Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 29
Primeira ... 12 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Alterações nas características físicas do maracujá-doce submetido à imersão em solução de cloreto de cálcio Ciênc. Tecnol. Aliment.
SILVA,Alessandra Pereira da; VIEITES,Rogério Lopes.
Este trabalho teve por objetivo estudar o efeito da imersão em solução de cloreto de cálcio nas características físicas do maracujá-doce (Passiflora alata Dryander), durante seu armazenamento. Os frutos, colhidos no estádio pré-climatérico, após desinfecção com o fungicida thiabendazol (1g/l) foram imersos, por duas horas, nas seguintes concentrações de cloreto de cálcio: testemunha (0% de CaCl2), 1% de CaCl2, 2% de CaCl2, 3% de CaCl2 e 4% de CaCl2. Após os tratamentos, todos os frutos foram armazenados sob condições de refrigeração (9°C e 85-90% UR), durante 30 dias. Os frutos foram avaliados a cada 6 dias quanto à perda de massa fresca, coloração e rendimento de polpa. Ao final do período estudado pode-se verificar que a concentração de 1% de CaCl2 foi a...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Passiflora alata; Conservação; Pós-colheita; Imersão; Cloreto de cálcio.
Ano: 2000 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-20612000000100012
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Amadurecimento de mangas 'Tommy Atkins' tratadas com Ca em pré-colheita Scientia Agricola
Kluge,Ricardo Alfredo; Scarpare Filho,João Alexio; Sampaio,Vladimir Rodrigues.
Sete aplicações de cloreto de cálcio (0,6 ou 1,2%) foram realizadas em pré-colheita de mangas `Tommy Atkins' para verificar seus efeitos sobre o teor de cálcio na polpa dos frutos e a evolução do amadurecimento. As avaliações foram realizadas na colheita e durante doze dias de armazenamento a 25oC e 60-70% UR. Os tratamentos não elevaram o teor de cálcio na polpa e não influenciaram a perda de peso, o teor de sólidos solúveis totais, a acidez total titulável e a firmeza de polpa dos frutos.
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Mangifera indica; Cloreto de cálcio; Firmeza de polpa; Pós-colheita.
Ano: 1999 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-90161999000300033
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Avaliação do tempo de secagem e da atividade de óxido-redutases de yacon (Smallanthus sonchifolius) sob tratamento químico Ciência Rural
Padilha,Vivianne Montarroyos; Rolim,Priscilla Moura; Salgado,Silvana Magalhães; Livera,Alda Verônica Souza; Oliveira,Michelle Galindo de.
Evidências científicas reconhecem o yacon (Smallanthus sonchifolius) como fonte promissora de frutanos, tais como inulina e frutooligossacarídeos (FOS). No entanto, a presença de compostos fenólicos torna-o suscetível à reação de escurecimento enzimático. Este trabalho teve como objetivo avaliar o emprego de agentes químicos no processamento de yacon, para obtenção de farinha, a fim de inibir o escurecimento enzimático do produto e favorecer o tempo de secagem. Amostras de yacon sem inibição química, de yacon submetido à solução de cloreto de cálcio 1,0g 100g-1 por 30 minutos e de yacon submetido à solução de metabissulfito de potássio 0,5g 100g-1 por 5 minutos foram secas a 55°C, em estufa ventilada, e o teor de água e curvas de secagem foram...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Peroxidase; Polifenoloxidase; Curva de secagem; Cloreto de cálcio; Metabissulfito de potássio.
Ano: 2009 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782009000700034
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Caracterização físico-química de caquis cv. Fuyu submetidos à aplicação de agentes inibidores de escurecimento e armazenados a 0°C - DOI: 10.4025/actasciagron.v27i3.1399 Agronomy
Fagundes, Angela Fuentes; UEPG; Ayub, Ricardo Antonio; UEPG.
Objetivou-se avaliar o efeito de tratamentos químicos aplicados em pós-colheita em frutos de caqui (Diospyros kaki L.) cv. Fuyu armazenados a temperatura de 0 ± 2ºC. Os frutos foram imersos durante dois minutos em solução de ácido ascórbico, ácido cítrico e cloreto de cálcio, mais espalhante adesivo (óleo vegetal) 0,02% (v/v), secos à temperatura ambiente e armazenados a 0 ± 2ºC e 95±2% UR. Os frutos foram avaliados aos 32 e 52 dias com relação ao escurecimento da epiderme, porcentagem de frutos escurecidos, firmeza da polpa, sólidos solúveis totais, pH da polpa e acidez total titulável. Após 52 dias, não houve efeito dos produtos para inibir o escurecimento da epiderme de caquis Fuyu. Frutos tratados à base de ácido cítrico se mantiveram mais firmes e com...
Palavras-chave: 5.01.00.00-9 Agronomia Diospyrus kaki L.; Ácido ascórbico; Ácido cítrico; Cloreto de cálcio; Qualidade do fruto 5.01.00.00-9 Agronomia.
Ano: 2005 URL: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciAgron/article/view/1399
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Controle do escurecimento enzimático e da firmeza de polpa em pêssegos minimamente processados Ciência Rural
Costa,Amauri Costa da; Antunes,Pedro Luiz; Rombaldi,César Valmor; Gularte,Márcia Arocha.
O escurecimento enzimático e o amolecimento são as principais alterações que podem afetar pêssegos minimamente processados (MP). Objetivou-se avaliar a aplicação de L-cisteína (Cis), ácido L-ascórbico (AA) e cloreto de cálcio (CC) no controle do escurecimento enzimático e da perda de firmeza de polpa de pêssegos MP, cv. 'Esmeralda'. Os frutos foram processados e, após o fatiamento, imersos nos tratamentos: (I) água (controle); (II) AA+CC; (III) Cis+CC; e, (IV) Cis+AA+CC. Em seguida, as fatias foram acondicionadas em embalagens rígidas envoltas com filme PVC de 30µm de espessura e armazenadas durante seis dias a 4±1°C e 85±3% UR. As amostras foram avaliadas quanto aos aspectos físico-químicos, enzimáticos e sensoriais a cada dois dias. O tratamento...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Prunus persica; Processamento mínimo; Antioxidantes; Cisteína; Ácido ascórbico; Cloreto de cálcio.
Ano: 2011 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782011000600028
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Cor, capacidade de retenção de água e maciez da carne de cordeiro maturada e injetada com cloreto de cálcio Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Zeola,N.M.B.L.; Souza,P.A.; Souza,H.B.A.; Silva Sobrinho,A.G.; Barbosa,J.C..
Os músculos Biceps femoris, Longissimus e Triceps brachii submetidos aos efeitos do tempo de maturação e da injeção com cloreto de cálcio de cordeiros Morada Nova foram estudados quanto às características de cor, capacidade de retenção de água e maciez. Os cordeiros foram abatidos ao atingirem 25kg de peso vivo. Os músculos apresentaram diferenças na cor (luminosidade-L*, teor de vermelho-a* e teor de amarelo-b*) 24 horas após o abate. A maturação tendeu a escurecer a carne. O cloreto de cálcio não modificou a cor das carnes provenientes dos músculos Longissimus e Triceps brachii, entretanto as do Biceps femoris apresentaram-se mais vermelhas quando receberam cloreto de cálcio. Quanto à capacidade de retenção de água, a maturação afetou as carnes do...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Cordeiro; Cor; Capacidade de retenção de água; Maciez; Cloreto de cálcio; Maturação.
Ano: 2007 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352007000400036
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
DISTÚRBIOS FISIOLÓGICOS DA MANGA: EFEITO DA APLICAÇÃO DE Ca EM PULVERIZAÇÃO FOLIAR Scientia Agricola
Sampaio,Vladimir Rodrigues; Scarpare Filho,João Alexio; Kluge,Ricardo Alfredo.
Na fase de frutificação da mangueira 'Tommy Atkins', foram realizadas sete pulverizações com cloreto de cálcio (0,6 e 1,2%) observando-se intervalo de 2 semanas. Os frutos foram colhidos em duas ocasiões: 16/12/96 (colheita em época normal) e 06/01/97 (colheita tardia). Não houve incremento no conteúdo de cálcio na polpa dos frutos das plantas tratadas em comparação às não tratadas. A incidência de distúrbios fisiológicos foi similar em todos os tratamentos, independente dos conteúdos de nitrogênio e cálcio no mesocarpo dos frutos. As desordens fisiológicas nos frutos aumentaram na colheita tardia.
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Manga; Colapso de polpa; Cloreto de cálcio.
Ano: 1999 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-90161999000200028
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeito do cálcio sobre as características anatômicas de raízes de milho (Zea mays L.) "Saracura" BRS-4154 submetido ao alagamento em casa de vegetação. Repositório Alice
FERRER, J. L. R.; CASTRO, E. M. de C.; ALVES, J. D.; ALENCAR, M. A.; SILVA, S. da; VIEIRA, C. V.; MAGALHAES, P. C..
O milho "Saracura" BRS-4154 apresenta-se como uma opção válida para as várzeas sujeitas ao alagamento temporário. Pesquisas têm demonstrado que a presença de CaCl2 no ambiente de germinação alagado aumenta a tolerância do milho "Saracura" a essa condição. Este trabalho foi conduzido em casa de vegetação na Embrapa Milho e Sorgo, localizada no município de Sete Lagoas -MG, com o objetivo de obter melhor conhecimento das alterações anatômicas em Milho "Saracura" BRS-4154 sob efeito de cálcio e alagamento. As plantas foram submetidas aos tratamentos com e sem adição de uma dose de 300 kg. ha-1 de cloreto de cálcio, incorporado em todo o solo. Cada tratamento foi avaliado em condições normais de irrigação e sob encharcamento imposto a partir do estádio V6 até...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Encharcamento; Cloreto de cálcio; Anatomia; Milho.
Ano: 2004 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/475583
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeito do cloreto de cálcio na germinação de sementes de feijão guandu submetidas ao estresse salino. Repositório Alice
RIBEIRO, R. A. M.; CORREIA, J. de S.; FERNANDES, J. G.; NOGUEIRA, F. P.; RIBEIRO, L. de S.; ARAGÃO, C. A.; DANTAS, B. F..
2004
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Guandu; Semente; Germinação; Estresse salino; Cloreto de cálcio.
Ano: 2004 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/153039
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeitos da injeção de cloreto de cálcio pós-morte e tempo de maturação no amaciamento e nas perdas por cozimento do músculo Longissimus dorsi de animais Bos indicus e Bos taurus selecionados para ganho de peso R. Bras. Zootec.
Moura,Aparecida Carla de; Luchiari Filho,Albino; Nardon,Romeu Fernandes; Razook,Alexander George.
O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito da injeção pós-morte de cloreto de cálcio (CaCl2) e o tempo de maturação no amaciamento e nas perdas por cozimento do músculo longissimus dorsi de animais Bos indicus e Bos taurus selecionados para ganho de peso. Foram usados 64 machos inteiros (16 Caracu, 16 Guzerá, 16 Nelore Controle e 16 Nelore Seleção). Vinte quatro horas após o abate, foi retirada uma amostra do músculo Longissiumus dorsi (contra-filé) entre a 6ª e 9ª vértebras lombares e dividida em nove subamostras. Em cada grupo de três subamostras escolhidas ao acaso, foi injetada, na quantia correspondente a 10% do seu peso, uma das seguintes soluções: a) água (controle), b) 200 mM de CaCl2 e c) 300 mM de CaCl2. Cada subamostra foi, então, embalada a...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Amaciamento da carne; Cloreto de cálcio; Bos indicus; Bos taurus; Força de cisalhamento; Injeção; Longissimus dorsi.
Ano: 1999 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-35981999000600028
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Especiacao Quimica da Solucao do Solo para Interpretacao da Absorcao de Calcio e Aluminio por Raizes de Caffeiro. Repositório Alice
CHAVES, J.C.D.; PAVAN, M.A.; MIYAZAWA, M..
Experimento em casa de vegetação foi conduzido com dois solos ácidos para estudar a absorção de Ca e Al pelas raízes do cafeeiro utilizando-se as fontes: CaCO3, CaCl2, Ca(NO3)2, CaSO4 e MgCO3. A especiação química dos íons no solo foi realizada através de um programa de computador GEOCHEM. A concentração do cálcio total (Cat) solúvel no solo aumentou com a adição dos sais de cálcio. CaCO3 aumentou a concentração de Ca2+ e eliminou Al3+ no solo. CaCl2 e Ca(NO3)2 aumentaram Al3+ sem a formação de pares de íons com ediminuíram a concentração de Ca2+ em relação ao CaCO3, devido à formação dos pares de íons CaCl+ e . CaSO4 proporcionou a formação dos pares de íons e , diminuindo as formas livres A13+ e Ca2+ na solução do solo. O peso da matéria seca das plantas...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Coffea arábica; Nutrição de plantas; Absorção de íons; Calagem; Gessagem; Carbonato de cálcio; Nitrato de cálcio; Cloreto de cálcio; Sulfato de cálcio; Solos ácidos.
Ano: 1991 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/105774
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Influência de pré-influência de pré-tratamentos sobre a desidratação osmótica de carambolas Ciênc. Tecnol. Aliment.
Shigematsu,Elke; Eik,Nenis Maria; Kimura,Mieko; Mauro,Maria Aparecida.
A desidratação osmótica (DO) de fatias de carambola (Averrhoa carambola L.) em solução de sacarose foi estudada, com o objetivo de otimizar o processo. Num primeiro conjunto de experimentos, aplicou-se revestimento de coberturas comestíveis (pectina ou pectina+amido) sobre as fatias, seguido de DO em solução aquosa de sacarose (50%, p/p, 27°C). Num segundo conjunto, foi realizada secagem parcial da cobertura, em estufa, antes da DO. Num terceiro conjunto de experimentos testou-se a adição de CaCl2 na solução osmótica. A aplicação dos revestimentos antes da DO não melhorou a eficiência (máxima perda água/ganho soluto) devido à grande retenção de umidade e à fácil impregnação de sacarose nos mesmos, enquanto que o tecido vegetal sem revestimento restringiu...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Cloreto de cálcio; Coberturas comestíveis; Avaliação sensorial; Secagem; Transferência de massa.
Ano: 2005 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-20612005000300024
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Influência do CaCl2 sobre a qualidade pós-colheita do abacaxi cv. Pérola Ciênc. Tecnol. Aliment.
Pinheiro,Ana Carla Marques; Vilas Boas,Eduardo Valério de Barros; Lima,Luciana Costa.
Objetivou-se avaliar a influência do cloreto de cálcio (CaCl2) sobre a qualidade pós-colheita de abacaxis cv. Pérola, armazenados sob condições simuladas de transporte marítimo (21 dias a 12±1ºC) e comercialização (8 dias a temperatura ambiente, 21 ± 1ºC). O experimento foi conduzido utilizando-se parcelas constituídas de 6 frutos, obedecendo um delineamento experimental inteiramente casualizado e constituindo um fatorial 4 x 6, com 3 repetições, tendo-se quatro níveis de cloreto de cálcio (0, 1, 2 e 3%) e seis épocas de análise (0, 21, 23, 25, 27 e 29 dias de armazenamento). Observou-se que a imersão em solução de cloreto de cálcio a 3% promoveu diminuição no índice de escurecimento interno, na área afetada e na intensidade do escurecimento interno, além...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Ananas comosus; Escurecimento interno; Firmeza; Cloreto de cálcio; Refrigeração.
Ano: 2005 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-20612005000100006
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Influência do cloreto de cálcio no crescimento de explantes de Gypsophila paniculata L. (Caryophyllaceae), cultivados in vitro Scientia Agricola
Jun Takane,R.; Minami,K.; Lucchesi,A.A.; Almeida,M. De.
Este trabalho teve por finalidade verificar a influência do Cloreto de Cálcio (CaCl12) no crescimento de explantes de Gypsophila paniculata L., cultivados em meio de cultura a fim de fornecer subsídios para a micropropagação desta cultura. Foram utilizados como explantes somente as gemas apicais das plantas em fase de crescimento vegetativo. Os explantes foram inoculados em meio de cultura MS (Murashigue & Skoog) modificado com diferentes concentrações de CaCl2: a) 440; b) 880; c) 1.760; d) 2.640 e e) 3.520 mg/1. Os explantes foram deixados em câmara de crescimento sob uma temperatura constante de 25°C ± 2°C sob fotoperíodo de 16 horas. Os explantes do meio de cultura MS com 1.760 mg/1 de CaCl2 foram os de melhor resultado, com crescimento vigoroso...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Gypsophila paniculata L.; Micropropagação; Gemas apicais; Cloreto de cálcio.
Ano: 1994 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-90161994000200006
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Inibição do escurecimento enzimático de banana maçã minimamente processada Ciênc. Tecnol. Aliment.
Melo,Ânderson Adriano Martins; Vilas Boas,Eduardo Valério de Barros.
Objetivou-se, neste trabalho, avaliar o efeito do ácido ascórbico (AA), do cloreto de cálcio (CC), do cloridrato de L-cisteína (Cis) e EDTA, na prevenção do escurecimento enzimático de banana maçã minimamente processada. Foram utilizadas as combinações: (i) AA 1%+CC 1%+Cis 0,5%, (ii) AA 1%+CC 1%+Cis 1%, (iii) AA 1%+CC 1%+Cis 1,5% e (iv) EDTA 1%, constituindo quatro tratamentos de um delineamento inteiramente casualizado. Produtos minimamente processados não tratados quimicamente não foram analisados, considerando-se seu acentuado escurecimento e sua vida de prateleira inferior a 6 h. As bananas foram tratadas com hipoclorito de sódio, fatiadas, imersas nos tratamentos químicos, acondicionadas em embalagens rígidas envoltas com filme PVC 30 µm e armazenadas...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Ácido ascórbico; Cisteína; Cloreto de cálcio; EDTA; Musa sp.
Ano: 2006 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-20612006000100019
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Parâmetros de qualidade da carne de cordeiros submetida aos processos de maturação e injeção de cloreto de cálcio Ciência Rural
Zeola,Nivea Maria Brancacci Lopes; Souza,Pedro Alves de; Souza,Hirasilva Borba Alves de; Sobrinho,Américo Garcia da Silva; Pelicano,Elizabete Regina Leone.
Foram estudados o pH e a temperatura dos músculos Biceps femoris, Longissimus e Triceps brachii de cordeiros "Morada Nova", durante o período de instalação do rigor mortis, e os efeitos da maturação e da injeção de cloreto de cálcio nas características qualitativas destes músculos. Os cordeiros foram abatidos ao atingirem 25kg de peso vivo. O declínio do pH e da temperatura dos músculos foram monitorados durante a instalação do rigor mortis nos tempos 0, 2, 4, 6, 8, 10, 12 e 24 horas após o abate, com as carcaças refrigeradas em câmara fria a 4°C. Após este período, os músculos foram retirados e submetidos aos respectivos tratamentos com posterior determinação da perda de peso durante a cocção e da maciez. A queda do pH para os músculos Biceps femoris e...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Cordeiros; Cloreto de cálcio; Maturação; PH; Temperatura.
Ano: 2006 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782006000500034
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Perda de massa de flores de capuchinha após armazenamento Horticultura Brasileira
Sangalli,Andréia; Scalon,Silvana de Paula Quintão; Carvalho,José Carlos Lopes de.
Avaliou-se a perda de massa pós-colheita de flores de capuchinha, em experimento conduzido no Laboratório de Bioquímica da UFMS, em setembro de 2004. Flores das cores vermelha e amarela foram imersas durante trinta minutos em água, ácido ascórbico a 2% e 4%, cloreto de cálcio a 2% e 5% e sacarose a 5% e 10%, e armazenadas com e sem o uso de filme de PVC em câmara fria a 5ºC±2ºC. Foi analisada a perda de massa fresca, utilizando-se o delineamento inteiramente casualizado em fatorial 2 x 2 x 7, com três repetições (8 flores por bandeja) e as médias comparadas pelo teste de Tukey, a 5% de significância. A longevidade média das flores de capuchinha foi de oito dias para as flores acondicionadas na embalagem de PVC e armazenadas em câmara fria, enquanto as...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/other Palavras-chave: Tropaeolum majus L.; Ácido ascórbico; Sacarose; Cloreto de cálcio; Embalagem de PVC; Conservação pós-colheita.
Ano: 2007 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-05362007000300029
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
QUALIDADE DE AMEIXAS CV. REUBENNEL APÓS TRATAMENTO COM PRODUTOS ALTERNATIVOS,REFRIGERAÇÃO E CLIMATIZAÇÃO Rev. Bras. Frutic.
BENATO,ELIANE APARECIDA; CASTRO,MARIA FERNANDA PENTEADO MORETZSOHN DE; SIGRIST,JOSÉ MARIA MONTEIRO; ANJOS,VALÉRIA DELGADO DE ALMEIDA; VALENTINI,SILVIA REGINA TOLEDO.
O objetivo deste trabalho foi avaliar a aplicação de produtos alternativos e de refrigeração, com posterior aplicação de etileno, sobre a qualidade de ameixas ‘Reubennel’, a fim de prolongar o período de comercialização. Os produtos aplicados logo após a colheita foram: biomassa cítrica (Ecolife®)- 150 mL (p.c.) 100 L-1 por 30 s; vapor de etanol - 2 mL kg-1 por 2 h (20ºC/80%UR), e cloreto de cálcio (CaCl2) - 1% (p/v) por 10 min. Em seguida, os frutos foram armazenados a 0ºC/95%UR. Após 17 e 33 dias, três caixas de cada tratamento, com 40 frutos cada, foram removidas da câmara de refrigeração, sendo uma das caixas segregada para análises, enquanto as outras duas foram transferidas para 20oC/85%UR por mais 4 dias. Destas caixas, uma de cada tratamento foi...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Prunus salicina; Etileno; Etanol; Cloreto de cálcio; Biomassa cítrica.
Ano: 2015 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452015000200327
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Qualidade de pedúnculos de caju submetidos à aplicação pós-colheita de cálcio e armazenados sob refrigeração Repositório Alice
FIGUEIREDO, R.W. de; LAJOLO, F. M.; ALVES, R.E.; FILGUEIRAS, H.A.C.; MAIA, G.A.; SOUSA, P.H. M. de..
O objetivo deste trabalho foi avaliar os efeitos da aplicação de cálcio pós-colheita nas características químicas, físico-químicas e nos teores de cálcio em pedúnculos de cajueiro-anão precoce CCP-76, submetidos a armazenamento refrigerado sob atmosfera modificada. Os cajus foram imersos em água e em soluções com diferentes concentrações de cloreto de cálcio (0,5, 1 e 2% p/v), por dois minutos. Os cajus foram acondicionados em bandejas de isopor, envolvidos em filme de PVC e armazenados a 5±1°C e 88±3% de umidade relativa, durante 25 dias. Os teores de sólidos solúveis e açúcares solúveis diminuíram durante o armazenamento. Os pedúnculos de caju, independentemente da dose de cálcio, apresentaram tendência à diminuição da acidez e da vitamina C com o...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Anacardium occidentale; Qualidade pós-colheita; Cloreto de cálcio; Postharvest quality; Calcium chloride.
Ano: 2007 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/126113
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Qualidade de pedúnculos de caju submetidos à aplicação pós-colheita de cálcio e armazenados sob refrigeração PAB
Figueiredo,Raimundo Wilane de; Lajolo,Franco Maria; Alves,Ricardo Elesbão; Filgueiras,Heloísa Almeida Cunha; Maia,Geraldo Arraes; Sousa,Paulo Henrique Machado de.
O objetivo deste trabalho foi avaliar os efeitos da aplicação de cálcio pós-colheita nas características químicas, físico-químicas e nos teores de cálcio em pedúnculos de cajueiro-anão precoce CCP-76, submetidos a armazenamento refrigerado sob atmosfera modificada. Os cajus foram imersos em água e em soluções com diferentes concentrações de cloreto de cálcio (0,5, 1 e 2% p/v), por dois minutos. Os cajus foram acondicionados em bandejas de isopor, envolvidos em filme de PVC e armazenados a 5±1°C e 88±3% de umidade relativa, durante 25 dias. Os teores de sólidos solúveis e açúcares solúveis diminuíram durante o armazenamento. Os pedúnculos de caju, independentemente da dose de cálcio, apresentaram tendência à diminuição da acidez e da vitamina C com o...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Anacardium occidentale; Qualidade pós-colheita; Cloreto de cálcio.
Ano: 2007 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-204X2007000400004
Registros recuperados: 29
Primeira ... 12 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional