Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 51
Primeira ... 123 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
A VISCOSIDADE, A COLORAÇÃO E A GRAVIDADE ESPECÍFICA DO COLOSTRO NO PROGNÓSTICO DA CONCENTRAÇÃO DE IMUNOGLOBULINA SÉRICA DE POTROS RECÉM-NASCIDOS Ciência Rural
Luz,Inês Nicoloso Castro da; Alda,Joaquim Lopez de; Silva,José Henrique Souza da; De La Côrte,Flávio Desessards; Silva,Carlos Antonio Mondino.
Sessenta éguas Puro Sangue de Corrida (PSC) serviram como material para este trabalho. O colostro foi colhido antes do produto mamar e 12 horas após, para se avaliar a cor, a viscosidade, a gravidade específica (GE) e a concentração de imunoglobulinas (Ig) colostrais. Avaliou-se a correlação desses dados com a concentração de Ig sérica dos potrinhos das 3 horas até 7 dias após a primeira mamada. A lactação prematura (LP) influenciou negativamente a concentração de Ig colostral e sérica dos produtos, estando o seu nível sérico de Ig diretamente ligado à quantidade e qualidade de colostro ingerido. A determinação da GE através do colostrômetro foi rápida e precisa. Colostros com GE maior que 1060 possuíam Ig superior a 9,0g/dl e os níveis séricos dos...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Potro; Imunodeficiência; Imunoglobulina; Colostro.
Ano: 1992 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84781992000300009
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Absorção de IgG via colostro em leitões biológicos e adotados após a uniformização da leitegada Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Heim,G; Mellagi,A.P.G; Bierhals,T; Piuco,P; Souza,L.P; Gava,D; Canal,C.W; Bernardi,M.L; Wentz,I; Bortolozzo,F.P.
Nove fêmeas de quinto parto (OP5) foram imunizadas com 4mg e 2mg de albumina sérica bovina (BSA) aos 70 e 100 dias de gestação, respectivamente. A uniformização da leitegada foi realizada 4,9±1,9h após o nascimento, antes de os leitões efetuarem a primeira mamada. As leitegadas foram compostas por cinco leitões biológicos (LB) e cinco leitões adotados (LA), com pesos semelhantes ao nascimento. Foram coletadas amostras de sangue dos leitões ao nascimento e 24h após, das fêmeas ao pós-parto e de colostro de cada grupo de tetos ao parto e 24h após. As amostras de soro e colostro foram quantificadas para IgG pelo ELISA indireto. A densidade ótica de IgG anti-BSA (DOIgG-BSA) dos leitões (24h de vida) foi correlacionada com a das fêmeas. A DOIgG-BSA entre LB e...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Leitão; Uniformização; IgG; Colostro.
Ano: 2011 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352011000500005
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Atividade antiviral em colostro do extrato de Melia azedarach no vírus da Artrite Encefalite Caprina. Repositório Alice
BRANDÃO, S. I.; SOUSA, A. L. M.; SOUZA, S. C. R.; MOREIRA, A. C. G. C.; SANTOS, M. D. dos; PINHEIRO, R. R..
bitstream/item/206586/1/CNPC-2019-Atividade-antiviral.pdf
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Colostro.
Ano: 2019 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1116476
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Avaliação clínica de cabritos alimentados com colostros acrescido de diferentes concentrações de dodecil sulfato de sódio. Repositório Alice
ASSUNÇÃO, L. M. O.; SOUSA, A. L. M.; PRADO, G. M.; LUCAS, J. I.; AMARAL, M. M. S.; PINHEIRO, R. R..
Pesquisas com aditivos químicos para uso no colostro e leite vêm sendo desenvolvidas no sentido de melhorar a conservação através da inativação de agentes microbiológicos presentes, mantendo-se as propriedades imunológicas e nutricionais. Dentre estes compostos, o dodecil sulfato de sódio (SDS) é um agente surfactante que apresenta propriedades citolíticas e uma provável ação antiviral. Um dos maiores desafios para o controle das lentiviroses de pequenos ruminantes é impedir a contaminação das crias pela via digestiva, considerada a principal. O objetivo deste trabalho foi avaliar o comportamento quanto à receptividade ao colostro em cabritos que receberam o dodecil sulfato de sódio (SDS) no colostro caprino.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Lentivirose; Surfactante; SDS; Caprino; Cabrito; Colostro; Goats; Kids; Colostrum; Lentivirus; Chemical control.
Ano: 2017 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1085215
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Avaliação da dinâmica de absorção do colostro em caprinos das raças Saanen e Moxotó explorados no semi-árido cearence. Repositório Alice
ANDRADE, M. L. R..
Resumo: Este trabalho teve como objetivo avaliar a dinâmica da absorção do colostro em caprinos Saanen e Moxotó criados no semi-árido cearense. Foi verificada a evolução temporal dos níveis de proteínas totais, albumina, globulina e gamaglobulinas no soro sangüíneo de crias e matrizes, bem como a evolução temporal desses constituintes no colostro das matrizes. Foram escolhidos aleatoriamente, 11 matrizes da raça Saanen e 9 da raça Moxotó, 7 crias das matrizes da raça Saanen e 10 da raça Moxotó. Os valores médios de proteínas totais encontrados no soro das crias Moxotó nos horários de 0h, 12h e 24h foram superiores aos encontrados para a raça Saanen. Com relação às gamaglobulinas, foram observados níveis elevados a partir das 24h, nas crias das duas raças...
Tipo: Tese/dissertação (ALICE) Palavras-chave: Caprino; Colostro; Soro; Proteína; Imunoglobina; Imunidade; Brasil; Ceará.
Ano: 2008 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/533342
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Avaliação da eficácia do colostro bovino hiperimune na infecção experimental de roedores com Cryptosporidium parvum Braz. J. Vet. Res. Anim. Sci.
Abreu,Vicente José Salles de; Cardoso,Ary Lopes; Pena,Hilda Fátima de Jesus; Gennari,Solange Maria; Sinhorini,Idércio; Damy,Sueli Blanes.
O colostro bovino hiperimune contém alta concentração de anticorpos anti- Cryptosporidium parvum. Este produto é considerado como uma das estratégias terapêuticas promissoras no controle da criptosporidiose intestinal em humanos. Com o objetivo de avaliar a eficácia do colostro bovino hiperimune na redução do parasitismo e na prevenção de alterações de mucosa intestinal, foram infectados, experimentalmente, com oócistos de Cryptosporidium parvum, vários ratos (F344) e camundongos (C57BL/6). Os resultados mostraram que o colostro bovino hiperimune apresentou altos títulos de anticorpos. Os ratos F344, tratados com colostro bovino hiperimune ou com colostro normal, tiveram redução no parasitismo intestinal e apresentaram menor comprometimento de sua mucosa....
Tipo: Info:eu-repo/semantics/other Palavras-chave: Colostro; Modelos animais de doenças; Cryptosporidium parvum; Roedores; Ratos endogâmicos F344.
Ano: 2003 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-95962003000900006
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Avaliação da imunidade passiva em bezerros nascidos de vacas imunizadas com vacina contra rotavírus Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Silva,D.G.; Montassier,H.J.; Oliveira,R.G.; Fuentes,D.B.; Samara,S.I.; Jerez,J.A.; Buzinaro,M.G..
Com o objetivo de monitorar a imunidade passiva em bezerros alimentados com colostro de vacas imunizadas e não imunizadas com vacina contra rotavírus, foram determinados títulos de anticorpos em amostras de sangue e colostro de 26 vacas da raça Holandesa no dia do parto e de seus bezerros, à zero, às 24, 48 horas e aos sete, 14, 21, 28 dias de idade, pelo ensaio imunoenzimático. Tanto no soro sangüíneo como no colostro, os títulos dos isótipos IgG, IgG1 e IgG2 foram mais elevados no grupo dos animais vacinados, porém somente no colostro o aumento foi significativo. Os bezerros alimentados com o colostro das vacas vacinadas apresentaram títulos mais altos dos isótipos IgG, IgG1, IgG2, IgA e IgM, após a ingestão do colostro, sendo constatado aumento...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Bovino; Colostro; Imunidade passiva; Rotavírus; Vacina.
Ano: 2008 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352008000500008
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Avaliação de níveis séricos de imunoglobulina, proteína e o desempenho de bezerras da raça Holandesa PAB
Pauletti,Patricia; Machado Neto,Raul; Packer,Irineu Umberto; Bessi,Rosana.
Os níveis séricos de imunoglobulina G, proteína total e o desempenho foram avaliados em 59 bezerras da raça Holandesa do nascimento até 60 dias de idade, em um delineamento experimental inteiramente casualizado em parcelas subdivididas no tempo. Os animais foram separados de acordo com a concentração inicial de imunoglobulinas séricas adquiridas passivamente e alocados nos seguintes grupos: grupo 1: animais com baixo nível de imunidade passiva (até 20 mg/mL de IgG); grupo 2: animais com nível médio de imunidade passiva (entre 20 a 30 mg/mL de IgG), e grupo 3: animais com alto nível de imunidade passiva (acima de 30 mg/mL de IgG). Picos de concentrações de proteína total em todos os grupos experimentais foram encontrados nos primeiros dias de vida,...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Anticorpos; Colostro; Imunidade passiva; Anabolismo; Catabolismo.
Ano: 2002 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-204X2002000100012
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Avaliação de níveis séricos de imunoglobulina, proteína e o desempenho de bezerras da raça Holandesa. Repositório Alice
PAULETTI, P.; MACHADO NETO, R.; PACKER, I.U.; BESSI, R..
Os níveis séricos de imunoglobulina G, proteína total e o desempenho foram avaliados em 59 bezerras da raça Holandesa do nascimento até 60 dias de idade, em um delineamento experimental inteiramente casualizado em parcelas subdivididas no tempo. Os animais foram separados de acordo com a concentração inicial de imunoglobulinas séricas adquiridas passivamente e alocados nos seguintes grupos: grupo 1: animais com baixo nível de imunidade passiva (até 20 mg/mL de IgG); grupo 2: animais com nível médio de imunidade passiva (entre 20 a 30 mg/mL de IgG), e grupo 3: animais com alto nível de imunidade passiva (acima de 30 mg/mL de IgG). Picos de concentrações de proteína total em todos os grupos experimentais foram encontrados nos primeiros dias de vida,...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Anticorpos; Colostro; Imunidade passiva; Anabolismo; Catabolismo; Antibodies; Colostrum; Passive immunity; Anabolism; Catabolism.
Ano: 2002 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/106117
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Babesia bovis: imunidade colostral, primoinfecção e resposta imune em bovinos naturalmente infectados, no Rio Grande do Sul. Repositório Alice
KROLOW, R. P.; BRITTO, C. F. de; RUAS, J. L.; SANTOS, T. B. dos; BERNE, M. E. A.; SACCO, A. M. S.; FARIAS, N. A..
O objetivo deste trabalho foi avaliar a imunidade passiva anti-B. bovis, recebida via colostro, a primoinfecção pelo hematozoário e a respectiva resposta imune de terneiros nascidos na primavera no sul do RS.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Bovino; Carrapato; Babesia Bovis; Protozoário; Colostro.
Ano: 2002 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1093860
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
COLOSTRO artificial como alternativa para alimentar crias de caprinos: programa 16. Infoteca-e
2012
Tipo: Prosa Rural (INFOTECA-E) Palavras-chave: Cria; Colostro; Caprino.
Ano: 2012 URL: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/handle/doc/926435
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Colostro de égua no aleitamento artificial. Infoteca-e
UNANIAN, M. M.; SILVA, A .E. D. F. da; PEREIRA, A. C..
1994
Tipo: Circular Técnica (INFOTECA-E) Palavras-chave: Equino; Colostro; Aleitamento artificial; Equine.
Ano: 1994 URL: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/handle/doc/43404
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Colostro fermentado a temperatura ambiente, sem aditivo para bezerros leiteiros. Repositório Alice
CAMPOS, O.F. de; SCATAMBURLO, R.; RODRIGUES, A. de A.; VERNEQUE, R. da S..
Comparar o colostro fermentado a temperatura ambiente com leite integral, foram utilizados 46 bezerros mestiços Holandês-Zebu, de ambos os sexos.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Bezerros; Leite; Colostro; Colostro fermentado; Calves; Milk; Colostrum.
Ano: 1986 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/43272
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Colostro fermentado, associado ao óleo de soja e promotor de crescimento, em substituição ao leite, na alimentação de bezerros mestiços leiteiros R. Bras. Zootec.
Mancio,Antonio Bento; Goes,Rafael Henrique de Tonissi e Buschinelli de; Castro,Álvaro Luiz Marinho; Campos,Oriel Fajardo; Cecon,Paulo Roberto; Silva,Alonso Thiago Silvestre da.
Objetivou-se avaliar o desempenho de 40 bezerros F1 Holandês x Gir com peso médio de 36 kg, provenientes de rebanhos leiteiros alimentados com leite integral ou colostro fermentado, associado ou não com óleo de soja, com ou sem promotor de crescimento (Zeranol). Foram avaliados o ganho de peso, a circunferência torácica, altura de cernelha dos animais, o consumo de leite ou de colostro fermentado e o consumo de ração concentrada, entre o 15º e 60º dia de idade. A utilização de Zeranol não promoveu diferença no consumo de ração concentrada quando se utilizou leite integral. Os animais que receberam colostro fermentado mais promotor de crescimento apresentaram consumo de ração concentrada 44,23% maior que aqueles sem promotor de crescimento e 132% superior...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Altura de cernelha; Circunferência torácica; Colostro; Leite integral; Óleo de soja; Zeranol.
Ano: 2005 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-35982005000400028
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Como o boi funciona: Do nascimento ao ruminante funcional. Infoteca-e
MEDEIROS, S. R. de.
2013
Tipo: Artigo de divulgação na mídia (INFOTECA-E) Palavras-chave: Hipertrofia; Colostro; Goteira esofageana.
Ano: 2013 URL: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/handle/doc/981604
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Comparação do uso de colostro artificial produzido com soro heterólogo como alternativa de controle da artrite encefalite caprina a virus (CAEV): dados preliminares. Repositório Alice
GOUVEIA, A. M. G.; SANTA ROSA, J.; PINHEIRO, R. R.; ALVES, F. S. F.; SILVA, E. R. da..
1996
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Artrite encefalite caprina à vírus; CAEV; Artrite encefalite; Método de controle; Caprino; Doença animal; Artrite; Vírus; Colostro; Soro; Goats; Animal diseases; Serum therapy; Colostrum; Caprine arthritis encephalit virus; Control methods; Disease control.
Ano: 1996 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/514351
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Composição química do colostro de éguas Puro sangue e cruza Arabe. Repositório Alice
UNANIAN, M. M.; TUPY, O..
O colostro, alem de conferir protecao nos primeiros dias de vida, em funcao do conteudo em imunoglobinas, constitui principal fonte de alimentos para os recem-nascidos. Com o proposito de se conhecer o nivel nutricional desde do primeiro alimento foi determinada a composicao proteica e mineral no colostro, em 15 eguas puro sangue e 9 cruza arabe.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Eqüinos; Colostro; Composição química; Equines; Colostrum: Chemistry composition.
Ano: 1991 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/43401
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Concentração de imunoglobulinas G e M no soro sanguíneo de bezerros da raça Holandesa até os 90 dias de idade Braz. J. Vet. Res. Anim. Sci.
Feitosa,Francisco Leydson Formiga; Borges,Alexandre Secorun; Benesi,Fernando José; Birgel,Eduardo Harry; Mendes,Luiz Cláudio Nogueira; Peiro,Juliana Regina.
Avaliou-se os níveis de imunoglobulinas G e M no soro sangüíneo de 32 bezerros da raça Holandesa desde o nascimento até os 90 dias de vida, levando-se em consideração a forma de ingestão (mamada natural na mãe ou em mamadeira) e a quantidade de colostro administrado. Os animais foram distribuídos em quatro grupos. O grupo 1 recebeu quatro litros de colostro fornecido na mamadeira; o grupo 2 recebeu dois litros de colostro também fornecido através da mamadeira; o grupo 3 ingeriu colostro diretamente nas mães e o grupo 4 foi tratado exclusivamente com leite administrado através de mamadeira. Os resultados obtidos para as concentrações de IgG sérica não apresentaram diferenças estatísticas significativas quanto a forma de fornecimento do colostro (mamada na...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Colostro; Imunoglobulinas; Bezerro; Imunidade passiva.
Ano: 2003 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-95962003000700004
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Concentrações de imunoglobulinas G em colostro de vacas mestiças holandês-zebu Ciência Rural
Soares Filho,Paulo Martins; Belém,Pacífico Antônio Diniz; Ribeiro Júnior,José Ivo; Salcedo,Joaquin Hernan Patarroyo.
Oitenta e oito vacas leiteiras mestiças holandês-zebu (HZ) foram distribuídas de acordo com a percentagem de grau de sangue holandês em quatro grupos: Grupo 1 = animais com menos de 70% de grau de sangue holandês (19 vacas); Grupo 2 = animais com 75% de grau de sangue holandês, que equivale a ¾ HZ (46 vacas); Grupo 3 = mestiços entre 80 e 90% de grau de sangue holandês, que corresponderam a 13/16 HZ e 7/8 HZ (11 vacas); Grupo 4 = vacas com mais de 90% de grau de sangue holandês (12 vacas). Após o parto, amostras de colostro da primeira ordenha foram colhidas e, posteriormente, submetidas à imunodifusão radial simples para determinações dos níveis de imunoglobulinas G (IgG). Os resultados obtidos permitiram concluir que as concentrações de IgG não são...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Bovinos; Colostro; Imunoglobulina; Transferência de imunidade passiva; Imunidade neonatal.
Ano: 2001 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782001000600019
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Desempenho de bezerros alimentados com silagem de leite de transição PAB
Azevedo,Rafael Alves de; Araújo,Leonardo; Coelho,Sandra Gesteira; Faria Filho,Daniel Emygdio de; Duarte,Eduardo Robson; Geraseev,Luciana Castro.
O objetivo deste trabalho foi avaliar o desempenho de bezerros da raça Holandesa, aleitados com leite ou silagem de leite de transição diluída em água ou misturada ao leite, bem como realizar análise econômica das dietas. Foram utilizados 18 animais, com peso corporal inicial médio de 36,50±4,03 kg, alojados individualmente em baias. Os animais receberam quatro litros de dieta líquida por dia, durante 54 dias. Os dados de consumo, ganho de peso diário, medidas de crescimento e conversão alimentar foram analisados em parcelas subdivididas; e o peso corporal final, o ganho total e a ocorrência de diarreia foram analisados em delineamento inteiramente casualizado. A silagem de leite de transição não alterou o consumo de concentrado e o total de matéria seca,...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Bovinos; Colostro; Concentrado; Desmame de bezerros; Silagem.
Ano: 2013 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-204X2013000500011
Registros recuperados: 51
Primeira ... 123 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional