Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 145
Primeira ... 12345678 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Absorção de Ca, Mg e S pelo cafeeiro (Coffea arabica L. cv. Catuaí) com dois, três, quatro e cinco anos de idade; nas fases fenológicas de repouso fenológicas de repouso, granação e maturação vegetando em um latossolo vermelho amarelo, fase cerrado Anais da ESALQ
Cietto,S.; Haag,H.P.; Dechen,A.R..
Em uma plantação de cafeeiros (Coffea arábica L. cv. Catuai) com dois, três, quatro e cinco anos de idade no campo situada em Latossolo Vermelho Amarelo, fase cerrado, na Fazenda Santo Izidro, município de Salto,SP. determinou-se a acumulação de Ca, Mg e S no caule, ramos, folhas e frutos durante as fases fenológicas de repouso, granação e maturação. Concluiu-se que: a maior acumulação de Ca pela parte aérea nos meses de julho, janeiro e junho ocorre em cafeeiros com cinco anos; a acumulação de Mg e S varia em função das épocas. O cafeeiro aos cinco anos de campo exporta através da colheita, em função do conteúdo total na planta 26% de Ca, 32% de Mg e 37% de S.
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Acúmulo de Ca; Mg; S; Fase de repouso; Granação; Maturação; Latossolo vermelho amarelo; Cafeeiro.
Ano: 1991 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0071-12761991000100013
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Ácido Giberélico (GA3) e maturação de frutos das tangerinas 'Mexerica Montenegrina'e 'Poncã' Scientia Agricola
Marur,Celso Jamil; Stenzel,Neusa Maria Colauto; Rampazzo,Elcio Felix; Scholz,Maria Brígida Santos.
Na região norte do estado do Paraná, Brasil, as tangerinas `Ponkan' (Citrus reticulata) e `Montenegrina' (Citrus deliciosa) geralmente são colhidas em maio e julho, respectivamente. Aplicações de produtos à base de GA3 podem estender o período de produção, permitindo aos produtores programar a colheita e obter melhores preços. Neste trabalho foi estudado o efeito do GA3 sobre a maturação dos frutos de ambas as espécies, nos anos de 1996 e 1997. Os tratamentos constaram de concentrações compreendidas entre 20 e 60 mg L-1 de GA3 aplicadas ao início da mudança de cor dos frutos e quando a coloração alaranjada estava mais avançada. A cada 21 dias a maturação dos frutos foi visualmente avaliada e 6 frutos por parcela foram amostrados para análises do grau Brix...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Ácido giberélico; Maturação; Mexerica `Montenegrina'; Tangerina `Poncã'.
Ano: 1999 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-90161999000300002
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Alguns aspectos da maturação da semente de feijão (Phaseolus vulgaris L.). Infoteca-e
VIEIRA, E. H. N.; VIEIRA, N. R. de A..
Procurou mostrar que vagens verdes, com sementes aparentemente imaturas, podem ser colhidas, pois muitas sementes estão aptas a produzir novas plantas. Pode-se, assim, proceder a colheitas precoces para obtenção de novas gerações, antes da maturação completa das vagens.
Tipo: Comunicado Técnico (INFOTECA-E) Palavras-chave: Bean; Seed; Maturation.; Feijão; Maturação; Phaseolus Vulgaris; Semente..
Ano: 1996 URL: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/203599
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Altas concentrações de FSH-p na maturação in vitro de oócitos Bos indicus Ciência Rural
Alves,Joana D'Arc Rocha; Oliveira,Marcos Antonio Lemos; Lima,Paulo Fernandes; Caldas,João Gustavo Luz; Santos Filho,Antônio Santana; Barreto,Marcia Brayner Paes.
O objetivo deste trabalho foi avaliar a eficiência de diferentes concentrações de um FSH-p comercial sobre a maturação nuclear de oócitos Bos indicus, clivagem e desenvolvimento in vitro de embriões até estádios de blastocisto. Após seleção e transferência para o meio TCM 199/HEPES suplementado com diferentes concentrações de FSH-p (T1 = 10mg/m<img border=0 width=32 height=32 id="_x0000_i1025" src="../../../../img/revistas/cr/v31n4/a14img01.gif"> ; T2 = 20mg/m<img border=0 width=32 height=32 id="_x0000_i1026" src="../../../../img/revistas/cr/v31n4/a14img01.gif"> ; T3 = 40mg/m<img border=0 width=32 height=32 id="_x0000_i1027" src="../../../../img/revistas/cr/v31n4/a14img01.gif">), os oócitos foram incubados, durante 24 horas, a 39ºC em...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Maturação; Clivagem; Blastocisto; FSH-p.
Ano: 2001 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782001000400014
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Alterações físicas, fisiológicas e bioquímicas durante o desenvolvimento de sementes de sorgo de diferentes concentrações de tanino Acta Agron. (Palmira)
de Almeida,Tanismare Tatiana; Oliveira,João Almir; Franco da Rosa,Sttela Dellyzete Veiga; da Silva,Adriano Alves; dos Santos Oliveira,Andrea; de Sousa Pereira,Diego.
Com o interesse de verificar a relação entre a concentração de tanino e a dormência das sementes, objetivou-se nessa pesquisa, avaliar as alterações bioquímicas, físicas e fisiológicas ocorridas durante o desenvolvimento de sementes de sorgo com diferentes concentrações de tanino. Foram utilizadas sementes dos cultivares BR 305 e BR 310, colhidas em sete estádios de desenvolvimento (100, 103, 107, 113, 119, 121, 127 dias após a semeadura), conforme o teor de água. As sementes colhidas em cada estádio foram divididas em dois lotes, um submetido à secagem a 35 °C, até umidade de 12% e o outro lote sem secagem. A qualidade das sementes foi avaliada pelos testes de germinação e perfis enzimáticos. Foi determinada, ainda, a concentração de tanino nas sementes...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Sorghum bicolor; Germinação; Colheita; Maturação.
Ano: 2016 URL: http://www.scielo.org.co/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0120-28122016000200012
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Análise de imagens no estudo morfológico e fisiológico de sementes de abóbora Horticultura Brasileira
Silva,Patricia P; Freitas,Raquel A; Cícero,Silvio M; Marcos-Filho,Júlio; Nascimento,Warley M.
A obtenção de sementes de abóbora com alta qualidade fisiológica é fundamental para colocar a produção nacional em condições de competitividade com as sementes importadas. Uma técnica que vem sendo utilizada recentemente para estudos relacionados à elucidação de vários aspectos do comportamento das sementes é a análise de imagens, incluindo as obtidas por meio do raio X. Esta técnica consiste em radiografar sementes com o objetivo de avaliar a morfologia interna e, assim, estabelecer relações com o desempenho da semente. O objetivo do presente estudo foi verificar se a técnica de raio X pode ser utilizada com sucesso na detecção de anormalidades e seus reflexos na qualidade fisiológica de sementes de abóbora. Foram utilizadas sementes de abóbora...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Cucurbita moschata; Maturação; Teste de raio-X; Germinação.
Ano: 2014 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-05362014000200210
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Análise exploratória de conjuntos de dados obtidos durante a maturação de sementes de milho Rev. bras. sementes
Scapim,Carlos Alberto; Guedes,Terezinha Aparecida; Carneiro,José Walter Pedroza; Lucca e Braccini,Alessandro de; Amaral,Denilson do.
O objetivo deste trabalho foi o de indicar, ou não, distribuições alternativas e assimétricas para a análise de dados que foram obtidos com os testes de germinação, frio e envelhecimento, peso de matéria seca e porcentagem de umidade medidos durante a maturação de sementes de milho. Para isto foi realizada uma análise exploratória dos dados obtidos de um experimento em que foram semeados três híbridos em três épocas distintas e cujas plantas tiveram as espigas amostradas dentro de cada parcela. O intervalo de coleta variou em quatro dias começando após o 23º e terminando no 59º dia após o florescimento. As distribuições estudadas foram a Normal, a Lognormal, a de Gumbel e a de Weibull. O valor numérico do logaritmo da função verossimilhança foi usado como...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Maturação; Sementes; Milho; Distribuições estatísticas; Germinação; Vigor.
Ano: 2002 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-31222002000100015
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Aplicação do teste de raios x no estudo da morfologia interna e da qualidade fisiológica de aquênios de arnica (Lychnophora pinaster Mart.) Rev. bras. sementes
Melo,Paulo Régis Bandeira de; Oliveira,João Almir; Carvalho,Maria Laene Moreira de; Guimarães,Renato Mendes; Carvalho,Bruno de Oliveira.
O teste de raios X vem sendo empregado em programas de qualidade e como auxiliar nos estudos morfológicos e fisiológicos de sementes de diversas espécies. A arnica (Lychnophora pinaster Mart.) é uma espécie medicinal que apresenta um número elevado de aquênios cheios ou mal formados por ocasião da frutificação, o que dificulta a produção de sementes necessária para o suprimento de uma demanda cada vez maior, pela indústria farmacêutica. Para verificar o efeito do estádio de maturação de aquênios de arnica na qualidade fisiológica das sementes e a eficiência do teste de raios X na separação de sementes mal formadas, foram coletados, no mês de dezembro de 2003, aquênios provenientes de uma população de plantas do município de Itumirim, MG. Na coleta, foram...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Semente; Análise de imagens; Maturação; Germinação; Planta medicinal.
Ano: 2009 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-31222009000200017
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
ARMAZENAMENTO DE PÊSSEGOS (Prunus persica L.), CULTIVAR CHIRIPÁ, EM ATMOSFERA CONTROLADA Ciência Rural
Rombaldi,Cesar Valmor; Silva,Jorge Adolfo; Parussolo,Aguinaldo; Lucchetta,Luciano; Zanuzo,Márcio Roggia; Girardi,César Luis; Cantillano,Ruffino Fernando Flores.
Uma das principais alterações durante o armazenamento refrigerado de pêssegos é a ocorrência de lanosidade. No presente trabalho, foi estudado o efeito da atmosfera controlada sobre a conservação de pêssegos da cultivar Chiripá e, em particular, no controle de lanosidade. Os pêssegos foram colhidos com valores médios de firmeza de polpa (FP) de 50N, 7cmo<IMG SRC="http:/img/fbpe/cr/v32n1/a08img01.gif">.L-1 de acidez total titulável (ATT), 13,8ºBrix de sólidos solúveis totais (SST) e coloração de fundo verde-esbranquiçada. As frutas foram armazenadas em dois sistemas: 1) ar refrigerado (AR) a 0ºC± 0,5ºC e 90± 5% de umidade relativa (UR); 2) atmosfera controlada (AC) a 0ºC± 0,5ºC e 95± 2%UR, 1,5KPa de O2 e 5KPa de CO2. Na instalação do experimento, aos...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Maturação; Lanosidade.
Ano: 2002 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782002000100008
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
As condições meteorológicas e sua influência na safra de maçã 2009/10, na Região de Vacaria, RS. Infoteca-e
FIORAVANÇO, J. C.; CZERMAINSKI, A. B. C.; ALVES, S. A. M.; NACHTIGALL, G. R..
A produção de maçã, a exemplo de outras atividades agrícolas, é extremamente dependente das condições meteorológicas. Elas exercem grande influência no desenvolvimento produção e qualidade dos frutos da macieira. Cada uma das fases do ciclo produtivo requer condições ideais de temperatura, água e luz.
Tipo: Artigo de divulgação na mídia (INFOTECA-E) Palavras-chave: Rio Grande do Sul; Fruticultura; Maçã; Meteorologia; Clima; Produção; Dormência; Brotação; Floração; Frutificação; Maturação; Colheita.
Ano: 2010 URL: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/867073
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Atributos de qualidade relacionados ao estádio de maturação de amoras-pretas. Infoteca-e
ANTONIOLLI, L. R.; DALL'AGNOL, I..
A amoreira-preta, pertencente ao grupo das "pequenas frutas", é uma espécie arbustiva de porte ereto ou rasteiro que produz frutos agregados, com cerca de 4 a 7 g, de coloração negra e sabor ácido a doce-ácido (Shoemaker, 1978; Fachinello et a!., 1994). O fruto verdadeiro da amoreira é denominado mini drupa ou drupete. Cada mini drupa possui uma pequena semente e a junção dos frutos verdadeiros forma o que é chamado de fruto agregado (Poling, 1996)
Tipo: Artigo de divulgação na mídia (INFOTECA-E) Palavras-chave: Amora-preta; Colheita; Fruticultura; Maturação.
Ano: 2008 URL: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/542184
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Atributos fenológicos e agronômicos em cultivares de cafeeiro arábica Ciência Rural
Gaspari-Pezzopane,Cristiana de; Favarin,José Laércio; Maluf,Mirian Perez; Pezzopane,José Ricardo Macedo; Guerreiro Filho,Oliveiro.
O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito do ano agrícola sobre os atributos fenológicos e agronômicos em diferentes cultivares de cafeeiro arábica. Os atributos fenológicos determinados foram estádios de frutificação, de gema dormente até fruto seco e duração do ciclo. Como atributos agronômicos, foram avaliados o rendimento, a produtividade, os tipos e o tamanho de grãos. O período entre antese até fase chumbinho não variou entre as cultivares para o ano agrícola 2004/2005, já para o ano agrícola seguinte a cultivar 'Icatu Precoce' apresentou antecipação da fase chumbinho, e a cultivar 'Obatã' atrasou o início do ciclo fenológico em relação às demais cultivares estudadas. A duração do ciclo variou com o ano agrícola, o que possibilitou a confirmação...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Coffea arabica; Estádios fenológicos; Duração do ciclo; Maturação; Componentes de produção.
Ano: 2009 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782009000300013
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Avaliação da proteólise e do derretimento do queijo prato obtido por ultrafiltração Ciênc. Tecnol. Aliment.
Narimatsu,Agnes; Dornellas,José Raimundo F.; Spadoti,Leila M.; Pizaia,Patrícia D.; Roig,Salvador M..
O queijo Prato é o segundo tipo de queijo mais consumido no Brasil. A aplicação da ultrafiltração (UF) do leite é uma das alternativas de processos de fabricação de queijos que tem despertado interesse do setor laticinista, porém, tem-se observado uma menor taxa de maturação nos queijos semi-duros, como o queijo prato, obtidos por UF. Neste trabalho foram feitos três ensaios de produção de queijo Prato, com três tratamentos cada, respectivamente, com: leite não concentrado (Trat. 1) e leite concentrado por UF até as relações de concentração volumétrica (RCV) de 2,5:1 e 3,7:1 (Trat. 2 e Trat. 3, respectivamente). Os queijos foram fabricados pelo processo tradicional com coagulação enzimática (coalho de vitelo Bela Vista® - 90% de quimosina) (quarenta...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Queijo Prato; Concentração; Maturação; Derretimento.
Ano: 2003 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-20612003000400033
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Avaliação das condições de maturação oocitária e do efeito do reprodutor na produção in vitro de embriões bovinos Braz. J. Vet. Res. Anim. Sci.
COELHO,Lia de Alencar; ESPER,Cesar Roberto; GARCIA,Joaquim Mansano; VANTINI,Roberta; SILVA FILHO,Izaltino Rocha; ALMEIDA Jr.,Ivo Luis.
Avaliaram-se as condições de cultura para maturação dos oócitos (Exp. I) e o efeito do reprodutor (Exp. II) sobre as taxas de clivagem (TC) e de mórulas e blastocistos (MO/BL) produzidos in vitro. Oócitos imaturos foram submetidos a maturação in vitro sob diferentes condições: meio B-199, acrescido de 5% de soro de vaca em estro (SVE), 5% de soro fetal bovino (SFB) e células da granulosa (T1/Exp. I) ou meio B-199, acrescido de 10% de SFB, 14 UI/ml de PMSG e 7 UI/ml de hCG (T2/Exp I). Após 24 h de cultura, os oócitos maturos foram inseminados com sêmen descongelado de dois reprodutores (R1 e R2 /Exp. II) e, após 48 h de incubação, os embriões de 2 e 4 células foram transferidos para placas de cultivo in vitro, onde permaneceram em cultura por mais 9 dias....
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Maturação; Fertilização; In vitro; Oócitos; Bovinos.
Ano: 1998 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-95961998000300005
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Avaliação do amaciamento de carne bovina de dianteiro (Triceps brachii) pelos métodos de maturação, estimulação elétrica, injeção de ácidos e tenderização mecânica Ciênc. Tecnol. Aliment.
PUGA,Débora Maria Ubisses; CONTRERAS,Carmen Josefina Castillo; TURNBULL,Marcello Rodrigues.
Vinte e dois músculos Triceps brachii obtidos de 11 bovinos fêmeas com idade 3 e 4 anos, abatidos em abatedouro experimental, foram submetidos à tenderização mecânica, à injeção de ácido acético 0,1M e ácido lático 0,2M, à maturação por 9 e 14 dias, à estimulação elétrica (250V - 60 Hz - 90s), sendo alguns reservados como grupo-controle, sem tratamento. A maturação por 14 dias apresentou 21% de aumento na maciez subjetiva e 12% de diminuição da força de cisalhamento; estes valores são semelhantes aos da estimulação elétrica. Contudo, a injeção com ácidos e a maturação por 9 dias não apresentaram efeito significativo sobre a textura da carne tratada. E embora o valor da força de cisalhamento da carne tenderizada mecanicamente tenha sido o menor entre todos...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Amaciamento de carne bovina; Tenderização mecânica; Estimulação elétrica; Marinação; Maturação.
Ano: 1999 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-20611999000100016
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
BRS BELAJOIA trigo. Infoteca-e
EMBRAPA TRIGO.
Este folder da BRS BELAJOIA trata sobre a sanidade foliar deste tipo de planta diferenciada.
Tipo: Fôlder / Folheto / Cartilha (INFOTECA-E) Palavras-chave: Sanidade foliar; Espigamento; Mancha amarela; Mosaico do trigo; Ferrugem da folha; VNAC; ADUBAÇÃO NITROGENADA; Tratamento de sementes; Produtividade; Trigo; Maturação; Crestamento; Oídio; Mancha Marrom; Septoriose; Giberela.
Ano: 2019 URL: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/1121235
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Características físicas, químicas e produtivas das videiras ‘Cabernet Sauvignon’ e ‘Tannat’ na região norte do Paraná - DOI: 10.4025/actasciagron.v29i5.738 Agronomy
Santos, Cristiano Ezequiel dos; UEL; Roberto, Sergio Ruffo; UEL; Sato, Alessandro Jefferson; UEL; Jubileu, Bruno da Siva; UEL; Aguiar, Ricardo Sfeir de; UEL.
O trabalho teve como objetivo determinar as características físicas, químicas e produtivas das videiras ‘Cabernet Sauvignon’ e ‘Tannat’ (Vitis vinifera), cultivadas na região norte do Paraná. A área experimental foi instalada em uma propriedade comercial pertencente à Vinícola Intervin®, localizada no município de Maringá, Estado do Paraná. O vinhedo foi estabelecido em julho de 2000, tendo o ‘IAC 766 Campinas’ como porta-enxerto. Para cada variedade foram utilizadas 20 plantas uniformes, conduzidas em latada em espaçamento de 4 x 1,5 m. A maturação das uvas foi avaliada quanto à evolução de pH, teor de sólidos solúveis (SST), acidez titulável (AT) e relação SST/AT do mosto das bagas, a partir dos 50 dias aproximadamente após o florescimento, até 7 dias...
Palavras-chave: 5.01.03.00-8 Fitotecnia Vitis vinifera; Uva; Maturação; Produção 5.01.03.00-8 Fitotecnia.
Ano: 2007 URL: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciAgron/article/view/738
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Caracterização de genótipos de pimentas Capsicum spp. durante a maturação. Infoteca-e
CARVALHO, A. V.; MACIEL, R. de A.; BECKMAN, J. C.; POLTRONIERI, M. C..
Este trabalho teve como objetivo caracterizar física e físico-quimicamente os frutos de 14 genótipos de pimenteira Capsicum spp. pertencentes ao Banco Ativo de Germoplasma da Embrapa Amazônia Oriental, a fim de colher subsídios que permitam avançar com o programa de melhoramento genético. Os materiais foram caracterizados quanto à dimensão e peso dos frutos, cor, umidade, pH e acidez titulável. As características físico-químicas foram determinadas em dois estádios de maturação (frutos imaturos e completamente maduros). Os frutos maduros apresentaram variabilidade de cor, comprimento, diâmetro e peso. A cor variou do amarelo até o vermelho intenso, o comprimento de 9,05 a 46,75 mm, o diâmetro de 6,83 a 25,34 mm e o peso de 0,40 a 12,10 g. Os valores de pH,...
Tipo: Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (INFOTECA-E) Palavras-chave: Banco ativo de germoplasma; Variabilidade genética.; Genótipo; Maturação; Pimenta..
Ano: 2014 URL: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/982429
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Caracterização do processo de fabricação de queijos minas artesanais produzidos na microrregião de Montes Claros, estado de Minas Gerais, Brasil MV&Z
Durães, G. L. L. S.; Durães, L. C. L.; Neves, L. F.; Vieira, P.; Lima, T. S.; Cabrini, C. C.; Cunha, A. L. F. S.; Pinto, M. S..
A procura e o consumo de queijo Minas artesanal no Estado de Minas Gerais tem se intensificado s nos últimos anos. Tal fato deve-se a crescente demanda por produtos saudáveis livres de aditivos e com identidade sensorial única. Há várias microrregiões do Estado de Minas Gerais cadastradas oficialmente como produtoras tradicionais desses queijos. Ainda que essas regiões possuam um único modo de fabricação do queijo o que é premissa para a sua caracterização, há de se ressaltar que atualmente um único produtor de queijo dentro do Estado pode solicitar o seu credenciamento junto ao Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA). O presente trabalho foi delineado para caracterizar o processo de fabricação do queijo Minas artesanal produzido na microrregião de Montes...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Segurança Alimentar; Maturação; Agricultura Familiar.
Ano: 2016 URL: http://www.revistamvez-crmvsp.com.br/index.php/recmvz/article/view/34811
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Caracterização fenológica e produtiva das videiras 'Cabernet Sauvignon' e 'Alicante' (Vitis vinifera L.) produzidas fora de época, no norte do Paraná Rev. Bras. Frutic.
Jubileu,Bruno da Silva; Sato,Alessandro Jefferson; Roberto,Sérgio Ruffo.
Este trabalho objetivou caracterizar a fenologia e a produção das videiras 'Cabernet Sauvignon' e 'Alicante' (Vitis vinifera L.) produzidas fora de época, no norte do Paraná, para a elaboração de vinho tinto. A área experimental foi instalada em uma propriedade comercial pertencente à Vinícola Intervin®, em Maringá-PR. As videiras foram conduzidas em latada sobre o 'IAC 766 Campinas'. As avaliações tiveram início a partir das podas de frutificação para a produção fora de época, durante dois anos consecutivos, realizadas no fim de janeiro de 2007 e 2008, onde foram utilizadas 20 plantas representativas de cada variedade. Avaliou-se a duração, em dias, das principais fases fenológicas das videiras, bem como estimadas a produção por planta e a produtividade...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Uva; Poda; Fenologia; Maturação; Vinho.
Ano: 2010 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452010000200015
Registros recuperados: 145
Primeira ... 12345678 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional