Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 10
Primeira ... 1 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Anestesia convencional e técnica de tumescência em cadelas submetidas à mastectomia. Avaliação da dor pós-operatória Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Aguirre,C.S.; Minto,B.W.; Faria,E.G.; Horr,M.; Filgueira,F.G.F.; Nardi,A.B..
As neoplasias mamárias são as mais comuns em cadelas e geralmente acometem fêmeas de meia-idade a idosas, não castradas ou que foram submetidas ao procedimento de ovario-histerectomia tardiamente. A principal forma de tratamento é a excisão cirúrgica, sendo a ressecção unilateral das glândulas mamárias o procedimento mais realizado na prática veterinária. O objetivo do presente estudo foi comparar a dor pós-operatória em cadelas submetidas ao procedimento de mastectomia unilateral sob efeito das técnicas anestésicas de tumescência ou convencional. Foram utilizadas 20 cadelas, divididas em dois grupos: um grupo recebeu apenas a anestesia geral inalatória (grupo convencional), e o outro recebeu adicionalmente a anestesia infiltrativa por tumescência (grupo...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Cães; Tumor mamário; Cirurgia; Dor; Tumescência.
Ano: 2014 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352014000401073
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Anestesia local por tumescência com lidocaína em cadelas submetidas a mastectomia Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Abimussi,C.J.X.; Ferreira,J.Z.; Floriano,B.P.; Paes,F.; Perri,S.H.V.; Oliva,V.N.L.S..
O presente estudo investigou os benefícios da anestesia por tumescência com lidocaína em cadelas submetidas à mastectomia, visando ao conforto do paciente e à sua recuperação pós-operatória. Foram utilizados sete animais, de peso e raças variadas, que apresentavam neoplasia em região de cadeia mamária e que foram submetidos à cirurgia de mastectomia. Todos os animais receberam o mesmo protocolo anestésico, sendo utilizado como MPA a associação entre acepromazina e morfina, nas doses de 0,04mg/kg e 0,4mg/kg (IM), respectivamente. Após 15 minutos, foi alocado um cateter em veia cefálica e realizou-se a indução com propofol 4mg/kg e midazolam 0,2mg/kg, seguida de manutenção anestésica com isofluorano. Posteriormente à instrumentação, procedeu-se à técnica de...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Cães; Anestesia balanceada; Dor; Neoplasias.
Ano: 2013 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352013000500006
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Avaliação analgésica da cetamina e do tenoxicam em cadelas submetidas à ovariosalpingohisterectomia MV&Z
Freitas, Tiago Martins; Silva, Jeferson da Cruz; de Santis, Ranusce; Bezerra, Jefferson Ribeiro; Lima, Dayanne Anunciação Silva Dantas; Lima, Wagner Costa.
A dor é um mecanismo de defesa, que quando não tratada pode desencadear sofrimento duradouro. Os anti-inflamatórios não hormonais tem sido comumente utilizados para o controle da dor no período pós-operatório, principalmente porque não resultam em sedação ou em depressão respiratória. dentre estes o tenoxicam, um AINE do grupo oxicam, inibidor não seletivo da ciclooxigenase 2 e com uma conveniente meia vida longa tem sido utilizado. A cetamina é um anestésico intravenoso dissociativo derivado da Fenciclidina. É muito empregado na Medicina veterinária devido sua elevada margem de segurança, por causar analgesia por bloqueio da condução dos impulsos nervosos. O presente trabalho avaliou e comparou o efeito analgésico do tenoxicam e da cetamina em cadelas...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: AINE; Cirurgia; Dor.
Ano: 2013 URL: http://www.revistamvez-crmvsp.com.br/index.php/recmvz/article/view/22139
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Avaliação macroscópica, microscópica e histomorfométrica do tecido cicatricial pós-cirúrgico de eqüinos submetidos a duas técnicas de neurectomia digital Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Escobar,A.; Rio Tinto,J.J.M.; Vasconcelos,A.C.; Rachid,M.A.; Alves,G.E.S.; Faleiros,R.R..
Avaliou-se macro e microscopicamente o tecido cicatricial pós-operatório de eqüinos submetidos a duas técnicas de neurectomia digital: guilhotina (TG) e stripping (TS). Decorridos 14 meses das cirurgias, foram colhidas 32 amostras de tecido cicatricial em quatro éguas, que tiveram os membros submetidos a ambas as técnicas. À macroscopia, verificaram-se as dimensões da cicatriz do coto proximal e a distância entre os cotos proximal e distal. À microscopia, foi quantificada a proporção de tecido nervoso regenerado por meio de histomorfometria. Não houve diferença nas dimensões do tecido cicatricial, contudo a distância entre cotos foi 5,6 vezes maior na TS (P<0,001). Histologicamente, observou-se a presença de tecido conjuntivo frouxo e denso, macrófagos...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Eqüino; Neurectomia; Dor; Neuroma; Reinervação.
Ano: 2008 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352008000400004
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Confiabilidade e pontuação mínima relacionada à intervenção analgésica de uma escala multidimensional para avaliação de dor pós-operatória em gatos Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Brondani,J.T.; Luna,S.P.L.; Minto,B.W.; Santos,B.P.R.; Beier,S.L.; Matsubara,L.M.; Padovani,C.R..
Avaliou-se a confiabilidade e determinou-se a pontuação mínima relacionada à necessidade de intervenção analgésica de uma escala multidimensional para avaliação de dor pós-operatória em gatas submetidas à ovário-histerectomia. Trinta gatas foram filmadas em quatro momentos predeterminados: pré-operatório, pós-operatório antes e depois da analgesia de resgate e às 24 horas após a cirurgia. Quatro observadores, não cientes dos momentos de avaliação, e um observador, considerado padrão-ouro - pesquisador que desenvolveu a escala - , avaliaram os vídeos em ordem aleatória, a partir da aplicação da escala, e determinaram a suficiência ou não de analgesia, baseando-se na experiência clínica. Os vídeos foram reavaliados dois meses após a primeira análise. O grau...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Gatos; Dor; Escalas; Confiabilidade; Intervenção analgésica.
Ano: 2013 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352013000100024
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Correlação entre as escalas visual analógica, de Melbourne e filamentos de Von Frey na avaliação da dor pós-operatória em cadelas submetidas à ovariossalpingohisterectomia Ciência Rural
Pohl,Virgínia Heinze; Carregaro,Adriano Bonfim; Lopes,Carlize; Garlet,Clarissa; Marques,Jenifer Santana.
A avaliação da dor em animais necessita da utilização de escalas de avaliação, que dependem da interpretação realizada por observadores. O objetivo do presente estudo foi avaliar a correlação entre a escala visual analógica (EVA), escala de Melbourne e os filamentos de Von Frey, na avaliação da dor pós-operatória em 42 cadelas adultas e saudáveis, submetidas à ovariossalpingohisterectomia (OSH). A dor pós-operatória foi avaliada por dois observadores cegos aos tratamentos analgésicos, em intervalos de uma hora, utilizando a EVA, a escala de Melbourne e os filamentos de Von Frey, aplicados ao redor da incisão cirúrgica. Foram considerados como critérios para realização da analgesia resgate uma pontuação de 50mm na EVA ou de 13 pontos na escala de Melbourne....
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Dor; Analgesia; Métodos de avaliação; Cães.
Ano: 2011 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782011000100025
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeitos cardiovasculares e analgésicos da administração epidural de ropivacaína isolada ou associada à morfina, em felinos Ciência Rural
Regalin,Doughlas; Moresco,Marina; Padilha,Vanessa Sasso; Tocheto,Ronise; Oleskovicz,Nilson.
Visando avaliar os efeitos cardiovasculares e analgésicos de dois protocolos epidurais em felinos submetidos à OSH, 16 gatas mestiças, adultas, que, após indução à anestesia geral, receberam anestesia epidural (L7 - S1) com 0,26mL kg-1 de ropivacaína 0,75%, isolada (GR) ou associada a 0,1mg kg-1 morfina (GRM). A ETCO2, f, FC, PAS, T°R e relaxamento muscular foram avaliados no momento basal, 30 minutos após epidural, após incisão de pele, ligadura dos pedículos ovarianos e cérvix, final da celiorrafia e cirurgia, sendo administrado fentanil, caso ocorresse aumento de 20% na PAS, FC ou f em relação ao momento basal. Ao final do procedimento, foram avaliados, com auxílio de uma escala multidimensional de dor aguda em felinos, durante 12 horas, e, quando a...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Analgesia; Anestesia locorregional; Dor; Escala de dor; Morfina.
Ano: 2014 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782014001202228
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeitos da eletroacupuntura, aquapuntura e farmacopuntura em cadelas anestesiadas com isofluorano e submetidas à ovário-histerectomia Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Taffarel,M.O.; Salgado,A.E.P.; Melo Filho,E.V.; Teixeira,L.R.; Fracalossi,L.D.C.; Luz,M.R.; Freitas,P.M.C..
Avaliaram-se os efeitos analgésicos da eletroacupuntura, aquapuntura e farmacopuntura com morfina nos acupontos VB41 e TA5 de 24 cadelas hígidas submetidas à ovário-histerectomia. Os animais foram distribuídos em quatro grupos (G) de igual número - GDest, GMorf, GElet e GC - e anestesiados com acepromazina, propofol e isofluorano. Após a estabilização do plano anestésico, os animais do GDest receberam 0,5mL de água destilada em cada acuponto; os do GMorf receberam 0,1mg/kg de morfina distribuído nos quatro acupontos; os do GElet foram submetidos à eletroacupuntura; e os do GC, acupuntura em pontos sham. Os animais do GC receberam, após o término do procedimento cirúrgico e antes do início da avaliação pelas escalas de dor, 2,0mg/kg de tramadol. Foram...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Cão; Analgesia; Dor; Parâmetros fisiológicos.
Ano: 2012 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352012000100004
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Neurectomia digital em eqüinos: comparação das técnicas guilhotina e stripping Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Faleiros,R.R.; Tinto,J.J.R.; Escobar,A.; Alves,G.E.S..
Compararam-se as dificuldades transcirúrgicas e as complicações pós-operatórias das técnicas guilhotina (TG) e stripping (TS) para a neurectomia digital em eqüinos. Sob anestesia com halotano, quatro éguas tiveram os nervos digitais de um dos membros torácicos e um dos pélvicos submetidos à TG, enquanto os nervos digitais dos membros colaterais foram submetidos à TS. Os tempos cirúrgicos médios de TG e TS foram semelhantes. O comprimento médio do fragmento do nervo removido foi três vezes maior em TS (P<0,001). Independente da técnica utilizada, houve perda total da sensibilidade nos talões de todos os membros dentro dos quatro primeiros meses da cirurgia. Após 14 meses, houve retorno da sensibilidade em 37% dos membros em TG e 18,8% em TS (P=0,06). Ao...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Eqüino; Neurectomia; Dor; Nervo; Reinervação.
Ano: 2008 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352008000200009
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Validade e responsividade de uma escala multidimensional para avaliação de dor pós-operatória em gatos Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Brondani,J.T.; Luna,S.P.L.; Minto,B.W.; Santos,B.P.R.; Beier,S.L.; Matsubara,L.M.; Padovani,C.R..
O manejo adequado da dor depende de métodos de avaliação acurados. O objetivo deste estudo foi avaliar a validade e a responsividade de uma escala multidimensional para avaliação de dor pós-operatória em gatas submetidas à ovário-histerectomia. Trinta gatas foram filmadas no período perioperatório em quatro momentos predeterminados: pré-operatório, pós-operatório antes e depois da analgesia de resgate e às 24 horas após o término da cirurgia. Cinco observadores não cientes dos momentos de avaliação e um observador considerado padrão-ouro (pesquisador que desenvolveu a escala) avaliaram os vídeos em ordem aleatória e determinaram os escores de dor dos animais, utilizando a escala a ser validada. A responsividade e a validade de conteúdo e constructo foram...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Dor; Escalas; Validade; Responsividade; Gatos.
Ano: 2012 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352012000600019
Registros recuperados: 10
Primeira ... 1 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional