Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 14
Primeira ... 1 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Acidente provocado por picada de abelhas como causa de morte de cães Ciência Rural
Fighera,Rafael Almeida; Souza,Tatiana Mello de; Barros,Claudio Severo Lombardo de.
Acidentes causados por himenópteros são freqüentes em animais domésticos, mas apenas raramente reportados na literatura. Este relato descreve seis casos fatais de reação tóxica sistêmica decorrente de acidente por abelhas (Apis mellifera) em cães. Os principais sinais clínicos foram icterícia e hemoglobinúria. Outros achados incluíram anorexia, apatia, vômito, diarréia e dispnéia. Na necropsia, cinco dos seis cães apresentavam icterícia, fígado vermelho-alaranjado, rins intensamente enegrecidos e urina com coloração semelhante à do vinho tinto. Na histologia, havia necrose hepática centrolobular e nefrose hemoglobinúrica, lesões típicas de crise hemolítica intravascular.
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Doenças de cães; Picada de abelha; Reação tóxica sistêmica; Anemia hemolítica; Toxicologia; Patologia.
Ano: 2007 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782007000200050
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Adenocarcinoma uretral em uma cadela Ciência Rural
Silva,Marcia Cristina da; Fighera,Rafael Almeida; Souza,Tatiana Mello de; Graça,Dominguita Lühers; Barros,Claudio Severo Lombardo de.
Tumores primários de uretra são raros em animais e há poucos relatos em cães. A ocorrência é maior em cadelas idosas, não havendo predileção por raça. Disúria, estrangúria e hematúria são sinais clínicos associados a esses tumores. É relatado um caso de adenocarcinoma primário de uretra em um cadela Poodle de 12 anos de idade que apresentava aumento de volume no membro pélvico esquerdo. Na necropsia, foram encontradas metástases na articulação femorotibial esquerda, na glândula adrenal e no rim.
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Doenças de cães; Tumores do trato urinário inferior; Tumores de uretra; Adenocarcinoma uretral; Patologia; Oncologia.
Ano: 2005 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782005000400031
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Aspectos imunoistoquímicos da hepatite infecciosa canina Ciência Rural
Inkelmann,Maria Andréia; Anjos,Bruno Leite dos; Kommers,Glaucia Denise; Fighera,Rafael Almeida; Barros,Claudio Severo Lombardo de.
Tecidos de 27 cães que morreram de hepatite infecciosa canina (HIC) foram avaliados por imunoistoquímica (IHQ) para detecção de antígeno de adenovírus canino tipo 1 (CAV-1), por meio de um anticorpo monoclonal. Os tecidos examinados incluíram fígado, rim, baço, linfonodos, tonsilas, pulmão, intestino delgado, encéfalo e medula óssea. Para cada órgão foram atribuídos graus crescentes (de leve a acentuada) de intensidade de imunomarcação. O antígeno de CAV-1 estava presente na maioria dos órgãos examinados, principalmente em células endoteliais. Relacionando o tempo de evolução clínica da HIC com a intensidade da imunomarcação, o maior número de casos com evolução clínica hiperaguda ou aguda coincidiu com a maior intensidade de marcação do antígeno viral. A...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Adenovírus canino tipo I; Hepatite infecciosa canina; Imunoistoquímica; Doenças de cães.
Ano: 2008 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782008000900039
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Aspectos patológicos de 155 casos fatais de cães atropelados por veículos automotivos Ciência Rural
Fighera,Rafael Almeida; Silva,Marcia Cristina da; Souza,Tatiana Mello de; Brum,Juliana Sperotto; Kommers,Glaucia Denise; Graça,Dominguita Lühers; Irigoyen,Luiz Francisco; Barros,Claudio Severo Lombardo de.
O atropelamento por veículos automotivos contribui significativamente para as estatísticas de morte em cães. Entretanto, há poucos estudos sobre os aspectos patológicos reportados na literatura. Este artigo descreve 155 casos fatais de atropelamento por veículos automotivos em cães. Dos 155 cães atropelados, em 138 (89,0%) havia lesões que explicavam a morte ou a razão para a eutanásia desses cães. Essas lesões incluíram traumatismo espinhal-medular (43 [27,7%]), ruptura de órgãos parenquimatosos (40 [25,8%]), traumatismo cranioencefálico (28 [18,1%]), ruptura de órgãos ocos (16 [10,3%]), fratura de costelas com laceração de órgãos parenquimatosos (15 [9,7%]) e ruptura de diafragma com deslocamento de vísceras abdominais para a cavidade torácica (10 [6,4%]).
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Doenças de cães; Trauma; Atropelamento; Traumatologia; Patologia.
Ano: 2008 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782008000500028
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Carcinossarcoma tireoidiano em um cão Ciência Rural
Rodrigues,Aline; Masuda,Eduardo Kenji; Inkelmann,Maria Andréia; Ramos,Adriano Tony; Marques,Brenda Maria Ferreira Prado; Martins,Tessie Beck; Kommers,Glaucia Denise.
Uma cadela de dois anos de idade, sem raça definida, apresentou disfagia e aumento de volume da região cervical ventral, correspondendo à região tireoidiana. Duas massas localizadas nessa região foram removidas cirurgicamente. O cão morreu poucos dias após a cirurgia e não foi necropsiado. O diagnóstico de carcinossarcoma de tireóide baseou-se na presença de componentes neoplásicos epiteliais e mesenquimais malignos, os quais foram confirmados pela reação imunoistoquímica positiva para citoqueratina e vimentina, respectivamente. A origem tireoidiana foi confirmada pela imunomarcação positiva para tireoglobulina nas células epiteliais foliculares e no colóide. Este é um neoplasma raramente diagnosticado em cães.
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Neoplasmas da tireóide; Tumor misto maligno; Doenças de cães; Imunoistoquímica; Patologia veterinária.
Ano: 2007 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782007000400048
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Ceratose liquenóide em um cão Ciência Rural
Souza,Tatiana Mello de; Fighera,Rafael Almeida; Schmidt,Claudete; Barros,Claudio Severo Lombardo de.
A ceratose liquenóide é uma rara dermatopatia proliferativa descrita em humanos e cães. Nos cães, a doença caracteriza-se pelo aparecimento de placas hiperceratóticas bem circunscritas nas pinas e, menos freqüentemente, nas virilhas. Este artigo descreve um caso de ceratose liquenóide em um cão macho, Dobermann, de seis anos de idade, com lesões verrucosas e multifocais na face interna das orelhas e lesões alopécicas, hiperpigmentadas, levemente elevadas e descamativas nas axilas e virilhas, ambas com evolução de aproximadamente três meses. O diagnóstico foi realizado com base na associação entre os achados clínicos e histopatológicos.
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Doenças de cães; Ceratose liquenóide; Doenças hiperplásicas da epiderme; Doenças liquenóides da derme; Dermatologia; Dermatopatologia.
Ano: 2009 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782009000300050
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Dioctofimose em cães: 16 casos Ciência Rural
Kommers,Glaucia Denise; Ilha,Márcia Regina da Silva; Barros,Claudio Severo Lombardo de.
No período de 1978 a 1996, de um total de 3.259 cães necropsiados, 16 (0,49%) apresentaram parasitismo por Dioctophyma renale. Desses, 12 (75%) eram cães de rua. Em 13 cães (81, 2%), um ou vários parasitas localizavam-se no rim direito. Em 3 casos (18,7%), o parasita foi observado na cavidade abdominal. Nos casos de parasitismo renal, observou-se acentuada atrofia do parênquima, transformando o rim numa bolsa fibrosa contendo o parasita em meio a exsudato necro-hemorrágico semilíquido. Foi observada hipertrofia renal compensatória contralateral em 5 casos. O ciclo evolutivo de D. renale é complexo e incompletamente entendido. Envolve um hospedeiro intermediário e hospedeiros paratênicos. A alta ocorrência da doença em cães de rua sugere que a infecção seja...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Dioctophyma renale; Parasitas; Doenças de cães; Patologia.
Ano: 1999 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84781999000300023
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Estudo retrospectivo de 761 tumores cutâneos em cães Ciência Rural
Souza,Tatiana Mello de; Fighera,Rafael Almeida; Irigoyen,Luiz Francisco; Barros,Claudio Severo Lombardo de.
Os arquivos de biópsias de cães realizadas no Laboratório de Patologia Veterinária da Universidade Federal de Santa Maria entre 1964 e 2003 foram revisados à procura de tumores cutâneos. Dos 703 registros encontrados, em 570 (81,0%) estava descrito que o cão apresentava apenas um tumor na pele e, em 133 (19,0%), que o cão apresentava mais de um tumor. Seiscentos e cinqüenta e quatro (93,1%) cães apresentavam apenas um tipo histológico de tumor e 41 (5,8%) apresentavam dois tumores histologicamente distintos. Em sete (1,0%) cães, havia três tumores diferentes e em um (0,1%) cão foram diagnosticados quatro tumores não relacionados, finalizando um total de 761 tumores. Dos 761 tumores cutâneos encontrados, 673 (88,4%) eram neoplásicos e 88 (11,6%) eram...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Doenças de cães; Doenças de pele; Tumores cutâneos; Oncologia; Dermatologia; Patologia; Dermatopatologia.
Ano: 2006 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782006000200030
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Intoxicação experimental por gentamicina em cães Ciência Rural
Dantas,Antônio Flávio Medeiros; Kommers,Glaucia Denise; Hennemann,Carla Rosane de Aguiar.
A toxicose experimental por gentamicina foi estudada em 11 cães. Dez cães receberam 10mg/kg de gentamicina por via intramuscular, 3 vezes ao dia, durante 14 dias. Outro cão recebeu a mesma dose por 10 dias. Os cães foram submetidos à eutanásia e necropsiados no 11°, 15°-19°, 21°, 27° e 37° dias do experimento. Os principais sinais clínicos foram anorexia, apatia, poliuria, polidipsia, diarréia, vômito e oligúria. Os achados laboratoriais foram enzimúria, cilindrúria, azotemia e isostenúria. As lesões macroscópicas eram restritas aos rins, que estavam acentuadamente pálidos, tumefeitos e macios. Dois cães desenvolveram edema perirrenal discreto. Ao exame histológico do rim, dez cães tinham necrose tóxica aguda restrita aos túbulos contorcidos proximais....
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Nefrose tóxica; Gentamicina; Doenças de cães.
Ano: 1997 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84781997000300015
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Lesões extra-renais de uremia em 72 cães Ciência Rural
Dantas,Antônio Flávio Medeiros; Kommers,Glaucia Denise.
Entre 1986 e 1995 foram diagnosticados 72 casos (4,43%) de uremia de um total de 1.623 cães necropsiados no setor de Patologia Veterinária da Universidade Federal de Santa Maria - RS. Sinais clínicos de uremia foram descritos em 58 cães (80,55%), com predomínio de vômito, anorexia, diarréia e apatia. As lesões extra-renais de uremia foram mais evidentes, em ordem decrescente, nos sistemas digestivo, respiratório, cardiovascular, endócrino e ósseo. As lesões mais freqüentes foram gastropatia urêmica (79,16%), pneumopatia urêmica (49,27%) e endocardite mural do átrio esquerdo associada à arteriopatia degenerativa no miocárdio (34,72%). Em 70 casos a uremia era de origem renal, correspondendo a 16,27% de 430 cães com lesões renais primárias. Dois cães...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Uremia; Insuficiência renal; Doenças de cães.
Ano: 1997 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84781997000200022
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Linfossarcoma em cães Ciência Rural
Fighera,Rafael Almeida; Souza,Tatiana Mello de; Barros,Claudio Severo Lombardo de.
O linfossarcoma é uma neoplasia linfóide que se origina em órgão sólido e que, em cães, não tem ainda uma etiologia determinada. O diagnóstico dessa neoplasia pode ser feito tanto por citologia como por histopatologia, embora, muitas vezes, sua diferenciação de leucemia linfóide seja difícil. Vários sinais clínicos são associados com o linfossarcoma canino, a maioria deles relacionada ao órgão na qual o tumor se localiza. Uma manifestação comum é a linfadenopatia generalizada que deve ser diferenciada de outras enfermidades que causam aumento de volume dos linfonodos. Algumas síndromes paraneoplásicas complicam casos de linfossarcoma e, muitas vezes, são responsáveis pela morte do animal. Neste trabalho, são revisados os aspectos clínicos, laboratoriais,...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Linfossarcoma; Linfoma; Oncologia; Hematologia; Doenças de cães.
Ano: 2002 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782002000500025
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Mielolipoma adrenal bilateral em um cão Ciência Rural
França,Silvia de Araújo; Ecco,Roselene; Guedes,Roberto Mauricio Carvalho.
O presente relato descreve um caso de mielolipoma adrenal bilateral em uma cadela Poodle de 13 anos de idade. O cão morreu por peritonite séptica aguda, decorrente de ulceração e perfuração intestinal por corpo estranho linear. O neoplasma foi achado incidentalmente durante a necropsia. Macroscopicamente, as adrenais estavam redondas e com volume e aumentados. Ao corte elas eram friáveis, vermelho-amarronzadas, intercaladas por áreas branco-amareladas levemente proeminentes. Histologicamente, extensas áreas do parênquima continham adipócitos bem diferenciados, células hematopoéticas e macrófagos com hemossiderina, achados característicos de mielolipoma adrenal.
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Doenças de cães; Glândula adrenal; Mielolipoma; Oncologia; Patologia.
Ano: 2008 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782008000500048
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Neoplasias de língua em cinco cães Ciência Rural
Daleck,Carlos Roberto; De Nardi,Andrigo Barboza; Silva,Márcio César Vasconcelos; Eurides,Duvaldo; Silva,Luiz Antônio Franco da.
Este trabalho tem como objetivo relatar a ocorrência de cinco casos de neoplasias de língua em cães. Os sinais clínicos mais observados foram ptialismo, halitose e hiporexia. Após biópsia excisional para exame histopatológico, os resultados revelaram dois casos de melanoma, um caso de histiocitoma, um caso de fibrossarcoma e um caso de mastocitoma grau II, sendo que neste o proprietário não autorizou qualquer forma de tratamento. O tratamento para os demais foi a glossectomia parcial e, no caso de fibrossarcoma, associou-se a quimioterapia. Dois animais apresentaram deiscência de sutura no pós-operatório, não havendo necessidade da realização de nova intervenção. Em relação ao prognóstico, os pacientes com histiocitoma, fibrossarcoma e um com melanoma não...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Doenças de cães; Neoplasias de língua; Oncologia.
Ano: 2007 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782007000200047
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Síndrome hipereosinofílica idiopática associada à doença eosinofílica disseminada em um cão Ciência Rural
Fighera,Rafael Almeida; Souza,Tatiana Mello de; Kommers,Glaucia; Barros,Claudio Severo Lombardo de.
Relata-se um caso de síndrome hipereosinofílica idiopática associada à doença eosinofílica disseminada em um cão, macho, mestiço Pastor Alemão, com cinco anos de idade. Os sinais clínicos incluíam apatia, anorexia, intolerância ao exercício, caquexia, dispnéia e taquicardia. Laboratorialmente, havia reação leucemóide eosinofílica e na citologia da medula óssea observou-se acentuada hiperplasia eosinofílica. Radiologicamente, detectou-se uma área radiopaca intratorácica bilateral cranial ao coração. A punção aspirativa intratorácica demonstrou grande quantidade de eosinófilos, o que permitiu um diagnóstico clínico de infiltração pulmonar com eosinofilia. O diagnóstico foi confirmado histologicamente.
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Doenças de cães; Síndrome hipereosinofílica; Doença eosinofílica disseminada; Reação leucemóide; Eosinófilos; Eosinofilia; Hematologia; Patologia.
Ano: 2004 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782004000300045
Registros recuperados: 14
Primeira ... 1 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional