Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: 

RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 4
Primeira ... 1 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Alometria no crescimento de Uca mordax (Smith) (Crustacea, Decapoda, Ocypodidae) na Baía de Guaratuba, Paraná, Brasil Zoologia
Masunari,Setuko; Dissenha,Nadia.
Um estudo do crescimento relativo da maior quela do macho e do abdome da fêmea foi realizado numa população do caranguejo chama-maré Uca mordax (Smith, 1870) ocorrente no extremo oeste da Baía de Guaratuba, Paraná, sul do Brasil. O comprimento da maior quela (CMQ) foi medido em 319 machos, e a largura do abdome (LAB) em 356 fêmeas. Adicionalmente, seis chama-marés sexualmente indiferenciados foram analisados. A largura da carapaça (LC) foi escolhida como dimensão de referência para ambos os sexos, a qual variou de 1,94 a 20,0 mm para machos, de 2,50 a 18,85 mm para fêmeas, e de 1,94 a 3,15 para os indivíduos sexualmente indiferenciados. A relação entre o LC e CMQ mostrou um ponto de inflexão em 11,70 mm LC nos machos, e entre LC e LAB, em 8,77 mm LC dentre...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Crescimento relativo; Largura do abdome; Maior quela; Regrans.
Ano: 2005 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-81752005000400026
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Comparação do peso dos quelípodos e crescimento em duas espécies de "sirís" do gênero Callinectes (Brachyura, Portunidae) BABT
Guerrero-Ocampo,Cecilia Margarita; Negreiros-Fransozo,Maria Lucia; Costa,Tânia Marcia.
Neste trabalho, as espécies C. danae e C. ornatus foram comparadas quanto ao peso dos quelípodos. Os siris foram coletados com 2 redes de arrasto do tipo "otter trawl" na Enseada de Ubatuba (23° 26' S e 45° 02' W). As constantes alométricas obtidas foram analisadas por meio da função potência (Y = aXb ). As espécies apresentaram diferentes graus alométricos para cada sexo. A relação PQ X PC apresentou alometria positiva em ambas espécies, porém os machos apresentam maior alometria positiva do que as fêmeas. C. danae apresenta maior alometria positiva para os quelípodos do que C. ornatus. O fato de C. danae atingir maior porte e possuir quelípodos maiores indica que esta espécie tem potencial para o cultivo.
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Siris; Quelípodo; Crescimento relativo.
Ano: 1998 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-89131998000400013
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Padrões de crescimento de Araucaria angustifolia e Cedrela fissilis no centro-sul do Paraná. Repositório Alice
MARCON, A. K.; LONGHI-SANTOS, T.; BOTOSSO, P. C.; BLUM, C. T.; MARTINS, K. G.; GALVÃO, F..
A avaliação dos padrões de crescimento das árvores pode resgatar informações e indicar características do comportamento ecológico das espécies, importantes tanto para a conservação quanto para o seu manejo. A hipótese deste estudo é que os ciclos de corte de florestas do Sul do país resultaram em eventos de liberação do crescimento nas árvores remanescentes. Os objetivos foram identificar os padrões de crescimento, compará-los com a autoecologia das espécies e verificar o sincronismo dos eventos de liberação ou supressão. Foram coletadas 3 amostras não destrutivas de lenho de cada uma das 30 árvores por espécie, com uso de trado de incremento. As amostras de lenho foram secas e polidas, para posterior delimitação e mensuração da largura dos anéis anuais de...
Tipo: Artigo de periódico Palavras-chave: Dendrocronologia; Floresta Ombrófila Mista; Liberação e supressão; Aneis de crescimento; Crescimento relativo; Tree rings; Relative tree growth; Suppression and release; Ombrophilous Mixed Forest; Araucária Angustifólia; Cedrela Fissilis; Espécie Nativa; Dendrochronology.
Ano: 2019 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1108292
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Recria de bezerras com suplementação no outono e pastagem cultivada no inverno R. Bras. Zootec.
Pilau,Alcides; Lobato,José Fernando Piva.
Avaliou-se o desenvolvimento de bezerras de corte de diferentes rebanhos submetidas no pós-desmame a níveis de suplementação em pastagem nativa no outono e em pastejo em aveia preta (Avena strigosa Schreb) e azevém (Lolium multiflorum Lam) durante o inverno, em um período total de 135 dias. Foram utilizadas 118 bezerras com sete meses de idade em maio de 2003, provenientes de três rebanhos distintos: R1 e R2 - bezerras Aberdeen Angus; RG - bezerras mestiças Aberdeen Angus. Os níveis de suplementação foram 0,7; 1,0 e 1,3% do PV. Na pastagem cultivada os animais ficaram em grupo único. Foram avaliados o PV, a condição corporal (CC), o ganho de peso médio diário (GMD), o ganho de condição corporal (GCC) e o crescimento relativo (CR). Não houve interação...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Condição corporal; Crescimento relativo; Desempenho; Pastagem nativa.
Ano: 2006 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-35982006000800027
Registros recuperados: 4
Primeira ... 1 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional