Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 24
Primeira ... 12 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
A regulamentação do acesso aos recursos genéticos e aos conhecimentos tradicionais associados no Brasil Biota Neotropica
Azevedo,Cristina Maria do Amaral.
A implementação, em nível nacional, da Convenção sobre Diversidade Biológica, especialmente dos artigos 8j e 15, que tratam respectivamente do conhecimento tradicional e do acesso aos recursos genéticos e da repartição dos benefícios provenientes da sua utilização, tem gerado intenso debate quanto ao seu impacto sobre a pesquisa. No Brasil vigora atualmente a Medida Provisória 2.186-16/01 (MP) que instituiu as regras para o acesso a e a remessa de componentes do patrimônio genético e o acesso a conhecimentos tradicionais associados. Essa norma previu a criação da autoridade nacional competente o Conselho de Gestão do Patrimônio Genético (CGEN) no âmbito do Ministério do Meio Ambiente, o qual iniciou suas atividades em abril de 2002. Em 2003, com o novo...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Convenção sobre a Diversidade Biológica; Medida Provisória 2.186-16/01 (MP); Conselho de Gestão do Patrimônio Genético (CGEN); Acesso a recursos genéticos; Conhecimento tradicional; Repartição de benefícios.
Ano: 2005 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032005000100002
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Avanços nas pesquisas etnobotânicas no Brasil Acta Botanica
Oliveira,Flávia Camargo de; Albuquerque,Ulysses Paulino de; Fonseca-Kruel,Viviane Stern da; Hanazaki,Natalia.
A Etnobotânica moderna é produto de mudanças históricas ocorridas dentro e fora da academia. O trabalho buscou traçar a trajetória dessa disciplina e suas tendências no Brasil. Para tal foi realizado um levantamento dos trabalhos, no período de 1968-2007, desenvolvidos por pesquisadores brasileiros no país e publicados nas revistas científicas de circulação nacional, internacional e em eventos nacionais. O artigo discute sobre o desenvolvimento da Etnobotânica e sobre a crescente valorização do conhecimento construído por populações não-industrializadas. Neste contexto destaca-se a influência das mudanças de interesses científicos e econômicos ao longo dos períodos avaliados e, especialmente, da implementação da Convenção sobre Diversidade Biológica. O...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: América Latina; Botânica econômica; Conhecimento tradicional; Etnobiologia; Etnoecologia; Histórico da etnobotânica.
Ano: 2009 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-33062009000200031
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
BIOSEMEIE: aplicativo para gestão de casas de sementes: programa 24: Nordeste/Vale do Jequitinhonha. Infoteca-e
O Prosa Rural desta semana fala sobre o Biosemeie, um aplicativo de celular desenvolvido pela Embrapa para facilitar a rotina das casas de sementes. O aplicativo facilita o cadastro de estoque, além de possibilitar o intercâmbio de material entre as diferentes casas de sementes e contribuir para a preservação do conhecimento tradicional. Um dos convidados do programa é o criador do aplicativo Biosemeie, o pesquisador Raimundo Lobo, da Embrapa Caprinos e Ovinos.
Tipo: Prosa Rural (INFOTECA-E) Palavras-chave: Conhecimento tradicional; Semente; Estoque.
Ano: 2020 URL: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/1123582
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Cartilha de plantas medicinais (Rau Xarabu): Terra Indígena Kaxinawá Nova Olinda, Feijó, Acre, Brasil. Infoteca-e
HAVERROTH, M.; LOPES, B. P. S.; SILVA, M. P. da; FERREIRA, A. B..
Esta cartilha traz um levantamento etnobotânico das plantas medicinais utilizadas pelos Kaxinawá e, por meio de seu registro, busca contribuir para o fortalecimento da resiliência do sistema tradicional de saúde indígena. Traz uma amostra significativa das plantas medicinais dentro do contexto do conhecimento dos pajés, parteiras e demais especialistas da Terra Indígena Kaxinawá Nova Olinda (TIKNO), cujo conteúdo está voltado para os próprios Kaxinawá a fim de servir como meio de incentivo e orientação aos jovens aprendizes da medicina desse povo, bem como a todo o público interessado no tema, como acadêmicos, indigenistas, gestores na área de saúde e estudantes em geral.
Tipo: Livro técnico (INFOTECA-E) Palavras-chave: Conhecimento tradicional; Traditional knowledge; Comunidades tradicionais; Povos indígenas; Medicina tradicional; Plantas medicinales; Conocimiento tradicional; Terra Indígena Kaxinawá de Nova Olinda (TIKNO); Feijó (AC); Acre; Amazônia Ocidental; Western Amazon; Amazonia Occidental; Etnobôtanica; Planta Medicinal; Ethnobotany; Medicinal plants; Indigenous knowledge; Traditional medicine.
Ano: 2020 URL: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/1124578
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Compartilhando saberes: etnoclassificação pedológica dos Kaxinawá de Nova Olinda, Feijó, Estado do Acre, Brasil. Infoteca-e
AMARAL, E. F. do; BARDALES, N. G.; OLIVEIRA, C. H. A. de; ARAÚJO, E. A. de; OLIVEIRA, T. K. de; FRANKE, I. L..
O Estado do Acre abriga 36 Terras Indígenas (TIs) reconhecidas pelo governo federal, distribuídas em 11 dos 22 municípios, com extensão total de 2.436.811 ha, representando 14,6% do território acriano. Neste território habitam 15 povos indígenas falantes de três famílias linguísticas (Pano, Aruak e Arawa), que somam uma população de pouco mais de 18.300 índios, o que representa 2,4% da população do Acre e 9,0% de sua população rural. A Embrapa Acre vem atuando, desde 2008, com projetos de pesquisa e desenvolvimento que envolvem povos indígenas e tradicionais no Acre e sua associação com a prospecção de plantas medicinais e ritualísticas utilizadas por esses povos e comunidades. A partir da aprovação do projeto "Etnoconhecimento e agrobiodiversidade entre...
Tipo: Documentos (INFOTECA-E) Palavras-chave: Etnopedologia; Povos indígenas; Conhecimento tradicional; Terra Indígena Kaxinawá de Nova Olinda (TIKNO); Feijó (AC); Acre; Amazônia Ocidental.; Uso da Terra..
Ano: 2015 URL: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/1032772
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Comunidade Antônio Maria Coelho: territorialidade e resistência pelo uso da bocaiuva no pantanal de mato grosso do sul. Infoteca-e
FEIDEN, A.; CAMPOLIN, A. I.; CURADO, F. F.; MONACO, I.; FONSECA, T.; BORSATO, A. V.; GALVANI, F.; FAVARO, S. P..
A Comunidade de Antônio Maria Coelho (AMC) está localizada na borda oeste do Pantanal a 45 km da área urbana de Corumbá, Mato Grosso do Sul. Segundo relatos de moradores, a comunidade teria sido palco de episódios como a retomada de Corumbá onde o Major Antônio Maria Coelho teria se refugiado, razão do nome da comunidade segundo os informantes (REIS et al., 2013). A instalação da rede ferroviária na região de AMC permitiu que a partir de 1970 ocorresse um aumento populacional com a vinda de trabalhadores de diferentes regiões do Brasil, para prestar serviços em fazendas da redondeza e também na antiga Rede Ferroviária (FEIDEN et al., 2007). Este adensamento populacional adquiriu característica parcialmente dispersa devido a dois aspectos da ocupação: um...
Tipo: Capítulo em livro técnico (INFOTECA-E) Palavras-chave: Conhecimento tradicional; Diagnóstico rural participativo; Comunidade rural; Sociologia rural; Bocaiúva; Acrocomia Aculeata; Rural communities; Rural sociology.
Ano: 2016 URL: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/1078397
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Conhecendo a Lei n° 13.123, de 2015, e o Decreto n° 8.772, de 2016, que regulam o acesso ao patrimônio genético e ao conhecimento tradicional associado e a exploração econômica de produto ou material reprodutivo desenvolvido a partir do acesso. Infoteca-e
VASCONCELOS, R. M. de; MACEDO, F. S.; DIAS, A. T. G. M.; FREIRE, A. R. M.; MOREIRA, C. T..
O presente capítulo tem por objetivo apresentar o novo marco legal da biodiversidade, consubstanciado pela Lei nº 13.123, de 20 de maio de 2015 (BRASIL, 2015), e o Decreto nº 8.772, de 11 de maio de 2016 (BRASIL, 2016). O referido marco legal estabelece as regras e as condições para o acesso à amostra de patrimônio genético e ao conhecimento tradicional associado, para fins de pesquisa e desenvolvimento tecnológico. A Lei nº 13.123 entrou em vigor no dia 17 de novembro de 2015, e, nessa data, revogou a Medida Provisória nº 2.186-16, de 2001, a qual se encontrava em vigor desde 30 de junho de 2000. Apesar de, aparentemente, ter adotado procedimentos um pouco mais simplificados do que aqueles previstos na medida provisória, como, por exemplo, substituição de...
Tipo: Capítulo em livro técnico (INFOTECA-E) Palavras-chave: Patrimônio genético; Conhecimento tradicional; Biodiversidade; Biodiversity.
Ano: 2016 URL: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/1065122
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Conhecimento botânico tradicional e conservação em uma área de caatinga no estado de Pernambuco, Nordeste do Brasil Acta Botanica
Albuquerque,Ulysses Paulino de; Andrade,Laise de Holanda Cavalcanti.
No presente trabalho, sintetiza-se algumas informações sobre o conhecimento botânico tradicional em uma comunidade rural situada no município de Alagoinha, agreste do estado de Pernambuco, como parte de um projeto etnobotânico desenvolvido na região. Utilizou-se uma boa variedade de métodos de pesquisa, incluindo levantamentos florísticos em sistemas agroflorestais e em vegetação natural. As pessoas identificam e/ou usam mais de 108 espécies de plantas distribuídas em 10 categorias: comida, medicinal, madeira (para combustível, construção etc), uso doméstico (tecnologia), forragem, veneno, repelente de inseto, ornamentação, sombra e místico. Discute-se as formas como os recursos da floresta estacional são utilizados e manejados, e a implicação disso na...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Florestas tropicais; Conservação; Conhecimento tradicional; Etnobotânica.
Ano: 2002 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-33062002000300004
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Conhecimento de pescadores tradicionais sobre a dinâmica espaço-temporal de recursos naturais na Chapada Diamantina, Bahia Biota Neotropica
Moura,Flávia de Barros Prado; Marques,José Geraldo Wanderley.
O conhecimento ecológico tradicional de uma população de pescadores da APA de Marimbus-Iraquara, foi estudado visando obter informações relacionadas à percepção local sobre distribuição espacial e sazonal dos recursos naturais. Os dados foram obtidos por meio de entrevistas livres e semi-estruturadas, observações diretas, turnês guiadas e coletas de material zoológico. Os resultados sugerem a existência de um amplo conhecimento ecológico tradicional sobre as espécies e os ecossistemas locais, especialmente no que se refere à ictiofauna.
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Chapada Diamantina; Conhecimento tradicional; Etnoecologia.
Ano: 2007 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032007000300014
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Conhecimento dos moradores do médio Araguaia, Estado do Mato Grosso, sobre a utilidade de produtos de abelhas (Hymenoptera, Apidae) - DOI: 10.4025/actascibiolsci.v31i4.4518 Biological Sciences
Souza, Sebastiana de; UEMT; Aburaya, Fernando Hiroshi; UEMT; Maia, Emanuel; UFR.
O estudo teve como objetivo conhecer as indicações de uso dos produtos das abelhas. As entrevistas foram realizadas com representantes de 14 municípios do médio Araguaia, Estado do Mato Grosso, entre os meses de janeiro e fevereiro de 2007. No médio Araguaia, houve indicações de uso para mel, cera, veneno e própolis, principalmente para fins medicinais. O mel foi o produto mais utilizado (75,49%), o consumo é principalmente por ingestão (79,59%) e in natura (71,43%). Os produtos das abelhas são utilizados, pela maioria, para fins medicinais (77,55%) e recomendados para tratar afecções na garganta (63,27%).
Palavras-chave: 2.00.00.00-6 etnoentomologia; Conhecimento tradicional; Medicina popular Ciências Biológicas ethnoentomology; Traditional knowledge; Folk medicine.
Ano: 2009 URL: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciBiolSci/article/view/4518
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Conhecimentos e usos da fauna cinegética pelos caçadores indígenas "Tupinambá de Olivença" (Bahia) Biota Neotropica
Pereira,Jussara Paula Rezende; Schiavetti,Alexandre.
Este estudo registra como os caçadores indígenas "Tupinambá de Olivença" (Bahia) conhecem e utilizam a fauna cinegética. Como métodos de obtenção de dados foram utilizados entrevistas abertas e semi-estruturadas no período de agosto 2006 a julho de 2008. Foram entrevistados 48 caçadores indígenas, com idades que variaram de 18 a 65 anos. Quando foram solicitados a mencionar os animais ocorrentes na região, os caçadores indígenas exemplificaram 42 espécies diferentes. O tatu-verdadeiro (Dasypus novemcinctus) é o animal mais capturado pelos caçadores. Foram observados dois principais usos da fauna silvestre: como recurso alimentar e como recurso medicinal. As armadilhas são os métodos mais utilizados para a captura dos animais. De acordo com os investigados,...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Etnoecologia; População indígena; Atividade de caça; Conhecimento tradicional; Conservação.
Ano: 2010 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032010000100018
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Desenvolvimento sustentável em ambientes de montanha: estratégias e experiências. Infoteca-e
AQUINO, A. M. de; LOPES NETTO, A; ASSIS, R. L. de.
bitstream/item/189170/1/Desenvolvimento-Sustentavel-em-Ambientes-de-Montanha.pdf
Tipo: Livro técnico (INFOTECA-E) Palavras-chave: Agricultura de montanha; Turismo de montanha; Conhecimento tradicional; Agroecologia; Recursos hídrícos.
Ano: 2018 URL: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/1102329
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Etnobotânica de plantas medicinais em comunidades ribeirinhas do Município de Manacapuru, Amazonas, Brasil Acta Amazonica
Vásquez,Silvia Patricia Flores; Mendonça,Maria Silvia de; Noda,Sandra do Nascimento.
A utilização de plantas medicinais é uma prática comum entre as populações humanas. O presente trabalho teve por objetivo efetuar levantamento etnobotânico sobre o conhecimento e uso das plantas medicinais em quatro comunidades ribeirinhas do Município de Manacapuru. Foram coletadas informações de 164 moradores locais, selecionados aleatoriamente, por meio de entrevistas semi-estruturadas, observações participantes e visitas guiadas. Os problemas de saúde citados foram classificados de acordo com a Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde (CID-10) e índices de concordância foram utilizados para identificar os principais usos de cada espécie. Identificaram-se 171 plantas medicinais, pertencentes a 65 famílias....
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Amazônia; Conhecimento tradicional; Praticas populares.
Ano: 2014 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0044-59672014000400007
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Importância do saber-fazer sobre as características físicas e fisicoquímicas da farinha de mandioca artesanal do Acre. Infoteca-e
ÁLVARES, V. de S.; SOUZA, J. M. L. de.
A produção de farinha de mandioca no Território da Cidadania do Vale do Juruá (TCJV), no Acre, é uma atividade econômica que possui extrema importância na formação, organização e identidade do território. A atividade farinheira está tão intrinsecamente inserida na rotina dos habitantes da região de Cruzeiro do Sul, que o município lhe empresta o nome para designar a melhor farinha produzida no estado. Assim, com o passar do tempo a "farinha de Cruzeiro do Sul" foi reconhecida como de qualidade na visão diferenciada de diversos elos da cadeia, tais como consumidores, produtores e comerciantes. Conceituadamente, um produto de qualidade deve atender ao grau de satisfação do consumidor frente aos requisitos relativos a um conjunto de características inerentes...
Tipo: Capítulo em livro técnico (INFOTECA-E) Palavras-chave: Indicação geográfica; Produção artesanal; Conhecimento tradicional; Território da Cidadania; Regional do Juruá; Cruzeiro do Sul (AC); Acre; Amazônia Ocidental; Western Amazon; Amazonia Occidental; Conocimiento tradicional; Denominación de origen protegida; Explotación agrícola familiar; Harina de yuca; Tecnología tradicional.; Agricultura familiar; Farinha; Mandioca; Manihot esculenta; Procedência; Family farms; Cassava flour; Protected designation of origin; Provenance; Traditional technology; Indigenous knowledge..
Ano: 2017 URL: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/1086116
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Indicação geográfica de alimentos e bebidas no Brasil e na União Europeia Ciência Rural
Valente,Maria Emília Rodrigues; Perez,Ronaldo; Ramos,Afonso Mota; Chaves,José Benício Paes.
Entre os direitos relativos à propriedade intelectual, a indicação geográfica (IG) surge como um meio de fomentar o desenvolvimento socioeconômico de uma sociedade. Alguns países, especialmente os europeus, há tempos vêm utilizando a proteção jurídica proporcionada pelo registro das IGs como forma de tornar seus produtos mais competitivos e desenvolver regiões menos favorecidas. No Brasil, o tema é, ainda, recente e necessita ser melhor compreendido, razão pela qual é abordado nesta revisão.
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Propriedade intelectual; Conhecimento tradicional; Desenvolvimento socioeconômico; Legislação.
Ano: 2012 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782012000300027
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
LEVANTAMENTO ETNOBOTÂNICO E ETNOFARMACOLÓGICO DE PLANTAS MEDICINAIS UTILIZADAS POR COMUNIDADES RURAIS DE MUTUÍPE-BA INTEGRANTES DO “PROJETO ERVAS” AgEcon
Silva, Marcos Paulo Leite Da; Almassy Junior, Alexandre Americo; Silva, Franceli Da; Silva, Mariluce Da.
O emprego de plantas medicinais na recuperação da saúde tem ocorrido e vem evoluindo ao longo dos tempos. É comum o cultivo de plantas medicinais nos quintais das residências dos agricultores. Quando necessário àqueles que não cultivam recorrem aos vizinhos para obtenção de ramos de plantas. O Projeto “Ervanário Regional de Valorização da Agroecologia Familiar e da Saúde – ERVAS” - visa proporcionar a diminuição dos gastos do poder público municipal com a aquisição de medicamentos convencionais, disponibilizando manipulados elaborados a partir das plantas medicinais, adquiridas dos agricultores familiares, aos usuários do Sistema Único de Saúde – SUS. Uma das pesquisas de campo, relatada neste artigo, foi desenvolvida de setembro de 2006 à janeiro de 2007...
Tipo: Conference Paper or Presentation Palavras-chave: Conhecimento tradicional; Desenvolvimento rural; Políticas públicas; Fitoterapia; Knowledge traditional; Rural development; Public policy; Phytotherapy; Community/Rural/Urban Development; Health Economics and Policy.
Ano: 2008 URL: http://purl.umn.edu/117272
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
O conhecimento ictiológico tradicional dos pescadores da cidade de Barra, região do médio São Francisco, Estado da Bahia, Brasil Biological Sciences
Costa Neto, Eraldo Medeiros; UEFS; Dias, Cristiano Villela; UEFS; Melo, Márcia Nogueira de; UEFS.
No artigo discute-se o conhecimento ictiológico tradicional de uma comunidade pesqueira da cidade de Barra, localizada na região oeste do Estado da Bahia, nordeste do Brasil. Os pescadores de Barra desenvolvem suas atividades habituais às margens dos rios São Francisco e Grande. O trabalho de campo foi realizado no período de janeiro a junho de 2000. Foram consultados 15 informantes (10 homens e 5 mulheres) através de entrevistas livres e semi-estruturadas com o objetivo de registrar os aspectos cognitivos (etnotaxonomia, reprodução, comportamento, ecologia trófica, hábitat) e culturais (restrições ao consumo de peixes e usos na medicina popular) relacionados com as espécies de peixes locais. Dezoito espécies foram coletadas, identificadas e encontram-se...
Palavras-chave: 2.00.00.00-6 Ciências Biológicas etnozoologia; Etnoictiologia; Conhecimento tradicional; Pescadores; Brasil 2.00.00.00-6 Ciências Biológicas.
Ano: 2002 URL: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciBiolSci/article/view/2360
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
O processo de reconhecimento das indicações geográficas de alimentos e bebidas brasileiras: regulamento de uso, delimitação da área e diferenciação do produto Ciência Rural
Valente,Maria Emília Rodrigues; Perez,Ronaldo; Fernandes,Lucia Regina Rangel de Moraes Valente.
As denominações de origem e as indicações de procedência compõem as espécies de indicação geográfica (IG) previstas pela legislação brasileira e têm sido vistas como formas de mobilização e valorização dos territórios e de agregação de valor aos produtos típicos e de qualidade diferenciada. O presente trabalho teve como objetivo caracterizar a condução das etapas de elaboração do regulamento de uso, delimitação da área e comprovação da notoriedade e da relação entre produto e meio geográfico das IGs brasileiras. A metodologia adotada foi pesquisa survey, realizada por meio de questionários semiestruturados. Os resultados revelaram que, apesar das lacunas da legislação brasileira sobre IGs, vários órgãos têm viabilizado o processo de construção das IGs...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Propriedade intelectual; Denominação de origem; Indicação de procedência; Conhecimento tradicional; Legislação.
Ano: 2013 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782013000700029
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Os besouros (Insecta: Coleoptera) na concepção dos moradores de Pedra Branca, Santa Terezinha, Estado da Bahia - DOI: 10.4025/actascibiolsci.v28i1.1073 Biological Sciences
Costa Neto, Eraldo Medeiros; UEFS; Rodrigues, Maria de Fátima Ribeiro; UEFS-Feira de Santana.
Besouros (Insecta: Coleoptera) são percebidos, conhecidos e utilizados por moradores do povoado de Pedra Branca, localizado no Estado da Bahia, Brasil. O trabalho de campo foi realizado entre abril e dezembro de 2004. Os dados foram obtidos com 49 indivíduos (20 do sexo masculino e 29 do sexo feminino) por meio de entrevistas semi-estruturadas e gravadas, seguindo-se uma abordagem emicista. Os resultados mostram que o genérico “besouro” é usado como uma categoria etnotaxonômica que reúne organismos sistematicamente não relacionados, além dos coleópteros da classificação lineana. Foram citados 43 nomes locais de besouros. Os informantes atribuíram características qualitativas aos “besouros”, muitas das quais são antropomórficas. Algumas etnoespécies de...
Palavras-chave: 2.00.00.00-6 Ciências Biológicas etnoentomologia; Etnotaxonomia; Besouro; Conhecimento tradicional; Brasil 2.00.00.00-6 Ciências Biológicas.
Ano: 2006 URL: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciBiolSci/article/view/1073
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Plantas medicinais utilizadas na comunidade urbana de Muribeca, Nordeste do Brasil Acta Botanica
Oliveira,Gisele Lopes de; Oliveira,Antonio Fernando Morais de; Andrade,Laise de Holanda Cavalcanti.
As modernas condições de vida das comunidades urbanas comprometem o uso e transmissão do conhecimento tradicional sobre plantas medicinais. Neste trabalho foi verificada a alteração provocada por treinamento sobre plantas medicinais de um grupo de seis moradoras da comunidade de Muribeca (Jaboatão do Guararapes, PE), comparando-as com vinte moradores com conhecimento adquirido tradicionalmente. A partir de 26 entrevistas semi-estruturadas foram calculados o Fator de Consenso dos Informantes (FCI) e a Importância Relativa (IR) das plantas citadas pelos dois grupos. As moradoras com treinamento no uso e manipulação citaram 70 espécies, das quais Petiveria alliacea L. e Ocimum selloi Benth. apresentaram os maiores valores de IR (2,0 e 1,6); os sistemas...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Etnobotânica; Conhecimento tradicional; Fitoterapia.
Ano: 2010 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-33062010000200026
Registros recuperados: 24
Primeira ... 12 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional