Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: 

RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 6
Primeira ... 1 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeitos do alumínio e da salinidade na germinação de sementes de arroz-bravo (Oryza sp). Repositório Alice
SOUZA FILHO, A. P. da S.; CAMARÃO, A. P..
No presente trabalho são analisados os efeitos do alumínio e da salinidade na germinação de sementes de arroz-bravo (Oryza sp.). A germinação foi monitorada em períodos de 15 dias. Os resultados indicaram que o alumínio, na faixa de 0,0 a 2,0 meq/100 ml, não afetou a germinação das sementes. A germinação respondeu de forma quadrática à variação da salinidade no intervalo de O a 300 mM. Os decréscimos na germinação foram mais intensos a partir da concentração de 75 mM, sendo que na concentração de 300 mM do sal, as sementes não germinaram.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Monte Alegre; Pará; Brasil; Aluminium; Seed; Grasse; Alumínio; Arroz; Germinação; Gramínea; Salinidade; Semente; Amazonia; Germination; Rice; Salinity.
Ano: 1998 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/394911
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeitos potencialmente alelopáticos e autotóxicos em Pueraria phaseoloides. Repositório Alice
SOUZA FILHO, A. P. da S.; ALVES, S. de M..
Visando identificar efeitos autotóxicos e potencialmente alelopáticos na Pueraria phaseoloides, foram preparados extratos aquosos de sementes e da parte aérea, a 3% e 5%. Como plantas receptaras utilizaram-se a puerária, Urena lobata e Mimosa pudica. A puerária evidenciou potencialidades alelopáticas inibitórias em intensidades que variou em função da fonte e da concentração do extrato. A parte aérea constituiuse na principal fonte de substâncias potencialmente alelopáticas, solúveis em água. A concentração de 5% efetivou reduções mais expressivas do que a 3%, independentemente da fonte do extrato e da planta receptara. Foram observados efeitos autotóxicos apenas para o extrato da parte aérea
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Aleloquíimico; Leguminosa forrgeira; Patagem; Allelochemical; Plant extratcs; Seed; Weed; Grasse; Feed legumes; Pasture; Erva Daninha; Extrato Vegetal; Germinação; Gramínea; Kudzu; Malva Branca; Pueraria Phaseoloides; Semente; Germination.
Ano: 1998 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/394910
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Eragrostis tenuifolia (A. Rich.) Hochst. ex Steud. (Poaceae) no Mato Grosso do Sul e Mato Grosso, Brasil. Repositório Alice
GUGLIERI-CAPORAL, A.; CAPORAL, F. J. M.; VALLS, J. F. M..
bitstream/item/183399/1/1803-11819-1-PB.pdf
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Eragrostideae; Região Centro-Oeste; Centro-Oeste Region; Grasse; Gramínea; Gramineae.
Ano: 2011 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/906934
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Métodos de superação da dormência de sementes de arroz-bravo (Oryza sp). Repositório Alice
SOUZA FILHO, A. P. da S.; CAMARÃO, A. P..
O objetivo da pesquisa foi estudar os efeitos do H2SO 4 (Imersão por 5, 10, 15 e 20 minutos) e do KN03 (imersão por 5, 10 e 20 minutos em solução de 1, 3 e 5%) na superação da dormência das sementes de arroz-bravo. O H2SO 4 promoveu acréscimos de apenas 16,36% na germinação, indicando que sua recomendação não se justifica sob o ponto de vista agronômico ou econômico. O KN03 propiciou acréscimos na germinação em intensidades que variaram de 48,15% a 76,54%, sendo a imersão das sementes por 10 minutos no KN03 a 5%, o tratamento que promoveu o melhor resultado.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Forrageira; Seed; Grasse; Sulphuric acid; Ácido Sulfúrico; Arroz; Dormência; Germinação; Gramínea; Nitrato de Potássio; Semente; Dormancy; Forage; Germination; Potassium nitrate; Rice.
Ano: 1998 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/394914
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Paspalum (Poaceae) no Rio Grande do Norte, Brasil. Repositório Alice
OLIVEIRA, R. C. de; SANTANA, S. H. de; SILVA, A. S. da; MACIEL, J. R.; VALLS, J. F. M..
bitstream/item/179979/1/704-7173-1-PB.pdf
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Paspalum L; Região Nordeste do Brasil; Anicoideae; Northeast region of Brazil; Conservation; Grasse; Gramínea; Conservação; Taxonomia; Taxonomy.
Ano: 2013 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/980325
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Tolerância de quatro gramíneas forrageiras a diferentes graus de sombreamento. Repositório Alice
SCHREINER, H. G..
Em Colombo, Paraná, foram estudados o comportamento e a produção das gramíneas braquiária (Brachiaria decumbens Stapf. Prain), pangola (Digitaria decumbens Stent), capim-limpo (Hemarthria altissima (Poir.) Stapf & Hubbard) e pensacola (Paspalum notatum Flügge var. Saurae), submetidas a quatro graus de sombreamento, para aplicação em projetos silvipastoris. Após três anos de estudos, concluiu-se que: a. todas as gramíneas testadas podem ser consideradas como moderadamente tolerantes ao sombreamento; b. na média das quatro gramíneas, os sombreamentos de 25%, 50% e 80% causaram descréscimos de 5%, 41% e 78% na produção de matéria seca, em relação à testemunha; c. com o sombreamento de 50%, a produção de braquiária, no primeiro ano, foi sensivelmente maior...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Sistema silvipastoril; Graminea; Sombreamento; Resistencia; Braquiaria; Brachiaria decumbens; Pangola; Digitaria decumbens; Capim-limpo; Hemarthria altissima; Pensacola; Paspalum notatum; Intercropping; Silvopastoral systems; Pasture; Grasse; Shading tolerance.
Ano: 1987 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/282238
Registros recuperados: 6
Primeira ... 1 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional