Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 10
Primeira ... 1 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Anthracnose intensity and physical and chemical characteristics of ‘Prata anã’ banana under different nitrogen doses Rev. Bras. Frutic.
Freitas,Viviane Alves; Fernandes,Martielle Batista; Mizobutsi,Edson Hiydu; Mizobutsi,Gisele Polete; Ribeiro,Regina Cássia Ferreira; Pegoraro,Rodinei Facco.
Abstract The balanced supply of nitrogen to fruit trees leads to higher fruit quality and reduced incidence of diseases. The aim of this study was to evaluate anthracnose intensity and the physical and chemical characteristics of ‘Prata Anã’ banana under different nitrogen doses. Regarding anthracnose intensity, N doses of 150, 200, 250, 400 and 600 kg ha-1 were used. The Area Under the Incidence Progress (AUIPC) and Severity Curves (AUSPC) were evaluated. The physical and chemical characteristics were: fruit and pulp mass; soluble solids; starch; total, reducing and non-reducing sugars; coloration and nutrient concentration in peel, evaluated every three days for 15 days. Plants fertilized with N doses of 200, 250 and 400 kg.ha-1 had lower AUIPC values...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Nitrogen fertilization; Colletotrichum musae; Musa spp; Postharvest pathology.
Ano: 2019 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452019000500401
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Avaliação de microrganismos antagonistas no controle de Colletotrichum musae em banana. Repositório Alice
OLIVEIRA, E. S. de; PESSOA, M. N. G.; VIANA, F. M. P.; LIMA, I. B. de..
2009
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Colletotrichum musae; Antagonismo; Atividade fungitóxica; Pós-colheita.
Ano: 2009 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/580955
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Controle da antracnose na pós-colheita de bananas-'prata' com produtos alternativos aos agrotóxicos convencionais Rev. Bras. Frutic.
Negreiros,Ricardo José Zimmermann de; Salomão,Luiz Carlos Chamhum; Pereira,Olinto Liparini; Cecon,Paulo Roberto; Siqueira,Dalmo Lopes de.
Produtos alternativos aos agrotóxicos convencionais foram avaliados no controle da antracnose causada por Colletotrichum musae em pós-colheita de bananas 'Prata' [Musa spp. (AAB)]. Foram utilizados buquês com três frutos, com diâmetro médio de 32 mm a 36 mm, no estádio pré-climatérico, com coloração de casca totalmente verde. Os frutos foram pulverizados com uma suspensão de conídios de C. musae, na concentração de 2,5x10(5) conídios/mL e mantidos em câmara úmida a 25 ºC, por 24 horas. Após esse período, foram pulverizados com as caldas dos produtos alternativos extrato cítrico 'Biogermex', óleo de nim 'Organic Neem' e óleo de alho 'Probinatu', na concentração de 10,0 mL/L, óleo de pimenta-longa e óleo de cravo-da-índia na concentração de 5,0 mL/L e...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Qualidade pós-colheita; Colletotrichum musae; Fungos fitopatogênicos; Óleos e extratos vegetais.
Ano: 2013 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452013000100007
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeito do tratamento hidrotérmico e químico de frutos de banana 'Prata' no controle da antracnose em pós-colheita Trop. Plant Pathol.
Sponholz,Claudia; Batista,Ulisses G.; Zambolim,Laércio; Salomão,Luiz C. C.; Cardoso,Antônio A..
Este trabalho objetivou testar a eficiência da hidroterapia e de alguns fungicidas no controle da antracnose causada por Colletotrichum musae e verificar o seu efeito na evolução da cor de frutos de banana (Musa spp.) 'Prata'. Buquês foram atomizados com C. musae (2,5 x 10(6) esporos/ml em água) e imersos 24 h depois em água a 45 ºC, 50 ºC e 53 ºC, durante 0, 10, 15 e 20 min. Outros buquês foram imersos por 3 min nos fungicidas tebuconazole, procloraz, difenoconazole e propiconazole nas doses de 0, 62,5, 100, 125 e 250 mg.l-1. Nos frutos tratados a 45 ºC por 20 min (5, 10 ou 15 min foram ineficientes) a incidência da doença foi de um fruto infetado por buquê. A exposição dos frutos a 50 ºC por 20 min reduziu a área lesionada em 85% e a 53 ºC por 15 e 20...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Musa spp.; Colletotrichum musae; Fungicidas; Controle químico; Hidroterapia; Tratamento térmico.
Ano: 2004 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-41582004000500002
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeito dos extratos de pimenta do gênero capsicum no controle da antracnose da bananeira. Repositório Alice
OLIVEIRA, B. E. de; SILVA, D. G. da; FERNANDES, C. de F.; VIEIRA JUNIOR, J. R.; SILVA, D. S. G. da; SANTANA, L. S.; ALMEIDA, U. O. de; VENTURA, F. A.; RODRIGUES, M. M.; MATOS, S. I. de; OGRODOWCZYK, L.; ALVES, R. de C..
Buscou-se neste estudo avaliar o efeito de extratos vegetais de pimentas do gênero Capsicum como agentes inibitórios do crescimento micelial do fungo Colletotrichum musae.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Colletotrichum musae; Musa sp.; Antracnose; Controle alternativo.
Ano: 2011 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/940840
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Hydrothermal treatment in the management of anthracnose in ‘Prata-Anã’ banana produced in the semiarid region of Minas Gerais, Brazil Rev. Bras. Frutic.
Silva,Lais Maia e; Ribeiro,Regina Cássia Ferreira; Rodrigues,Maria Luisa Mendes; Fernandes,Martielle Batista; Mizobutsi,Edson Hiydu.
Abstract Anthracnose stands out among rot diseases that can occur in the post-harvest phase of banana. The aim of this study was to evaluate the thermotherapy in the control of anthracnose in ‘Prata Anã’ banana produced in northern state of Minas Gerais. Bananas ‘Prata Anã’ variety were divided into groups of three fruits and inoculated with Colletotrichum musae. Groups were submitted to thermotherapy using five temperatures (40°C, 44°C, 48°C, 52°C and 56°C) and four immersion times (4, 8, 12 and 16 minutes) and control. Treatments were repeated five times in a completely randomized design. Area under the incidence progress curve (AUIPC) and area under the severity progress curve (AUSPC) were calculated. To evaluate the thermotherapy efficiency compared...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Colletotrichum musae; Thermotherapy; Incidence; Severity.
Ano: 2018 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452018000200402
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Potencial de defensivos biológicos no controle da antracnose e na conservação de bananas na pós-colheita. Infoteca-e
JUNQUEIRA, N. T. V.; SILVA, A. P. de O.; MISAEL, L. P.; LAGE, D. A. da C.; SILVA, D. M.; FIALHO, J. de F.; JUNQUEIRA, L. P..
RESUMO: Várias doenças acometem a banana na fase de pós colheita , mas a antracnose causada pelo fungo colletotrichum musae ( Berk. & Curtis) Arx. é a de maior expressão econômica. O controle dessa doença vem sendo feiro por imersão dos frutoss em caldas à base de benomil, tiabendazol, tiofanato metílico, prochloraz e imazalil. embora sejam eficazes no controle da doença, esses fungicidas podem deixar resíduos, o que não satisfaz aos consumidores que vem, a cada ano, aumentando suas exigências por frutos livres de resíduos de agroquímicos e ambieltalmente limpos. Dessa forma, esses experimentos foram conduzidos visando `a seleção de produtos biológicos que tenham potencial para o controle de doenças e para a conservação de bananas na pós colheita . Os...
Tipo: Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (INFOTECA-E) Palavras-chave: Doença fungica; Antracnose; Fungo; Colletotrichum musae; Controle alternativo; Banana; Pós-colheita; Fitoterapia; Fungal diseases; Anthracnosis; Fungi; Alternative control; Musa; Postharvest control; Drugs.
Ano: 2003 URL: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/handle/doc/568127
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
PROGRESSO TEMPORAL E CONTROLE DA ANTRACNOSE EM BANANA NO SEMIÁRIDO NORTE MINEIRO Rev. Bras. Frutic.
SILVA,LAIS MAIA E; BARBOSA,MARIANNE GONÇALVES; FERNADES,MARTIELLE BATISTA; RIBEIRO,REGINA CÁSSIA FERREIRA; MIZOBUTSI,EDSON HIYDU.
RESUMO A antracnose é uma das principais doenças pós-colheita em bananas. O trabalho teve como objetivos avaliar, durante dez meses, a intensidade da antracnose e o efeito da lavagem e sanitização das frutas no controle da doença em pós-colheita de bananas. O experimento foi realizado de setembro de 2013 a junho de 2014. As coletas dos frutos foram realizadas, mensalmente, em cinco propriedades comerciais localizadas nos municípios de Jaíba, Janaúba e Nova Porteirinha, cultivadas com banana ‘Prata-Anã’. As pencas foram subdivididas em buquês de três frutos, o delineamento experimental foi o inteiramente casualizado em esquema fatorial e submetidos aos tratamentos: frutos sem a realização da lavagem (testemunha); frutos lavados na propriedade; frutos...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Colletotrichum musae; Manejo; Incidência; Severidade; Pós-colheita.
Ano: 2016 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452016000100081
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Termoterapia de banana 'Prata-Anã' no controle de podridões em pós-colheita Trop. Plant Pathol.
Moraes,Wilson da S.; Zambolim,Laércio; Lima,Juliana D.; Salomão,Luiz C. C.; Cecon,Paulo.
O objetivo desse estudo foi determinar a tolerância de banana (Musa spp.) 'Prata-Anã' (AAB) e do fungo Colletotrichum musae à termoterapia no controle de podridões em pós-colheita. Experimentos in vivo e in vitro foram instalados em delineamento inteiramente casualizado, seguindo um esquema fatorial 4x5 (temperatura x tempo). Os tratamentos consistiram na imersão dos frutos (buquês) e do fungo (esporos e micélio) em água aquecida a 47, 50, 53 e 56 ºC, durante 0, 3, 6, 9 e 12 min. A exposição dos frutos a 56 ºC durante 9 min causou escurecimento da casca nas extremidades dos frutos, porém, as características físicas e químicas dos frutos não foram alteradas pelos tratamentos. Frutos inoculados e tratados a 56 ºC durante 6 min não apresentaram podridões nem...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Colletotrichum musae; Antracnose; Infecção latente.
Ano: 2005 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-41582005000600006
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Uso de fungicidas e óleo de Piper aducun (dilapiol) para o controle de Colletotrichum musae. Repositório Alice
NOGUEIRA, S. R.; HERMÍNIO, M. F.; MACEDO, P. E. F.; OLIVEIRA, M. T. B. de.
A banana está entre as frutas mais produzidas e consumidas no Brasil. A antracnose (Colletotrichum musae) é a principal doença pós-colheita em frutos, porém, a infecção inicia no campo. O controle da antracnose é difícil, e o estudo de produtos químicos e alternativos que reduzam as infecções e seu progresso nos frutos é importante no manejo da doença.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Controle de doenças; Fungicidas; Dilapiol; Banana; Antracnose; Colletotrichum musae.
Ano: 2014 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1008062
Registros recuperados: 10
Primeira ... 1 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional