinze mórulas compactas de Mus musculus da cepa Suíço Albina foram vitrificadas, em dois experimentos, para avaliar, in vitro e in vivo, o efeito do tempo de equilíbrio e do pré-resfriamento da solução de vitrificação na sobrevivência após descongelamento. No experimento I (n =417) as mórulas foram vitrificadas em 4 tratamentos utilizando-se dois tempos de equilíbrio (5 e 10 minutos) na solução de vitrificação intracelular composta por 10% de glicerol + 20% de 1,2 propanediol (SVa) e duas temperaturas (4 e 20° C) na solução de vitrificação extracelular composta por 25% de glicerol + 25% de 1,2 propanediol (SVb). A análise estatística não demonstrou diferenças significativas entre os 4 tratamentos, após o descongelamento e cultivo in vitro aos...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Camundongos; Vitrificação; Mórulas.
Ano: 1992 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84781992000300015
Registros recuperados: 13
Primeira ... 1 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional